1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

Política e economia internacional 2019

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por luismeteo3 4 Jan 2019 às 10:41.

  1. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,080
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Outras tantas ou muito mais já a perderam em defesa de personagens deusificadas ou de ideologias políticas. O problema é mesmo falta de cérebro. Não se pode deixar crenças e ideologias sobrepôr-se à razão e ao bom senso :)
     
  2. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,080
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Não, mas devias saber bem que quer o fez fê-lo por ideologias políticas e não religiosas. É claro que há extremismo de um e outro lado, mas é inegável que o eixo judaico-cristao, com mais de 2,5 mil milhões de pessoas em todo o mundo está inegavelmente conotado com maior desenvolvimento humano, social e económico, liberdade política e religiosa e infinitamente menor influência da religião da vida quotidiana e do estado. Diz-me um país de maioria muçulmana que permita IVGs, casamento ou união de facto entre casais do mesmo sexo, que não criminalizar a homossexualidade, de forma cumulativa. Não consegues provavelmente. Que me recorde assim de forma imediata, ataques bombistas ou doutro tipo por cristãos recentemente só talvez os incidentes na Irlanda do Norte, e foi entre denominações cristãs. O mundo muçulmano é uma selvajaria, o extremismo islâmico sob a forma da Sharia como lei fundamental é o normativo. Não vou entrar mais nesta espécie de guerra de quem mata mais, mas aconselho-te a pesquisar bem sobre a perseguição cristã nos últimos anos. Não entendo esta fixação com um branqueamento dos costumes quase medievais do Norte de África e Médio Oriente. Quem gosta deles, tem bom remédio: vivemos num país livre que permite a saída voluntária dos seus cidadãos. Há voos diários para quase todo o mundo, é só escolher
     
  3. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,758
    Local:
    Viseu
    Como é óbvio.
    O que não invalida o que disse antes: a religião matou muito e continua a matar e o mundo estaria melhor sem ela. Aliás, vive-se bem melhor onde a religião tem menos influência no quotidiano. Não fosse a nossa finitude e ninguém acreditaria em Deus porque não precisaríamos. Não conseguimos aceitar que vivemos umas décadas (com sorte!) e depois, chapéu, acabou. Quando aceitarmos isso, a religião deixará de importar.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  4. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Tendo em conta que um qualquer indivíduo pode ser anti-homossexuais e não ser propriamente religioso, há que diferenciar entre regimes nacionalistas com e sem fervor religioso.

    Não obstante os governos da Polónia, Hungria e Itália serem anti-imigração muçulmana, basicamente é isto:

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  5. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,331
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    O islamismo apareceu 600 anos depois do cristianismo.
    Há 600 anos o “eixo judaico-cristão” era desenvolvido e progressista? :lol:
    Não foi a religião que trouxe progresso.
    Foi a ciência, a tecnologia, a democracia.
    Os fundamentalismos são todos uma porcaria, é até as pessoas se cansarem e quererem e terem o poder para mergulharem no profano, no real.
    Serem livres, leves e soltas.
    .
     
    Gerofil e ClaudiaRM gostaram disto.
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Pelo contrário. Paulo nunca confrontou abertamente a escravatura e, em parte, enfatizou um sofrimento passivo.

    Daqui a pouco publico um pequeno resumo acerca disso.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    A dada altura os árabes foram cientificamente muito avançados (mais que os europeus até).

    A religião em si não impede nada. Depende da sua ideologia.

    Exageras a importância da democracia. Não só é algo recente na história humana, como é um regime que inevitavelmente se degrada.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,080
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Essa ideia de que a Europa estava mergulhada nas trevas durante a Idade Média é um mito. Sim, o mundo islâmico nos primeiros 200anos de existência era provavelmente mais organizado e civilizado que grande parte da Europa. Mas ficou-se por aí, e infelizmente nos últimos 50-60 anos houve um ressurgimento do islamismo radical um pouco por todo o Norte de África, África Subsaariana e Médio Oriente, até no Sudeste Asiático. A visão de Atatürk da Turquia enquanto estado secular está cada vez mais longe, a Síria enquanto país civilizado e relativamente liberal em comparação com os vizinhos árabes é uma miragem hoje. O Irão nem comentários merece. Na Indonésia há áreas do país controladas por radicais islâmicos. E o que me preocupa mais não é propriamente os que são assumidamente radicais mas o apoio que a sociedade civil dá ao aprofundamento da Sharia enquanto lei fundamental e o respaldo aos atos terroristas. Há umas semanas cruzei-me com um estudo, da PewResearch se não me engano, sobre a opinião de amostras populacionais de países desde a Turquia (que tende a ser considerada como moderada) até países mais fundamentalistas como o Iémen ou o Irão quanto aos ataques terroristas e certas leis da Sharia. É assustador ler aquele estudo.

    Não se pode justificar a atuação duma dada sociedade com base na idade da religião que lhe serve de base moral. Por essa ordem de ideias, os Hindus deveriam ser uma civilização super tecnológica e tolerante. Não são. Ou os protestantes, enquanto ramo recente do cristianismo, deviam ser uns bárbaros.
    As sociedades islâmicas são das mais antigas do mundo. Uma das primeiras civilizações organizadas foi a Mesopotâmia, em territórios hoje do Iraque, Irão e Síria, e isso infelizmente não se traduziu num aproveitamento dessa antiguidade. É uma pena, não tenho NADA contra o Islão ou contra qualquer outra religião ou seita, mas o fundamentalismo religioso e político corre sempre, mas sempre, mal.
     
    frederico gostou disto.
  9. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    História da religião... :D

    Em jeito de resumo...

    Tudo indica que Jesus foi de facto uma figura histórica. Existiu mesmo. Depois disso é que começa a polémica.

    Após a morte de Jesus surgiu mais uma comunidade judaica: Jesus era o Messias/Cristo e tinha ressuscitado (a equivalência a Deus viria muito depois). É o judeísmo-messiânico.

    A liderança da comunidade passou depois para Tiago (o Justo; e não Pedro por motivos que abaixo escrevo) que é considerado o 'irmão' de Jesus. Isto é um problema porque confronta a virgindade de Maria (cuja importância também só apareceria muito depois). A alternativa ('moderna') foi dizer que é primo.

    Depois aparece Paulo que após a sua conversão começou (com a permissão da liderança de Jerusalém) a pregar aos gentios (com Pedro). Gradualmente, formou-se um cisma entre a liderança de Jerusalém e a de Paulo. Enquanto que a primeira continuou a ser judaica, o segundo começou a pregar um 'cristianismo' completamente diferente.

    A salvação viria especialmente da fé, relegando as ações para segundo plano. A aliança judaica com Deus tinha acabado (a tal 'nova aliança' que é referida na missa) e como tal todas as obrigações judaicas tinham cessado (alimentação, circuncisão).

    Paulo até desenvolveu uma especial antipatia pela liderança de Jerusalém porque apesar de nunca ter conhecido Jesus (ao contrário da malta de Jerusalém), ele considerava-se importante porque tinha interagido com Jesus em visões. Ainda assim, a supremacia residia em Jerusalém e pouco Paulo poderia fazer.

    Com a destruição do Templo (e da comunidade de Jerusalém), a pregação de Paulo assumiu o lugar da anterior. O seu sucesso também se deve ao facto de promover uma 'salvação' relativamente fácil (fé com poucas obrigações).

    Já vou escrever o resto :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  10. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Paulo na sua altura foi por muitos considerado herético (por motivos que já expliquei).

    O Cristianismo (paulino) tem sido explorado na sua vertente liberal porque é vago em muita coisa. A sobrevivência do Cristianismo dependeu da sua diferenciação do Judeísmo, o que posteriormente levou ao aparecimento de um anti-judeísmo virulento (ainda hoje em dia se diz que os judeus mataram Jesus).

    Paulo não foi o primeiro cristão porque houveram outros antes dele que disseram que Jesus era o Messias e que ressuscitou. Contudo, Paulo é o principal obreiro da ideologia.

    Apesar de Jesus ter enfatizado uma mensagem de aceitação no Novo Testamento há um engano muito grande. Jesus foi judeu toda a sua vida e só confrontou os compatriotas em pequenas coisas (como por exemplo ajudar outros no Sábado/Shabbat). O próprio Jesus enfatizou que não veio para abolir a lei judaica mas para a cumprir ainda com mais vigor (como já escrevi foi Paulo que aboliu a aliança).

    Jesus advogou aceitação mútua mas nunca pôs em causa a supremacia das leis de Deus. Estas têm que ser cumpridas com o maior esforço possível, frequentemente em detrimento das necessidades pessoais. O auto-sacrifício é encorajado, elogiado e eventualmente recompensado.

    Ao contrário do que é dito por muitos, Jesus também seria entendido como um 'ista' porque a falta de arrependimento dos pecados incorrerá em castigos severos.

    Por outro lado, Jesus destoou bastante na sua época tendo em conta a importância (em surdina) que deu às mulheres. Não, não há nenhuma prova que indique que Jesus tenha casado ou beijado na boca Maria Madalena (os filmes do Dan Brown enganam muitos). Contudo, a importância que Jesus dava às mulheres incomodou os companheiros (incluindo Pedro).

    Acrescento que foi um papa que disse que Maria Madalena era prostituta. Na realidade não há grandes provas disso.

    Quase a publicar a parte III :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  11. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Porque é que Jesus não foi mais vocal na importância das mulheres, emancipação dos escravos e outros tópicos? Excelente pergunta.

    Em parte porque se calhar não valia muito a pena tendo em conta a pregação ambulante (não haviam redes sociais na altura). Além disso, Jesus sempre pregou que o fim estava próximo e que a malta devia arrepender-se. Como tal, a morte de Jesus e consequente passagem do tempo não foi facilmente processada pelos seguidores.

    A igreja cristã primordial teve muitas mulheres em lugares respeitáveis. Contudo, e ao longo do tempo, os 'machistas' venceram a guerra ideológica.

    As pessoas de antigamente eram surpreendentemente semelhantes às atuais e isso culminou numa grande confusão: Malta desesperada por dinheiro ou ideologicamente adversária inventava e modificava evangelhos (os escribas também erravam muito). Nem todas as cartas do Novo Testamento foram escritas por Paulo. Outros evangelhos introduziram ideologias diferentes (ex: gnósticos). Haviam comunidades cuja fé se baseava num só Evangelho, outras tinham vários. Obras que antigamente eram dadas importância, foram eventualmente abandonadas.

    Chegou-se a um ponto em que a diversidade era tanta que foi exigida uma uniformização (muita vezes politicamente motivada). Daí os diversos concelhos que culminaram na compilação da Bíblia e na doutrina da trindade por exemplo.

    Os Evangelhos não são todos os iguais. Marco é o mais antigo e em nenhum lado diz que Jesus é Deus. Já João, o mais recente, enfatiza muito esse aspeto. Há também muitas discrepâncias entre algumas histórias mas, novamente, hoje em dia também há. Mudam os tempos mas certas coisas ficam iguais :D

    Os judeus em geral não acreditam em Jesus como Messias porque não foi o salvador do povo judeu. Ao longo das eras muitos foram chamados de Messias. Ainda estão à espera.

    Como curiosidade, os judeus antigos utilizavam 'filho de Deus' de forma metafórica. O Rei David foi chamado de 'filho de Deus' tendo em conta a sua importância. Já os cristãos usam o termo de forma literal (para os Judeus, Deus não tem filhos. O Messias será um 'humano').

    Por acaso os judeus até que são flexíveis na salvação. Para quem não quiser passar pelo processo todo (um bocado dolorosa para os homens :D), pode cumprir as leis de Noé. Deus, para os judeus, depois se encarregará de avaliar o valor da pessoa.

    Acho que não me esqueci de nada :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  12. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    A Igreja Católica apagou Tiago o Justo da história.

    Pudera, Tiago era um judeu reconhecido pela sua fé (judaica). Depois Maria deixaria de ser virgem (o que não seria propriamente surpreendente tendo em conta o que acontecia antigamente).

    Os registos históricos indicam que Pôncio Pilatos era um líder brutal que não tinha grandes problemas em executar pessoas.

    Como nunca é de mais relembrar que o Cristianismo floresceu no império Romano, a história de Barrabás convenientemente elogia o líder romano. A culpa é dos judeus (e aí volto ao anti-semitismo virulento dos cristãos).

    Pedro é considerado como o primeiro Papa devido às palavras de Jesus. Mas Pedro também era judeu e reconhecia a supremacia de Jerusalém.

    Outro exemplo de história mal contada (mas que não invalida a ocorrência do evento em geral) diz respeito à última ceia. Há registos que de facto Jesus partiu o pão e fez comparação com o seu corpo (que seria partido). Contudo, equivaler o pão ao corpo e vinho ao sangue seria algo abominável tendo em conta que Jesus era judeu mas não haveria nenhum tipo de problema para um cristão escrever isso tendo em conta a abolição das leis da alimentação.

    Religião é como a política. A malta gosta de generalizar. Mas isso é um atestado de estupidez contraproducente.

    Um dia desses se calhar faço um resumo do fundador do Islão, o Maomé. É uma maravilha :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #807 Orion, 9 Mai 2019 às 11:52
    Última edição: 9 Mai 2019 às 11:58
    Gerofil gostou disto.
  13. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Voltando ao assunto anterior...

    A Europa de Leste/Balcãs não é toda igual exceto num ponto: a corrupção.

    E isto é um enorme problema porque por um lado não é realista pensar que se pode excluí-los indefinidamente e por outro a inclusão destes países trará ainda mais desunião na UE e ao aparecimento de mais partidos 'anti'.

    [​IMG]

    [​IMG]

    Exemplo -> https://euobserver.com/political/143879
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,758
    Local:
    Viseu
    Sem tirar nem pôr.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,582
    Local:
    Ponta Delgada, Açores




     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página