Seguimento - Incêndios 2008

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Coimbra: Incêndios florestais atingem concelhos de Miranda do Corvo e Arganil

Mais de 200 bombeiros combateram dois incêndios florestais de grandes proporções que atingiram hoje os concelhos de Miranda do Corvo e de Arganil, anunciou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra.

Um dos sinistros deflagrou às 09:25 em Meãs, Miranda do Corvo, tendo sido combatido por 131 bombeiros de dez corporações, com o apoio de 28 viaturas, e ainda dois Grupos de Intervenção, Protecção e Socorro da GNR.

Segundo a fonte do CDOS de Coimbra, o fogo foi considerado circunscrito às 11:09.

Durante a noite, um outro incêndio deflagrou, às 03:03, no concelho de Arganil, na zona de Chãs Grandes, mobilizando 73 bombeiros, de dez corporações, com 17 viaturas.

Foi circunscrito às 06:18, mantendo-se no local os Bombeiros de Arganil, em operações de vigilância e rescaldo, adiantou o CDOS de Coimbra.

In: Lusa

Estamos em que época do ano o pessoal ?? se isto não é fogo posto é o que ?? :angry::angry::disgust:
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Miranda do Corvo: Vento forte dificultou combate a dois incêndios

O vento forte dificultou hoje o combate a dois incêndios que destruíram uma área considerável de floresta e mato, ainda por quantificar, no concelho de Miranda do Corvo (Coimbra), encontrando-se ambos em vigilância, disse fonte dos Bombeiros.

Um período de estio longo, e a existência de muita matéria seca, e a intensidade do vento foram factores avançados pelo comandante dos Bombeiros de Miranda do Corvo, Fernando Jorge, para a propagação das chamas e para alguma dificuldade em debelá-las.

Um primeiro incêndio deflagrou às 09:25 em Meãs e foi considerado circunscrito às 11:09, tendo sido combatido por 131 bombeiros de dez corporações, com 28 viaturas.

Segundo o comandante, as chamas destruíram uma área povoada por pinheiros, eucaliptos e sobreiros.

Um segundo fogo, de proporções menores do que o primeiro, atingiu o concelho de Miranda do Corvo às 13:25 na encosta de Segade, junto ao Rio Ceira e à estrada nacional 17, tendo devastado eucaliptal, pinhal e mato.

Quarenta e sete bombeiros, de três corporações, com 11 viaturas, foram mobilizados para o combate a este incêndio, que foi considerado circunscrito às 15:00.

Cerca das 15:00, a precipitação prevista para hoje ainda não ocorrera em Miranda do Corvo e, de acordo com o comandante dos Bombeiros, mantinham-se nos dois locais dos incêndios, 35 elementos, com seis viaturas, em operações de vigilância.

O mesmo responsável não conseguiu adiantar quais as causas prováveis dos fogos.

In:Lusa

Não sabem quais foram as causas :huh::huh: como é que não se sabe as causas de um incêndio nesta altura do ano sim que existe uma vasta lista ainda por cima num fogo que deflagra ás 9h30 da manhã ás tantas foi alguém que andou a fazer um piquenique e levou comida Mexicana e quando acabou de comer arrotou e deitou fogo aos pinheiros que estavam ao seu redor :lmao: ou então foi o Al Gore.
 

iceworld

Nimbostratus
Registo
18 Dez 2007
Mensagens
1,052
Local
coimbra ( 85m )
É impressionante a área que arde no concelho de Coimbra :angry:
A minha cara metade esta a fazer uma tese de mestrado onde nalgumas freguesias de Coimbra em 2005 a área ardida foi de 117%!!! Ou seja ardeu mais do que uma vez nessa estação :angry:
Cada vez que me lembro :sad: que passei a noite toda de mangueira na mão só para não arder a casa (de amigos que telefonaram em pânico) porque tudo o resto (quintal inclusive) era do fogo.E o fumo...irrespirável e a vizinha que era velhota e tivemos que ajudar tb e os bombeiros que quando pararam para dar uma mão pediram comida e leite...e estavam completamente esfomeados :eek: e...os cães que ladravam sem parar e chamar pelos outros no meio de chuva de cinzas incandescentes...e outro amigo a telefonar a dizer para irmos dar uma ajuda a casa dele e nunca imaginei que o fogo lá chegasse....e tantas outras memórias que me fizeste recordar...e chegar a casa ás 8h00 da manhã exausto e olhar-me ao espelho e quase não me reconhecer de tão farrusco...e um banho para tirar a maior ....ir para a cama olhos em lágrimas :sad:de tanto recordar os cenários e finalmente adormecer.....
Um dia faço um tópico com fotos e relatos de mais pessoas.
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
É impressionante a área que arde no concelho de Coimbra :angry:
A minha cara metade esta a fazer uma tese de mestrado onde nalgumas freguesias de Coimbra em 2006 a área ardida foi de 117%!!! Ou seja ardeu mais do que uma vez nessa estação :angry:
Cada vez que me lembro :sad: que passei a noite toda de mangueira na mão só para não arder a casa (de amigos que telefonaram em pânico) porque tudo o resto (quintal inclusive) era do fogo.E o fumo...irrespirável e a vizinha que era velhota e tivemos que ajudar tb e os bombeiros que quando pararam para dar uma mão pediram comida e leite...e estavam completamente esfomeados :eek: e...os cães que ladravam sem parar e chamar pelos outros no meio de chuva de cinzas incandescentes...e outro amigo a telefonar a dizer para irmos dar uma ajuda a casa dele e nunca imaginei que o fogo lá chegasse....e tantas outras memórias que me fizeste recordar...e chegar a casa ás 8h00 da manhã exausto e olhar-me ao espelho e quase não me reconhecer de tão farrusco...e um banho para tirar a maior ....ir para a cama olhos em lágrimas :sad:de tanto recordar os cenários e finalmente adormecer.....
Um dia faço um tópico com fotos e relatos de mais pessoas.

Estás a referir-te à tragédia de Agosto de 2005... presumo... :huh:
 

iceworld

Nimbostratus
Registo
18 Dez 2007
Mensagens
1,052
Local
coimbra ( 85m )
Pois acredito que a muitas delas tal como a mim custa porque foi um dia muito difícil. A quem assiste "por dentro" é sempre muito diferente mas agora que penso nisso são episódios que estão bem mais frescos na minha memória do que os de neve :(
Estavas em Coimbra nesse dia??
É que por onde andassemos aqui deste lado da cidade só se via fogo e mais fogo. Relatei o episódio onde estive mas tive várias pessoas amigas que tiveram que defender as suas casas ou deixalas há sorte. E o barulho era aterrador...nunca me tinha passado pela cabeça que um fogo pudesse fazer aquele tipo de barulho.
Bom mas estamos no Inverno por isso vamos é pedir umas neves aqui para perto pelo menos:uau: que eu este ano ainda não vi nada de jeito:angry:
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Pois acredito que a muitas delas tal como a mim custa porque foi um dia muito difícil. A quem assiste "por dentro" é sempre muito diferente mas agora que penso nisso são episódios que estão bem mais frescos na minha memória do que os de neve :(
Estavas em Coimbra nesse dia??
É que por onde andassemos aqui deste lado da cidade só se via fogo e mais fogo. Relatei o episódio onde estive mas tive várias pessoas amigas que tiveram que defender as suas casas ou deixalas há sorte. E o barulho era aterrador...nunca me tinha passado pela cabeça que um fogo pudesse fazer aquele tipo de barulho.
Bom mas estamos no Inverno por isso vamos é pedir umas neves aqui para perto pelo menos:uau: que eu este ano ainda não vi nada de jeito:angry:

Não estava ainda em Coimbra... mas sei bem o que aconteceu... vi todas as fotos e reportagens desse dia... absolutamente impressionante! A cidade ficou totalmente rodeada, chegaram a arder habitações já dentro da cidade. As fotografias da cidade á noite totalmente laranja e durante o dia como se fosse manhã de nevoeiro cerrado são algo de dantesco e acredito inesquecível. Fiquei mesmo chocado :(
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,049
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Incêndio no Parque Natural Sintra-Cascais circunscrito
Barragem do Rio da Mula

O incêndio que deflagrou hoje às 10h00 na barragem do Rio da Mula, no Parque Natural Sintra-Cascais, foi circunscrito às 11h56. No local estiveram 233 bombeiros, apoiados por 67 veículos e um helicóptero, de acordo com fonte da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

O fogo teve apenas com uma frente activa, mas o vento forte dificultou as operações, apesar de nunca ter estado nenhuma habitação em risco, já que a zona era apenas de floresta.

No terreno esteve, ainda, o Comando Distrital de Operações de Socorro e o Posto de Comando.

O incêndio deflagrou na Mata da Penha Longa, na encosta sul da Serra de Sintra, perto do golfe da Penha Longa e contou com corporações de bombeiros de Sintra, São Pedro de Sintra, Cascais, Carnaxide, Linda-a-Pastora e Queluz, mantendo-se alguns efectivos no terreno.

Alguns militares da GNR estão no local a impedir a passagem de veículos, permitindo apenas o acesso de veículos de emergência.

É impressionante este vento seco!
Ainda agora eramos a região do país com mais água no solo, e já está tudo seco!:disgust:
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Deve ter sido alguma nuvem que se descuidou e largou um relampago :lmao: ou então foram os esquilo que deixaram queimar as torradas para o pequeno almoço.

As desculpas esfarrapadas do costume :angry::angry::disgust:
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
Ano após ano as nossas florestas continuam a ser devastadas pelos fogos:(:(
E parece que este ano começaram mais cedo...

mas que tipo de florestas? a massificação de floresta de eucalipto ou de aca cial (serra de sintra). não esquecer que são especies onde se inclui o pinheiro bravo que querem fogo para se reproduzirem (uma forma de dominação).
dou exemplo das acacias: a semente tem uma durabilidade de 60 a 80 anos aguenta temperaturas de 500 a 600 cº o seu crescimento em 1 ano é de 1 m são classificadas pela legislação portuguesa de invasoras todas elas e a grande parte delas tem um pormenor muito importante ao introduzem uma grande quantidade de azoto no solo o que vai deixar o solo pouco fertil para o resto das especies mas onde é que eu quero chegar?e que modelo florestal é que se quer? quando se importa madeiras de alta qualidade(carvalho,ceregeira,nogueira,etc...) para moveis,e as impresas da celulose a incentivar o pobre do agricultor a semear uns pezzinhos de eucalipto para dar rendimento a 12 anos(o eucalipto tem uma resolução isto é pode ser cortado 4 vezes a partir dai é anti-economico) vai-se deixar 1400000 h ao abandono pois é muito caro tirar os cepos dos eucaliptos vejam que pesadelo que é.
assim iremos ter sempre fogos nem que se gaste rios de dinheiro no combate ou prevenção porque o problema está na BASE da piramide.

o pinheiro bravo é uma história diferente,pois ele éra autoctone em pequenas partes do território português (areias) e foi muito plantado no tempo do salazar, era o petroleo verde
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
É impressionante este vento seco!
Ainda agora eramos a região do país com mais água no solo, e já está tudo seco!:disgust:

em relação ao incendio da serra de sintra ardeu uma zona de pinheiro bravo que tinha no subcoberto muitas acacias e tojo.
não interressa que o solo tenha muita agua!é o tipo de vegetação que é o problema.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Falando de incêndios, o IM divulgou um extenso relatório (115 páginas :hehe:) de análise do apoio meteorologico na prevenção e combate a incêndios durante o ano passado.

O ano de 2007 foi caracterizado por diversos sistemas meteorológicos distintos que influenciaram a resposta temporal dos dois índices de risco de incêndio em operacionalidade no IM.

Assim, apesar de ser registado alguns períodos de risco de incêndio agravado em especial, nos meses de Julho e Agosto, eles foram seguidos por períodos com condições meteorológicas menos graves do ponto de vista do risco meteorológico de incêndio, como a ocorrência de precipitação. Realça-se igualmente que em 2007 se registaram períodos atípicos de elevado risco de incêndio nos meses de Outubro e Novembro, tendo-se atingido, em particular no período compreendido entre 6 e 18 de Novembro, um risco de incêndio superior ao registado em Junho.

Relativamente aos resultados obtidos em 2007, pode afirmar-se que, em média, o FWI (Fire Weather Índex) observado em 2007 apresentou valores inferiores aos registados em anos anteriores. De igual modo o ICRIF (Índice Combinado de Risco de Incêndio Florestal) apresentou valores de risco meteorológico inferiores aos registados em 2006.
Para mais informações, consulte o link abaixo.

http://www.meteo.pt/resources/im/pdfs/fogos_rc_13_07.pdf
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,049
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Falando de incêndios, o IM divulgou um extenso relatório (115 páginas :hehe:) de análise do apoio meteorologico na prevenção e combate a incêndios durante o ano passado.



http://www.meteo.pt/resources/im/pdfs/fogos_rc_13_07.pdf
Já estive a dar uma olhadela.
E se querem saber, neste assunto, e porque estamos a falar de Portugal, eu sou muito pouco científico ou biológico. Ou seja, não creio que seja por termos milhares de hectares de eucaliptos (árvores que propagam rapidamente os fogos), ou gigantes extensões de pinheiros (verdadeiras tochas alimentadas pela resina), que temos mais incêndios. Nem é por termos cada vez mais prevenção que eles vão deixar de existir. E o que aconteceu em 2007, (ou não aconteceu), foi tudo devido ao factor meteorologia. Foi o Verão mais chuvoso dos últimos anos, logo é normal que tenha sido aquele que contabilizou menos área ardia. Já em Novembro (e Novembro já é bem longe do verão), teve um início completamente envolto em fumo.

E afinal o que é que falhou?
A organização da floresta portuguesa é sem duvida a nossa imagem. Somos a confusão.:hehe:
Mas a meu ver, a base da pirâmide não está aí. Enquanto não se mudarem as mentalidades, enquanto não se deixarem de fazer queimadas, queimar por dinheiro e coisas afins, por mais que possamos investir na prevenção, veremos todos os anos mais uns milhares de hectares a arder.

E de que serve prender um incendiário durante um ou dois anos? Se cada incendiário fosse obrigado a semear, plantar e limpar cada metro quadrado que por sua culpa ardeu, o país era bem mais verde!;)