Árvores e Florestas de Portugal

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Boa noite

Será que me podiam ajudar a tentar perceber o que poderá ter acontecido para 2 ginjeiras terem morrido aqui em casa?
Uma delas ainda não está completamente morta, mas pelo aspeto que tem, com os ramos secos e cheios de liquen, está para se ir também.

Já têm bastantes anos cá em casa. Penso que, no ano passado, ou há 2 anos, não consigo precisar bem, a que estava no quintal atrás da casa secou e partiu.
A outra, em frente da casa, no ano passado, depois de ter dado algum fruto, muito menos que o normal, após o Verão, começou a definhar. Reparei nalguns ramos que estavam a secar de forma anormal (mais do que o costume).

Há aqui alguém que perceba de botânica e que consiga ajudar? Se for preciso, posso tirar umas fotografias amanhã para verificarem. Terá sido falta/excesso de água? Falta de nutrientes?

Obrigado pela atenção.

Com os melhores cumprimentos,
Renato Casqueira
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,321
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Boa noite

Será que me podiam ajudar a tentar perceber o que poderá ter acontecido para 2 ginjeiras terem morrido aqui em casa?
Uma delas ainda não está completamente morta, mas pelo aspeto que tem, com os ramos secos e cheios de liquen, está para se ir também.

Já têm bastantes anos cá em casa. Penso que, no ano passado, ou há 2 anos, não consigo precisar bem, a que estava no quintal atrás da casa secou e partiu.
A outra, em frente da casa, no ano passado, depois de ter dado algum fruto, muito menos que o normal, após o Verão, começou a definhar. Reparei nalguns ramos que estavam a secar de forma anormal (mais do que o costume).

Há aqui alguém que perceba de botânica e que consiga ajudar? Se for preciso, posso tirar umas fotografias amanhã para verificarem. Terá sido falta/excesso de água? Falta de nutrientes?

Obrigado pela atenção.

Com os melhores cumprimentos,
Renato Casqueira

As fotos talvez ajudem no «diagnóstico.»

Boa sorte!
 
Última edição:

João Pedro

Super Célula
Registo
14 Jun 2009
Mensagens
5,166
Local
Porto, Campo Alegre (50 m) | Samora Correia (10 m)
Boa noite

Será que me podiam ajudar a tentar perceber o que poderá ter acontecido para 2 ginjeiras terem morrido aqui em casa?
Uma delas ainda não está completamente morta, mas pelo aspeto que tem, com os ramos secos e cheios de liquen, está para se ir também.

Já têm bastantes anos cá em casa. Penso que, no ano passado, ou há 2 anos, não consigo precisar bem, a que estava no quintal atrás da casa secou e partiu.
A outra, em frente da casa, no ano passado, depois de ter dado algum fruto, muito menos que o normal, após o Verão, começou a definhar. Reparei nalguns ramos que estavam a secar de forma anormal (mais do que o costume).

Há aqui alguém que perceba de botânica e que consiga ajudar? Se for preciso, posso tirar umas fotografias amanhã para verificarem. Terá sido falta/excesso de água? Falta de nutrientes?

Obrigado pela atenção.

Com os melhores cumprimentos,
Renato Casqueira
Pode ter sido armilária, que causa podridão das raízes. Observaste cogumelos na base?
http://www.mitra-nature.uevora.pt/E...sidiomycota/Physalacriaceae/Armillaria-mellea

https://dica.madeira.gov.pt/index.p...cultura/2845-a-cultura-da-cerejeira-conclusao
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,321
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos

Por acaso pensei nessa possibilidade, mas penso que as fotos seriam importantes.
No caso de não se ter observado cogumelos (pelo menos, ainda) na base da árvore, poderá procurar-se por manchas claras debaixo da casca da árvore, como esta:

Mycelial-Fans-Underneath-Bark.jpg


Em macieiras, por exemplo, além desta côr e aspeto, também aparecem manchas amarelas e até côr de laranja (que por vezes, até aparecem no lado exterior da casca).

Aqui podem-se ver os rizomorfos escuros do Armillaria:

6.20Rhizomorp20of20Armillaria20mellea20under20the20bark20of20a20dead20sugar20maple..jpg
 
Última edição:

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
As fotos talvez ajudem no diagnóstico.

Boa sorte!



Muito obrigado pelas vossas respostas.
Amanhã vou tirar as fotografias para colocar aqui.
E vou verificar se encontro lá vestigios de fungos (cogumelos).
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,321
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Procura vestígios dos rizomorfos que o belém mostrou também.

Exato, deverá começar por aí mesmo.
Talvez até nem seja necessário tirar um pouco de casca (na base do tronco) para ver se está lá e que dê para vê-lo exteriormente, como neste caso:

arm_fig3.png
 

João Pedro

Super Célula
Registo
14 Jun 2009
Mensagens
5,166
Local
Porto, Campo Alegre (50 m) | Samora Correia (10 m)
Boa noite,

Como prometido, ficam as fotos.

50854033163_29e3cb6c99_o_d.jpg


50854843462_6d55b7a15a_o_d.jpg


50854753726_9be50f0991_o_d.jpg


50854033593_26b2959c6f_o_d.jpg


50854753806_cbc6620275_o_d.jpg


50854753881_376246714c_o_d.jpg


50854033738_66524baa04_o_d.jpg


50854034233_3099e2db32_o_d.jpg


50854034303_4afa8bcaea_o_d.jpg


50854844422_2b794a759f_o_d.jpg


50854844462_d8aaa29ba5_o_d.jpg


50854754616_0aa9f69937_o_d.jpg


50854754651_04e047efaf_o_d.jpg


50854034543_46a87d14ec_o_d.jpg


50854754796_b3e41a2d3f_o_d.jpg


50854754826_8a3ed97dba_o_d.jpg


50854844702_d1332dfc1a_o_d.jpg


50854844737_5e44c55fc8_o_d.jpg




E a outra ginjeira que já morreu há mais tempo. Tem lã de ovelha :lol:

50854754956_c0f14942f6_o_d.jpg


50854844847_0e83cd4764_o_d.jpg


50854755201_4e2c58749f_o_d.jpg


50854755261_3b010011db_o_d.jpg


50854845157_b93317db67_o_d.jpg
Assim à primeira vista não parece ser armilária, mas posso estar enganado...

Neste manual sobre a ginja de Óbidos e Alcobaça que encontrei:
https://repositorio.ipcb.pt/bitstre...ual Técnico da Ginja de Óbidos e Alcobaça.pdf

Na secção relativa às doenças, referem a Cilindrosporiose e a Moniliose originada pelo fungo M. laxa como possíveis causadoras da morte da árvore.

Não sei... porque não tentas falar com alguém na DRAPC?
https://www.drapc.gov.pt/

Ou mesmo na Estação Agrária de Viseu?
https://www.drapc.gov.pt/drapc/estacao_agraria_viseu.htm
 

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Assim à primeira vista não parece ser armilária, mas posso estar enganado...

Neste manual sobre a ginja de Óbidos e Alcobaça que encontrei:
https://repositorio.ipcb.pt/bitstream/10400.11/1064/1/2008_Manual Técnico da Ginja de Óbidos e Alcobaça.pdf

Na secção relativa às doenças, referem a Cilindrosporiose e a Moniliose originada pelo fungo M. laxa como possíveis causadoras da morte da árvore.

Não sei... porque não tentas falar com alguém na DRAPC?
https://www.drapc.gov.pt/

Ou mesmo na Estação Agrária de Viseu?
https://www.drapc.gov.pt/drapc/estacao_agraria_viseu.htm

Obrigado. Vou ver essas informações :thumbsup:
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,204
Local
Torres Novas(75m)
Como era Tomar há 200 anos

““Dia 15 de Dezembro de 1812 – Seguimos para Tomar, a 12 milhas de distância, subindo e descendo montes quase todo o caminho. A estrada era muito má, de tal maneira que a artilharia não podia subir aos sítios altos.

Como as mulas e os burros são, geralmente, os meios de transporte neste País, as estradas, como se podia esperar, são miseráveis.

A paisagem estava coberta de arvoredo, especialmente abetos, e a estrada era tão intrincada que obrigava a servirmo-nos de guias."

https://tomarnarede.pt/sociedade/co...fY_mekP8KQudA27F2d6NWAC0EuhGBy3QV0Rw50CMyltTM
 

João Pedro

Super Célula
Registo
14 Jun 2009
Mensagens
5,166
Local
Porto, Campo Alegre (50 m) | Samora Correia (10 m)
Como era Tomar há 200 anos

““Dia 15 de Dezembro de 1812 – Seguimos para Tomar, a 12 milhas de distância, subindo e descendo montes quase todo o caminho. A estrada era muito má, de tal maneira que a artilharia não podia subir aos sítios altos.

Como as mulas e os burros são, geralmente, os meios de transporte neste País, as estradas, como se podia esperar, são miseráveis.

A paisagem estava coberta de arvoredo, especialmente abetos, e a estrada era tão intrincada que obrigava a servirmo-nos de guias."

https://tomarnarede.pt/sociedade/co...fY_mekP8KQudA27F2d6NWAC0EuhGBy3QV0Rw50CMyltTM
Quem tiver curiosidade de ler o original, pode fazê-lo aqui:
https://purl.pt/17174

A descrição está na pág. 27 do pdf (17 do livro), após um descrição muito pouco abonatória da Abrantes daqueles dias...
A viagem de 12 milhas é desde Constância — então ainda com a sua antiga designação que não vou aqui referir... :hehe::D
E de facto são abetos que refere — firs. Curioso... uma paisagem entre Constância e Tomar cheia de abetos em 1812... nunca imaginaria tal coisa. A não ser que o William Graham não fosse grande coisa a botânica e confundisse abetos com pinheiros :D
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,204
Local
Torres Novas(75m)
Quem tiver curiosidade de ler o original, pode fazê-lo aqui:
https://purl.pt/17174

A descrição está na pág. 27 do pdf (17 do livro), após um descrição muito pouco abonatória da Abrantes daqueles dias...
A viagem de 12 milhas é desde Constância — então ainda com a sua antiga designação que não vou aqui referir... :hehe::D
E de facto são abetos que refere — firs. Curioso... uma paisagem entre Constância e Tomar cheia de abetos em 1812... nunca imaginaria tal coisa. A não ser que o William Graham não fosse grande coisa a botânica e confundisse abetos com pinheiros :D

Pois também achei curioso, existir abetos aqui mesmo ao lado, há 200 anos, se fosse há muito mais tempo atrás, agora achei estranho, queria ver se encontrava mais documentos sobre o assunto.