TDT Portugal

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Flaviense21 3 Set 2010 às 21:48.

  1. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    491
    Local:
    Castelo Branco
    Bom pelo menos podias ter feito uma pesquisa rápida, tal como eu, estou em crer que o Sacana em Causa (retransmissor de S. Mamede) é este. A foto está identificada simplesmente como retransmissor de Castelo de Vide.
    [​IMG]

    Suponho que o da TDT seja o mais alto, e o mais alto vê-se perfeitamente que o sacana é direcional e não omnidirecional como tu dizes.

    Cumprimentos.
     
  2. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    Bom, se está identificado como repetidor de Castelo de Vide é porque é de Castelo de Vide!

    Nem vou entrar em mais conversas o dito emissor de São Mamede é este:
    [​IMG]

    Posso estar enganado, mas na foto que partilhas, acho que dificilmente o mais alto é de TDT, penso que seja de comunicações a sê-lo será o da esquerda circular, visto que tem a antena para receber o sinal e repetir...

    Digo-te mais, esse emissor dificilmente seria o de São Mamede dada a sua configuração e altura, esse apenas têm 73W de potência e está a uma quota mais baixa, mais ainda o de São Mamede dista mais de 20km do de Castelo de Vide com uma potência de 7586W, não estando a emitir com a potência máxima de 10 kW autorizado pela Anacom.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #527 remember, 14 Mar 2017 às 15:48
    Última edição: 14 Mar 2017 às 16:11
  3. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    Collapse Signature Expand Signature
  4. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    Foi lançado o concurso pela Anacom, para candidaturas ao estudo sobre o alargamento da TDT, propostas podem ser entregues, através da plataforma electrónica Vortal, até às 16h de dia 30 de Março.

    Mais informação
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,066
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    Concursos da TDT já estão em andamento
    Anacom e ERC lançam processo para realização de estudos exigidos pelo Governo antes da escolha de novos canais privados para a televisão digital.

    O processo de alargamento da Televisão Digital Terrestre (TDT) a dois novos canais privados está mais perto de se concretizar. A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) lançou, na semana passada, o concurso para a realização de um dos estudos previstos pelo Governo para avançar com a medida. O outro, a cargo da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), foi lançado no fim de fevereiro, estando ainda a decorrer o prazo para a decisão de qualificação. O organismo recusa-se, por isso, a "adiantar informações adicionais".

    O estudo da Anacom analisará a adequação do espetro disponível para a TDT e a evolução das normas tecnológicas associadas a esta forma de difusão, como a transmissão de canais em alta-definição (HD). As propostas das empresas de estudos de mercado deverão chegar até à próxima quinta-feira.

    Já o trabalho da ERC foca-se na análise da garantia de transmissão dos restantes serviços de programas do serviço público e o procedimento de adjudicação das licenças. Estes estudos deverão ficar concluídos até 1 de junho. Depois, o Executivo lançará o concurso para atribuição de licenças, que será decidido pelo regulador dos media.

    Recorde-se que o Governo pretende introduzir dois novos canais privados na plataforma digital ainda este ano. Isto depois de, em dezembro, RTP 3 e RTP Memória terem reforçado a oferta em sinal aberto, juntando-se a RTP 1, RTP 2, SIC, TVI e Canal Parlamento.

    CM
     
    Collapse Signature Expand Signature
    remember gostou disto.
  6. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    Boas, já vai para ai uma "salganhada" lol não sei onde é que vão buscar essas informações, mas vindo de quem vem... O concurso era para ser lançado durante o primeiro trimestre de 2017, logo o tal estudo nada têm a haver com a atribuição das licenças para novos canais operarem LOL Depois o estudo não será feito pela Anacom, mas sim por uma entidade que venha a ganhar o concurso para o estudo, depois a Anacom terá que escolher o vencedor para o concurso e esse vencedor é que desenvolverá o estudo sobre o alargamento da oferta de serviços na TDT e o seu futuro. Não sei porque esses senhores não "vasculham" os documentos disponibilizados, para saber qual o seu fim.

    Noticia de 16/01/2017 no Expresso:
    http://expresso.sapo.pt/politica/20...to-da-oferta-na-TDT-concluidos-ate-1-de-junho

    A destacar:
    Os estudos pretendem caracterizar a TDT, identificando as suas vantagens e desvantagens face a plataformas concorrentes, refletindo o valor social da utilização do espetro radioelétrico, fazendo o estudo comparativo internacional de ofertas de TDT e das plataformas concorrentes e um levantamento da atual situação da TDT em Portugal, identificando as causas para o insucesso relativo da operação e apontando as eventuais mais-valias encontradas.

    A ERC e ANACOM têm ainda de identificar os fatores críticos de sucesso da TDT e avaliar o potencial de negócio da TDT em Portugal e os modelos de TDT possíveis, tendo em conta o potencial dos modelos no combate à infoexclusão, a sua capacidade para garantir o livre acesso dos cidadãos a conteúdos audiovisuais, a minimização dos custos de transição tecnológica para o espectador, a garantia de oferta de conteúdos diversificada e orientada para as reais necessidades dos públicos e a promoção da efetiva liberdade de escolha dos consumidores.

    Diploma publicado no mesmo dia da noticia:
    https://dre.pt/home/-/dre/105762363/details/maximized

    Ainda este mês noticiaram que o não lançamento do concurso, era devido ao atraso na escolha do novo conselho do regulador:huh::lmao:
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Flaviense21 gostou disto.
  7. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    Collapse Signature Expand Signature
    Flaviense21 gostou disto.
  8. guerrilla

    guerrilla
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    4 Dez 2016
    Mensagens:
    95
    Local:
    Aveiro
    Para além do tema novos canais em que parece obvio que acabarão por ser os que referi o ano passado, ou SICN+TVI24 ou TVI24+TVIF, como progride outro assunto importante, o a faixa de 700 MHz que terá que ser abandonada para o 5G? Já faltam apenas 3 anos para o apagão espero que não deixem tudo para a última como é tradição neste país
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,066
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    ‘Milionários à Força’ regressa em grande na RTP Memória

    A série Milionários à Força, protagonizada por Fernando Mendes e Rosa do Canto, regressou ontem na RTP Memória. A estreia colocou o canal público em quarto lugar no horário.

    A produção, originalmente emitida entre 2000 e 2001, conquistou 1,2% de audiência média e 2,4% de share, sendo apenas superada pela TVI, SIC e RTP1. Os números são superiores à da antecessora no horário, Os Compadres, que só superou a marca de 1% de audiência média uma vez.

    Milionários à Força conta a história da família Cordeiro. Vítor Cordeiro é um novo rico que subitamente se vê na miséria devido às suas trafulhices e a uma noite desastrosa no Casino.

    Quando o tribunal decide que ele “já não é dono dos seus bens“, Vítor e a sua mulher Tina têm que mudar para a casa abandonada de uma tia-avó de Vítor. Ao chegarem, são surpreendidos pelo estado deteriorado da casa e pela presença de Américo, um primo de Vítor, saído nesse mesmo dia da prisão.

    Soldados da Fortuna com novo máximo

    O bom arranque desta nova aposta da Memória contagiou os programas seguintes. Soldados da Fortuna, programa mais visto da estação, registou um novo máximo de audiência média, com 1,8% de audiência média e 3,6% de share.

    A série lusobrasileira Segredo, transmitida às 21h56, também alcançou um novo máximo: 0,4% de audiência média e 0,8% de share.

    Espalha.Factos

    ‘Alf’ entra nas fileiras para substituir ‘Soldados da Fortuna’

    A quinta e última temporada de Soldados da Fortuna está a começar e já está anunciado o substituto. Alf, um clássico de comédia dos anos 80, foi o escolhido para entrar em cena no prime-time da RTP Memória. A estreia é a 18 de abril às 21h00.

    A equipa irreverente do A-Team tem garantido bons resultados ao canal liderado por Gonçalo Madaíl, ocupando de forma frequente o quarto lugar no horário, apenas atrás da TVI, SIC e RTP1.

    São mais de 150 mil espectadores que acompanham diariamente as façanhas do quarteto e que a estação pública quer agora ver rendidos às aventuras do ser extraterrestre.

    Alf: Alien Life Form
    Alf, cujo nome verdadeiro é Gordon Shumway, vem do planeta Melmac. Foi parar, por acidente, à garagem da casa dos Tanner, uma típica família de classe média da cidade de Riverside, na Califórnia.

    O assistente social Willie (Max Wright), a esposa Kate (Anne Schedeen) e os filhos Lynn (Andrea Elson) e Brian (Benji Gregory) acolhem Alf em casa, mesmo tendo que enfrentar a Alien Task Force, um agrupamento do exército dedicado a procurar extraterrestres, e os vizinhos Trevor e Raquel Ochmonek.

    Até que consiga reparar a nave espacial que o pode levar de volta a casa, Alf passa a ser um membro da família – que vive escondido na cozinha. A adaptação a um novo ambiente, a solidão e o choque cultural acabam por ser motivos para peripécias.

    Espalha.Factos
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    491
    Local:
    Castelo Branco
    Acabei de mandar mais uns quantos Euros para o lixo, com esta história da TDT. Mas parece que para a TDT portuguesa foi mais do que suficiente. Comprei no Sábado passado mais uma antena exterior, que por enquanto está a trabalhar de forma provisória debaixo do telhado, e finalmente, depois de tantas e tantas voltas, consegui sintonizar o canal 47, e consigo ter 100% de força. O canal 46 (Extremadura), também consegui com 100% de força. Mas por enquanto não consigo apanhar mais Mux algum...

    A ideia é encontrar um ponto onde possa montar a antena no exterior, mas parece que vou ter que subir ao telhado, parece que a vou ter que montar no mastro da antena antiga :).

    EDIT: Infelizmente o meu irmão também não está com grande vontade de lá ir acima :(, lol, o medo de alturas é de família :(.
     
    remember gostou disto.
  11. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    369
    Local:
    Póvoa de Santa Iria
    O que interessa é que sempre conseguiste apanhar o canal 47... Vende a outra antena que tens, ou então podes sempre ganhar "coragem" e arranjar forma de uma funcionar para a TDT ES e a outra PT. O melhor seria mesmo obter o máximo de sinal para outros muxs espanhóis no telhado e com um portátil.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Albifriorento gostou disto.
  12. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    491
    Local:
    Castelo Branco
    Aparentemente o problema é esse. Já rodei a antena para todo o lado e nada, não há sinal dos Mux's espanhois... A ver se a experimento com o amplificador ligado, que foi a única coisa que ainda não experimentei.

    Edit: de qualquer forma, não será necessário outra antena para os Mux's espanhois, o meu pai tem apenas duas, uma apontada para a Gardunha que não está lá a servir de nada visto que o sinal do 47 é melhor, e é essa mesma que apanha o resto da cambada toda, a minha está apontada mais ou menos na mesma direcção, e só apanho a nossa mais o Mux do canal Extremadura (1 canal de TV + 1 de rádio).
     
  13. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    491
    Local:
    Castelo Branco
    Supostamente era para estar tudo pronto no dia 1 Junho, e nada, no passa nada... è o costume, e entretanto a ANACOM a queimar tempo com concursos para se realizar o estudo de mercado pedido pelo Governo.
     
  14. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,066
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    Altice/Media Capital: Trabalhadores da RTP defendem nacionalização da rede TDT

    A Comissão de Trabalhadores da RTP defendeu hoje que, a concretizar-se a compra da Media Capital pelo grupo Altice, "tem de ser revisto o modelo de distribuição" da televisão digital terrestre (TDT), passando pela sua nacionalização.

    [​IMG]

    O grupo Altice, que comprou a PT Portugal há dois anos, anunciou hoje que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, numa operação que avalia a empresa em 440 milhões de euros.

    Em comunicado hoje divulgado, a Comissão de Trabalhadores (CT) da estação e rádio pública defende que, "a concretizar-se a compra da TVI pela Altice, tem de ser revisto o modelo de distribuição de TDT, cujo negócio significou uma transferência em massa de capital dos contribuintes portugueses para uma empresa que explorou um monopólio estatal, tornando o seu negócio mais lucrativo", "facto que ajuda a explicar por que é que o sinal de televisão digital terrestre é deficiente em zonas de fraca penetração de televisão por assinatura".

    A rede da TDT é gerida pela Meo, da PT Portugal.

    "Num país moderno e democrático, regido pela lei e pelas regras da concorrência, esta solução só pode passar pela nacionalização da rede de TDT e seu subsequente alargamento a todas as frequências de televisão e rádio públicas, incluindo as reivindicações da RTP Madeira e RTP Açores, bem como de privadas que queiram explorar a plataforma", afirma a CT.

    A CT salienta ainda que "os contribuintes portugueses foram lesados quando os transmissores da RTP foram vendidos à PT por quase nada, foram lesados quando a TDT foi entregue à PT. Não nacionalizar a rede TDT significaria lesar os portugueses uma terceira vez".

    http://24.sapo.pt/atualidade/artigo...es-da-rtp-defendem-nacionalizacao-da-rede-tdt
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página