Vaga lumes de Portugal

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por belem 10 Mai 2008 às 02:09.

  1. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,839
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Eu praticamente todas as noites tenho visto pirilampos a reluzir.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem gostou disto.
  2. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Então e por aí não tens visto espécies de Lampyris? Nem larvas?
    Pelas descrições parece-me que te referes à Luciola.

    Em Torres Novas. penso que deve estar também presente o Lamprohiza paulinoi.
    Onde vi mais vezes o Lamprohiza paulinoi brilhar em vôo, foi na Serra da Estrela. Tem uma luz constante, e parece um meteoro em ponto pequeno. Mas é o brilho das fêmeas que se vê mais vezes.

    E por curiosidade, a maior aglomeração de pirilampos que já vi foi há exatamente 15 anos atrás (entre o dia 10 e o dia 11 de Junho de 2004), com vários milhares de indivíduos, a surgirem simultâneamente numa localidade de Mafra.
    O efeito visual foi interessante, porque 3 espécies brilhavam em conjunto (Lamprohiza paulinoi, Lampyris iberica e Luciola sp.).
    Entretanto tenho recebido mais relatos de milhares de indivíduos a brilhar em conjunto mas em localidades distintas (centro do país).

    Para Portugal, o Naturdata, cita a presença da espécie Lampyroidea quadrinotata mas ainda terei que ver tal pirilampo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #377 belem, 10 Jun 2019 às 23:56
    Última edição: 11 Jun 2019 às 21:26
    Pedro1993 e Aristocrata gostaram disto.
  3. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Vou deixar aqui umas notas:

    Nem todos os anos, recebo o registo de milhares de indivíduos. Ao analisar os dados, recolhidos ao longo dos últimos 20 anos, por exemplo, são poucos os anos, em que recebo descrições de tais aglomerações.

    Talvez seja possível uma concentração de 1000-2000-....., para uma boa parte dos anos (desde que comecei a fazer e a recolher observações (ainda um miúdo, no início da década de 90)), mas isto só se eu incluir uma área relativamente contínua de uns 5-10-15 km2. Para ter a certeza, teria que analisar a minha base de dados.
    Portanto, quando falo em «concentrações de milhares», normalmente não me refiro a estas situações.

    No Norte (especialmemte Litoral), teoricamente, é possível haver localidades com concentrações de milhares de indivíduos. O que acontece é que há pouca gente a reportar de lá...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #378 belem, 11 Jun 2019 às 11:59
    Última edição: 11 Jun 2019 às 21:23
  4. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,839
    Local:
    Torres Novas(75m)


    Um bom evento, e se bem me lembro, não é todos os dias que se ve um evento, tendo como destaque a importancia dos pirilampos, se não fosse tão longe, não faltaria de certeza.
    Link do evento:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Então mas tu tens pirilampos aí...

    Eu acho interessante o que oferecem e se o jantar, for decente, até é bom.

    Tenho curiosidade para perceber, o que eles teoricamente vão apresentar, sobre o tema.dos pirilampos.

    Uma das Reservas Lightalive (Quinta Ecológica da Moita), por acaso até fica perto desse lugar...

    PS: A última caminhada que coordenei, foi há 5 dias atrás (8 de Junho) na Aldeia da Mata Pequena.
    Antes da caminhada foi feita uma apresentação sobre os seres bioluminescentes da Mata Pequena, como é produzida a sua luz, que ameaças pairam sobre estes seres, a iniciativa Lightalive, as suas reservas. etc...
    Além de adultos, veio criançada e foi muito alegre e positivo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #380 belem, 13 Jun 2019 às 17:56
    Última edição: 13 Jun 2019 às 18:14
    Pedro1993 gostou disto.
  6. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,839
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Sim tenho, publiquei o evento apenas, para salientar, que nunca tinha visto algo a dar destaque deste género ao pirilampos.
    Assim vou fazendo as minhas observações, em silencio.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Já desde 2010, que organizo caminhadas todos os anos!

    No próximo fim de semana vai haver outra.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    jonas_87 e Pedro1993 gostaram disto.
  8. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    4,270
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    Na quarta-feira passada participei num passeio noturno para ver os pirilampos do Parque das Ribeiras do Uíma, organizado pela câmara de Santa Maria da Feira. Fiquei agradavelmente surpreendido pois numa das paragens pudemos, com toda a certeza, observar algumas centenas deles, absolutamente maravilhoso de ver :) Consegui agarrar um... :D A espécie presente era a Luciola lusitanica.

    Estou a pensar voltar esta semana com a máquina, para ver se consigo apanhar alguma coisa :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    MSantos, belem e Pedro1993 gostaram disto.
  9. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,839
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Esses passeios que começam agora a surgir, e ainda bem, são muito bons pois elucidam as pessoas para a importancia destes seres tão pequenos, e ainda para mais com a ajuda de algum profissonal, como um biólogo, ou outra pessoa mais entendido no assunto.
    Os pirilampos, sempre me chamaram a atenção, e ainda hoje gosto muito de os observar e de percorrer campos, longe de poluição luminosa.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    MSantos, João Pedro, belem e 1 outra pessoa gostaram disto.
  10. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    4,270
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    O guia foi um biólogo meu conhecido, mas confesso que a dada altura fui-me deixando ficar para trás... estava mais interessado no espetáculo do que nas explicações :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem, Pedro1993 e MSantos gostaram disto.
  11. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Não é em Portugal, mas gostei do video (e até muitas das musicas tocadas no video fizeram-me rir):
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.
  12. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    E no «fim de semana» mundial dos pirilampos (6/7 Julho:https://www.mns.my/2019/06/26/2019-world-firefly-day-celebration/ ), decidi colocar a notícia de que os pirilampos (da espécie Lampyris noctiluca, que também existe por cá) aparentemente estão a desaparecer em Inglaterra:

    https://www.researchgate.net/public..._noctiluca_L_Coleoptera_Lampyridae_in_England

    Mesmo em zonas sem perturbação, tal tem vindo a ser verificado.
    Para já não existe uma explicação satisfatória para tal acontecimento, por isso a solução é continuar a investigar...
    O que parece ser dado adquirido, neste estudo, é a necessidade de proteger corredores ecológicos entre as diferentes populações.



    [​IMG]
    Macho e fêmea

    Fotos de Uk glow worm survey:

    [​IMG]

    [​IMG]


    Espero que tal situação se inverta.

    Aqui em Portugal, começa em força, a época dos pirilampos ditos estivais (como Lampyris noctiluca), normalmente de maiores dimensões, do que os ditos primaveris.
    A lista das espécies de pirilampos presentes em Portugal, ainda não está completa... E ainda não se sabe qual o estatuto das espécies tidas como presentes no nosso país.
    Quem conseguir encontrar algum pirilampo ou outro ser vivo luminoso (peixe, lula, etc...), se quiser, diga-me alguma coisa ou melhor ainda, se possível tire uma foto (nem que seja com o tlm) e envie-me por aqui, por pm, ou para este email: livinglightfestival@gmail.com


    Obrigado pela colaboração!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #387 belem, 6 Jul 2019 às 12:48
    Última edição: 6 Jul 2019 às 20:36
    MSantos e Pedro1993 gostaram disto.
  13. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    [​IMG]

    Fêmea adulta de Phosphaenus hemipterus (Noroeste de Portugal).
    Esta é uma espécie mais primaveril (em Portugal), e este exemplar tinha pouco mais de 10 mm.
    São muito difíceis de encontrar (as fêmeas) e esta estava quase a morrer (já tinha depositado alguns ovos).

    https://pirilampos-lightalive.blogspot.com/
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #388 belem, 6 Jul 2019 às 13:38
    Última edição: 8 Jul 2019 às 14:28
    Pedro1993, ALBIMETEO e Dan gostaram disto.
  14. Mr. Neves

    Mr. Neves
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Jan 2013
    Mensagens:
    3,716
    Local:
    Tondela-290m
    Boas. Seguem os meus contributos mais recentes (13/07/2019):
    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #389 Mr. Neves, 16 Jul 2019 às 02:31
    Última edição: 16 Jul 2019 às 04:17
    belem, Pedro1993 e MSantos gostaram disto.
  15. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,903
    Local:
    Sintra
    Ainda vão aparecendo pirilampos adultos, mas aqui no sul da Estremadura, praticamente só os tenho visto em zonas frescas com alguma altitude.
    Junto ao mar, em zonas de frequentes nevoeiros, também ainda se vão vendo.
    Com as rajadas de vento que sopram em alguns locais, é ver as luzes a baloiçar de um lado para o outro, sempre que estão poisados na vegetação.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.

Partilhar esta Página