Biosfera Transfronteiriça

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
Realizou-se, no dia 23 de maio, a cerimónia de assinatura do contrato entre o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial – ZASNET, AECT e o consórcio luso-espanhol responsável pela elaboração do projeto “Biosfera Transfronteiriça”, que diz respeito à candidatura à UNESCO para classificação de Reserva de Biosfera.
Esta candidatura engloba, em Portugal, o Nordeste Transmontano e, em Espanha, as províncias de Salamanca e Zamora e deverá ser apresentada em março de 2013, prevendo-se que a avaliação da UNESCO seja comunicada em setembro de 2013.
Em caso de aprovação, será a maior reserva transfronteiriça da Europa, com uma área de 1.768.284 hectares, e que integra os Parques Naturais de Montesinho, do Douro Internacional, de Sanabria e das Arribas do Douro, territórios inseridos em Rede Natura, como a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, Romeu, Sierra de la Culebra, Lagunas de Villafafila, Rio Sabor e o Rio Maçãs.
Recorde-se que o projeto “Biosfera Transfronteiriça” visa a promoção, a conservação e a proteção das áreas naturais transfronteiriças, a definição dos recursos naturais para uma gestão conjunta como Reserva de Biosfera e o fortalecimento da cooperação das autoridades responsáveis da REDE Natura 2000, prevendo a implementação de algumas ações, como a catalogação e inventário dos recursos naturais, a promoção conjunta dos espaços protegidos com a denominação de qualidade de Reserva de Biosfera Transfronteiriça, a criação de quatro “Rotas turístico-naturais” e implementação conjunta de uma marca de qualidade, entre outras.

© Câmara Municipal de Bragança


Acho fantástico mas está muita coisa por clarificar. Será que a UNESCO vai aceitar a inclusão do Rio Sabor no projeto com a barragem a avançar a toda a velocidade ou é mais uma que devia parar de imediato.

E os 8.000 hectares de carvalhal contínuo da Serra de Nogueira não entram no projeto:huh:

Uma reserva com uma área de 1.768.284 hectares:surprise::surprise:
Como é que se vai gerir esta enorme reserva?

E como se vão gerir tão diferentes vontades? Por exemplo na questão do lobo e do veado será que na Sierra de la Culebra se vai continuar a permitir a sua caça?


Em todo caso é um projeto que parece muito interessante.
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,699
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
© Câmara Municipal de Bragança


Acho fantástico mas está muita coisa por clarificar. Será que a UNESCO vai aceitar a inclusão do Rio Sabor no projeto com a barragem a avançar a toda a velocidade ou é mais uma que devia parar de imediato.

E os 8.000 hectares de carvalhal contínuo da Serra de Nogueira não entram no projeto:huh:

Uma reserva com uma área de 1.768.284 hectares:surprise::surprise:
Como é que se vai gerir esta enorme reserva?

E como se vão gerir tão diferentes vontades? Por exemplo na questão do lobo e do veado será que na Sierra de la Culebra se vai continuar a permitir a sua caça?


Em todo caso é um projeto que parece muito interessante.

Sim, sem duvida nenhuma que vai ser interessante acompanhar a evolução deste projecto. Quanto à gestão deve ser feita através dos parques já existentes mas de uma forma mais integrada, isto digo eu :)

O carvalhal da Serra de Nogueira faz parte da rede Natura 2000, mas apesar disso continua a ser um pouco esquecido...

Quanto à caça deve continuar na minha opinião, é uma forma de gerir a população de veados e trazer receitas para a região, a actividade cinegética move bastante gente e bastante dinheiro, e em Espanha ainda mais.
 

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
[ame="http://videos.sapo.pt/pmgHlGt8JJKazdofTqgQ"]http://videos.sapo.pt/pmgHlGt8JJKazdofTqgQ[/ame]


Portugueses e espanhóis querem criar a maior Reserva da Biosfera da Europa

Municípios portugueses e espanhóis vão avançar com uma candidatura conjunta à UNESCO para a criação da maior Reserva da Biosfera da Europa, num território que se estende de Bragança, em Portugal, a Salamanca, em Espanha, divulgaram nesta quinta-feira os promotores.

O processo está a ser conduzido pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial, o ZASNET AECT, que engloba municípios do nordeste transmontano, concretamente da Terra Fria, Terra Quente e Douro Superior, do lado português, e de Zamora e Salamanca, do lado espanhol.

Na quarta-feira, os promotores adjudicaram a um consórcio espanhol a elaboração do processo de preparação da candidatura, que deverá ser apresentada à UNESCO em Março de 2013, aguardando-se uma resposta para Setembro do mesmo ano, segundo as previsões do presidente da Câmara de Bragança, Jorge Nunes.

Se a decisão da UNESCO for favorável, será criada “a maior Reserva Transfronteiriça da Europa”, que abrangerá os parques naturais de Montesinho, do Douro Internacional, de Sanábria e das Arribas do Douro, alguns territórios inseridos na Rede Natura, como a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, Romeu, Sierra de la Culebra, Lagunas de Villafafila e Rio Sabor/Rio Maçãs.

O processo custará 400 mil euros, financiados em 300 mil pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, o FEDER.

O projeto Biosfera Transfronteiriça “tem como principais objectivos a promoção, a conservação e a proteção das áreas naturais transfronteiriças, a definição dos recursos naturais para uma gestão conjunta e o fortalecimento da cooperação das autoridades responsáveis”.

O consórcio responsável pela preparação da candidatura irá, nos próximos meses, estudar os recursos naturais existentes e elaborar planos de ordenamento dos mesmos, realizar seminários e redigir um plano de acção e a respectiva candidatura à UNESCO.

O trabalho a desenvolver contempla também a promoção conjunta dos espaços protegidos, a criação de quatro “rotas turístico-naturais”, planos de sensibilização e formação e a criação conjunta de uma marca de qualidade destes espaços e dos produtos existentes.

De acordo com informação divulgada pela autarquia de Bragança, “as reservas de Biosfera são declaradas pela UNESCO através do programa Man and Biosphere (O Homem e a Biosfera) e são territórios cujo objectivo é conciliar a conservação, o património natural e o desenvolvimento sustentável socioeconómico da população”.

Os promotores garantem que esta classificação “não acrescenta restrições” a quem vive nestas áreas e que os maiores benefícios são “o intercâmbio e acções comuns, assim como a projecção da região com uma marca de qualidade”.
© Público
 

duero

Nimbostratus
Registo
23 Dez 2009
Mensagens
1,038
Local
valladolid
Hola, no sabía en que topic colocar esto, así que lo dejó aquí.

Me han dejado un CD amateur de cazadores de mi valle donde aparecen varias especies animales en la naturaleza:

Corzos, osos, lobos (cazado), jabalí, ciervo (veado), gato montés, rebeco (camurza), y los perros (caes) de los cazadores. Mas los cazadores cazaran jabalí y lobo, los otros animales dejaran en paz.

El video es amateur, mas tiene buena imagen (excepto algunos minutos), y es de una hora aproximadamente.

Mas no se como colocar aquí pues nunca subí un vídeo en internet.

Mas para los amantes de la naturaleza es de dejar agua en la boca:):):)
 

DMigueis

Cumulus
Registo
22 Jun 2011
Mensagens
138
Local
Figueira da Foz/Aveiro
© Câmara Municipal de Bragança


Acho fantástico mas está muita coisa por clarificar. Será que a UNESCO vai aceitar a inclusão do Rio Sabor no projeto com a barragem a avançar a toda a velocidade ou é mais uma que devia parar de imediato.

E os 8.000 hectares de carvalhal contínuo da Serra de Nogueira não entram no projeto:huh:

Uma reserva com uma área de 1.768.284 hectares:surprise::surprise:
Como é que se vai gerir esta enorme reserva?

E como se vão gerir tão diferentes vontades? Por exemplo na questão do lobo e do veado será que na Sierra de la Culebra se vai continuar a permitir a sua caça?


Em todo caso é um projeto que parece muito interessante.

O veado tanto se caça na Sierra de la Culebra como em Montesinho. Apenas em quantidades diferentes. Portanto é lógico que se continue a caçar. No entanto é preciso que as regras de caça sejam também elas transfronteiriças, bem como as quotas. Agora implementar esta ideologia transfronteiriça no que diz respeito à caça, não vai ser fácil...No entanto, era o que já se devia fazer há muito tempo, em toda a área transfronteiriça entre Portugal e Espanha.
 

DMigueis

Cumulus
Registo
22 Jun 2011
Mensagens
138
Local
Figueira da Foz/Aveiro
Quanto à caça deve continuar na minha opinião, é uma forma de gerir a população de veados e trazer receitas para a região, a actividade cinegética move bastante gente e bastante dinheiro, e em Espanha ainda mais.

Concordo. No entanto é preciso ver qual o destino dessas verbas. Poderiam por exemplo servir para pagar parte dos prejuízos de lobo, ou para subsidiar medidas de protecção para as culturas contra a acção do veado/corço/javali.
 

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
A candidatura deve avançar no mês de Março.

Notícia e vídeo de promoção:
http://www.cm-braganca.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=38506&noticiaId=49410&pastaNoticiasReqId=44435


http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=608374682510329&id=203931629617852



Aqui também podem ver muitas e lindas imagens da zona de Salamanca e da Faia Brava
http://rewildingeurope.photoshelter.com/gallery/Western-Iberia/G0000RfFgpgLwodI/


[ame="http://videos.sapo.pt/9PeMguqR4Z5oBe1YUjC9"]http://videos.sapo.pt/9PeMguqR4Z5oBe1YUjC9[/ame]
 

Thomar

Cumulonimbus
Registo
19 Dez 2007
Mensagens
2,455
Local
Cabanas - Palmela (75m)
A UNESCO decide hoje em París sobre a classificão ou não da Reserva de Biosfera Transfronteriza Meseta Ibérica

Foi Aprovada!

UNESCO declara Reserva de Biosfera zona transfronteiriça junto a Bragança

Com esta decisão será criada “a maior reserva da Europa”, que abrangerá um território com uma área equivalente à região norte de Portugal.

A UNESCO aprovou esta terça-feira a candidatura transfronteiriça de Bragança, Zamora e Salamanca a Reserva da Biosfera, que passa a integrar a rede mundial de sítios classificados pelo organismo internacional.

Uma comitiva da UNESCO visitou recentemente o Nordeste Transmontano e eram grandes as perspectivas de aprovação da candidatura transfronteiriça. Segundo Margarida Rodrigues, coordenadora do Agrupamento de Cooperação Territorial - ZASNET, que preparou e apresentou a candidatura, uma reserva da biosfera “é um conceito de apoio ao desenvolvimento sustentável, através da conservação da natureza, da investigação e do apoio logístico”.

“É uma marca de qualidade da Unesco para promover o espaço e uma ferramenta de desenvolvimento do território”, explicou à Renascença Margarida Rodrigues, acrescentando que este selo de qualidade “não trará qualquer restrição para as populações”.

Já Miguel Clusenev-godt, do Departamento de Ciências Ecológicas e da Terra, um organismo da UNESCO sediado em Paris, salienta que se trata de colocar no território transfronteiriço uma marca de qualidade e de excelência. “Com esta marca haverá desenvolvimento sustentável a unir todo uma região transfronteiriça em torno de maneio de território e da conservação da natureza”, realça.

Um selo de qualidade
Com esta decisão será criada “a maior Reserva Transfronteiriça da Europa”, que abrangerá um território com uma área equivalente à região norte de Portugal.

Nas regiões de Bragança, em Portugal, e de Salamanca e Zamora, em Espanha, concentram-se várias áreas protegidas portuguesas e espanholas como os parques naturais de Montesinho, do Douro Internacional, de Sanábria e das Arribas do Douro, alguns território inseridos na Rede Natura, como a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, Romeu, Sierra de la Culebra, Lagunas de Villafafila e Rio Sabor/Rio Maçãs.

O estatuto de Reserva da Biosfera é uma espécie de “selo de qualidade” atribuído pela UNESCO a territórios pelo uso e preservação da biodiversidade. Caso seja aprovada, esta será a 8ª Reserva da Biosfera em Portugal e a segunda em território transfronteiriço.
Fonte: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=189952

The Meseta Iberica biosphere reserve (Spain/Portugal) encompasses the provinces of Salamanca and Zamora in Spain and Terra Quente and Fria in Portugal. It covers an area of 1,132,606 hectares. Altitudes in the area vary from 100 m to 2,000 m above sea level. The area contains many flagship species, some of which have been the subject of conservation projects, such as the black stork (Ciconia nigra), Egyptian vulture (Neophron pernocpterus), Bonelli’s eagle (Aquila fasciata), Eurasian eagle-owl (Bubo bubo), European otter (Lutra lutra), and Iberian wolf (Canis lupus signatus). Over 300,000 people live in this site, which also features built heritage dating back to Roman times and the Middle Ages.

Fonte: http://www.unesco.org/new/en/media-...d_network_of_biosphere_reserves/#.VXcqYc9Viis
 
  • Gosto
Reactions: StormRic e belem

james

Cumulonimbus
Registo
16 Set 2011
Mensagens
4,541
Local
Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
Mas mais importante ainda que essa classificação era que os autarcas e as pessoas desses locais interiorizassem mesmo a importancia da biodiversidade e não fossem entusiastas de barragens a qualquer preço , por exemplo .

Enquanto isso não ocorrer , esse titulo sera meramente simbólico .
 
  • Gosto
Reactions: Thomar