Crise alimentar

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por Mário Barros 15 Ago 2012 às 09:44.

  1. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,479
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Ameaça de nova crise alimentar mundial no horizonte
     
  2. Manmarlopes

    Manmarlopes
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    21 Dez 2011
    Mensagens:
    1,338
    Local:
    Coja, Arganil, Coimbra (219m)
    Boas, com a crise e preços a aumentar constantemente aconselho a quem puder e quiser arranjar um hobby a dedicar-se a cultivar uma pequena horta com couves, alface, tomate, por exemplo não é necessário ser agricultor para se conseguir colher estes legumes :hehe:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. filipe cunha

    filipe cunha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    20 Dez 2009
    Mensagens:
    1,401
    Local:
    Viana do Castelo - interior (160m)
    Tambem tenho horta, +-100m2s, com muitas arvores de fruto, todos os anos é cultivada, de certa forma é compensador;)
    Mas não pense o pessoal que é só semear e no dia a seguir ir colher:lol:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,574
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Por cá, o quintal produz o ano todo, sejam limões, pêssegos, morangos, framboesas, mirtilos, alperces, ameixas, kiwis, laranjas, maçãs, peras, etc.
    A nível hortícola, nunca se comprou batata, cebola, alho, tomate e couves.

    Este ano vou-me aventurar com alfaces, coentros, e tudo mais. O espaço é muito e o terreno é bom. O tempo é que não é muito e o trabalho é grande, mas compensa... :D
     
  5. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,043
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    E onde é que para o mercado de futuros onde estão milhares de milhões de dólares que fugiram da bolha do imobiliário?
     
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Vale a pena ler e reflectir sobre tudo o que se diz nesta notícia, sobre o Reino Unido.


     
  7. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    A produção fruticola na inglaterra, caiu em quantidade e qualidade, devido a um verão fora do normal por lá. Referem que os clientes, confiam no sabor dos produtos e vão continuar a comprar as frutas que os mercados ingleses colocarem à venda, apesar de apresentarem um aspecto menos standard (calibre inferior, cor irregular, defeitos).

    Não sei se o artigo reflete a realidade, ou se reflete uma intenção de marketing em defesa dos produtos nacionais..

    O que sei é que os clientes, perante um preço igual preferem sempre as frutas de melhor aspecto (características chave "brick"), ou aquelas que tenham uma origem em que confiem.

    Não posso deixar de pensar que o azar de uns é a oportunidade de outros, pelo que se Portugal fosse mais que autosuficiente em termos de produção de fruta, teria aqui a oportunidade de exportar melhores produtos para inglaterra!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Paulo, tu não achas estranho nas grandes superfícies só aparecer fruta/legumes, etc, normalizada e bonitinha ? Para onde vai a restante ? Eu vejo-o muitas vezes, mas por vezes até a ser vendida em circuitos paralelos, de rua, em venda meio ilegal.
     
  9. amando96

    amando96
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    16 Fev 2010
    Mensagens:
    963
    Local:
    Düsseldorf
    Reparo que a fruta este ano não tem valido nada, bananas ainda verdes já cheias de nódoas, peras e maçãs sem qualquer sumo...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    Uma grande parte deve ir para fazer sumos, até as grandes superfícies já vendem sumos naturais, que devem ser feitos a partir de fruta tocada. Provavelmente aquelas sopas que se compram da Knorr, serão feitas a partir de vegetais mais "feios".

    Claro, que uma grande parte vai para a economia paralela, mas acho que ultimamente as grandes superfícies e algumas empresas têm sabido dar um fim mais proveitoso à fruta que não tem os padrões exigidos para ser exposta.
     
  11. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Nunca tinha pensado nisso.. Enfim, tudo é possível, hoje em dia! Roubo, corrupção, fuga aos impostos, mercado paralelo.. Já acredito em tudo! :)

    Se os funcionários classificarem lotes de fruta e legumes como perdas, depois não sei o que acontece (dantes ia para o lixo, mas os pobres iam lá recuperar), e hoje em dia já não têm acesso aos contentores de produtos rejeitados.

    Como mini-produtor de cereja para cooperativa, sei mais ou menos como funciona. Só aceitam fruta com um calibre superior a X, preferem embalagens maiores (apesar de contra-indicado, dado ser uma fruta sensível ao peso), em especial para colocar a granel onde toda a gente mexe com os dedos e mãos. Assim a fruta conserva-se muito menos, assim como o seu aspecto deteora-se rápido. Mas é assim que eles querem! E caso o lote seja rejeitado volta tudo para trás, e através da identificação do lote identifica-se o produtor (que não irá receber nada).
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Este ano vendeu-se muito pouca cereja para indústria (cereja de calibre inferior, ou rejeitada sem pé ou pedunculo).

    Um importante grupo conhecido, preferiu até ir buscar cereja à Polónia, para destino indústria (conservas, compotas, sumos, concentrados). O incrível mesmo é que o preço de transporte é mais caro que a própria fruta, e ainda assim preferiram importa-la!

    Nota: oferta nacional havia, mas ainda assim preferiram importa-la, apesar do marketing nacional que fazem!
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página