Sismos Portugal 2018

joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
7,212
Local
Arronches (272m) | Leiria
aquela falha de Arraiolos está em altas!! Acordei com o ruido mas não senti nada...
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
O Sul anda muito activo nos últimos dias...

2018-02-01 04:15:41.55hr 20min ago 38.77 N 7.95 W 15 3.2 PORTUGAL
2018-02-01 03:40:37.35hr 55min ago 36.61 N 4.50 W 60 3.8 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-31 13:02:34.0 36.60 N 9.80 W 12 2.2 WEST OF GIBRALTAR
3 F 2018-01-30 22:16:05.3 35.47 N 3.73 W 10 3.0 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-30 01:52:19.6 36.94 N 5.28 W 11 3.3 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-29 11:01:37.0 41.62 N 8.40 W 1 2.2 PORTUGAL
2018-01-29 01:04:09.4 36.97 N 5.31 W 11 3.1 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-29 00:35:11.7 36.95 N 5.30 W 11 3.2 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-26 21:23:32.0 36.93 N 5.33 W 3 2.2 STRAIT OF GIBRALTAR
2018-01-26 13:40:10.0 36.55 N 9.68 W 9 2.2 WEST OF GIBRALTAR
2018-01-26 12:07:58.0 36.88 N 8.80 W 17 2.1 WEST OF GIBRALTAR
https://www.emsc-csem.org/Earthquake/Map/zoom.php?key=64&typ=euro#2
 

Dias Miguel

Cumulonimbus
Registo
26 Jan 2015
Mensagens
2,309
Local
Portalegre
Mas já há relatos pelo FB em como foi sentido por Evora.
Felizmente aqui mesmo em cima dele só fez o estrondo da explosão e depois o ruído a ir embora.

Em Évora bem sentido.

aquela falha de Arraiolos está em altas!! Acordei com o ruido mas não senti nada...

O Sul anda muito activo nos últimos dias...

Em Portalegre, no 2º piso (que equivale a 5º nas traseiras do apartamento) nada de nada. Acordei muitas vezes esta noite, mas não tive nenhuma percepção da abalo sísmico nem do barulho como no sismo de 15 de janeiro...
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,669
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Ora então tivemos mais um sismo sentido, sendo assim aí vão seis este ano, sendo que cinco tiveram magnitude superior a 3! :unsure:

Este sismo foi ligeiramente a sul da "mancha" de todos os outros já registados desde o sismo de 15 de Janeiro, o que me leva a pensar que talvez seja um novo evento e não uma réplica. No entanto não é de descartar que haja ligação entre ambos os sismos, devido à proximidade temporal e geográfica em que ambos ocorreram.
 

4ESTAÇÕES

Cumulonimbus
Registo
30 Dez 2010
Mensagens
3,142
Local
Lisboa (20/30m)
intensity.jpg

Pelos relatos aqui do fórum de "grande estrondo", "explosão", "ruído maior que o normal", e pela morfologia circular quase perfeita do alcance geográfico da vibração perceptível no Shakemap dá a sensação de ter sido um desabamento de alguma cavidade subterrânea, explosão ou alguma coisa do género derivado de instabilidade já deixada pelo sismo de 15 de Janeiro e não propriamente um sismo de falha.
Mas escrevo sem entender nada do assunto.
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Novo sismo em Arraiolos é uma réplica: um maior pode estar a caminho
1/2/2018, 13:163.385
6
Instituto Português do Mar e da Atmosfera confirma que o sismo desta madrugada é uma réplica do terramoto de 15 de janeiro. E que isso pode significar que um sismo maior está a formar-se em Arraiolos.

O sismo de magnitude 3,1 registado esta madrugada em Arraiolos é uma réplica do terramoto que sacudiu o centro e o sul do país a 15 de janeiro, confirmou ao Observador o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). O abalo, que foi registado pouco depois das quatro horas da manhã a 13 quilómetros de profundidade perto de Mora (Évora), teve origem na mesma falha tectónica do sismo de magnitude 4,9 registado em Arraiolos em meados do mês passado. Um sismo ainda maior pode estar prestes a manifestar-se naquela região, mas o IPMA insiste que “verdadeiramente não podemos saber”

De acordo com Fernando Carrilho, geofísico do instituto, esta falha só existe em profundidade e “não aflora à superfície”, embora se saiba que tem uma orientação de oeste para sudeste e que atravessa a aldeia de Santana do Campo. Desde o início do ano, esta falha já foi responsável por 18 sismos registados em Arraiolos, mas apenas dois foram sentidos pela população. Para o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, sismos tão pequenos como os outros 16 simbolizam que “há um sismo maior que pode estar em preparação”: “O que não podemos dizer é que por estarem a acontecer pequenos [sismos] se está a libertar energia e que isso previne um maior”, sublinhou.

E só não há certezas absolutas por dois motivos. Em primeiro lugar porque ainda não há forma de prever um sismo, já que “não são reconhecidas variações de parâmetros que permitam, por si só, estabelecer com certeza uma previsão de quando, onde e com que magnitude vai ocorrer”. E depois porque o facto de se terem registado mais sismos também pode ser produto do alargamento da rede de sismógrafos instalados no país, nomeadamente no Alentejo: “Nos últimos 40 anos existe alguma aglomeração sísmica na zona de Évora, na zona litoral entre Santarém e Coimbra e a este da Costa Vicentina”, mas apenas porque também há mais monitorização sísmica nesses locais.

As falhas que rasgam o centro e sul de Portugal Continental, incluindo a que originou o sismo de esta quinta-feira, resultam de forças de compressão exercidas pela placa africana — uma das peças que compõem a crosta terrestre — na microplaca ibérica, uma porção soldada à placa euroasiática onde fica a Península Ibérica. À medida que avança para nordeste, a placa africana empurra e levanta a microplaca ibérica, que se movimenta para leste, e abre rachas na crosta terrestre. As rochas que compõem essas rachas vão acumulando energia quando são sujeitas a essas forças compressoras, mas soltam-na quando alcançam o limite elástico, produzindo sismos.

Por altura do sismo de 15 de janeiro, Pedro Proença Cunha, geólogo da Universidade de Coimbra, explicou ao Observador que a compressão entre as duas placas tectónicas — que têm entre si um limite transformante, porque roçam uma na outra — tem aumentado cada vez mais. Isso resulta no aparecimento de mais falhas no país, que acumulam mais energia. E mais energia, neste caso, traduz-se não só num maior número de sismos como também na existência de sismos com maior magnitude.
...
http://observador.pt/2018/02/01/novo-sismo-em-arraiolos-e-uma-replica-um-maior-pode-estar-a-caminho/
 
  • Gosto
Reactions: 4ESTAÇÕES