Evento Depressionário 17 Out 2015 - Chuva e Ventos Fortes - Análise IPMA

lserpa

Cumulonimbus
Registo
29 Dez 2013
Mensagens
3,449
Local
Horta, Matriz, (90m)
VENTO EXCECIONALMENTE FORTE ATINGE O LITORAL CENTRO NO DIA 17 DE OUTUBRO DE 2015: ANÁLISE PRELIMINAR

2015-10-21 (IPMA)

Uma depressão localizada na região atlântica a leste dos Açores, compreendida entre Portugal continental e o arquipélago da Madeira, isolada da corrente geral de oeste, tem afetado, alternadamente, o estado do tempo naquele arquipélago e no Continente desde o dia 15.
No dia 17, aquela depressão aproximou-se da região sudoeste de Portugal continental, em fase de cavamento, deslocando-se ao longo da costa ocidental portuguesa no sentido sul- norte. Às 13 horas locais, a depressão centrou-se a 50 km a oeste do Cabo Carvoeiro com um valor de pressão de cerca de 988 hPa (Figura 1)

Durante este percurso da depressão, as condições meteorológicas no território foram afetadas muito significativamente em especial na variação da pressão atmosférica, no aumento da intensidade do vento e da precipitação.
Na estação meteorológica de Lisboa/Gago Coutinho a pressão desceu 7 hPa entre as 4 e as 11 horas locais do dia 17 (Figura 2).

Valores de rajadas superiores a 90 km/h ocorreram em vários locais do litoral e nas terras altas, registando-se os valores mais elevados do vento médio e da rajada no litoral oeste a sul do cabo Mondego, em especial entre o Cabo Carvoeiro e o Cabo Raso. Nesta região do litoral, os valores do vento médio e das rajadas foram excecionalmente elevados, requerendo, por isso, uma análise mais cuidada.

De acordo com uma validação provisória da intensidade do vento, no período entre as 8 e as 15 horas locais, naquela região, atingiram-se valores excecionalmente elevados do vento médio, entre 70 a 90 km/h, e rajadas de 140 km/h. Valores mais elevados de vento médio e de rajada foram registados na estação do IPMA do Cabo da Roca, onde a rajada máxima atingiu o valor 169 km/h às 11:30 horas de 17 de outubro.

Valores elevados da precipitação foram registados em vários locais do território, em especial na região Centro e no Alto Alentejo, onde os valores horários da precipitação foram superiores 20mm em alguns locais, nomeadamente em Elvas (24 mm) e Proença-a-Nova (23 mm) no dia 17 e em Coimbra (26 mm) no dia 18.

A precipitação acumulada em 24 horas, foi também muito elevada, Figura 3a e 3b. Os valores mais elevados da precipitação acumulada em 24 registaram-se nas Penhas Douradas, com 83mm, e no Fundão, com 64mm, (entre as 13 horas do dia 17 e as 13 horas do dia 18) e em Elvas, com 77 mm, entre as 11 horas do dia 17 e as 17 horas do dia 18.

No dia 18 a depressão deslocou-se oeste, registando-se, a partir deste dia data uma diminuição significativa da intensidade do vento, assim como subida dos valores da pressão atmosférica.


http://www.ipma.pt/pt/media/noticia...ia/noticias/textos/tempo-severo-18102015.html
 
Editado por um moderador: