ShakeMap IPMA

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por fablept 22 Jan 2014 às 20:05.

  1. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,061
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    Excelente novidade por parte do IPMA:)


    ShakeMap IPMA


    ShakeMap do sismo de dia 20 em Alcoutim
    link
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. Zapiao

    Zapiao
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    20 Set 2006
    Mensagens:
    882
    Local:
    Coimbra - 135m alt.
    O que interessa mais é Intensidade Instrumental ou Aceleração de Pico ?
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,061
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    O mapa de intensidade instrumental serve para simplificar a interpretação dos resultados.

    http://shakemap.ipma.pt/about.html

    Se clicarem na estrela, podem obter os dados de cada estação sísmica que registou o sismo, no sismo de dia 20, a estação mais próxima foi a PVAQ e registou nos componentes horizontais (sismometros horizontais):

    HHE (Oeste-Este) 0.0136 cm 0.0800 %g
    HHN (Norte-Sul) 0.0220 cm 0.1418 %g
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Zapiao

    Zapiao
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    20 Set 2006
    Mensagens:
    882
    Local:
    Coimbra - 135m alt.
    "O ShakeMap pode igualmente ser utilizado na construção de cenários para hipotéticos sismos fortes" onde se pode consultar isto ?
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,061
    Local:
    Ponta Delgada - Açores

    Acho que esse "simulador" que o IPMA refere é apenas para uso interno e possivelmente a pedido.

    Tens esta aplicação em JAVA que podes experimentar:
    http://www.opensha.org/tutorial-ScenarioShakeMap

    Mas as ondas sísmicas podem ser muito amplificadas num local devido à geologia do local, um exemplo disso foi o sismo de 1980 no grupo central do Açores, uma zona na ilha Terceira teve muitos mais danos que zonas mais próximas do epicentro.
    Eu já tentei mudar o meu sismometro para outro local (apenas 4km de onde tenho instalado presentemente), as condições eram boas, com baixo ruído "urbano", mas passado umas semanas reparei que não estava a registar sismos de forma tão "boa", foi tanto que instalei outro sismometro ao lado para descartar a hipótese de um problema no sensor, mas a culpa aparente foi o solo da zona.

    Exemplos:
    [​IMG]

    Mais info sobre relação tipo de solo/amplificação das ondas sísmicas:
    http://earthquake.usgs.gov/regional/nca/soiltype/
    http://www.pnsn.org/outreach/earthquakehazards/site-effects
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página