Seguimento Açores e Madeira - Fevereiro 2014

Hazores

Nimbostratus
Registo
11 Out 2008
Mensagens
1,506
Local
AGH,terceira,açores
Bom dia,
Pela terceira continuam os aguaceiros de granizo, mesmo em angra do heroísmo.
É provável que durante a noite tenha ocorrido mesmo queda de neve na serra de santa bárbara...Mas, de longe não se avista qualquer vestígio desse acontecimento...
 

Rog

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2006
Mensagens
4,515
Local
Norte Madeira (500m)
Já chove pela Madeira e sigo com um acumulado de 16mm.
O vento é fraco e a temperatura caiu a pique, segue nos 9,6ºC e 95%HR
Rajadas desta manhã na Madeira:
vento1.png
 
  • Gosto
Reactions: jonas_87

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,999
Local
Açores
Por Ponta Delgada vislumbra-se uns raios de sol. Destaque, obviamente, para as fortes granizadas de vez em quando :w00t:
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,999
Local
Açores
A depressão que durante as últimas horas afetou a região dos Açores encontrava-se pelas 06UTC a noroeste da Península Ibérica e com deslocamento para nordeste. Na sua passagem pelos Açores, foram registados ventos com intensidades médias que atingiram 106 km/h no Corvo e rajadas superiores a 157 km/h, igualmente no Corvo e em Santa Cruz da Graciosa. Quanto a agitação marítima, destacam-se ondas com alturas significativas de cerca de 8 m e altura máxima de cerca de 12 m, registadas na boia ondógrafo do CMMG da Universidade dos Açores localizada na costa sul de S. Miguel. Prevê-se ainda condições para agitação marítima forte (6 a 7 m) para todos os grupos até as 18UTC de dia 14. A massa de ar associada a superfície frontal fria desta depressão é bastante fria e instável, prevendo-se por isso condições favoráveis para a ocorrência de trovoadas e precipitação sob a forma de granizo e/ou saraiva, um pouco por todo o arquipélago durante o dia 14.

O vento gerado por esta depressão deverá originar também agitação marítima forte na costa ocidental do continente a partir da tarde de dia 14, atingindo valores compreendidos entre 4 a 6 metros de altura significativa até dia 17, e valores entre 6 e 7 metros entre as 21UTC de dia 14 e as 06UTC de dia 15.

A superfície frontal fria, associada à depressão acima referida, atravessará o território do continente no dia 14, originando vento forte no litoral oeste, com rajadas entre 70 e 90 km/h, e forte a muito forte nas terras altas, com rajadas entre 90 e 110 km/h. No dia 14, prevê-se ainda períodos de chuva, por vezes forte no Minho e Douro Litoral, passando, a regime de aguaceiros a partir do final da tarde, que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada nas regiões Norte e Centro até ao final da tarde de dia 15. Prevê-se ainda uma descida gradual da temperatura mínima nos dias 15 e 16, com consequente descida da cota da neve nas regiões Norte e Centro para 800/1000 metros de altitude a partir do final de dia 14 e no dia 15.

https://pt-pt.facebook.com/dra.ipma.pt