1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

Política e economia internacional 2019

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por luismeteo3 4 Jan 2019 às 10:41.

  1. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,067
    Local:
    Funchal
    Porque não aplicar o mesmo princípio na relação contribuinte/estado?
     
  2. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,432
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Uma taxa igual para quem ganha 600€ e para quem ganha 10000€.
    O sonho de qualquer liberal.
    Eu acho isso injusto mas pronto.
    A tributação progressiva permite exatamente que países mais pobres pagem menos impostos (porque a maioria das pessoas está nos escalões mais baixos) e países mais ricos paguem mais (acontece o inverso) tendo as mesmas taxas.
     
  3. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,067
    Local:
    Funchal
    À escala de economias nacionais, existem países que ganham "600€ e os que ganham 10000€", mesmo dentro da UE. É justo falar em competividade pedindo fiscalidade igual para todos?
     
    Pedro gostou disto.
  4. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,432
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Países que ganham 600 e 10000?
    Não entendi nada do post desculpa.
     
  5. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,067
    Local:
    Funchal
    Porque razão economias mais débeis não podem ter um sistema fiscal próprio para serem mais competitivas?
     
    Pedro e frederico gostaram disto.
  6. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,432
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Porque atrás dessas economias mais “débeis” há outras economias ainda mais débeis que vão querer fazer o mesmo. Resultado: No final há algum país que não vai ter estado de tão barato que se vende?
     
  7. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,246
    Local:
    Bragança (675m)
    O caso da competitividade fiscal nos EUA. Como existem níveis de fiscalidade diferentes entre os vários estados, alguns estão a sofrer um verdadeiro êxodo, como a Califórnia, em consequência dos impostos altos. No final são os contribuintes que ficam a ganhar com esta concorrência fiscal.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro e frederico gostaram disto.
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,997
    Local:
    Porto
    Igualdade fiscal como pede o PS é uma aberração e não é vantajoso para Portugal. Nós somos um país altamente periférico, muito distante do centro onde estão os consumidores, que fica para lá dos Pirinéus. Temos uma cultura com debilidades competitivas, somos um país de cultura católica, as culturas protestantes são em geral mais organizadas e eficientes em termos financeiros e económicos, e são mais competitivas. Antes para competir com o Norte tínhamos moeda mais fraca e proteccionismos, agora os tempos são outros e deveríamos jogar com impostos mais baixos e desregulamentação de alguns sectores.
     
    Pedro e "Charneca" Mundial gostaram disto.
  9. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,432
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Os pobres não ficam a ganhar de certeza. Por esta conversa entende-se que somos paupérrimos, uns coitadinhos e que não existe ninguém mais pobre que nós (esses então não deveriam ter direito a nada, nenhum serviço público para se venderem ao mais baixo preço pela lógica) A ganância é tramada. É com isto que se elegem TRUMPS e Bolsonaros.
    Classes médias birrentas, gananciosas.
    Não as julgo, têm todo o direito.
    Vivem em democracia.
    Depois não venham pregar o cristianismo.
     
    ClaudiaRM gostou disto.
  10. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,939
    Local:
    Viseu
    Eu cada vez que ouvia o Bush falar pensava: " 'ca' burro"! Agora ouço este e faz o Bush parecer um Einstein.

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  11. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,067
    Local:
    Funchal
    Declaração de interesses: nada me move contra o Miguel Duarte. Li esta entrevista no Notícias ao Minuto e tirei os seguintes excertos.

    https://www.noticiasaominuto.com/pa...e-vao-morrer-se-nos-nao-fizermos-alguma-coisa


    --------------------------------
    Como é que funcionavam as operações de resgate?


    Tínhamos uma base em Malta. Uma casa onde fazíamos as trocas de tripulações, o reabastecimento e o treino. Depois de alguns dias de treino e de preparação da missão e o do navio, navegávamos até à chamada zona de resgate que é ao largo da costa da Líbia em águas internacionais. Patrulhávamos essas águas sempre em coordenação com o centro de resgate marítimo, um órgão do Estado italiano. A esmagadora maioria dos casos de emergência que encontrámos foram-nos comunicados primeiramente pelo centro de coordenação. Diziam-nos onde é que havia uma situação de emergência, nós estávamos preparados para fazer o resgate, concordávamos, íamos, resgatávamos as pessoas (há diferentes procedimentos para diferentes situações, podemos encontrar muitas coisas diferentes). Depois comunicávamos de volta ao centro de coordenação que, na esmagadora maioria das vezes, enviava um navio maior, fosse da guarda costeira ou da marinha, para vir buscar as pessoas em alto mar e levá-las até ao porto italiano.

    Ou seja, o resgate era feito em estreita colaboração com as autoridades italianas.

    Sempre. Todas as pessoas que resgatámos entregámos às autoridades italianas, como é natural e legal.

    (...)

    Que memórias guarda das missões de resgate? Há algum caso, mais doloroso ou não, que lhe tenha ficado especialmente gravado na memória?

    Sinto que me lembro de quase todos os minutos que estive a bordo. São realmente sensações muito fortes que sentimos ali porque estamos em contacto muito próximo com o desespero, a morte e a esperança. Lembro-me, logo na minha primeira missão, de termos encontrado um barco furado a meio da noite e de haver já dezenas e dezenas pessoas dentro de água. Conseguimos resgatar a maior parte das pessoas nessa noite, 113. Mas depois apercebemo-nos que tínhamos chegado tarde demais para algumas, perdemos uma menina de três anos e a sua mãe, e várias outras pessoas que foram caíndo ante de conseguirmos chegar.

    Vinham de onde?

    Não sei, não cheguei a conversar com as pessoas, porque foram transportadas para o navio gerido por outra ONG.

    (Fim de citação)

    ----------------------------------
    Durante a entrevista o Miguel Duarte refere várias vezes que tudo era feito em coordenação com as autoridades italianas e os que refugiados salvos eram entregues à autoridades italianas (Guarda Costeira ou Marinha). Mais à frente na entrevista refere um caso em particular em que os refugiados salvos não foram entregues às autoridades mas sim a outra ONG. Portanto, o Miguel sabe que a lei diz que os refugiados têm de ser entregues às autoridades, mas depois fala em transferência de refugiados para navios de outras ONG, muito provavelmente sem saber o seu destino final. Como é que o Miguel sabe que não está, inadvertidamente, a contribuir para uma rede de tráfico de seres humanos? Eu espero que não seja o caso e que seja ilibado, mas estas pessoas têm de estar alerta. Se eu tivesse numa missão deste cariz, numa zona onde se sabe que há tráfico de seres humanos, não permitiria simplesmente que as pessoas que salvei passassem para outro barco quando as regras dizem claramente que os resgatados têm de ser entregues às autoridades.
     
  12. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,663
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Há que construir um muro no mar :D

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Dias Miguel gostou disto.
  13. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,663
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. hurricane

    hurricane
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2007
    Mensagens:
    1,056
    Local:
    Bruxelas, Bélgica
    Pedro gostou disto.

Partilhar esta Página