Seguimento Açores e Madeira - Setembro 2015

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,420
Local
Açores
Porque é que deixam passar um erro crasso destes para o público? Essa é a minha questão, não estou a discutir modelos sequer.

Supostamente é uma saída do modelo. Que havia o IPMA de fazer? Apagar a saída? Bloquear o acesso ao modelo? Deixar um aviso: 'Cuidado, o Arome tende a exagerar'?

Já nos queixamos que há tão pouca informação disponível.

Ora o cidadão comum não tem esses conhecimentos, portanto tudo isto é muito mau para a reputação deste modelo e do próprio IPMA. Foi uma previsão a 3h de distância.

O cidadão comum não vê os modelos. Vê a previsão profissional (que é o que conta) e os avisos. Quanto muito vê as cartas de superfície. O ECM também tem deixado avisos alarmistas a poucas horas que não se verificaram:

http://www.meteopt.com/forum/topico...madeira-setembro-2015.8388/page-2#post-505005

Adição: E eu nem sou grande fã do AROME.
 
Última edição:


StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
17,660
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Supostamente é uma saída do modelo. Que havia o IPMA de fazer? Apagar a saída? Bloquear o acesso ao modelo? Deixar um aviso: 'Cuidado, o Arome tende a exagerar'?

Já nos queixamos que há tão pouca informação disponível.



O cidadão comum não vê os modelos. Vê a previsão e os avisos. Quanto muito vê as cartas de superfície. O ECM também tem deixado avisos alarmistas a poucas horas que não se verificaram:

http://www.meteopt.com/forum/topico...madeira-setembro-2015.8388/page-2#post-505005

Talvez o efeito nefasto na confiança dos utilizadores e público em geral diminuísse se as cartas fossem acompanhadas por um breve comentário de um meteorologista, algo que provavelmente na situação actual de contenção desesperada de despesas não é exequível. O que é certo é que o cidadão, curioso ou não, fica desapontado e perde a confiança, passa a dizer "nem vale a pena olhar para aquilo".
 
  • Gosto
Reactions: Wessel1985 e lserpa

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,420
Local
Açores
Talvez o efeito nefasto na confiança dos utilizadores e público em geral diminuísse se as cartas fossem acompanhadas por um breve comentário de um meteorologista, algo que provavelmente na situação actual de contenção desesperada de despesas não é exequível. O que é certo é que o cidadão, curioso ou não, fica desapontado e perde a confiança, passa a dizer "nem vale a pena olhar para aquilo".

Temos opiniões diferentes. A confiança do público mais depressa quebra devido à barragem de avisos (falhados). Quanto ao 'nem vale a pena olhar para aquilo' eu já digo às vezes. Mas é uma saída do modelo. Não é da autoria do IPMA. Este apenas limita-se a apresentar os seus dados. Quanto muito poder-se-ia discutir uma mudança de modelo.

Interessante, interessante, seria a mudança do grafismo do ECM por parte do IPMA. Aquilo quase que tem detalhe a mais. Mesmo chuva de 0.5mm às vezes está concentrada em locais muito restritos. Mas lá está. Isto está ao alcance da instituição. Corrigir os erros do modelo já é da responsabilidade de outros.

Para desanuviar o ambiente (ficando húmido e desconfortável em PDL), nada como relaxar olhando para as nuvens dos Açores:

XCpiQtX.jpg


selfDAt.jpg


:D
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,420
Local
Açores
De onde veio tanta água ?
Os eventos de precipitação extrema ocorridos nos últimos dias nos Açores tiveram como principal causa o elevado conteúdo em vapor de água na atmosfera. Este vapor de água foi transportado desde os trópicos ao longo de duas faixas relativamente estreitas indicadas na figura. Este fenómeno é conhecido como “atmospheric river” ou “rio atmosférico” e consiste em faixas ou filamentos com elevadas quantidades de vapor de água que se estendem desde as regiões tropicais, atingindo por vezes latitudes extratopicais e eventualmente precipitando sobre estas regiões.

ozVq8E6.png


https://pt-pt.facebook.com/dra.ipma.pt
 
Registo
1 Set 2015
Mensagens
371
Local
Ponta Delgada
A 700 hPa, os gradientes térmicos mais díspares ficarão a norte.

OrOW1TF.gif


Assumindo uma temperatura de 6º nesta camada com uma temperatura média de 15º 1,5 kms abaixo (9 graus de diferença), fica-se com um arrefecimento de 6º/km. Uma atmosfera condionalmente instável, portanto. O CAPE será moderado. Há que juntar a isto movimentos verticais intensos e um LI negativo. A humidade a 700 hPa será pouco consistente. Novamente, penso que a convecção será mais que suficiente para saturar a atmosfera acima e continuar a subir:

NRLdejV.gif


hH8SaML.gif


i0gavcq.gif


k5KYbqV.png


A 500 hPa, os gradientes térmicos mais díspares ficarão a norte. Este nível está muito saturado. Haverá um cavado que irá aumentar a força do vento e consequentemente as células geradas baixo (>90 km/h). Assumindo a temperatura média de 6º a 700 hPa e de -9º fica-se com um diferencial de temperatura de 15º em 3kms, ou seja, um arrefecimento de +-5º/km. Nota ainda para os muitos movimentos verticais:

IC3D99f.gif


V0S0Rqz.gif


ZNjDCD7.gif


ojfULpT.gif


A 300 hPa, o jet será particularmente intenso:

GeJp1G9.gif


Minha opinião: O GFS está a modelar uma situação muito severa. Dos meus parcos conhecimentos, não posso excluir alguma super-célula (especialmente se o CAPE e os ventos a 500 hPa forem ligeiramente superiores). Devem ser esperados períodos de chuva muito intensa. Não descarto a ocorrência de trombas de água. Em termos de avisos, arrisco um vermelho para chuva, laranja para trovoada e vento (baseando-me no GFS):

8zeknUG.png


A maior parte do tempo severo deverá passar a noroeste do GO. Lá os gradientes térmicos e humidades relativas serão superiores. Mas a noroeste não há tanto CAPE como nas ilhas mais ocidentais.
Orion, agradeço a explicação da sua previsão. Quem fala assim não é gago! Perfeito!!!
 
  • Gosto
Reactions: Orion