Seguimento Meteorológico Livre 2018

Estado
Fechado para novas mensagens.

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,741
Local
Açores
75-778SP_dhq5.GIF


E então? Alguém experienciou ou está a experienciar os 50º? :D
 

Thomar

Cumulonimbus
Registo
19 Dez 2007
Mensagens
2,451
Local
Cabanas - Palmela (75m)
Calor. Temperaturas estiveram hoje acima de 40 graus em quase dois terços do país
3 ago 2018 22:09
MadreMedia / Lusa

As temperaturas estavam às 19:00 de hoje acima dos 40 graus celsius em 60% das 96 estações de medição em Portugal continental, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que indica novos máximos históricos em 16 locais.

Estes dados representam mais dez estações acima dos 40 graus em relação a quinta-feira, referiu o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), em comunicado.

“Nos dias 02 e 03 de agosto [até às 19:00] foram excedidos os recordes da temperatura máxima para o mês de agosto em cerca de 20% e 45% das estações, respetivamente”, de acordo com o comunicado, que destaca o aumento dos valores em 15% das estações em relação a quinta-feira.

Em duas estações foram registadas hoje temperaturas acima dos 45 graus: Alcácer do Sal (45,9) e Reguengos (45,5) e em Alvalade, Alvega, Pegões, Setúbal, Portel, Mértola, Neves Corvo, Évora, Coruche e Zebreira atingiram mais de 44.

Segundo os dados deste comunicado, em dezasseis estações foram batidos hoje recordes históricos desde que há medições.
Castelo Branco (43,5 graus), Odemira (41,9), Nelas (41,9). Figueira Castelo Rodrigo (40,8), Pegões (44,6), Setúbal (44,6) e Lisboa/Tapada (40,9) atingiram hoje os seus máximos históricos, que já tinham sido, por sua vez, ultrapassados na quinta-feira.
Alcácer do Sal (45,9 graus), Bragança (39,7), Montalegre (36,8), Mirandela (43,5), Alvalade (43,8), Vila Real (39,6), Lisboa/Gago Coutinho (42), Guarda (37) e Covilhã (42,4) atingiram hoje igualmente os seus máximos, que, em todos os casos, vigoravam desde agosto de 2003.

“Até dia 06 de agosto a temperatura máxima do ar, em grande parte do território continental, irá registar valores da ordem de 40°C, sendo que até dia 04, o período mais crítico, em vários locais do Alentejo, vales dos rios Douro e Tejo e na Beira Baixa a temperatura máxima poderá atingir 45°C e, num ou outro local, ultrapassar este valor”, indica o comunicado.

Também os valores das temperaturas mínimas serão elevados, 25 graus em grande parte do território, aproximando-se de 30 em alguns locais do interior Centro e Sul, em especial no Alto Alentejo.

“Esta situação meteorológica poderá ser comparável à situação de agosto de 2003 em Portugal Continental. Na onda de calor de 2003 registaram-se valores muito elevados da temperatura mínima e da temperatura máxima, fixando-se um novo máximo absoluto relativo à temperatura máxima, de 47,3°C, na Amareleja no dia 01 de agosto de 2003”, observa o IPMA.

O comunicado esclarece que a partir de domingo, a temperatura deverá começar a descer ligeiramente nas regiões do litoral Sul e nos dias seguintes no restante território, mantendo-se ainda assim valores entre os 30 e os 35 graus até dia 10.
 

RStorm

Cumulonimbus
Registo
11 Dez 2017
Mensagens
2,006
Local
Montijo (18 m)
Esta manhã recebi um sms da Proteção Civil a alertar para o risco extremo de incêndio rural nos distritos de Castelo Branco, Évora, Portalegre e Setúbal.
Mais alguém recebeu?
 

Ricardo Carvalho

Cumulonimbus
Registo
23 Jul 2015
Mensagens
2,923
Local
Azeitão/Sesimbra
Esta manhã recebi um sms da Proteção Civil a alertar para o risco extremo de incêndio rural nos distritos de Castelo Branco, Évora, Portalegre e Setúbal.
Mais alguém recebeu?

Confirmo amigo, recebido! Um passo importante dos muitos que ainda existe para fazer! Mas confesso que não liguei para o número a ver se estava correcto, é de conhecimento público que em caso de incêndio devemos ligar o 117 ou 112 ;) Fica mal a comunicação social escamotear tanto um erro da ANPC , quando está a fazer uma coisa que será boa para todos nós! Quem nunca errou, que atire a primeira pedra :)
 
Estado
Fechado para novas mensagens.