Descoberto um exoplaneta com características únicas

rbsmr

Nimbostratus
Registo
6 Ago 2007
Mensagens
594
Local
Cabeça Gorda, Torres Vedras (140m)
Em Dezembro de 2008, três estudantes da Universidade de Leiden, nos Países Baixos, descobrem o primeiro exoplaneta a orbitar uma estrela quente e de rotação rápida. Meta de Hoon, Remco van der Burg e Francis Vuijsje estavam a testar um método de investigação da flutuação da luz por acção da gravidade, inserido na Optical Gravitational Lensing Experiment (OGLE),quando verificaram que a cada dois dias e meio a luminosidade de uma estrela decrescia na ordem dos 1% a 2%. Ao planeta foi atribuído o nome de OGLE2-TR-L9b possuindo uma massa cinco vezes superior à de Júpiter. A estrela à volta da qual orbita o planeta é 1000 a 7000ºC mais quente que o nosso Sol.

Texto integral em inglês em http://www.astronomy.com/asy/default.aspx?c=a&id=7711
 

Teles

Cumulonimbus
Registo
7 Dez 2007
Mensagens
2,210
Local
Rio Maior
Aproveitando o tema de exoplaneta deixo aqui esta informação.
Novas observações do telescópio especial Spitzer da NASA sugerem que os satélites como a Lua, formados a partir de fortes colisões, são pouco comuns no Universo, presentes de 5 a 10 por cento dos sistemas planetários
 

abrantes

Cumulus
Registo
4 Jan 2008
Mensagens
237
Local
Rio de Janeiro
Menor exoplaneta já descoberto é coberto por lava
Agência FAPESP
04/02/2009
Menor exoplaneta já descoberto é coberto por lava
Ilustração artística do exoplaneta Exo-7b orbitando próximo à sua estrela.[Imagem: CNES]

Planeta de lava

010130090204-exo-7b.jpg


O satélite Corot descobriu o menor planeta rochoso até hoje observado além do Sistema Solar. Seu tamanho é pouco menos de duas vezes o da Terra e ele orbita uma estrela parecida com o Sol. A temperatura no exoplaneta é tão alta que ele pode estar coberto por lava.

Já foram descobertos cerca de 330 exoplanetas, mas a maioria é de gigantes gasosos com características semelhantes às de Júpiter ou Netuno. O planeta agora descoberto, denominado Corot-Exo-7b, também lembra a Terra na duração de sua órbita, de 20 horas.

Clima quente

Por estar próximo à sua estrela, o planeta tem temperatura superficial entre 1.000ºC e 2.000ºC. Ele foi detectado à medida que transitou pela estrela, diminuindo o brilho dessa quando passou em frente - em relação à observação.

Os cientistas responsáveis pela descoberta estão investigando a densidade do Corot-Exo-7b, que pode ter rochas "frias", como a Terra, ou ser coberto por lava líquida. Pode também pertencer a uma classe de planetas formados por água e rocha em partes iguais.

"Encontrar um planeta tão pequeno não foi uma completa surpresa. O Corot-Exo-7b pertence a uma classe de objetos cuja existência foi prevista há algum tempo. O próprio Corot foi projetado exatamente com a esperança de descobrir tais objetos", disse Daniel Rouan, do Laboratório de Estudos Espaciais e de Instrumentação em Astrofísica do Observatório de Paris, um dos autores da descoberta.

Exoplanetas semelhantes à Terra

Poucos exoplanetas descobertos têm massa comparável à da Terra ou a de outros planetas rochosos do Sistema Solar, como Vênus, Marte e Mercúrio. O motivo é que planetas "terrestres" são muito difíceis de ser detectados.

A maioria dos métodos usados são indiretos e sensíveis às massas dos objetos, mas o Corot permite a medição direta do tamanho das superfícies. Além disso, por estar no espaço, o satélite possibilita períodos longos e ininterruptos de observação.

Participação brasileira

"A descoberta [do Corot-Exo-7b] representa um passo muito importante para ampliação do conhecimento da formação e da evolução de nosso planeta. Temos agora que entender melhor esse objeto para poder contextualizá-lo e continuar nossa busca por planetas menores e mais parecidos com a Terra", disse Malcolm Fridlund, da Agência Espacial Europeia.

O projeto Corot tem participação da Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha e Brasil, cuja inclusão foi definida pela assinatura de um acordo entre a Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Centro Nacional de Estudos Espaciais da França (Cnes). O satélite foi lançado em dezembro de 2006.

Fonte:
http://www.inovacaotecnologica.com....descoberto-e-coberto-por-lava&id=010130090204