Seguimento Açores e Madeira - Dezembro 2010

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
Muitas descargas atmosféricas sobre a ilha:
AYkyZ.gif

2RUqT.gif
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Açores: Isolamento mantém-se após derrocada

A electricidade só "dentro de dias" regressa à Fajãzinha, localidade da ilha açoriana das Flores isolada desde sexta-feira devido ao deslizamento de terras provocado por chuvas intensas, anunciou este domingo a eléctrica regional EDA.

Com o fornecimento de água e energia eléctrica cortados desde as derrocadas, os cerca de 80 habitantes da Fajãzinha já passaram duas noites fora de casa, pernoitando, na sua maioria, no aldeamento turístico da Coada.

A melhoria no estado do tempo que se regista este domingo nas Flores vai permitir maior eficácia dos trabalhos de limpeza das moradias invadidas pela lama e de criação de uma via de acesso alternativa à localidade.

O presidente da Câmara das Lajes das Flores, João Lourenço, prevê porém que só na segunda-feira seja possível restabelecer o acesso regular de viaturas à Fajãzinha.

A empresa EDA, por seu turno, referiu que a rede eléctrica da localidade sofreu "graves danos, designadamente ao nível dos seus apoios".

Face aos prejuízos registados e às dificuldades operacionais causadas pelas limitações nas vias de comunicação da Fajãzinha, a regularização do fornecimento de eletricidade prevê-se que "possa ocorrer durante a próxima semana", adiantou a eléctrica regional.

CM

[ame="http://videos.sapo.pt/SqdfrokH7ZPhSQZiVtrF"]Fajãzinha sofre deslizamento de terras - SAPO Vídeos[/ame]
 

jonhfx

Cumulus
Registo
26 Set 2008
Mensagens
409
Local
Madeira-Calheta
Boa Tarde.
Melhorias significativas no tempo, depois de alguma trovoada ao inicio da tarde, o vento acalmou, já não chove, e o nevoeiro está a levantar.
A agitação marítima a que está a ser um problema, a praia de artificial de areia amarela, já era:


Para os lados do Funchal, segundo o Diário de Noticias do Funchal, as ondas chegam à Avenida do Mar:
Ondas galgam muralha da Avenida do Mar
Doca do Cavacas 'engolida' pelas ondas
A agitação marítima está a atingir a costa da Madeira. Na Avenida do Mar, turistas e residentes, de máquina em punho ou simplesmente por curiosidade, aglomeram-se para ver o 'espectáculo' proporcionado pelas ondas que galgam a muralha e atingem a Avenida do Mar.
www.dnoticias.pt/sites/default/files/Av_do_Mar_agitacao_Maritima_176398.flv

Também na Praia Formosa e Doca do Cavacas é bem visível a força das ondas, que 'engoliram' por completo este último complexo balnear.
051210_016_0.jpg


051210_017.jpg
[/IMG]

051210_019.jpg


051210_020.jpg

fonte:http://www.dnoticias.pt/actualidade/madeira/239579-ondas-galgam-muralha-da-avenida-do-mar
 

alex vieria

Nimbostratus
Registo
31 Dez 2009
Mensagens
730
Local
Câmara de Lobos 108mts altitude sitio do "carmo" l
O vento acalmou e a chuva, foi ver in loco os destroços são poucos na avenida do mar, só em frente do teleférico existe pedras e o equipamento urbano destruído e o mar anda galgar só nessa parte da avenida do mar. Enquanto a zona oeste do Funchal (lido e praia formosa e incluído câmara de lobos) é mais preocupante, o lido sumiu e a pormenade de Câmara de Lobos tem os muros, varandins e pavimentos totalmente destruídos.

Temp actual: 21,1ºC
Precipitação acumulada desde 00h: 8,9mm
Rajadas de vento Max: 73,7 Km/h às 10:20h e às 13:01 h SSW
Pressão: 1000,4 mb
Hr: 92%

Houve trovoadas perto 14:05h pelo menos ouvi três.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Boas fotos Rog.

Agitação marítima agrava-se nos Açores
O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores emitiu um alerta para o agravamento da agitação marítima no arquipélago, com ondas que podem chegar aos nove metros de altura.

No Grupo Ocidental (Flores e Corvo), a previsão é de ondas de norte com seis a sete metros de altura até às 23h00, agravando-se depois a situação com ondas de nordeste de oito a nove metros no período que se prolonga até às 14h00 de segunda-feira.

No Grupo Central (Terceira, Graciosa, S. Jorge, Pico e Faial), a previsão é ondas de norte de seis a sete metros de altura entre as 23h00 de hoje e as 23h00 de segunda-feira.

Na sequência deste alerta, baseado na previsão do Instituto de Meteorologia, o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda às populações que adoptem as precauções habituais nestas alturas.



A situação mais dramática nos Açores, devido ao mau tempo, continua a ser vivida na ilha das Flores onde a freguesia da Fajãzinha continua sob fortes chuvas e têm ocorrido deslizamentos de terra. Não há luz ou água e não se sabe quando os abastecimentos serão repostos. Os 85 habitantes da freguesia tiveram de passar a noite fora de casa e os idosos foram retirados com a ajuda dos bombeiros.

As imagens de destruição da Fajãzinha vão chegando pelas redes sociais e pelo site de partilha de vídeo You Tube. Não há conhecimento de perda de vidas humanas ou feridos a registar.

Madeira ainda em alerta vermelho

De qualquer modo é o arquipélago da Madeira o único do mapa português que continua sob alerta vermelho, o de maior risco. O vento forte que levou ao cancelamento de vários voos ao longo do dia, e que isolou durante dois dias a ilha de Porto Santo, já melhorou. A partir das 16h00 registaram-se algumas melhorias, o que permitiu a aterragem de quatro aeronaves no aeroporto do Funchal.

De acordo com uma fonte aeroportuária, durante o dia de hoje foram registados 14 cancelamentos (oito chegadas e seis partidas), encontrando-se ainda na ilha do Porto Santo os cinco aviões que para ali foram desviados.

O porto do Funchal também está condicionado devido a agitação marítima forte, não tendo hoje partido, pelo segundo dia consecutivo, o navio Lobo Marinho para a ilha do Porto Santo.

Também hoje, os cruzeiros Aida Blue e Fantasia cancelaram as suas escalas ao Porto do Funchal afectando cerca de 5000 passageiros.
http://www.publico.pt/Sociedade/agitacao-maritima-agravase-nos-acores_1469598
 

Hazores

Nimbostratus
Registo
11 Out 2008
Mensagens
1,462
Local
AGH,terceira,açores
boas

vince, em príncipio não deverá ocorrer problemas de maior quanto à ondulação pois os principais portos Açorianos e os mais problemáticos estão virados para o quadrante Sul.
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,062
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Açores
Freguesia da Fajãzinha, nas Flores, deve ter luz e água ainda hoje[/B]
07 | 12 | 2010 11.50H

O abastecimento de energia elétrica e água à freguesia da Fajãzinha, na ilha das Flores, Açores, isolada desde sexta feira após deslizamentos de terra, deverá ser reposto hoje, disse à Lusa o secretário regional do Ambiente, Álamo Meneses.

“Já se circula pelo novo acesso e hoje vão decorrer os trabalhos de limpeza e de reposição de energia elétrica e água à freguesia”, afirmou Álamo Meneses, que se encontra nas Flores a coordenar a equipa técnica que está a tentar repor a normalidade na freguesia da Fajãzinha.

O secretário regional revelou que os trabalhos de geologia já realizados permitiram concluir que "existem duas zonas de instabilidade, uma na Fajãzinha e outra na estrada que liga a costa ao Lagedo".

Apesar disso, Álamo Menezes salientou que "a grande maioria das habitações não apresentam risco", que apenas existe em algumas casas "junto à antiga estrada de acesso, onde ocorreram os deslizamentos".

Por essa razão, admitiu que essa situação "poderá implicar o realojamento de algumas famílias", acrescentando que os geólogos vão "fazer hoje um levantamento mais pormenorizado e vistorias às habitações".

Álamo Menezes considerou ainda que "dentro de dias, a freguesia pode voltar à normalidade, caso seja possível desviar o curso de água do centro da freguesia".

O mau tempo que se fez sentir no arquipélago dos Açores originou na sexta feira derrocadas que obstruíram a via de acesso à Fajãzinha, deixando a freguesia isolada, sem água e luz, tendo ainda danificado algumas moradias, pelo que a maior parte dos cerca de 80 moradores da localidade foram transferidos para o aldeamento turístico da Coada, onde estão desde essa altura.

No aldeamento turístico estão entre 50 a 60 pessoas, enquanto as restantes encontram-se em casas de familiares.


Nos primeiros 3 dias do mês, caíram 215mm nas Lajes da ilha das Flores.