1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

Política e economia internacional 2019

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por luismeteo3 4 Jan 2019 às 10:41.

  1. hurricane

    hurricane
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2007
    Mensagens:
    1,157
    Local:
    Bruxelas, Bélgica
    Essa noticia da RT pode nao chegar ao publico em geral. Mas basta chegar ao segmento da populacao necessário para fazer a diferenca. Os revoltados que nunca votam e que decidem votar na extrema direita. Ainda esta semana li um artigo sobre a psicologia da politica onde as pessoas 'amantes do caos' tem tendencia a votar em partidos extremistas. Na Alemanha por exemplo, nas ultimas eleicoes regionais, a extrema direita subiu 'a custa de pessoas que nao votaram antes, os tais 'amantes do caos'. Hoje em dia basta segmentar a sociedade e ir direto ao segmento certo com as fakesnews!
     
    Pedro, ClaudiaRM e frederico gostaram disto.
  2. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,200
    Local:
    Porto
    O Farage tem uma máquina brutal montada, só quem vive em Inglaterra é que se apercebe. Ainda há dias recebi publicidade para um comício. Ele volta e meia faz tours pelo país, enche pavilhões, é uma espécie de pop star da política. Sucede que em primeiro lugar ele nunca ocupou nenhum cargo em que tomasse decisões dentro do país, portanto está em eterno estado de graça político. Depois nunca tem oposição cara a cara, raramente se vê em debates com pessoas que lhe façam oposição. Além disso qualquer partido que monte tem dinheiro assegurado. No Reino Unido há duas posições dentro do poder económico. As empresas que produzem bens transacionáveis e vendem serviços estão genericamente contra a saída. Mas parte do sector financeiro está a favor. Há muitos milionários ligados ao sector da Finança que quere sair para que as legislação sobre regulamentações financeiras sejam relaxadas e os impostos caiam. O Farage está ligado ao sector dos seguros, que vê num acordo com os EUA uma oportunidade para que o NHS inicie a sua privatização. Sucede que na hora certa o Cameron em vez de combater o Farage começou a seguir parte das suas ideias, pensando que assim conseguiria travá-lo, e o Labour não fez oposição nenhuma de jeito, o que piorou bastante com o Corbyn. A verdade é que aos poucos o Partido Conservador mudou em 4 anos de forma extraordinária. Antes do referendo os eurocépticos valiam menos de 20% dos deputados do partido, agora com a mais recente purga serão a maioria. Os moderados que eram deputados ou estavam no Governo do Cameron ou saíram da política como fez o Osborne ou foram para os Liberais, ou ainda não serão incluídos nas listas na próximas eleições. Alguns também «viraram a casaca» para sobreviver politicamente e passaram de eurófilos a eurocépticos e a favor da saída sem acordo. O cidadão comum está muito a Leste destas nuances e destes pormenores, quem está mais a par são os mais jovens, mas esses estão muito desiludidos com o Corbyn, e vão votar nos Liberais e nos Verdes, o que divide o voto moderado e abre portas para maioria do Johnson. Neste momento o Partido Conservador como já referi não é o partido moderado da Tatcher e moderamente pró-Europa da Tatcher e do Cameron, neste momento com a mais recente saída de 20 e tal deputados, fora as saídas dos últimos 4 anos, já não se distingue muito do partido do Farage, é um partido de alt right e não um partido Conservador clássico, unionista e liberal.
     
    Pedro gostou disto.
  3. PaulusLx

    PaulusLx
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Nov 2011
    Mensagens:
    125
    Local:
    Lisboa; Aeródromo de Tires, Cascais
    Estúpidas como as que acreditaram nas armas de destruição em massa do Saddam Hussein. Se isto que os nossos (ir)responsáveis nos fizeram engolir não é fake news, não sabemos o que será fake news. E que os nossos media em massa se esforçaram por difundir até à exaustão. Fake news, com milhares e milh~es de mortos, e poluição a rodos, muito superior a milhões de motores diesel ou metano produzido por manadas e queimadas, etc., etc. É de bradar aos céus até onde vai a estupidez e como se esforçam os seus agentes conscientes ou não e com que propósitos. É por essa e por outras que o Ocidente está perdido. E ainda bem. A estupidez passa sempre factura e alguém tem que a pagar.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    frederico gostou disto.
  4. PaulusLx

    PaulusLx
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Nov 2011
    Mensagens:
    125
    Local:
    Lisboa; Aeródromo de Tires, Cascais
    Estúpidas como as que acreditaram nas armas de destruição em massa do Saddam Hussein. Se isto que os nossos (ir)responsáveis nos fizeram engolir não é fake news, não sabemos o que será fake news. E que os nossos media em massa se esforçaram por difundir até à exaustão. Fake news, com milhares e milh~es de mortos, e poluição a rodos, muito superior a milhões de motores diesel ou metano produzido por manadas e queimadas, etc., etc. É de bradar aos céus até onde vai a estupidez e como se esforçam os seus agentes conscientes ou não e com que propósitos. É por essa e por outras que o Ocidente está perdido. E ainda bem. A estupidez passa sempre factura e alguém tem que a pagar.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,969
    Local:
    Ponta Delgada, Açores


    Grande preocupação deve haver nos países de leste. As remessas são muito importantes.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,969
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,200
    Local:
    Porto
    Nada justifica estarem a regressar. Toda a gente tem direito a ficar e ainda estão a tempo este mês de tratarem das coisas. Se estão a regressar é por opção própria e não porque foram obrigados a isso.
     
  8. hurricane

    hurricane
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2007
    Mensagens:
    1,157
    Local:
    Bruxelas, Bélgica
    O titulo nao deixa de ser enganador. A noticia fala ate de milhares de Portugueses na Suica que voltaram. Será que a Suica decidiu sair da UE? LOL
     
    frederico gostou disto.
  9. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    6,665
    Local:
    Viseu
    Lamento mas as pessoas que estão dispostas a acreditar na primeira patranha que qualquer criatura mal intencionada conte em seu benefício só aprendem depois de darem com a tola na parede. Isso não significa que os restantes, naturalmente, não façam a sua obrigação: denunciar o que há para denunciar. Isso, no entanto, é absolutamente indiferente a gente que acha que a Terra é plana, que acredita no kit gay, que diz que as vacinas causam autismo ou que o Trump é o 'chosen one'. Com esses nada disso funciona. Só sentirem na pele.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    4ESTAÇÕES e frederico gostaram disto.
  10. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    6,665
    Local:
    Viseu
    Mas as pessoas não saem só porque são obrigadas. Podem sair simplesmente porque estão fartas. Como já disse, para quem quiser continuar fora de Portugal. tem muito melhor por onde escolher. A grande vantagem é a língua.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,200
    Local:
    Porto
    A grande vantagem era o valor da libra. Antes do referendo 100 libras rendiam quase 150 euros. Fora de Londres o custo de vida em muita coisa era mais baixo que em Portugal. A última vez que vi a cotação, 100 libras rendiam 106 euros. Ora são 44 euros a menos... se a libra cair ainda mais, associado à inflação derivada a esta instabilidade, deixa de compensar mesmo, já que os salários são melhores noutros países, como a Suíça, Alemanha ou Holanda. Um licenciado português que ganhasse 3000 libras trazia para casa há uns anos quase 5000 euros, agora quando for trocar o dinheiro a diferença sera mínima, provavelmente descobrirá que compensará mais trabalhar em Madrid, Barcelona. Paris, Berlim, Dublin...
     
  12. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,502
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Nem tudo o que se vê na TV é real :facepalm: Aquelas centrais iranianas no meio do deserto...

    "... (os Estados Unidos) construíram, no oeste do país, um modelo em grande escala de uma instalação iraniana de enriquecimento de urânio que está embutida numa montanha. Os americanos detonaram uma bomba de 30.000 libras no seu próprio solo para destruir o simulacro de instalação nuclear."

    RTP Notícias
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. hurricane

    hurricane
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2007
    Mensagens:
    1,157
    Local:
    Bruxelas, Bélgica
    É verdade. Tenho colegas em Londres que se queixam disso mesmo! Dizem mesmo ser ja dificil viajar porque o valor da libra caiu a pique!
     
    "Charneca" Mundial e Pedro gostaram disto.
  14. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    6,665
    Local:
    Viseu
    Pois. Era. Past tense. Aí tens um dos teus motivos para a 'fuga'.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. "Charneca" Mundial

    "Charneca" Mundial
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    28 Nov 2018
    Mensagens:
    942
    Local:
    Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
    Fala-se muito da crise no Reino Unido, da Amazónia, do Trump... Mas, pelos vistos, as pessoas parece que se estão a esquecer de uma outra coisa que está a ocorrer aqui tão próximo de nós e que poderá ter consequências bem nefastas para Portugal: a crise política em Espanha.

    Vejamos o que está a acontecer: Espanha está sem governo há 130 dias, tem havido uma enorme instabilidade na Catalunha e se nada for decidido na reunião de hoje, Espanha voltará a ter eleições (se não estou em erro serão no dia 23 de setembro).
    No entanto, desta vez é diferente. Há uma extrema direita radical que tem cada vez mais apoio por parte do povo (a VOX). Isso deve-se sobretudo à situação social neste momento em Espanha, com muito desemprego (há ainda regiões com 20% a 30% de desemprego), enorme perda de poder de compra, quase 35% de taxa de risco pobreza em certas regiões, infraestruturas cada vez piores (até mesmo a RENFE, um dos melhores serviços ferroviários da Europa, já está a demonstrar falhas), e acho que não preciso de dizer mais. :)
    Há o risco de a VOX (extrema-direita) se juntar ao PODEMOS (extrema-esquerda) nas próximas eleições, com consequências imprevisíveis: não só para a economia espanhola como também para a portuguesa. Espanha é o maior mercado importador de Portugal e um dos mercados turísticos de maior crescimento. :facepalm:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página