Sacristão é meteorologista "infalível"

Tópico em 'Media' iniciado por PauloSR 8 Fev 2017 às 17:43.

  1. PauloSR

    PauloSR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Dez 2009
    Mensagens:
    871
    Local:
    Póvoa de Lanhoso
    Sacristão é o meteorologista "infalível" da povoação de Lanhelas

    É uma das figuras mais populares da freguesia de Lanhelas, em Caminha, onde todos já se habituaram a vê-lo, diariamente, faça chuva ou faça sol, a cirandar pela zona da igreja.

    Além de sacristão, há mais de 30 anos, o "Tio Zé", de seu nome de batismo José Sequeiros e alcunha de família (por parte do pai) "Zé da Caca", é "infalível" nas suas previsões meteorológicas. O povo pergunta e ele responde certeiro, se vai chover, nevar, fazer sol ou vento.

    Um misto entre a vocação familiar para as "artes divinatórias" da meteorologia e a informação a que assiste religiosamente na televisão espanhola tornaram-no numa espécie de "Borda d"Água" ou "Seringador" (almanaques populares que apresentam prognósticos para o ano, conselhos práticos baseados na sabedoria popular) em que os lanhelenses confiam.

    Influencia o calendário

    "Era eu menina e já o Zé fazia a meteorologia. Acerta sempre. O conhecimento empírico é muito importante. É a experiência de vida e a atenção que presta ao ambiente, às nuvens, ao sol, à lua, e depois compila tudo na cabeça, faz uma mistela e sai a meteorologia", contou ao JN a presidente da Junta de Lanhelas, Josefina Covinha, garantindo que até se calendarizam eventos "de acordo com a previsão do Zé".

    Ao JN, José Sequeiros, de 67 anos, previu o ano de 2017. "Pelos primeiros 12 dias de janeiro já se consegue calcular o que vai acontecer durante o ano. A seguir a fevereiro, dão algumas chuvas até abril, embora março venha mais brando de frio. A partir de maio, vem o bom tempo, mais firme. E depois começa um verão de cinco meses", adianta.

    Para outubro, o "Tio Zé" já vê influência do princípio de outono, mas assegura que, "em novembro abranda, com algumas chuvas e nevoeiros, e em dezembro já dá tempo mais chuvoso e severo". Já este mês acredita que vai continuar "um bocado ruim, com frio, aguaceiros e por vezes alguma neve, e ventos de noroeste e norte". "Até à primeira semana de março ainda pode haver alguma influência, mas depois já abranda", avisa.

    Verão de cinco meses

    Mas o "meteorologista" de Lanhelas acredita que de maio a setembro virá muito calor. "A tendência do século XXI é para invernos mais frios e rigorosos e verões quentes", diz.

    Olhar o céu para descortinar o tempo é prática natural para José Sequeiros. "É uma herança de família. Antigamente era assim. Agora há tecnologias, mas às vezes não saem tão certas", conclui o homem que "adivinha" o tempo.

    in: http://www.jn.pt/local/noticias/via...nfalivel-da-povoacao-de-lanhelas-5655821.html
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    482
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    "Já este mês acredita que vai continuar "um bocado ruim, com frio, aguaceiros e por vezes alguma neve, e ventos de noroeste e norte" "

    Sacristão e frequentador assíduo do GFS
     
    PauloSR e joselamego gostaram disto.
  3. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    691
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Interessante, valorizo imenso o que esse senhor faz. Certamente que muitos anos a viver no mesmo local, aliado a uma curiosidade natural pela meteorologia e que vem de família, deu ao "Tio Zé" uma "bagagem" diferente do resto da população, que lhe permite interpretar alguns sinais correctamente e fazer previsões bastante certeiras.

    Agora, claro que também há aqui algum sensionalismo na notícia e o senhor aproveitou para dizer algumas coisas relativamente previsíveis, como "alguma chuva até Abril", "verão de 5 meses a partir de Maio", "volta da chuva e nevoeiros em Novembro". Acredito que a curto prazo este senhor se engane pouco, mas a longo prazo como diz, a partir dos primeiros 12 dias de Janeiro, a história deverá ser outra. Mas, volto a dizer, acho muito interessante e acho sempre que não se deve desvalorizar esta sabedoria de pessoas mais idosas que se interessam realmente pela meteorologia. Afinal, sem modelos como é que muitos de nós aqui arriscaríamos a prever o tempo amanhã?
     
    Garcia, jonas, 4ESTAÇÕES e 1 outra pessoa gostaram disto.
  4. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    2,086
    Local:
    Viseu
    Estou estupefacta com previsões tão concretas e precisas.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    4ESTAÇÕES gostou disto.

Partilhar esta Página