Ilha da Madeira - Outono 2013

Tópico em 'Natureza e Viagens' iniciado por AnDré 9 Dez 2013 às 17:08.

  1. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,244
    Local:
    Arroja, Odivelas (142m)
    Há muito que ambicionava conhecer a ilha da Madeira.
    Pela sua posição geográfica, pelos inúmeros micro-climas, pelas serras vertiginosas que terminam no mar, e ao mesmo tempo por ser uma ilha bastante desenvolvida.

    Este Outono deu-se a oportunidade de visitar a ilha por uns dias.
    Muito já eu conhecia das viagens virtuais pelo google, do acompanhamento minucioso da tragédia em 2010, e por muitas outras coisas.

    Ainda assim, e apesar das expectativas muito elevadas que levei, fiquei extremamente surpreendido com o que vi e descobri. É uma ilha fascinante que não aborrece. Uma semana é pouco para ver tudo.
    Nos primeiros dias fiquei alojado em São Jorge, Santana. O que me permitiu explorar das vertentes norte da ilha. Depois, fui para a região do Funchal.

    Fica um leque de fotografias e locais, que fui vendo e descobrindo.


    Em São Jorge, facilmente dei com a EMA de São Jorge, situada junto ao farol da Ponta de São Jorge.

    [​IMG]


    Rumo a este, temos o Faial, e junto à foz da ribeira que tem o seu nome, temos uma parede enorme de Disjunção colunar em basalto.

    [​IMG]


    [​IMG]



    Daí para o interior da ilha, é entrar num mar luxuriante de vegetação.


    [​IMG]


    Ribeiro Frio, já a 800m de altitude, faz lembrar a região do Gerês, no Continente. Água, cascatas, cores Outonais… À semelhança de Manteigas (no Continente) aqui também há viveiros de trutas. Trutas que, quando a fase adulta, são libertadas para os rios/ribeiros da ilha.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Dali ao Pico do Arieiro é um instante. Mas se a meia altura estava o céu forrado de nuvens, acima dos 1400m as nuvens ficam para trás, e é o sol quem domina.


    Panorâmica 180º Arieiro

    [​IMG]

    [​IMG]


    Vertentes sul – Funchal, sem nuvens e com céu limpo.

    [​IMG]


    Ao descer, por Santo da Serra, voltam as nuvens e algum frio.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]



    De São Jorge para oeste, temos mais costa, mais vertentes e mais floresta luxuriante.

    Miradouro em Arco de São Jorge.

    [​IMG]

    A serra, a caminho de São Vicente:

    [​IMG]

    Como na maioria das praias da ilha, a praia de São Vicente é formada por seixos, que acabam por fazer as delícias de quem lá passa, com algumas construções:

    [​IMG]

    De São Vicente a Porto Moniz é um saltinho. Porto Moniz é conhecida pelas piscinas naturais. Apesar de no calendário já ser Novembro, não deixei de dar uns mergulhos. Isto apesar de uma parte das piscina estar fechada devido à agitação marítima que se fazia sentir. Estávamos com tempo anti-ciclónico. A temperatura da água devia rondar os 21ºC.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    De Porto Moniz à Ponta do Pargo (extremo oeste da ilha da Madeira), não há vias rápidas.
    Restam as curvas e contracurvas apertadas da ilha. Esta zona sofreu recentemente um enorme incêndio, que deixou a paisagem numa lástima. Infelizmente.

    Paisagem na Ponta do Parto:

    [​IMG]

    E EMA Calheta, situada neste local:

    [​IMG]

    Passei por Fajã da Ovelha, onde o GPS me levou para “uma estrada” que me fez transpirar. Os espelhos quase roçavam nas paredes das escadas, a inclinação desse caminho era tal, que ao meio do mesmo haviam escadas, e quando dou por mim o caminho estava cortado. Havia um rali naquele dia. Fiquei ali preso 2h. Andei por lá a explorar a pé.

    Passado o rali, subi até Bica da Cana. Para trás fica o clima morno, para se começar a sentir um fresquinho. Todo aquele planalto é fascinante. Boas inversões térmicas se devem formar ali. Há pasto, vacas, e parques eólicos.

    [​IMG]

    No ponto mais alto do Planalto, temos uma vista soberba sobre os Picos:

    [​IMG]

    Pôr-do-sol em Bica da Cana

    [​IMG]

    [​IMG]

    Fiquei surpreendido por encontrar duas estações em Bica da Cana.

    Esta, que penso ser a EMA:

    [​IMG]

    E outra mais a baixo, junto a um edifício. Penso que já poderá ter sido um observatório.

    [​IMG]

    Bica da Cana detém o recorde do menor valor de temperatura mínima registada na Madeira: -9,5ºC a 05/03/1993. Suponho que este valor tenha sido registado por esta segunda estação, junto ao edifício, que tem um ar mais antigo.

    De qualquer forma, tenho a dizer que, ainda que esta segunda se situe a uma cota ligeiramente inferior à EMA, a diferença de temperatura entre aquele lugar e o planalto (Paúl da Serra), ainda é considerável. Pouco depois do pôr-do-sol, em Bica da Cana (1500m) o carro registava 7ºC, enquanto no planalto (1400m), a temperatura estava constantemente a variar entre os 5 e os 6ºC. Isto às 19h. Deve ser um óptimo lugar para medir a temperatura em dias de inversões térmicas.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Sanxito, David sf, DaniFR e 4 outras pessoas gostaram disto.
  2. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,244
    Local:
    Arroja, Odivelas (142m)
    Agora, na mesma ilha, mas num lugar completamente diferente. Já sabia que a Madeira tinha um pequeno deserto. O incrível é constatar que essa região árida dista poucos quilómetros do verde das montanhas.


    São Lourenço

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    Stone Eggs em São Lourenço. São às centenas.

    [​IMG]

    Também neste lugar dei com uma EMA: Ponta de São Lourenço, Caniçal

    [​IMG]


    Ali pertinho temos a Quinta do Lorde. Nunca tinha ouvido falar em tal quinta. Rapidamente percebi que não era um lugar para mim, vulgo para o meu bolso. :p

    [​IMG]


    Daquela região este da ilha, as Desertas tornam-se mais perto:

    [​IMG]



    Depois do deserto, o verde dos campos de golfe em Santo da Serra (com a Ponta de São Lourenço ao fundo):

    [​IMG]

    [​IMG]

    Ainda em Santo da Serra, região recentemente afectada por uma enorme intempérie, tive a oportunidade de ir a uma feira típica. Achei engraçado!
    Também fui a uma festa no Curral das Freiras, mas aí o caos a nível de trânsito foi qualquer coisa de surreal. Boa festa, mas sem logística para acolher tanta gente.


    Mas falando já das vertentes sul da ilha, fiquei impressionado com o Cabo Girão. Sabia que era o 2º cabo mais alto do mundo: 580m acima do nível do mar. O que não sabia é que tinha uma varanda panorâmica. Ainda me ri bastante com pessoas que se assustavam ao pisar aquele chão “transparente”. Umas não desciam as escadas. As outras agarravam-se às grades. :lol:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    Vista para o Funchal a partir do Cabo Girão:

    [​IMG]


    Num dos dias ainda vi o pôr-do-sol em Ponta do Sol. Uma espécie de clichê. É um lugar bastante pacato, limpo, calmo e bom para umas fotografias nocturnas. Ah, e acima de tudo ameno. Estava em modo: calções e tshirt.

    [​IMG]

    [​IMG]


    Também fui ao Paúl do Mar. Aqui os seixos já não davam para fazer grandes construções. :p

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
    fablept, Snifa e ALBIMETEO gostaram disto.
  3. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,244
    Local:
    Arroja, Odivelas (142m)
    Outro clichê, era ver o nascer do sol no Pico do Arieiro, por cima das nuvens. Todos os meus amigos que foram à Madeira, ficaram absolutamente encantados com isso. Eu, cumpri a tradição e fiz o mesmo. É de facto brutal!

    Arieiro - nascer do sol

    [​IMG]

    [​IMG]


    Já que ali estava, e era cedinho, porque não fazer o Trilho do Arieiro até ao Pico Ruivo?!
    Habituado a algumas caminhadas, pareceu-me isto uma óptima ideia, até porque ainda não tinha ido ao Pico Ruivo.
    Dificuldade: Difícil. Não devia ser assim tão difícil. Rapidamente percebi que subestimei o trilho.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    Além, das escadas, e dos declives, deparei-me com túneis.
    Não é que tenha medo do escuro, mas sem lanternas torna-se complicado. Um dos túneis ainda atravessei, sempre com os olhos postos na luz ao fundo do túnel (fim do mesmo). Mas o trilho acabou quando dei por mim num túnel em curva…. Bom, é mais uma razão para voltar à ilha! Tenho de completar o trilho!!

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    Um vídeo de alguns pontos do trilho:



    (Save and sound!)

    De volta ao Pico do Arieiro, reparei que só àquela hora (10h) começava o sol a incidir nas casas mais altas do Curral das Freiras. É um lugar que fica mesmo cravado “no buraco”.

    [​IMG]

    A norte, o mar de nuvens mantinha-se:

    [​IMG]


    Não pude deixar de reparar que havia um sensor de temperatura ali, aos 1810m de altitude.

    [​IMG]

    Não vi a EMA do Arieiro, que deve estar a 1500m de altitude. Suspeito onde possa estar, mas não fui ao seu encontro.

    Ainda no Arieiro, algumas aventuras anti-vertigens:

    [​IMG]




    Por fim, o Funchal. Adorei a cidade!
    Tem imensa coisa para ver e fazer. Tive pena de não ter dedicado mais tempo à cidade, mas mais oportunidades surgirão:


    O teleférico:

    [​IMG]


    O bolo do caco:

    [​IMG]

    [​IMG]

    As bananas de rua:

    [​IMG]


    E por fim das luzes da cidade do Funchal à noite.

    [​IMG]


    Como disse no início, fiquei deslumbrado com a ilha. Muito visitei, mas muito mais ficou por explorar. Numa próxima, espero ter a oportunidade de seguir algumas levadas, e aprofundar mais os passeios pelas ruas do Funchal. Isto, entre muitas outras coisas.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #3 AnDré, 9 Dez 2013 às 17:09
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:57
  4. ijv

    ijv
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    28 Nov 2010
    Mensagens:
    481
    Local:
    Funchal-Santo António (Altitude-808m)
    André, sem dúvida que a Ilha da Madeira é muito linda, tens fotos muito bonitas. Falaste em algumas estações, deduzo que quando foste ao Curral das Freiras, a uma festa, esta deve ter sido a Festa da Castanha no dia 1 de Novembro. Passaste por mais uma EMA, http://www.meteocasas.com, esta situada +/- 800 mts, e fica perto de um restaurante antes de chegar ao túnel que da acesso ao Curral das Freiras.
     
  5. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,244
    Local:
    Arroja, Odivelas (142m)
    Foi sim a Festa da Castanha.
    Estive lá. Gostei muito, mas a nível de trânsito foi completamente caótico.
    Não tinha conhecimento da festa, caí lá um pouco de pára-quedas. Daí ter ficado impressionado com a confusão.

    Obrigado peço link.
    Quanto às estações, devo ter passado perto de todas, mas como não tinhas coordenadas, nem era esse o propósito, acabei só por fotografar aquelas que se atravessaram no meu caminho.
    Da próxima vou em busca das restantes.

    Quanto à ilha, e como disse, fiquei fã. E prometo voltar! :)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. 1337

    1337
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Jun 2010
    Mensagens:
    1,534
    Local:
    Ponte de Lima (centro)
    Parabéns pela reportagem André, não fazia ideia que um clima não chuvoso que é o da madeira tivesse uma vegetação como aqui perto o gerês :shocking:, um dia tenho de visitar a ilha, fiquei fascinado.
     
  7. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,685
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Fantástica reportagem:thumbsup:
    A Madeira é a única região de Portugal que nunca tive oportunidade de conhecer.
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página