Sismos Internacional - 2007

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por Vince 2 Abr 2007 às 13:45.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Magnitude 8.0 - SOLOMON ISLANDS :eek:

    # Date-Time Sunday, April 1, 2007 at 20:39:56 (UTC)
    = Coordinated Universal Time
    # Monday, April 2, 2007 at 7:39:56 AM = local time at epicenter
    Location 8.453°S, 156.957°E
    Depth 10 km (6.2 miles) set by location program

    [​IMG]

    [​IMG]

     
  2. Bruno Campos

    Bruno Campos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Out 2005
    Mensagens:
    646
    Local:
    V. N. Famalicão
    Re: Sismologia - Seguimento Abril 2007

    há bocado ja falavam em 15 vitimas, mas deve aumentar com o avançar das horas! há muitos desaparecidos! Contudo, parece que os alertas foram dados com alguma antecedência, permitindo a evacuação de vários banhistas!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sismologia - Seguimento 2007

    Sismo de Magnitude 4.7 em UK, o maior desde 2002.

    Bem perto do traçado do Euro Tunel... :eek:





     
  4. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Strong quake rocks northwestern Japan

    Sismo de 6.8 no Japão:

    Fonte: Yahoo/AP
     
  5. Rogério Martins

    Rogério Martins
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    25 Jun 2007
    Mensagens:
    143
    Local:
    Benfica - Lisboa
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Novas actualizações

    [​IMG]

    Especial atenção para o que ocorreu na Islandia....;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. mocha

    mocha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Dez 2006
    Mensagens:
    1,596
    Local:
    Barreiro
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Forte sismo na Indonésia

    Um sismo de magnitude 7,4 na escala de Richter foi sentido em Jacarta, capital da Indonésia pouco depois das 18h portuguesas (mais precisamente às 00h04 locais), segundo dados avançados pelo Centro de Medição de Terramotos do Pacífico. Não há alarme de Tsunami.

    Segundo o relato de Kathy Quiano, correspondente da CNN em Jacarta, o forte abalo foi sentido durante a noite durante pouco mais de um minutos. As pessoas saíram de imediato para as ruas, assustadas, desconhecendo-se ainda se há vítimas ou estragos. As autoridades locais estão a avaliar a situação.

    Segundo o mesmo serviço de análise de Terramotos, o sismo ocorreu a 282 km de profundidade e a 112 km de Jacarta, a grande cidade mais próxima.

    A Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas já comunicou à agência Lusa que não existem vítimas portuguesas. «Apesar de existir a possibilidade de alguns estrangeiros atingidos, não deverão estar envolvidos portugueses», adiantou uma fonte.

    ontem, in portugal Diário
     
  7. mocha

    mocha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Dez 2006
    Mensagens:
    1,596
    Local:
    Barreiro
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Um forte sismo de magnitude 7,4 na escala aberta de Richter foi registado esta quarta-feira na ilha de Java, Indonésia, anunciou o Instituto Geológico dos Estados Unidos.

    O forte tremor de terra que abalou hoje a ilha indonésia de Java não causou, até ao momento, vítimas portuguesas, disse à Agência Lusa fonte da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

    "Apesar de existir a possibilidade de alguns estrangeiros atingidos, não deverão estar envolvidos portugueses", adiantou a fonte.

    Um forte tremor de terra, com uma magnitude de 7,4 na escala de Richter, abalou hoje a ilha indonésia de Java, não havendo ainda informações de vítimas, anunciou o Instituto Geológico dos Estados Unidos.

    O epicentro do sismo, registado cerca das 00h05 locais de quinta-feira (18h05 de hoje em Lisboa), localizou-se a uma profundidade de 291 quilómetros abaixo do nível do mar, 107 quilómetros a leste de Jacarta.

    Devido à profundidade do abalo, havia poucos riscos de um tsunami, segundo especialistas.

    Sic
     
  8. Rogério Martins

    Rogério Martins
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    25 Jun 2007
    Mensagens:
    143
    Local:
    Benfica - Lisboa
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Isso nao quer dizer nada Vince...ate pode arrebrntar isto tudo de repente... a Natureza tem ca destas coisas...

    Full Moon Total Eclipse and Earthquakesby Mitch Battros - Earth Changes Media

    What I am about to tell you should be considered 'conjecture', however what I will layout below is pure unabated fact. As many of you know, I am a researcher and author who among other items, study the science-of-cycles. What I see coming based on this science is worthy of announcement.

    This is not a warning of imminent danger, but rather a 'tap on the shoulder' to be aware of the coming full moon eclipse on August 28th and what history tells us might occur. There appears to be a noticeable cycle of escalation in earthquake and volcanic activity within two weeks prior and/or two weeks after a full lunar eclipse. If this holds true, you might want to mark your calendars from August 14th to September 12th. These dates indicate two weeks prior to the August 28th full lunar eclipse, and two week after the event.

    This is an area of research which brings both worlds together. The world of (old) ancient text, and the world of (new) modern science. They both tell us of "cycles". You might remember my frequent guest, Carlos Barrios Mayan Elder, told us in our June 19th interview: "Watch for disruption to occur in the time between late July and late August. The energy will be very intense".
    Click Here to Listen

    Here are the dates of full lunar eclipse from 2001 to 2010

    2001 Jan 09
    2003 May 16
    2003 Nov 09
    2004 May 04
    2004 Oct 28
    2007 Mar 03


    And here is what happened: Events which occurred within two weeks prior and/or two weeks after the last six full lunar eclipse.

    January 2001 - (India) A magnitude 7.6 earthquake shook the Indian Province of Gujarat. It was one of the two most deadly earthquakes to strike India in its recorded history. The death toll was 19,727, number of injured at 166,000, over 600,000 people were left homeless, with 348,000 houses destroyed and an additional 844,000 damaged.

    May 2003 - (Turkey) At least 176 people have died and 521 people were injured after a magnitude 6.4 earthquake that shook the eastern Turkey's Bingöl province. Several public buildings collapsed in the centre of Bingöl city and its vicinity. The last official report concerning the consequences of the earthquake in the city indicates about 570 buildings were collapsed and about 6000 others were damaged.

    May 2003 - (Algiers) A strong earthquake measuring 6.8 magnitude struck the coastal region east of Algiers and the Tell Atlas mountains of Algeria. 2,251 people died, another 1,200 missing, 10,243 were injured and 200,000 made homeless.

    May 2003 - (Japan) A 7.0 magnitude earthquake hit northern Japan, however, there were no casualties and very few people were injured due to the depth (about 44 miles underground) of the epicenter of the earthquake.

    October 2003 - (China) A magnitude 6.1 earthquake kills nine, and more than 43 people were injured after two earthquakes jolted northwest China's Gansu Province. Over 10,000 homes have been destroyed, leaving their occupants exposed to temperatures that can fall below freezing, according to Gansu provincial seismological bureau.

    April 2004 - (United States) Yellowstone Super Volcano experienced over 400 quakes within three days. This type of increase in earthquake activity is called a "swarm". Parts of the caldera were closed to the public with areas of surface temperatures reaching over 200 degrees Fahrenheit. Some reports were telling of the sole of on-lookers shoes were melting just prior to the area's closing.

    October 2004 - (Japan) A series of powerful earthquakes the strongest with a magnitude of 6.7 jolted northern Japan, killing at least 30 people and injuring more than 2000 people largely as the result of building collapse. The strongest earthquakes occurred during a period of several hours with the main epicenter located near Yamakoshi village, Niigata Prefecture. Thousands of landslides were triggered by the earthquakes and aftershocks with much associated damage to roads, agricultural fields, and residential.

    March 2004 - (United States) An ongoing swarm of small earthquakes began in the Three Sisters volcanic center in the central Oregon Cascade Range. The earthquakes are occurred in the northeast part of an area centered 5 kilometers (3 miles) west of South Sister volcano in which the ground has been uplifted by as much as 25 cm (about 10 inches) since late 1997.

    February 2004 - (Morocco) A 6.4 magnitude earthquake in northern Morocco near the coastal city of al Hoceima killed 628 people and left 15,000 homeless.


    :rolleyes::rolleyes::rolleyes: E entao...... ah esperem esperem isto que tem acontecido e pura das normalidades...nada d show offs :rolleyes: e de exaltidao..Continuaremos com a mesma segurança e calmaria:lol:
    Pessoal abram os olhos e enfrentem a realidade que esta ai pra vir:thumbsup:

    Hasta
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #8 Rogério Martins, 12 Ago 2007 às 12:12
    Editado por um moderador: 7 Nov 2007 às 21:42
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Se nos formos a preocupar com tudo o que nos ameaça não dormiriamos e seriamos uns pobres infelizes. Eu ou tu daqui a bocado já podemos cá nem estar, há milhentas coisas que nos podem acontecer. A vida é para ser vivida sem estas preocupações, já chegam as mais simples e menos catastroficas.

    Estamos cá de passagem, nós nem somos a especie dominante no planeta, são as bactérias. Estamos cá só para vivermos todos os dias o melhor e mais feliz possivel e sobretudo para fazer felizes os outros, em especial os que nos são queridos.

    Quanto à Lua, vulcões, terramotos, etc, etc, nem penso nisso. Gosto de dormir descansado :D Olha por exemplo para os meteoros. Todos os anos passam muitas centenas próximo da Terra dos quais só detectamos meia duzia, e a maior parte das vezes só depois de terem passado. Basta um pequeno para destruir uma cidade. Pensa-se que todas as semanas passam dois ou três à tangente que ninguém detectou.

    Se nos formos a preocupar com isso tudo lá se ia a felicidade...

    Relax ! Vive cada dia como se fosse único e não estragues o precioso tempo com coisas fúteis :D
     
  10. Rogério Martins

    Rogério Martins
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    25 Jun 2007
    Mensagens:
    143
    Local:
    Benfica - Lisboa
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Pois Vince respeito a tua opiniao mas continuo a dizer que até as coisas mais futeis podem-se tornar em realidade e passar-nos por cima sem darnos conta delas.;)
    Agora uma frase bastante filosofica - se a felicidade se baseia na fuga à realidade, bendita felicidade a tua!:cool:

    E por aqui me fico:thumbsup:
    Abraço colega
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Rogério, acho que percebeste mal. Eu não disse que o que falaste era fútil, sobre isso disse que não me preocupava muito.

    Quando me referi às coisas fúteis referi-me ao dia a dia, as coisas que todos fazemos, as boas e as menos boas, e o tempo que por vezes perdemos com coisas sem interesse nenhum, tempo que poderia estar a ser aproveitado de melhor forma. Capiche ? :)

    Quanto à fuga à realidade, o que é a realidade ? Se fores a absorver toda a informação desse género que te chega enlouquecias. Não te esquecas que a Internet trouxe uma sociedade da informação mas também trouxe uma sociedade de desinformação, esta última muitas vezes esquecida. E cada um de nós não tem capacidade individual para distinguir entre o verdadeiro e falso a maior partes das vezes.
     
  12. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    O estrago mais notável foi no Teatro Municipal de Almagro na província de Ciudad Real

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    7,139
    Local:
    Olhão (24 m)
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Eu senti o sismo esta manhã, estava a dormir quando a cama começou a tremer levemente, mas foi rápido pensei que fosse na falha de Gorringe nunca pensei que fosse em Espanha
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. mocha

    mocha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Dez 2006
    Mensagens:
    1,596
    Local:
    Barreiro
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Peru: forte sismo mata 72 pessoas

    O forte sismo que atingiu quarta-feira à noite o Peru provocou pelo menos 72 mortos e 680 feridos, segundo um novo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, informa a agência Lusa.

    O comandante dos bombeiros, Carlos Cordova, indicou que muitas vítimas foram descobertas sob escombros de casas em Ica e Pisco, 300 quilómetros a sul de Lima. Admitiu, no entanto, que o balanço poderá ser mais grave.

    Lima e a faixa costeira do Peru foram abaladas quarta-feira à noite por um forte sismo com uma magnitude de 7,9 na escala aberta de Richter. O instituto de geofísica norte-americano indicou que o abalo aconteceu às 18h41 locais (00h41 em Lisboa). O epicentro situou-se 169 quilómetros a sudoeste de Lima e a uma profundidade de 47 quilómetros.

    As autoridades portuguesas desconhecem, entretanto, a existência de cidadãos portugueses entre as vítimas deste sismo. «Não há conhecimento de nenhum português entre as vítimas», disse à Lusa fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, acrescentando, no entanto, que os serviços consulares em Lima continuam «apurar a situação».

    Em Lima, capital do Peru, existe uma comunidade de cerca de 180 portugueses.

    in Portugal Diário


    ACTUALIZADO ÀS 14H15

    Peru: forte sismo mata 337 pessoas

    O forte sismo que atingiu quarta-feira à noite o Peru provocou pelo menos 337 mortos e 800 feridos, segundo um novo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Protecção Civil, informa a agência Lusa.

    O comandante dos bombeiros, Carlos Cordova, indicou que muitas vítimas foram descobertas sob escombros de casas em Ica e Pisco, 300 quilómetros a sul de Lima. O site da Protecção Civil refere as localidades de Ayacucho, Cusco, Huancavelica, Ica, Junin, Lima e Pasco, como as que foram afectadas pelo abalo.

    O vice-ministro da Saúde, Jose Calderon, já considerou a situação «dramática» em Ica, cidade de 650000 pessoas, a 265 quilómetros a sudeste da capital, Lima. Apelou para a doação de sangue destinado aos feridos e afirmou que uma coluna de médicos e enfermeiras se dirige para a zona.

    A cidade de Ica foi a mais castigada, com 336 mortos e 827 feridos, quatro hospitais afectados e um outro destruído. 300 famílias foram afectadas, tendo ficado sem casas. Em Lima, onde terá apenas morrido uma pessoa, várias famílias foram afectadas e 76 casas sido destruídas.

    Lima e a faixa costeira do Peru foram abaladas esta quarta-feira à noite por um forte sismo com uma magnitude de 7,9 na escala aberta de Richter. O instituto de geofísica norte-americano indicou que o abalo aconteceu às 18h41 locais (00h41 em Lisboa). O epicentro situou-se 169 quilómetros a sudoeste de Lima e a uma profundidade de 47 quilómetros.

    Portugueses não foram atingidos

    A Embaixada de Portugal em Lima, afirma que o violento terramoto não fez vítimas entre portugueses turistas ou pertencentes à comunidade de cerca de duas centenas de pessoas.

    «s residentes portugueses estão todos concentrados na capital», afirmou à Lusa o embaixador Mário Lino da Silva. «Felizmente, não há registo de qualquer incidente junto da comunidade portuguesa ou de turistas que viajam pelo país», acrescentou.

    Hoje, a secretaria de Estado das Comunidades voltou a apelar para que os turistas portugueses se registem nas embaixadas portuguesas dos países que visitam, para que seja mais fácil descobrir o seu paradeiro em caso de incidentes como o sucedido no Perú.

    Neste país sul-americano vivem entre 180 a 200 portugueses, de acordo com os registos consulares, quase todos em Lima, havendo também alguns missionários próximo de Iquitos, na região do Amazonas.
     
    #14 mocha, 16 Ago 2007 às 10:01
    Última edição: 16 Ago 2007 às 15:42
  15. mocha

    mocha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Dez 2006
    Mensagens:
    1,596
    Local:
    Barreiro
    Re: Sismologia - Seguimento 2007

    Sismo de grau 8
    Tragédia no Peru

    "Pensámos que estávamos a ser bombardeados”, afirmou um habitante de Pisco ainda assustado pelo sismo de quarta-feira, que causou centenas de mortos. “O que tornava tudo mais terrível era o rugido do tremor de terra, associado a um fulgor surreal no céu”, recordou, por seu lado, Bronwyn Davis, de Lima, que diz ter sentido o chão a tremer debaixo dos pés, enquanto em volta as árvores e os postes de electricidade eram sacudidos com grande violência.

    As autoridades afirmam que o sismo, de 8,0 pontos de magnitude na escala aberta de Richter (um dos mais fortes em todo o Mundo desde 1990), fez pelo menos 500 mortos e cerca de dois mil feridos. Além da intensidade, o poder destruidor do abalo foi potenciado pela sua duração. Testemunhas dizem que a terra não parou de tremer durante mais de dois minutos. “Estamos habituados a sismos ocasionais. Mas não é costume sentir um tremor quando estamos na rua”, sublinhou Bronwyn. Jessica, outra habitante de Lima, não esquece a sensação de medo causada pelo prolongamento do abalo e pelas réplicas, algumas com uma intensidade de 6,3. “Parecia que ia parar mas continuava. Tudo tremia: o chão debaixo dos pés, os carros, as paredes, e havia luzes estranhas a iluminar o céu.”

    Os primeiros dados indicam que o maior número de mortos, cerca de duas centenas, se verificou em Pisco. Quase 80% da cidade ficaram em ruínas, nomeadamente uma igreja onde estavam reunidas dezenas de fiéis. “Já encontrámos sobreviventes e continuamos os trabalhos”, afirmou Juan Mendoza, presidente da Câmara da cidade. Em Ica, um incidente semelhante deixou soterradas mais de uma centena de pessoas que assistiam à missa da tarde.

    PRESOS FOGEM

    As outras localidades mais atingidas pelo sismo são Cañete e Chincha. Nesta última, a derrocada das paredes de uma prisão permitiu a fuga de 600 detidos. Mas o que preocupa mais as autoridades é a escassez de sangue nos hospitais, superlotados de feridos, onde falta também a água e a luz.

    Em muitos locais, na vizinhança de cadáveres deixados a céu aberto (as morgues estão superlotadas), centenas de desalojados dormiram ao relento, aquecidos por fogueiras. “A parede caiu e esmagou-a. Não sei para onde hei-de levá-la.” Jose Flores, de 12 anos, é a imagem do desalento. Junto ao corpo da mãe, caído no passeio, ficou à espera de auxílio.

    PORTUGAL REGISTOU ABALO

    A elevada magnitude do sismo no Peru foi registada na rede sismológica nacional, do Instituto de Meteorologia. “A detecção em Portugal resulta da vibração no solo, cuja propagação de ondas sísmicas é captada pelas estações, mesmo que se observem valores baixos, disse Fernando Carrilho, director do departamento sismológico.

    O mesmo responsável indicou que “este sismo provocou elevada destruição devido à sua elevada magnitude, por se localizar a apenas cerca de 150 quilómetros a sul de Lima, junto à costa do Peru, e por a profundidade focal ser de apenas 33 quilómetros”.

    Fernando Carrilho indicou que “o abalo ocorreu numa zona de forte actividade sísmica, pela interacção entre as placas tectónicas Nazca e da América do Sul, que se faz através de um movimento de convergência a uma taxa de aproximadamente 8 cm/ano”. Em 1868, recordou, foi registado um de magnitude 9.

    PORTUGUESES ESCAPAM ILESOS

    As autoridades portuguesas desconhecem a existência de cidadãos nacionais entre as vítimas do sismo que na noite de quarta- -feira abalou o Peru. Fonte da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas afirmou à agência Lusa que os serviços consulares em Lima continuam “a acompanhar a situação”.

    Na capital do Peru, onde não há registo de grande número de vítimas, vive uma comunidade de 180 portugueses. Lima e a faixa costeira

    peruana foram as mais atingidas pelo abalo de terra.

    À MARGEM

    ILHAS SALOMÃO

    Um sismo com 6,7 graus de magnitude atingiu ontem as Ilhas Salomão, a noroeste da Austrália. O epicentro do abalo foi a dois km de profundidade, numa área 75 km a sudoeste de Honiara, capital do país.

    JAPÃO

    A terra tremeu também na ilha de Honshu, Japão, onde o abalo atingiu a intensidade de 5,4 a 6,4 graus. Não há registo de danos de monta nem vítimas.

    CAVACO SILVA

    O Presidente da República Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, enviou ao seu homólogo peruano, Alan García, uma carta de condolências pelas vítimas do sismo no Peru.

    APELO DE BENTO XVI

    O Papa Bento XVI rezou ontem pelas vítimas do sismo peruano e apelou ao envio imediato de ajuda internacional, num “espírito de caridade e solidariedade cristã”.

    OUTROS SISMOS

    IRÃO - 21/06/90

    Mais de 60 mil pessoas morreram num sismo, com magnitude 7,5 na escala de Richter, no Noroeste do país. Terá sido a maior catástrofe natural ocorrida durante o século anterior no Irão.

    ÍNDIA - 30/09/93

    Morreram 7601 pessoas e 15 846 ficaram feridas no estado de Maharastra na sequência de um terramoto com 6,4 graus na escala de Richter.

    JAPÃO - 17/01/95

    Em Kobe morreram pelo menos 6400 pessoas na sequência de um violento abalo telúrico de magnitude 7,2 graus na escala de Richter.

    AFEGANISTÃO - 4/02/98

    Na província de Rustaq morreram pelo menos 4400 pessoas devido a um terramoto de magnitu-de 6,1.

    AFEGANISTÃO - 30/05/98

    Na província de Tajar, mais de 5000 pessoas perderam a vida num sismo de magnitude 7,1.

    TURQUIA - 17/08/99

    No Noroeste do país morreram mais de 17 mil pessoas e outras 30 mil ficaram feridas, na sequência de um terramoto de magnitude 7,4.

    ÍNDIA - 26/01/01

    No estado de Gujarat morreram pelo menos 15500 pessoas devido a um terramoto de magnitude 6,9 na escala de Richter.

    IRÃO - 26/12/03

    Na tristemente famosa tragédia de Bam perderam a vida 26 271 pessoas na sequência de um sismo de magnitude 6,3.

    INDONÉSIA - 26/12/04

    Um violentíssimo terramoto de intensidade 8,9 na ilha de Samatra matou mais de 280 mil pessoas, em 12 países da Ásia e África.

    PAQUISTÃO - 8/10/05

    Na Caxemira, região fronteiriça entre o Paquistão e a Índia, morreram aproximadamente 86 mil pessoas e ficaram feridas outras 40 mil, na sequência de um abalo telúrico de intensidade 7,6.

    INDONÉSIA - 27/05/06

    Na ilha de Java, um terramoto com 6,2 graus na escala de Richter provocou a morte a pelo menos 6234 pessoas. O tremor de terra causou ainda ferimentos a cerca de duas dezenas de milhar de pessoas. Além disso, um total de 340 mil pessoas ficaram sem casa.

    INDONÉSIA - 17/07/06

    Na ilha de Java, um violento tremor de terra com 7,7 graus na escala de Richter, seguido de maremoto, provocou a morte a 596 pessoas.

    F. J. Gonçalves com agências


    Edição de Hoje in Correio da manhã
     

Partilhar esta Página