Clima "sui genris" do oeste e extremadura

Tópico em 'Climatologia' iniciado por stormy 9 Mar 2010 às 23:00.

  1. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Daniel Vilão

    Daniel Vilão
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    22 Mar 2007
    Mensagens:
    6,976
    Local:
    Ribafria-Alenquer / Moscavide / Degracia
    Olá, joaao.

    Estamos muito satisfeitos com a tua presença aqui no fórum, de um local tão privilegiado a nível climático.

    É uma mais-valia termos a tua estação como referência desse local tão favorável a fenómenos de inversões térmicas.

    De qualquer forma, não posso deixar de referir que esse RS que a estação traz é insuficiente. Se pretendes ter dados a longo prazo e com o máximo de fiabilidade devias construir de raiz um abrigo ou então comprar um, para protegeres o teu termo-higrómetro da radiação solar directa e difusa - essa protecção de origem é insuficiente - e também para o protegeres da chuva e do gelo que se forme sobre ele e que deturpará os valores de temperatura e humidade e colocará em causa a integridade do sensor a médio prazo.

    De resto, apenas resta adverter para que o mastro onde o pluviómetro se encontra instalado não oscile, para que não registe precipitação errónea causada pelas oscilações do suporte. Tudo o resto são coisas que parecem estar bastante bem, por enquanto.

    Agradecemos aqui a tua presença e apreciamos os teus registos. ;)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. joaao

    joaao
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    19 Mar 2010
    Mensagens:
    5
    Local:
    Lisboa
    Olá Daniel,

    Obrigado pelas tuas sugestões.
     
  4. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    hoje, joaão, passei ai na bemposta ao vir da louriceira para lisboa.
    vi a tua estação da estrada, está no vale, a uns 250m do rio, e parece-me muito bem instalada:)
    eu e o Daniel temos estado a seguir os teus dados no WU desde janeiro, e notamos que as temperaturas maximas apresentam desvios positivos face ao que seria de esperar, tendo em conta que a tua estação é uma WH180, que tem um RS fraco, é aconselhavel colocares algo que evite a entrada de luz para o sensor....talvez devas mudar APENAS o RS para um local mais sombio mas IGUALMENTE EXPOSTO ou colocar pratos de plastico extra, mas plastico grosso:)
    de resto parece-me que esta tudo optimo, a parte do mastro que era melhor fixa-lo melhor não vá o vento abana-lo e estragar dados de precipitação e vento, e do termo-higro que devias proteger mais da radiação melhorando o RS ou colocando-o á sombra mantendo-o num local ventilado:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    mas, joaao, tenta proteger mas não isoles o sensor, é como digo, tens de proteger da radiação mas não tapes o sensor...mantem as aberturas do RS original e mantem a circulação do ar ;)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. joaao

    joaao
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    19 Mar 2010
    Mensagens:
    5
    Local:
    Lisboa
    ok
    obrigado pelas sugestões
     
  7. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,921
    Local:
    Sintra
    Caro Stormy

    Existe até inclusive uma floresta húmida de lauráceas ( perto do Castelo dos Mouros, Sintra), com muita influência macaronésica ( penso que devido à altitude e à exposição que tem em relação a certos ventos, insolações, etc...).
    Algumas espécies, só não sei, se foram introduzidas ou não, mas outras pelo menos, sei que não.
    De qualquer forma, as que poderiam ser introduzidas, são nativas em certas partes do país ( ainda que só em ilhas!).
    Eventualmente, durante um período de Wurm ( numa fase mais quente, como dentro do período Terciário) teríamos ali uma formação florestal algo semelhante ( eventualmente até com algumas espécies idênticas), em relação ao que podemos encontrar lá hoje.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página