2011: dos anos mais quentes a nível global

Iceberg

Nimbostratus
Registo
5 Jun 2006
Mensagens
817
Local
Braga
2011: dos anos mais quentes a nível global

2011-12-02 (IM)

A temperatura global em 2011 está entre as dez mais elevadas desde que há registos. É também das temperaturas mais elevadas dos anos em que ocorreu um evento La Niña.

Foi desde 1997 que ocorreram os 13 anos mais quentes a nível global.

A extensão e o volume do gelo do Ártico em 2011 foram respetivamente o segundo e o menor valor já registrados.

Estes são alguns dos destaques da Declaração Anual Provisória da Organização Meteorológica Mundial sobre o Estado do Clima Global, que faz uma avaliação da temperatura e um resumo do tempo e dos eventos climáticos mais marcantes em 2011.

De acordo com esta Declaração da OMM, estima-se que a temperatura global do ar combinada à superfície do mar e à superfície do solo (Janeiro-Outubro) seja de 0,41°C ± 0,11°C acima da média anual que é de 14,00ºC, para o período 1961-1990.

Este é o décimo ano mais quente desde o início dos registos em 1850.

http://www.wmo.int/pages/mediacentre/press_releases/gcs_2011_en.html
 

Microburst

Nimbostratus
Registo
10 Set 2009
Mensagens
855
Local
Laranjeiro-Feijó (Almada)
Apesar de já estarmos em 2012, este pareceu-me o tópico mais adequado para colocar esta notícia.

NASA prevê maior aquecimento da Terra nos próximos anos
20.01.2012

Helena Geraldes

O aquecimento global abrandou recentemente, e isto tem alimentado as visões cépticas quanto às alterações climáticas. Mas um relatório da NASA diz agora que isso é apenas temporário e que as temperaturas vão subir mais nos próximos anos.

O ano passado acabou por ser o nono mais quente desde 1880, o início aproximado dos registos sistemáticos de temperaturas. Em 2011, as temperaturas médias à superfície foram 0,51ºC mais altas do que os valores médios do período base 1951-1980. Além disso, nove dos dez anos mais quentes ocorreram no século XXI, com excepção de 1998, segundo um relatório do Instituto Goddard para Estudos Espaciais, da agência espacial norte-americana (NASA), divulgado esta semana.

Já em Novembro, e com os dados disponíveis na altura, a Organização Meteorológica Mundial tinha revelado que, em 2011, os termómetros estiveram 0,41ºC acima da média de 1961-1990.

Mas ainda que o planeta esteja a ficar mais quente, o aumento das temperaturas abrandou nos últimos três anos. A NASA explica este fenómeno com a influência do "La Niña" - um arrefecimento periódico das águas do Oceano Pacífico que afecta as temperaturas globais - e com o ciclo de radiação do Sol. Na verdade, nos últimos anos tem chegado menos energia do Sol à superfície terrestre, resultando num efeito de arrefecimento.

Acontece que as variáveis estão prestes a mudar, segundo a NASA. “Apesar de os gráficos actuais sugerirem um abrandamento do aquecimento global, este aparente abrandamento poderá desaparecer dentro de alguns anos”, escreve a NASA no relatório. “Em especial precisamos ver de que forma as temperaturas aumentarão em resposta ao próximo fenómeno 'El Niño' [o oposto do 'La Niña'] e ao novo ciclo de radiação solar, que muda a cada dez ou doze anos”, acrescenta o relatório.

Segundo os cálculos da agência norte-americana, “há muitas probabilidades de entrarmos num fenómeno 'El Niño' na segunda metade de 2012, ou o mais tardar dentro de dois ou três anos”. Quanto ao Sol, a sua influência “vai mudar rapidamente para um efeito de aquecimento nos próximos três a cinco anos”.

http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1529968
 

Kispo

Cumulus
Registo
17 Ago 2008
Mensagens
189
Local
Monte Abraão, Queluz (195m)
Estas notícias não me dizem nada...
A manipulação de dados que existe deita estas noticias todas por terra.

Nada melhor do que continuar a aguardar pelos próximos anos para ver o que acontece.
 

c.bernardino

Nimbostratus
Registo
31 Dez 2010
Mensagens
654
Local
Loures
Penso que a notícia que cita a NASA se deve querer referir ao ciclo solar.. .

e basta observar o sol para perceber que este está a ficar mais ativo, tal como o esperado. Nos próximos anos isso vai-se notar e é perfeitamente natural... já sei que muitos virão gritar "AI O AQUECIEMNTO GLOBAL !!!!" e eu vou apanhar um ataque de furia com esse aproveitamento populista.

Mas na realidade não podemos negar que o aumento médio da temperatura existe, e a posição "vamos esperar mais uns anos para ver o que acontece" não me parece o melhor. Opiniões.