O Long Island Express - Long Island 1938

Tópico em 'Internacional' iniciado por ciclonico 15 Jul 2012 às 23:09.

  1. ciclonico

    ciclonico
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    18 Ago 2008
    Mensagens:
    82
    Local:
    Porto
    O Furacão de 1938 na Nova Inglaterra (conhecido pelo Long Island Express) foi o primeiro grande furação a afetar a Nova Inglaterra desde 1869. A tempestade formou-se perto da costa de África em setembro de 1938, tornando-se num furacão de força 5 na escala de furacões Saffir-Simpson antes de entrar em terra com a categoria de força 3 em Long Island a 21 de setembro. Estima-se que o furacão matou entre 682 a 800 pessoas, danificando ou destruindo mais de 57 mil casas e provocando perdas patrimoniais estimadas em US$306 milhões (US$41.1 biliões ao preço de 2012). Em 1951, árvores e edifícios danificados ainda eram vistos nas áreas afetadas. Até hoje permanece o mais poderoso, custoso e mortífero furacão na história recente da Nova Inglaterra.

    A tempestade foi inicialmente detetada a sul das ilhas de Cabo Verde a 10 de setembro. Nos dez dias seguintes, foi ganhando consistentemente força e moveu-se lentamente para Oeste-noroeste. A 20 de setembro, centrado a leste das Bahamas, estima-se que o furacão tenha atingido a categoria 5. Devido a uma forte crista sobre os Montes Apalaches, o furacão tomou a direção norte, poupando as Bahamas, Florida, as Carolinas e a costa Centro Atlântica. Ao mesmo tempo, um anticiclone centrado a norte das Bermudas evitou que o furacão virasse para leste em direção ao mar alto. Por isso, o furação ficou efetivamente “preso” em direção a norte entre os dois sistemas de alta pressão. Não se chegou a esta conclusão apenas após o acontecimento. Como descrito por Scott Mandia, professor de física da universidade estadual de Nova York, num artigo sobre este furacão, havia uma única voz nos serviços meteorológicos de Nova York, que defendia um aviso de furacão para Long Island. Nas palavras do professor Mandia “Charlies Pierce, um jovem investigador do serviço de previsões de Nova York, concluiu que a tempestade não se voltaria para nordeste para mar alto mas iria deslocar-se para norte”. Ele foi desautorizado por meteorologistas mais experientes e a previsão oficial incluiu apenas céu encoberto e vento com rajadas – mas nenhum aviso de furacão (Francis, 1998). Porque a previsão oficial não causou alarme, apesar de o vento começar a tornar-se forte e as ondas a aumentarem de tamanho, ninguém se apercebeu da catástrofe que estava a apenas a umas horas de acontecer.

    No final do dia 20 de setembro, a situação provocou que a velocidade da tempestade aumentasse substancialmente. De facto, a velocidade de movimento do furacão atingiu a velocidade de 70 mhp (perto de 113 km/h), a velocidade máxima alguma vez registada nos anais de furacões. Durante as primeiras horas do dia 21 de setembro, a tempestade, centrada a vários milhares de quilómetros a sudeste do Cabo Hatteras, enfraqueceu ligeiramente. Pelas 8:30 (fuso horário do leste dos EUA), o furacão estava aproximadamente centrado a 160 km do cabo Hatteras, e a sua velocidade de movimento aumentou bem para cima de 50 mph (80 km/h). Este movimento rápido não deu tempo suficiente para que o furacão enfraquecesse sobre as águas frias antes de atingir Long Island. Às 9:00 (fuso horário do leste dos EUA), o furacão acelerou pelas águas mornas da Virgínia. Entre o meio-dia e as 14:00 (fuso horário do leste dos EUA), a linha de costa de New Jersey e a cidade de Nova York, apanharam com o lado ocidental do furacão. Ao mesmo tempo, o tempo começou a agravar-se rapidamente em Long Island assim como na costa sul da Nova Inglaterra. A intensidade máxima do furacão começou a atingir Long Island após as 14:30 (fuso horário do leste dos EUA), e o olho entrou em terra em Bayport no condado de Suffolk pouco depois das 15:00 (fuso horário do leste dos EUA),. Pelas 16:00 (fuso horário do leste dos EUA), o olho tinha atravessado Long Island Sound e fazia uma segunda entrada em terra mesmo a leste de New Heaven, Connecticut.
    Análises modernas revelam que o furacão era de categoria 3 das duas vezes que entrou em terra e a velocidade máxima de vento prolongado esteve algures entre 120-125 mph (193-201 km/h). depois de atravessar Long Island Sound, o furacão deslocou-se sobre terra. Pelas 17:00 (fuso horário do leste dos EUA),, o olho movia-se em direção a oeste do Massachussets e pelas 18:00 (fuso horário do leste dos EUA), o furacão atingiu Vermont. Tanto Westfield, Massachussetts como Dorset, Vermont, reportaram condições calmas e céu com períodos nublado durante a passagem do olho, o que é bastante inusual para um furacão na Nova Inglaterra. À medida que o furacão continuou em direção a Norte, começou a perder as características tropicais. Ainda mantendo ventos com força de furacão, a tempestade entrou no Québec aproximadamente às 22:00 (fuso horário do leste dos EUA),, enquanto se tornava numa depressão extra tropical.
    Os restos da depressão extra tropical dissiparam-se sobre o norte do estado do Ontário poucos dias depois.

    Queria coclocar aqui o mapa sinóptico desse dia de 1938 às 18Z, mas por mais tentativas que fizesse, não consegui.

    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=7b21g-5YBLs"]The Great New England Hurricane of 1938 - YouTube[/ame]
     
    #1 ciclonico, 15 Jul 2012 às 23:09
    Última edição: 15 Jul 2012 às 23:10

Partilhar esta Página