Como fotografar Raios

Tópico em 'Técnica e Equipamentos' iniciado por Vince 20 Mai 2007 às 15:36.

  1. 3R4ZOR

    3R4ZOR
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Fev 2012
    Mensagens:
    19
    Local:
    Odivelas
  2. Trovão Almada

    Trovão Almada
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    17 Mai 2011
    Mensagens:
    136
    Local:
    Almada / Algoz
    boas malta a minha maquina e uma sony cibershot dsc-w120 mas nao sei como a configurar.para tirar fotos a raios.se alguem puder ajudar,agradeço.
     
  3. Teles

    Teles
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    7 Dez 2007
    Mensagens:
    2,210
    Local:
    Rio Maior
    Lamento informar mas com essa maquina só mesmo e mesmo assim tenho algumas duvidas é colocares a filmar e depois sacares algum frame onde esteja o raio;)
     
  4. I_Pereira

    I_Pereira
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    21 Abr 2007
    Mensagens:
    117
    Local:
    Aveiro
    As minhas 1ªs fotos de trovoada foram com uma Sony Cybershot P100 (ou a P200, não me lembro com qual das 2 é que me estreei), e ainda tirei bastantes. Se essa tiver modo manual (M) e a trovoada for nocturna não é assim tão dificil quanto isso. Basta 1 tripé ou a máquina bem assente, alguns segundos de exposição (se não me engano essa sony deve dar 30segs no máximo) e ir ajustando o tempo conforme a proximidade da trovoada. Por exemplo um relâmpago com a trovoada muito próxima e 30segs de exposição é provável que a foto fique com o relâmpago estoiradoem vez de bem definido ;)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    19,278
    Local:
    Açores
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  6. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    13,783
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    A velocidade só afecta a luz ambiente, não a do raio pois este dura apenas uma fracção de segundo. Ter obturador aberto durante mais tempo do que essa fracção de segundo de nada serve, pelo contrário, só estraga o registo do raio porque lhe sobrepõe o registo da luz ambiente que pode, se a exposição fôr muito longa, obliterar completamente a imagem do raio. A abertura, número f/, e o ISO são os únicos parâmetros reguláveis na câmara que afectam o registo do raio. Número f/ pequeno, grande abertura do diafragma da lente, para raios longe e pouco brilhantes, f/4 p.ex.; f/ grande para raios próximos e/ou intensos, f/11 p.ex. ISO 100 ou menor em geral é suficiente; ISO 200 ou 400 se os raios estiverem muito longe ou toldados pela chuva, neblina, nebulosidade em frente. Só se recorre a ISO grande, >100, depois de se ter esgotado a possibilidade de abrir mais o diafragma da lente, isto é, de se ter o menor número f/ que a lente permite.
     
    windchill, Thomar, Garcia e 1 outra pessoa gostaram disto.
  7. Rachie

    Rachie
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Ago 2012
    Mensagens:
    736
    Local:
    Venda do Pinheiro / Alfragide
    Devias organizar um workshop de fotografia pra malta eheheheh
    Comprei um voucher para um Workshop mas ainda não activei. A ver se trato disso :)
     
    Garcia gostou disto.
  8. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    5,916
    Local:
    Loures
    Esta é uma verdade que muita gente desconhece. Ter um longo tempo de exposição aumenta as probabilidades de captar um raio, é verdade, mas tal como dizes, a sobreposição do meio ambiente* irá enfraquecer imenso, senão anular mesmo, o registo do raio.

    *Quem não ainda entendeu a coisa, pense assim: a cada segundo que passa é tirada uma foto. Se tiverem uma exposição de 30 segundos, terão 30 fotos, em que apenas contém o raio. Agora pensem que o resultado final será uma montagem de todas as 30 fotos. Resultado? Algo muito ténue ou mesmo imperceptível.
     
    windchill e StormRic gostaram disto.
  9. StormyAlentejo

    StormyAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2014
    Mensagens:
    293
    Local:
    Beja/Lisboa
    A melhor forma de apanhar os raios é aumentando o tempo de exposição, mas como já foi aqui referido, aumentar o tempo de exposição em ambientes luminosos (como de dia) vai queimar por completo a foto.
    Outra dica para fotografar raios de dia é meter a máquina a filmar e no vídeo final ir retirar a frame onde está o raio. É claro que a qualidade é inferior, mas com edição tudo se resolve.
    Outra técnica é colocar filtros de densidade. Esta ainda não experimentei porque faltam as trovoadas... Gostava de experimentar esta em concreto porque queria ver até que ponto o filtro consegue deixar passar a luz do raio.

    Neste exemplo recorri à técnica do vídeo!
    https://500px.com/photo/84855231/lightning-on-horizon-by-josé-ramos?from=user_library
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Thomar, Garcia e StormRic gostaram disto.
  10. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    13,783
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    O efeito dos filtros é idêntido ao da abertura. Equivalem a poder fechar a abertura para além do maior número f/ que a lente permite. Logo vão afectar por igual a luz ambiente e a do raio e não resolvem o problema.

    No entanto penso que será interessante utilizar um filtro ND grad hard ou soft, mas invertido. Este filtro divide a cena horizontalmente diminuindo a luminosidade de uma metade, com valores de por exemplo 3 stops. É normalmente usado para diminuir o brilho do céu e permitir registar melhor uma paisagem. Mas se o invertermos poderemos diminuir a luz de iluminação artificial do horizonte para baixo, mantendo a luminosidade do céu nocturno. Claro que só será eficaz se a composição da cena tiver toda a iluminação abaixo do horizonte. Mas o problema subsiste se a atmosfera tiver neblina, chuva, nuvens baixas, que reflectem a luz artificial e acabam por mascarar a luz própria dos raios.

    Ficou boa essa frame de video. :thumbsup:
     
    windchill, StormyAlentejo e Garcia gostaram disto.
  11. StormyAlentejo

    StormyAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2014
    Mensagens:
    293
    Local:
    Beja/Lisboa
    A questão dos filtros é apenas para aumentar um pouco o tempo de exposição, de forma a aumentar as probabilidades de apanhar um raio.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    13,783
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Mas o raio ficará mais escuro. Repito que o efeito de um filtro é idêntico ao de aumentar o f/, a não ser que seja um ND grad.
     
  13. StormyAlentejo

    StormyAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2014
    Mensagens:
    293
    Local:
    Beja/Lisboa
    Mas com uns toques de edição talvez se consiga algo! :P
    Eu também estou a especular porque nunca tentei tal coisa!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    13,783
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    O que eu quero essencialmente dizer é que não vale a pena usar um filtro antes de se esgotar a capacidade da câmara de fechar o diafragma da lente. Ora, a maior parte das lentes permite pelo menos chegar a f/22 por exemplo e com esta abertura já não há raio que se veja, a não ser que caia a poucas centenas de metros. Logo, colocar um filtro e depois usá-lo com um f/8 por exemplo era a mesma coisa que não pôr filtro algum e simplesmente mudar a abertura para f/11 ou maior.
    Há uma única possível vantagem, que reside no efeito de uma abertura do diafragma muito pequena (grande número f/) produzir uma maior difracção no feixe de raios que entra na câmara para impressionar o sensor ou o filme num único ponto. A difracção faz com que os raios periféricos do feixe são desviados, o que vai produzir uma imagem desfocada do que deveria ser um ponto único de convergência de todos os raios. Também é conhecido o efeito em estrela dos pontos muito luminosos fotografados. Esse efeito que aparece por exemplo nas imagens fotográficas dos lâmpadas de iluminação pública, é uma falsa imagem e tanto mais acentuada quanto menor fôr a abertura, quanto maior fôr o número f/. Esse efeito indesejado pode aparecer num raio esbatendo os seus contornos se se usar um f/ muito grande, mas até f/11 é normalmente imperceptível e além de f/11 com ISO 100 já é uma luminosidade muito fraca para apanhar raios que não sejam muito próximos.

    Sobre a difracção e a forma como limita o f/ estes artigos são bastante completos:

    http://www.earthboundlight.com/phototips/diffraction-small-apertures.html

    http://www.cameraneon.com/tecnicas/difracao/
     
    Garcia e StormyAlentejo gostaram disto.
  15. Paelagius

    Paelagius
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Set 2013
    Mensagens:
    1,521
    Local:
    Porto
    Acabo de experimentar um vidro para máscara de soldadura em vez de um filtro de densidade neutra. As imagens surgem ligeiramente desfocadas porque sem querer mexi na objectiva enquanto fixava o vidro com elásticos.

    Original (ISO100 F5.6 30''):
    [​IMG]

    Pós-processamento (apenas) do equilíbrio de brancos:
    [​IMG]
     
    #30 Paelagius, 21 Mar 2016 às 16:32
    Última edição: 21 Mar 2016 às 16:39
    CptRena e Ruipedroo gostaram disto.

Partilhar esta Página