1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

O Imperialismo Madrilenho

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Pedro 10 Set 2013 às 19:34.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Aqui há muitos anos houve uma polémica enorme, patética e infantil, típica de países subdesenvolvidos, pois do que soube, eram apenas uns pilotos espanhóis, que como todos os pilotos, gostam de voar e fazer uns lowpass's, por vezes ultrapassando as marcas, aquele tipo de disparate que toda a gente faz pelo menos uma vez na vida quando gosta do que faz. A polémica que se seguiu foi infantil.

    De qualquer forma, coitado do país que se sente ameaçado só por causa de uns voos a baixa altitude sobre uns ilhéus...

    Ainda não percebi mesmo qual o objectivo deste tópico, quando formos invadidos por Espanha, avisem-me.
     
  2. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    502
    Local:
    Castelo Branco
    Lol, acho que você viu o TOP GUN vezes de mais, mas se tivesse visto o dito filme teria entendido que até os voos de treino estão sujeitos a plano de voo a questão aqui é diferente, que género de profissional, mesmo aqueles que gostam do que fazem, ultrapassa largamente o seu plano de voo, incluindo nele espaço aéreo de países terceiros quando o local de onde largaram se encontra a 165Km de distância?? Em vez de culpar o piloto, não será mais inteligente culpar as autoridades que elaboraram esse plano de voo, e que incluem como território seu, algo que lhes não pertence??

    Digo-lhe, não fosse isso a que você chama de infantilismo, e hoje ainda tinha-mos os f-18 a voar sobre uma reserva natural (é algo proíbido pelas Leis da UE) e sobre território nacional. A sua afirmação é quase como dizer que um determinado indíviduo pode usurpar propriedade alheia apenas porque esse indíviduo pensou que essa propriedade lhe pertencia. Pergunto-lhe então, que faria você se alguém andasse a lavrar e a cultivar a sua hortita sem licença? Queixava-se, e com razão, foi isso mesmo que o governo Português fez, e com toda a razão, até que na zona não se pode sequer voar. :D

    EDIT: Imagem com a distância da base de origem dos F-18, tirado da Wikipédia
    [​IMG]

    Como já lhe expliquei, se não o tivesse-mos feito, hoje continuavam a fazê-lo. A própria Lei Portuguesa é conivente com casos em qual não houve queixa formal de usurpação, quem cala consente. Graças a Deus que o Governo não consentiu.

    Concordo consigo aqui, e sou o primeiro a pedir que se considere em cancelar este tópico.
     
  3. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Eu efectivamente gostei do Top Gun, foi um filme que marcou uma geração. Quando o vejo hoje, acho obviamente muito foleiro, tão foleiro como a música que o meu filho de 10 anos gosta e eu tenho que respeitar os gostos dele.
    De qualquer forma não me apetece entrar em discussões fúteis sobre esse assunto. Além da meteorologia, sempre fui um grande apaixonado pela aviação, até muito antes da meteo, e garanto-te que os voos de caças espanhóis foram apenas entretenimento. Se voasses nem que fosse por apenas uns minutos, perceberias porquê é tão divertido no meio do monótono Atlântico fazer um voo rasante nuns ilhéus. O resto são patetices nacionalistas.
     
  4. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    "Os dirigentes espanhóis não se dão conta de que, ao reivindicarem Gibraltar com base nas teses anticolonialistas das Nações Unidas, terão de aceitar a validade das reivindicações de Marrocos sobre Ceuta e Melilla."

    Si, dan cuenta, todos damos cuenta que el estrecho de Gibraltar es un punto importante en el planeta y nadie va a dejar que una sola nación lo controle, ni España, ni Marruecos, ni Inglaterra.

    Mas por mi nao haberia problema en cambiar Ceuta y Melilla por Gibraltar, ningún problema. Eso si, la población española de Ceuta y Melilla voltara a la península, mais.......os mouros que moran en España deben mesmo voltar tudos a Marruecos.

    Otra cosa que ainda ninguen dizera.

    O problema de Gibraltar nao é tanto si é británico, o verdadero problema sao as 60.000 sociedades anónimas que existen en un rochedo de 30.000 habitantes.

    Ainda nao esplico como un rochedo de 6 km2 é o cuarto inversor económico en Rusia.
     
  5. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Gibraltar: devia ser devolvida a espanha, após referendo de gibraltar.

    Ceuta e Melilha: são colónias espanholas. Deviam ser devolvidas a marrocos, após referendo. Embora neste caso, penso que marrocos tem mais a ganhar com a presença espanhola do que com a retirada, em termos de relações comerciais.


    Eu gostaria de esa solución. Se Gibraltar fose español nao tendría problema nenhumo en Ceuta e Melilla voltar a Marruecos e a población española lí voltar a península.

    Eso si, tudos os marroquies en España tambén deben voltar para casa.

    Ilhas desertas: São portuguesas e ponto final! Assim como toda a extensão de mar a elas associada. Estas ilhas não são calhaus! Há ilhas em recifes de coral que nem calhaus são!

    Concordo totalmente. Agora só é necesario conhecer os límites das aguas entre as Canarias e as Selvagens.

    Olivença: É portuguesa, embora administrada por espanha. Foi-nos retirada como prémio de guerra por termos resistido às invasões francesas de que espanha esteve aliada. Deveria ser feito um referendo à população de olivença e caso pretenda continuar espanhola, então espanha deveria indemnizar o estado português, com uma bela maquia por ter explorado durante 200 anos (aprox.) um território que não é o seu.

    com uma bela maquia por ter explorado durante 200 anos (aprox.) um território que não é o seu.

    Independientemente de si fuera o no portuguesa, una cosa es clara.

    Extremadura es la región mas pobre de España, e una de las mas pobres de Europa Occidental, o beneficio económico de esa región es inexistente, ainda mais, toda la región recibe mas presupuesto do que aporta. Olivenza ni es Hong Kong, ni Macao, ni Gibraltar ni ningun paraiso finanziero. Olivenza es un local de Extremadura mas, económicamente deficitario.
     
  6. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Com tudo isto, espanha fica cada vez mais à mercê de velhos ódios internos de caráter independentista, de comunidades como catalunha ou o pais basco. Galiza penso que nem tanto, embora tenha uma clara identidade cultural e também no idioma, que a separa de espanha. Mas o próprio Rajoy é galego.

    Nao é odio nenhumo, detrás de esto hay una situación económica. Los que tienen dinero y son ricos y los que no.

    Valencia ten a mesma identidade cultural de Cataluña e nao acontece eso.

    Mas o próprio Rajoy é galego.

    Cierto, al igual que Franco que tambien era gallego.
    José María Aznar era castellano mas sus abuelos eran paternos eran bascos que hablaban vasco.

    Como moitos españoles (eu mesmo) somos moitos que temos sangue de moitas areas españolas (castellana, asturiana, gallega, vasca, etc....).
     
  7. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Estuve buscando, e o único que vi de eses F-18 eran aviones de varios países sobrevolando esas islas, en un ejercicio conjunto de la OTAN.

    En los ejercicios conjuntos de la OTAN aviones de diferentes paises vuelan juntos en diferentes espacios aereos.

    Exactamente lo mismo acontece aqui, en ejercicios de la OTAN ja se ha visto aviones militares de varios paises sobrevolando territorio español.

    Nao conozco si hubo otros vuelos aereos.
     
  8. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    842
    Local:
    Braga. Lomar
    Eu sei isso...nós também o fazemos, mas penso que bom entendedor meia palavra basta.
     
  9. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    842
    Local:
    Braga. Lomar
    Ora nem mais...:lol:
     
  10. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,345
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    países subdesenvolvidos foi o que aconteceu em 2002... curiosamente estão os mesmo actores em cada um dos governos... Se houver um petroleiro à deriva vamos ver de novo o mesmo espectáculo.

    Não há vazio, outros ocuparão o espaço se não o fizermos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,080
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Caramba, estava apenas a tentar perceber esta trapalhada toda. Se quiserem encerrar o tópico, encerrem, mas não vejo razões para tal: não há má linguagem, ou maus tratos mútuos, tão pouco nada de discriminações.

    Mas ok. Acho apenas que é um tema interessante, que devia ao menos ser um pouco mais explorado, nem que fosse para que não se tirassem segundas conclusões, como era o meu caso, porque não percebia bem a situação.

    Mas não era preciso tratar o tópico à pedrada, criticando desde o tema ao título. Enfim...
     
  12. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,073
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Nem tudo na vida é uma questão de dinheiro! É uma questão de princípios, de cumprir com a palavra, de cumprir com o acordado no tratado relativamente a Olivença.

    Obviamente, passados 200 anos e sendo a opinião dos cidadãos influenciada pelo apoio económico que recebem, não tenho dúvida que os habitantes preferem continuar espanhóis! Como se costuma dizer, dos habitantes de olivença: são filhos de espanha mas netos de portugal. Foi apenas com Franco que ficaram obrigados a aprender castelhano, sofreram bastante pressão nesse tempo, e até há uma piada numa entrevista a um idoso de olivença quando jornalistas espanhóis lhe perguntaram se queria ser português ou espanhol:

    "Eu sou espanhol, no sei falar português!"

    ora a piada é que ele fala português, mesmo negando! :)

    Em todo o caso, com ou sem olivença, falta definir a fronteira, pois não se sabe onde começa ou acaba!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Referendos são mesmo a solução ideal para estas coisas, na prática deve ficar tudo igual, mas pelo menos fica tudo assente na vontade popular.
     
  14. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,073
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Ainda bem que nas ilhas desertas não há referendos, só se for às cagarras! :) E ainda bem que existe uma entidade internacional, que define com critério, quais são as zonas marítimas internacionais e as exclusivas nacionais.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Aurélio

    Aurélio
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    23 Nov 2006
    Mensagens:
    4,335
    Local:
    Faro
    Bom dia,

    Relativamente a este assunto pouco tenho a dizer, para além de que acho o titulo completamente desajustado da realidade.

    O caso da Espanha é como o caso de Portugal nos tempos da colonização, ou se quiserem dos tempos, das famosas descobertas dos caminhos maritimos para algum lado, cada um dos países "descobriu" muitos países, muitas ilhas, muitos ilhéus, foram feitos muitos mapas, muitas repartições, assinados muitos tratados e obviamente acabaram por ser criadas zonas de fronteiras maritimas, entre outros aspectos ...
    O mesmo se passa com outros países .... e muitas das questões têm estado adormecidas ou inflamadas ao longo dos tempos.

    Relativamente á questão dos voos a questão não é tão leviana como o Vince sugeriu, nem tão grave quanto outros sugeriram. Obviamente uma invasão do espaço aéreo cria sempre um certo mau estar entre países, ainda para mais da Força Aérea, mas não existe inimigos entre membros europeus, contudo se a questão fossem entre inimigos reconhecidos uma invasão do espaço aéreo teria uma gravidade muito maior, devido a conflitos já existentes e "serviço espionagem" efectuado.

    Bom este é o unico comentário que tenho a fazer relativamente a este assunto em que nem me dei ao trabalho de ler sem ser na diagonal os comentários aqui .... nem sei porque este tópico existe sequer ....

    Fiquem bem,

    PS: Está optimo para a praia .... por aqui !
     

Partilhar esta Página