Consumo de energia dispara com temperaturas elevadas

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Consumo de energia dispara com temperaturas elevadas
O calor dos últimos dias fez disparar o consumo de energia: na segunda feira gastaram-se mais de 6500 megawatts ao meio-dia e hoje deverá ultrapassar os sete mil, mais 40 por cento do que no mesmo dia de 2009

De acordo com os dados da Rede Eléctrica Nacional (REN), o pico de consumo na segunda feira registou-se por volta do meio dia, altura em que os portugueses consumiram mais de 6.500 megawatts.

Hoje, às dez da manhã os quadros da REN já registavam valores muito próximos dos seis mil megawatts e as estimativas apontam para um pico à hora de almoço que deverá atingir os sete mil.

Comparando com o mesmo dia da semana do ano passado, os valores máximos a 7 de Julho do ano passado ficaram-se pelos cinco mil megawatts.

Em declarações à Lusa, fonte do gabinete de imprensa da EDP explicou que o aumento das temperaturas e consequente aumento de consumo não afecta os consumidores.

«O pico de carga no inverno chega a atingir os nove mil megawatts e agora estamos nos sete mil. Os portugueses estão mais habituados a ligar o aquecedor do que o ar condicionado», explicou a responsável do gabinete de comunicação, garantindo que todo o sistema está preparado para este aumento.

Durante o dia de segunda-feira, a EDP registou avarias pontuais e a única situação excepcional prendeu-se com um incêndio no concelho de Sertã que levou a que se desligasse uma linha a pedido dos bombeiros.

De acordo com o Centro de Previsão do Instituto de Meteorologia (IM), o estado do tempo em Portugal Continental está a ser influenciado por uma corrente de leste que transporta uma massa de ar quente e seco do Norte de África e do interior de Espanha.

Até quarta-feira, prevê-se que a temperatura do ar se mantenha acima dos valores normais, continuando a registar-se valores da ordem dos 40.º C no Alentejo, Ribatejo, Estremadura, Beira Baixa e Alto Minho.

Contudo, a partir de quarta-feira, prevê-se um aumento gradual das condições de instabilidade nas regiões Centro e Sul que se generalizarão a todo o território nos dias 7 e 8, com probabilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoadas.

A partir de sexta-feira, a acção de uma depressão centrada junto à costa de Marrocos vai estender-se para norte até ao território do Continente, originará numa diminuição bastante significativa dos valores da temperatura, refere o IM no site oficial.

Lusa / SOL
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,723
Local
Olhão (24 m)
«O pico de carga no inverno chega a atingir os nove mil megawatts e agora estamos nos sete mil. Os portugueses estão mais habituados a ligar o aquecedor do que o ar condicionado», explicou a responsável do gabinete de comunicação, garantindo que todo o sistema está preparado para este aumento.

A diferença está, que a maioria dos portugueses têm mais sistemas de aquecimento, seja aquecedores, termoventiladores e que consomem cerca de 1000 a 2000 watts, enquanto no Verão a maioria utiliza ventoinhas que tem um consumo de 40 a 60 watts, a maioria dos lares portugueses não têm ar condicionado, porque o elevado custo de energia que têm, ainda são um electrodoméstico de luxo para muitas pessoas.
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
Quem está de férias é quem está bem :assobio:
Mas já começo sábado e vou apanhar todo o mês de Agosto