Seguimento - Incêndios 2018

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Depois do que aconteceu o ano passado digamos que as pessoas em geral tem algum crédito para "dizer mal"...

Mas é só a minha opinião. Se grande parte do problema do ano passado foi a desorganização perante um número elevado de ocorrências concentradas no tempo, este ano isso ainda não se verificou.
Um dos pontos que pior correu no ano passado foi o ataque inicial. Se este ano as coisas estão a correr melhor a esse nível, que é uma questão fundamental, qual é o mal e dizer que está a correr melhor? Por acaso estás a seguir a evolução das ocorrências? Por favor, até parece que estão a torcer para isto correr mesmo mal. Já tivemos a experiência e não foi boa, não queremos que se repita!
 

Hawk

Cumulonimbus
Registo
26 Nov 2006
Mensagens
2,044
Local
Funchal
luismeteo3, eu não estou a tirar mérito aos esforços que têm sido levados a cabo para melhorar a situação.

Mas para efeitos comparativos é importante meter as coisas no mesmo referencial de comparação. Eu não sigo a evolução das ocorrências, mas ainda ontem saiu uma notícia que este ano até ao momento houve menos 2700 ignições do que o ano passado. Isso não nos diz se o ataque inicial está melhor ou pior. Diz-nos que em termos absolutos houve menos 2700 ocorrências. Ponto.

Também sei que no dia 15 de Outubro do ano passado (num evento de excepção), ultrapassou-se as 520 ocorrências. É bem provável que no pior dia do ano até ao momento nem se tenha chegado a 10% disso.

De resto, como disse no meu post inicial, eu também não quero que os meios sejam postos à prova!
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
6,053
Local
Loures
Um dos pontos que pior correu no ano passado foi o ataque inicial. Se este ano as coisas estão a correr melhor a esse nível, que é uma questão fundamental, qual é o mal e dizer que está a correr melhor? Por acaso estás a seguir a evolução das ocorrências? Por favor, até parece que estão a torcer para isto correr mesmo mal. Já tivemos a experiência e não foi boa, não queremos que se repita!

Se calhar correram mal porque existiam mais ocorrências ao mesmo tempo e a propagação das chamas era muito maior, obviamente levando a uma maior escassez de meios e a uma maior desorganização na distribuição dos mesmos pelas várias ocorrências em curso.
 
  • Gosto
Reactions: MSantos

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Se calhar correram mal porque existiam mais ocorrências ao mesmo tempo e a propagação das chamas era muito maior, obviamente levando a uma maior escassez de meios e a uma maior desorganização na distribuição dos mesmos pelas várias ocorrências em curso.
Claro que o número de ocorrências era brutal isso é óbvio, mas enfim já expliquei o meu ponto de vista. Já chega!
 

ClaudiaRM

Furacão
Registo
2 Dez 2009
Mensagens
10,298
Local
Viseu
Só não entendo uma coisa: no ano passado com aquelas desgraças que ocorreram, houve alturas neste fórum em que quase parecia que a meteorologia não tinha relação com o que se passou. Era a máfia e o terrorismo e o governo e os bombeiros incompetentes e o diabo a quatro. Este ano, afinal já é a meteorologia a principal razão invocada. Eu estou à vontade porque estou convencida que a meteorologia foi a principal responsável pelas desgraças do ano anterior e a principal responsável pela, até agora, calmaria. Nunca fui na cantiga das máfias terroristas e até acho que o número de incêndios propositados é inferior ao que muito boa gente acha e o número de incêndios por negligência consideravelmente superior.
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,722
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Pois eu não concordo nada com vocês! Basta seguir o desenvolvimento das ocorrências. É claro que as condições meteorológicas ajudam e muito mas não tem sido só isso. Não entendo porque é que aqui só se diz mal, mas quando só dizem mal esquecem-se que cospem na cara de quem está no terreno e que está a dar tudo! :evilmad:

Algumas notas:

As condições meteorológicas, a par com as condições da vegetação (combustível) são os factores determinantes da evolução do comportamento do fogo (desenvolvimento das ocorrências), este ano ainda não fomos postos à prova (ainda bem, que assim continue :pray:).

Eu não disse mal! Até louvei os esforços deste governo em criar uma Estrutura de Missão, que como profissional da área, acredito ser o caminho certo para reformular e melhorar toda a estrutura de combate a incêndios, o Tiago Oliveira parece-me ser a pessoa certa no local certo para isso.

No entanto reafirmo, nada foi resolvido (nem era suposto ser de um ano para o outro). E sim, há muita desorganização no combate, muita falta de conhecimento técnico sobre o comportamento do fogo por parte de muitos bombeiros.

Espero que não... Mas deixa lá vir uma semana de lestada com 40ºC em quase todo o pais e vais ver que "quem está a dar tudo" vai ser novamente incapaz de lidar com o problema.
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Algumas notas:

As condições meteorológicas, a par com as condições da vegetação (combustível) são os factores determinantes da evolução do comportamento do fogo (desenvolvimento das ocorrências), este ano ainda não fomos postos à prova (ainda bem, que assim continue :pray:).

Eu não disse mal! Até louvei os esforços deste governo em criar uma Estrutura de Missão, que como profissional da área, acredito ser o caminho certo para reformular e melhorar toda a estrutura de combate a incêndios, o Tiago Oliveira parece-me ser a pessoa certa no local certo para isso.

No entanto reafirmo, nada foi resolvido (nem era suposto ser de um ano para o outro). E sim, há muita desorganização no combate, muita falta de conhecimento técnico sobre o comportamento do fogo por parte de muitos bombeiros.

Espero que não... Mas deixa lá vir uma semana de lestada com 40ºC em quase todo o pais e vais ver que "quem está a dar tudo" vai ser novamente incapaz de lidar com o problema.
Mas quem é que falou do governo??? Eu falei de bombeiros, do ataque inicial e de vigilância!
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,722
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Só não entendo uma coisa: no ano passado com aquelas desgraças que ocorreram, houve alturas neste fórum em que quase parecia que a meteorologia não tinha relação com o que se passou. Era a máfia e o terrorismo e o governo e os bombeiros incompetentes e o diabo a quatro. Este ano, afinal já é a meteorologia a principal razão invocada. Eu estou à vontade porque estou convencida que a meteorologia foi a principal responsável pelas desgraças do ano anterior e a principal responsável pela, até agora, calmaria. Nunca fui na cantiga das máfias terroristas e até acho que o número de incêndios propositados é inferior ao que muito boa gente acha e o número de incêndios por negligência consideravelmente superior.

Se fores reler os posts de quem apresenta algum conhecimento técnico sobre o tema, não verás ninguém a justificar os incêndios com máfias, terrorismo e diabo a quatro... Sim, houve incompetência do governo, dos bombeiros, Proteção Civil etc... Mas as condições meteorológicas eram extremas, como nunca se viu num passado recente na Europa, principalmente nos incêndios de Outubro.

A meteorologia é e sempre será um factor central (há outros) na evolução do comportamento do fogo e não a podemos controlar, portanto temos que actuar sobre todos os outros de forma a que a se a meteorologia nos for desfavorável, os fogos estes não se descontrolem completamente.
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,722
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Mas quem é que falou do governo??? Eu falei de bombeiros, do ataque inicial e de vigilância!

Esses, asseguro-te, não melhoraram assim tanto, apenas não foram postos à prova... Digo-te com algum conhecimento de causa. ;)
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Esses, asseguro-te, não melhoraram assim tanto, apenas não foram postos à prova... Digo-te com algum conhecimento de causa. ;)
Eu sigo as ocorrências o dia todo e vejo o tempo que têm demorado a extinguir. Vais dizer que este ano é mais húmido, que há menos ocorrências e que com mais calor seria igual, mas eu pergunto se é correcto estar sempre a deitar a baixo quem se arrisca por todos nós... digo e reafirmo que este ano o ataque inicial está mais rápido, a vigilância melhorou e isto é importante!
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,722
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Eu sigo as ocorrências o dia todo e vejo o tempo que têm demorado a extinguir. Vais dizer que este ano é mais húmido, que há menos ocorrências e que com mais calor seria igual, mas eu pergunto se é correcto estar sempre a deitar a baixo quem se arrisca por todos nós... digo e reafirmo que este ano o ataque inicial está mais rápido, a vigilância melhorou e isto é importante!

Eu não estou a deitar ninguém a baixo, estou a demonstrar-te um facto! Era impossível tudo passar a ser maravilhosamente bom de um ano para o outro, no entanto acredito que houve melhorias, mal seria depois do descalabro que foi o ano passado se não as houvesse!

Podia haver hoje as 500 e tal ocorrências que tivemos em 15 de Outubro, sabes o que aconteceria? Metade delas auto extinguiam-se, as outras progrediam lentamente e eram facilmente debeladas. Resultado, em vez de arderem 250mil ha como aconteceu em Outubro, ardiam uns 500ha, porquê? Meteorologia favorável + combustíveis finos ainda com alguma humidade . ;)
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Eu não estou a deitar ninguém a baixo, estou a demonstrar-te um facto! Era impossível tudo passar a ser maravilhosamente bom de um ano para o outro, no entanto acredito que houve melhorias, mal seria depois do descalabro que foi o ano passado se não as houvesse!

Podia haver hoje as 500 e tal ocorrências que tivemos em 15 de Outubro, sabes o que aconteceria? Metade delas auto extinguiam-se, as outras progrediam lentamente e eram facilmente debeladas. Resultado, em vez de arderem 250mil ha como aconteceu em Outubro, ardiam uns 500ha, porquê? Meteorologia favorável + combustíveis finos ainda com alguma humidade . ;)
Mas tu leste o que eu escrevi? Quem é que falou em estar tudo a correr ás mil maravilhas? Só falei no ataque inicial, mas pronto não interessa...
 

Dan

Staff
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
9,844
Local
Bragança (675m)
Num clima como o nosso haverá sempre incêndios e de vez em quando teremos grandes incêndios completamente fora de controle. Acho que isso é mais ou menos inevitável. O que podemos fazer é antecipar e minimizar as perdas associadas a esse tipo de fenómenos. A prioridade será sempre evitar perdas humanas. O combate não é a resposta para tudo porque, em determinadas situações, os meios vão ser sempre escassos.

Claro que em momentos como os atuais, com condições meteorológicas favoráveis, o combate pode responder muito bem e é algo que parece estar a acontecer. Ainda bem que assim é. Espero que não seja já este ano nem nos próximos, mas vamos certamente voltar a ter condições muito adversas e aí é que vai ser fundamental que a máquina funcione bem.
 

Ricardo Carvalho

Cumulonimbus
Registo
23 Jul 2015
Mensagens
2,932
Local
Azeitão/Sesimbra
Pois eu não concordo nada com vocês! Basta seguir o desenvolvimento das ocorrências. É claro que as condições meteorológicas ajudam e muito mas não tem sido só isso. Não entendo porque é que aqui só se diz mal, mas quando só dizem mal esquecem-se que cospem na cara de quem está no terreno e que está a dar tudo! :evilmad:

Não vale a pena, dizer mal é o desporto nacional! :facepalm:


Menos Luís, desculpa mas diz.me uma única parte do meu post em que eu tenha dito mal de alguém?! Para mim isso não é conversa, porque não faço parte do deporto nacional a que te referes!:buh:
Tenho amigos bombeiros próximos, respeito muita a sua profissão e conheço bem a realidade dos mesmos, acredita! Aquilo a que eu me referi é evidente para qualquer pessoa, o factor meteorológico pesa ,e que maneira para a evolução, ou não dos IF em qualquer parte do mundo! Básico...Estarmos a comparar este ano , com igual período do ano passado , é a mesma coisa que estarmos a comparar o dia com a noite! O ano passado infelizmente tudo correu mal, e não vale pena escamotear mais o assunto, tanto que já foi dito! Se existe um ponto forte , e bastante melhorado, ano após ano desde 2003 no DECIR, antes designado como DECIF é o ataque inicial, em contraste com o ataque ampliado que é o tendão de aquiles do dispositivo! E não vou falar do rescaldo, os números de ignições por vezes são tantos, que é impossível fazê.los da melhor forma! :facepalm: Mas olha que existe muita controvérsia acerca dos mesmos! Não estou a dizer mal de ninguém, estou apenas a constatar factos , e basta falares com alguém que ande terreno, mas penso que se aprendeu muita coisa o ano passado da parte de quem coordena, mal de nós se assim também não fosse com tudo o que aconteceu;)
 
Última edição: