Seguimento Europa - 2007

mocha

Nimbostratus
Registo
5 Dez 2006
Mensagens
1,596
Local
Barreiro
Europe hit by deadly drought and floods

BUCHAREST (AFP) - A searing heatwave has killed at least 40 people across southern Europe while in Britain torrential rain has killed three people and forced hundreds to flee a creaking dam.

Twenty-nine deaths have been blamed on the heat in Romania where temperatures on Tuesday hit 45 degrees Celsius (113 Fahrenheit), four in Greece, three in Albania and at least five in Bosnia, Croatia and Turkey.

Record temperatures have been recorded in several countries while violent winds have spread wildfires and stretched emergency services across much of southern Italy.

Bucharest was Europe's hottest capital on Tuesday with temperatures at 45 Celsius (113 Fahrenheit) but a heat alert was sounded for much of the south of the country.

Ambulance services in the capital were beseiged with calls to help people fainting in the street. Fourteen people have died from the heat in the city over the past week, according to authorities who have set up more than 30 first aid tents in Bucharest alone to cope with the casualties.

Police have been handing out water in the street and the health ministry has warned the elderly and those with debilitating illnesses not to go out during the day.

After a winter with much lower than average snowfall and a dry spring, the heatwave has worsened fears that Romania could lose more than half of its normal cereal crop this year because of the weather.

Temperatures were expected to hit 44 Celsius (111 Fahrenheit) in Athens and the government urged the public to save power as electricity consumption hit new highs on Monday. The Greek military has suspended all exercises.

Temperatures in Bulgaria were expected to hit a new record 42 Celsius (107 Fahrenheit) on Tuesday and dozens of heat casualties have also been reported.

Authorities sprayed water on the tram rails to prevent the rails from buckling in the heat.

Authorities in seven Turkish provinces have given two or three days of leave to handicapped or pregnant civil servants, as well as those with chronic health problems because of the heat, Anatolia news agency said.

Temperatures in Croatia are also the highest ever recorded in June, at up to 39 Celsius (102 Fahrenheit).

Northern Europe is meanwhile suffering from unusually high rainfall.

Three people have died in floods in England and hundreds of people have been evacuated from their homes because torrential threatened to cause a dam to burst. A bridge collapsed in western England.

British Prime Minister Tony Blair said the country faced "a difficult situation" as flood defences struggled against the weather.

Authorities in Rotherham, South Yorkshire, told people living near Ulley Dam to leave their homes after receiving a warning that the walls could collapse. A section of the nearby main M1 motorway was also closed.

In nearby Sheffield, Royal Air Force helicopters airlifted people in flooded areas to safety. A 14-year-old boy was swept to his death in a swollen river and a 68-year-old man was killed as he crossed a flooded road.

In Hull, on the east coast, a man drowned after becoming trapped up to his neck in a drain on a flooded street. Emergency services battled to save the man, but could not free him as waters rose.

A 13 metre (40-feet) section of a bridge was washed away in Ludlow, central England, by a swollen river, severing a gas main and causing a number of minor explosions.

Forecasters have said that some parts of Britain had an entire month's worth of rain in just a few hours, just a week after similar downpours caused disruption.
 


Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,805
Local
Estremoz (401 metros)
Temperaturas máximas registadas hoje

T. Máxima en 24 horas. 26/06/2007 a 18:00 UTC
(100 de 1206 estaciones)
1 Lamia (Grécia) - 44.6 °C
2 Antalya (Turquia) - 43.4 °C
3 Marina Di Ginosa (Itália) - 43.4 °C
4 Catania / Fontanarossa (Itália) - 43.1 °C
5 Burgas (Bulgaria) - 42.8 °C
6 Catania / Sigonella (Italia) - 42.6 °C
7 Balikesir (Turquia) - 42.5 °C
8 Demir Kapija (Macedonia) - 42.5 °C
9 Gevgelija (Macedonia) - 42.2 °C
10 Akhisar (Turquia) - 42.1 °C

Fonte: OGIMET
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Cheias e calor dividem Europa
Violenta canícula fez já mais de 40 mortos na área do Mediterrâneo

O mau tempo já matou três pessoas no Reino Unido e o calor extremo, no sul da Europa, provocou dezenas de vítimas, incluindo pelo menos 29 na Roménia e três na Sicília. Enquanto nestas zonas a temperatura ultrapassou os 40 graus centígrados, atingindo valores recorde, a Inglaterra continua a ser fustigada por intensas chuvadas e ventos fortes, o que obrigou centenas de pessoas a passarem a noite em abrigos públicos.

A canícula está a afectar uma zona vasta do Mediterrâneo, que inclui países como Tunísia, Bulgária ou Albânia, entre outros. Na Bulgária, por exemplo, as temperaturas invulgarmente elevadas duram há dez dias e ontem atingiram o valor mais alto num século de registos. O novo máximo é de 43 graus em Radnevo, no sudeste.

Na Grécia, a canícula matou quatro pessoas. Em Bucareste, na Roménia, as temperaturas já ultrapassaram 45 graus e os serviços de emergência responderam a milhares de chamadas, para tratar de pessoas afectadas pelo calor, sobretudo idosos, enquanto os bombeiros não têm mãos a medir na distribuição de água. Água que os ingleses têm a mais.

No norte da Europa está a chover violentamente, embora apenas as inundações no Reino Unido sejam preocupantes. Uma barragem em Rotherham mostrou sinais de fissuras e obrigou à evacuação de 250 pessoas. Outras centenas foram retiradas de vários locais sob ameaça de cheias. As piores inundações no norte de Inglaterra poderão ainda piorar, embora a meteorologia preveja uma melhoria do estado do tempo.

(c) Fonte: Diário de Notícias

Calor mata na Europa
Temperaturas acimas dos 40 graus custaram a vida a 46 pessoas
O balanço da canícula que se abate sobre o Sul da Europa, com temperaturas superiores a 40 graus, elevava-se hoje a 46 mortos, 29 dos quais na Roménia.

O calor, excepcional para este início do Verão, fez quatro mortos na Grécia, seis em Itália, três na Albânia, dois na Croácia, um na Bósnia-Herzegovina e um na Turquia.

A Roménia, que sofre há quase uma semana com a onda de calor, colocou hoje oito departamentos e Bucareste, a capital, em alerta laranja. As duas últimas vítimas, que elevam o balanço romeno a 29 mortos, foram registadas hoje no Departamento de Olt, um daqueles que passaram para alerta laranja.

Bucareste é um «placa térmica», anunciava a cadeia de informação em contínuo Realitatea TV, evocando as temperaturas de mais de 45 graus que massacraram a capital durante o dia.

O Ministério da Saúde multiplicou os alertas dirigidos aos idosos, às crianças e cardíacos, convidados a evitar saídas.

Foram montadas tendas de primeiros cuidados em Bucareste e noutras cidades, propondo aos transeuntes água e a possibilidade de controlar a tensão arterial.

Os serviços de ambulância receberam milhares de chamadas, nomeadamente em consequência de desmaios. Nalgumas cidades a polícia municipal e os bombeiros foram mobilizados para distribuir água nas ruas e prestar particular atenção aos idosos.

A Sul, a Bulgária não foi poupada. Embora sem mortes, multiplicaram-se os casos de desmaios, com temperaturas a atingir os 43 graus, as mais elevadas desde que começaram os registos, há um século.

Os médicos multiplicaram apelos à população para ficar em casa e aumentar o consumo de água ou de bebidas refrescantes.

A Grécia, onde a canícula já matou quatro pessoas, viveu hoje o seu dia mais quente desde o início do ano, com os serviços públicos a fecharem excepcionalmente ao meio-dia, e os termómetros a atingir os 44 graus em Atenas e no centro do país.

Os serviços de saúde estão em estado de alerta, e os media divulgaram avisos do Ministério da Saúde apelando aos idosos para tomarem precauções e desaconselhando os mais vulneráveis sair de casa.

Em Itália, onde a vaga de calor atinge todo o país, três pessoas morreram hoje na Sicília, o que eleva o balanço para seis mortos. Antes, três idosos tinham morrido em Bolzano (norte), numa praia da Calábria (Sul) e em Trapani (Sicília).

A canícula causou prejuízos consideráveis no Sul, nomeadamente na Sicília, atingida por incêndios florestais e numerosos cortes de electricidade.

A fasquia dos 40 graus foi também atingida na Albânia, onde o balanço era hoje de três mortos. Os cortes de energia eléctrica perturbaram o funcionamento dos sistemas de ar condicionado nos hospitais, edifícios públicos e habitações, com o risco de agravar a situação.

O mesmo pico de calor foi atingido na Croácia (dois mortos) particularmente no leste e nas ilhas do Sul, e na Bósnia-Herzegovina (um morto), assim como na Macedónia e na Sérvia, onde não foi registada oficialmente qualquer morte ligada ao calor.

Uma pessoa morreu hoje na Turquia em consequência do calor que atinge o país há alguns dias. As autoridades decretaram três dias de feriado para os doentes que sofrem de problemas crónicos, deficientes e mulheres grávidas.
(c) Fonte: Portugal Diário


Chuva e calor matam 36 na Europa

...
Pelo menos quatro pessoas morreram, e milhares ficaram isoladas ou desalojadas, devido às chuvas torrenciais ocorridas na segunda-feira em Sheffield (norte de Inglaterra) e outras zonas deste país e de Gales segundo revelaram as autoridades locais.

Por outro lado, o calor excessivo esteve na origem de 30 mortes na Roménia, a maioria das quais em Bucareste, capital do país, onde se registaram mais de 40º à sombra e um máximo de 54,5º à torreira do sol. As altas temperaturas estiveram ainda na origem de dois óbitos na Grécia, em cuja capital, Atenas, o mercúrio subiu aos 39º.

MILHARES AFECTADOS

Só em Sheffield, uma das cidades inglesas mais atingidas pelas chuvas torrenciais, registaram-se dois mortos, um descoberto pela polícia e o outro pelos bombeiros de uma localidade próxima.

A polícia localizou o corpo de um jovem, ainda não identificado, cuja causa de morte aponta para o afogamento. Já os bombeiros de Hull, nos arredores, tentaram, sem sucesso e ao longo de várias horas, resgatar um outro homem, de 28 anos, que caiu numa boca de esgoto inundada.

Além dos quatro mortos, ficaram milhares de ingleses bloqueados nas suas viaturas ou refugiados em cima dos telhados para fugir às inundações, sem poderem contar com energia eléctrica. Para o resgate foram mobilizados helicópteros da polícia e do exército britânicos, na tentativa de ajudar o maior número possível de pessoas.

Consideradas as piores dos últimos anos no Norte de Inglaterra, estas inundações criaram uma situação caótica, que pode ainda agravar-se – apesar de os sites meteorológicos da BBC, Sky News e CNN preverem uma acalmia no tempo.

Houve localidades inglesas em que os valores de precipitação igualaram em horas o volume normal de um mês. Em consequência da subida das águas, foram improvisados abrigos para acolher os desalojados, incluindo famílias com bebés e crianças menores.

Se em Inglaterra e Gales foi o valor da precipitação que atingiu valores anormais, já na Roménia e Grécia o calor é que fez estragos durante o fim--de-semana.

Das 30 vítimas mortais romenas, quatro deveram-se a ataques cardíacos em homens, entre os 40 e os 61 anos de idade, que faleceram em lugares públicos.
(c) Fonte: Correio da Manhã
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,292
Local
Olhão (24 m)
Canícula no Sul da Europa já fez 46 mortos


O balanço da canícula que se abate sobre o Sul da Europa, com temperaturas superiores a 40 graus, elevava-se hoje a 46 mortos, 29 dos quais na Roménia.


O calor, excepcional para este início do Verão, fez quatro mortos na Grécia, seis em Itália, três na Albânia, dois na Croácia, um na Bósnia-Herzegovina e um na Turquia.

A Roménia, que sofre há quase uma semana com a onda de calor, colocou hoje oito departamentos e Bucareste, a capital, em alerta laranja. As duas últimas vítimas, que elevam o balanço romeno a 29 mortos, foram registadas hoje no Departamento de Olt, um daqueles que passaram para alerta laranja.

Bucareste é um "placa térmica", anunciava a cadeia de informação em contínuo Realitatea TV, evocando as temperaturas de mais de 45 graus que massacraram a capital durante o dia.

O Ministério da Saúde multiplicou os alertas dirigidos aos idosos, às crianças e cardíacos, convidados a evitar saídas.

Foram montadas tendas de primeiros cuidados em Bucareste e noutras cidades, propondo aos transeuntes água e a possibilidade de controlar a tensão arterial.

Os serviços de ambulância receberam milhares de chamadas, nomeadamente em consequência de desmaios. Nalgumas cidades a polícia municipal e os bombeiros foram mobilizados para distribuir água nas ruas e prestar particular atenção aos idosos.

A Sul, a Bulgária não foi poupada. Embora sem mortes, multiplicaram-se os casos de desmaios, com temperaturas a atingir os 43 graus, as mais elevadas desde que começaram os registos, há um século.

Os médicos multiplicaram apelos à população para ficar em casa e aumentar o consumo de água ou de bebidas refrescantes.

A Grécia, onde a canícula já matou quatro pessoas, viveu hoje o seu dia mais quente desde o início do ano, com os serviços públicos a fecharem excepcionalmente ao meio-dia, e os termómetros a atingir os 44 graus em Atenas e no centro do país.

Os serviços de saúde estão em estado de alerta, e os media divulgaram avisos do Ministério da Saúde apelando aos idosos para tomarem precauções e desaconselhando os mais vulneráveis sair de casa.

Em Itália, onde a vaga de calor atinge todo o país, três pessoas morreram hoje na Sicília, o que eleva o balanço para seis mortos. Antes, três idosos tinham morrido em Bolzano (norte), numa praia da Calábria (Sul) e em Trapani (Sicília).

A canícula que se abate há vários dias em Itália, com temperaturas que rondam os 45 graus, causou prejuízos consideráveis no Sul, nomeadamente na Sicília, atingida por incêndios florestais e numerosos cortes de electricidade.

A fasquia dos 40 graus foi também atingida na Albânia, onde o balanço era hoje de três mortos. Os cortes de energia eléctrica perturbaram o funcionamento dos sistemas de ar condicionado nos hospitais, edifícios públicos e habitações, com o risco de agravar a situação.

O mesmo pico de calor foi atingido na Croácia (dois mortos) particularmente no leste e nas ilhas do Sul, e na Bósnia-Herzegovina (um morto), assim como na Macedónia e na Sérvia, onde não foi registada oficialmente qualquer morte ligada ao calor.

Os dias são também particularmente quentes em Malta (39,5 graus).

Uma pessoa morreu hoje na Turquia em consequência do calor que atinge o país há alguns dias. As autoridades decretaram três dias de feriado para os doentes que sofrem de problemas crónicos, deficientes e mulheres grávidas.

As províncias de Istambul, de Antalya (Sul), de Canakkale (noroeste) e de Bursa (noroeste) são as mais atingidas.

Na África do Norte, a Tunísia enfrenta temperaturas superiores a 40 graus de Norte a Sul do país, mas não foi assinalada qualquer morte.

Fonte: Observatório do Algarve www.observatoriodoalgarve.com
 

mocha

Nimbostratus
Registo
5 Dez 2006
Mensagens
1,596
Local
Barreiro
com estas temperaturas só ha uma coisa a fazer:
 
Editado por um moderador:

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,292
Local
Olhão (24 m)
Faz lembrar a vaga de calor que atingiu o algarve no final de Julho de 2004 onde a mínima foi cerca de 32ºC nessa noite fomos para a praia de Faro, era horrível de dia cerca de 44ºC e depois o algarve completamente todo em chamas e a cinza a cair em cima de nós, só espero não passar mais pela aquela situação foi horrível:cheers: :malandro:
 

Rog

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2006
Mensagens
4,515
Local
Norte Madeira (500m)

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
Enquanto em alguns pontos da Europa estão a braços com uma onda de calor mais a norte algumas tempestades têm marcado os últimos dias.

Vídeo:
 
Editado por um moderador:

Minho

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2005
Mensagens
4,091
Local
Melgaço
É o que dá quando se tem uma situação de bloqueio. Há partes que levam com calor, outras com frio, umas com seca outras com inundações... mas nada disto tem a ver com o aquecimento global apesar dos acontecimentos no mediterrâneo e as inundações são o melhor argumento para os warmers.
Sem dúvida que as situações de bloqueio são o melhor que há para esgrimir argumentos entre warmers e colders.
 

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
O mau tempo poderá regressar nos próximos dias ao Reino Unido, alertou o instituto de Meteorologia britânico, o que pode agravar as inundações que ainda se registam em algumas regiões do país.

Os meteorologistas prevêem mais aguaceiros, em alguns casos muito fortes, principalmente no fim-de-semana, aumentando as preocupações das autoridades sobre uma provável subida do nível das águas.

As chuvas torrenciais do início da semana provocaram inundações no norte e leste de Inglaterra, desalojando centenas de pessoas e causando estragos avaliados em milhões de euros.

Pelo menos quatro pessoas já morreram devido às cheias, enquanto a polícia continua a investigar a possibilidade de uma quinta pessoa encontrada morta num canal ter sido ou não vítima do mau tempo.

Desde segunda-feira, cerca de 3.500 pessoas foram socorridas pelos bombeiros, que já receberam mais de 7.300 chamadas telefónicas com pedidos de ajuda devido a inundações, quantificou o comandante do sindicato dos bombeiros, Matt Wrack.

As operações de salvamento foram qualificadas pelas equipas como «as maiores em tempo de paz» pelos bombeiros, que criticam o governo por ter subestimado a seriedade da situação.

Segundo a agência para o Ambiente, mais de 3.000 mil casas foram atingidas pelas cheias, registadas com maior gravidade nas regiões de Yorkshire, Lincolnshire e Midlands, onde as operações de limpeza prosseguem.

Centenas de pessoas continuam ainda abrigadas em alojamentos temporários, muitos dos quais providenciados pelas autoridades locais em escolas, pavilhões e edifícios públicos.

Várias estradas que estavam cortadas reabriram entretanto, bem como algumas linhas de comboio.

Uma evolução positiva foi também observada no reservório de Ulley, perto de Sheffield, cujo risco de ceder às águas as autoridades locais consideram ter «reduzido significativamente».

Fonte: © PortugalDiário
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,805
Local
Estremoz (401 metros)
MINISTERIO DE MEDIO AMBIENTE
SECRETARIA GENERAL PARA LA PREVENCIÓN DE LA CONTAMINACIÓN Y DEL CAMBIO CLIMÁTICO
LEONARDO PRIETO CASTRO, 8 E - 28040 MADRID TEL.: 91 581 98 85 FAX: 91 581 98 46
INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGÍA
TEMPERATURAS ELEVADAS DURANTE LOS PRÓXIMOS DÍAS
Información elaborada el día 13 de julio de 2007
La mayor parte de la Península y Baleares se verán afectadas, a partir de hoy, por una masa de aire cálido de procedencia africana, que dará lugar a un aumento significativo de las temperaturas.
Durante el fin de semana el aumento será más significativo en el centro, el interior del cuadrante nordeste y la mitad sur peninsulares, donde las temperaturas aumentarán progresivamente para alcanzar valores máximos que oscilarán entre los 37 grados en puntos del valle del Ebro y los 40 grados en zonas de la mitad sur, principalmente de Andalucía y sur de Castilla-La Mancha, donde podrían superarse puntualmente esos valores.
El domingo, las temperaturas comenzarán a suavizarse por el oeste peninsular, suavización que continuará extendiéndose por el oeste y norte de la Península a principios de la próxima semana; sin embargo, en gran parte del cuadrante sureste y Baleares, las temperaturas continuarán siendo elevadas.
Las altas temperaturas podrían tener especial incidencia, por su duración, hasta bien entrada la próxima semana, en el interior del cuadrante sureste, situándose en torno a los 40 grados de máxima en puntos del interior de Murcia, de Andalucía oriental y en el sureste de Castilla-La Mancha.
El INM recomienda un seguimiento más detallado y actualizado de esta situación atmosférica a través de sus predicciones y avisos de fenómenos adversos. Todo ello puede consultarse en su página web: www.inm.es
 

Minho

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2005
Mensagens
4,091
Local
Melgaço
Felizmente Portugal está completamente a Oeste dessa situação :thumbsup:
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,805
Local
Estremoz (401 metros)
Onda de calor atinge a Alemanha e recorde absoluto de consumo de energia em Itália

Uma onda de calor com temperaturas próximas dos 40 graus atinge a Alemanha. No último domingo (15/07), os termómetros registraram 37,8 graus em Eisleben, no estado da Saxônia-Anhalt, recorde do ano. Em Heidelberg, no sul, fez 37,6 graus.
A noite de domingo para Segunda-feira também foi quente, principalmente no leste do país, com temperaturas em torno dos 20 graus. Em Berlim, a média foi de 22 graus à noite. Mas o recorde histórico de 40,2 graus, atingido no verão de 2003, não deve ser alcançado.
A Itália registou um recorde no consumo de electricidade da sua história devido às elevadas temperaturas em todo país, indicaram as autoridades. O consumo atingiu 56.120 megawatts, superior ao recorde de 55.600 registado a 27 de Junho do ano passado.
O consumo de energia aumentou com a instalação de inúmeros aparelhos de ar condicionado devido à onda de calor que atinge o país, com temperaturas entre 35º e 40º graus Celsius.

Fonte: Diário Digital e DW-WORLD
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,292
Local
Olhão (24 m)
Temperaturas máximas registadas ontem na Europa:

1 Mostar (Bosnia and Herzegovina) 42.1 °C
2 Banja Luka (Bosnia and Herzegovina) 41.0 °C
3 Nis (Serbia and Montenegro) 41.0 °C
4 Podgorica / Golubovci (Serbia and Montenegro) 40.8 °C
5 Akhisar (Turkey) 40.7 °C
6 Amendola (Italy) 40.6 °C
7 Antalya (Turkey) 40.6 °C
8 Aydin (Turkey) 40.5 °C
9 Veliko Tarnovo (Bulgaria) 40.3 °C
10 Demir Kapija (Macedonia, The Republic of) 40.2 °C
11 Rousse (Bulgaria) 40.2 °C
12 Veliko Gradiste (Serbia and Montenegro) 40.2 °C
13 Izmir / Adnan Menderes (Turkey) 40.1 °C
14 Arezzo (Italy) 40.0 °C
15 Krusevac (Serbia and Montenegro) 40.0 °C
16 Marina Di Ginosa (Italy) 40.0 °C
17 Knin (Croatia) 39.9 °C
18 Cuprija (Serbia and Montenegro) 39.8 °C
19 Gevgelija (Macedonia, The Republic of) 39.8 °C
20 Adana / Incirlik (Turkey) 39.7 °C

Fonte: OGIMET

Incrível, como o calor se faz sentir na Europa do Leste, Sul e Sudeste, e Portugal ainda a salvo deste calor:D