Floresta amazónica continua a encolher...

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
com a maluqueira da corrente do golfo poderam formar-se florestas no sahara:confused:.
nao vejam tudo por um mau prisma ja hexistem tecnologias q ja estao a melhorar a qualidade do ar em algumas cidades:thumbsup::D.
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,159
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
com a maluqueira da corrente do golfo poderam formar-se florestas no sahara:confused:.
nao vejam tudo por um mau prisma ja hexistem tecnologias q ja estao a melhorar a qualidade do ar em algumas cidades:thumbsup::D.

Dizem que sim, que alguns oasis se estão regenerando e expandindo, podendo numa questão de séculos poder dar origem a algo que dificilmente hoje em dia conseguimos imaginar, mas que sabemos por estar escrito nas escritas mais antigas da história, paisagens verdejantes com florestas! Ex: Babilónia, onde é hoje o Iraque, e todo o vale do nilo e do eufrates..

Mas dizem que tem a ver com a inclinação da Terra, que permite a reposição dos lençois de água, como se subisse por essa razão o nível freático.. O que eu por muito que raciocine, não consigo explicar! Pois se não tiver a ver directamente com alterações climáticas, não encontro outra explicação científica. Para mim, se é indiferente para onde a Terra se incline, pois o peso é uma força, um vector com um escalar que é a massa e uma direcção que aponta para o centro de massa do planeta (não quiz dizer centro geométrico, propositadamente, pois não têm de coincidir).

Já o mantimento da qualidade do ar nas cidades, me parece a mim, um esforço colossal, quase utópico. O que há a fazer é apostar nas energias limpas, antes que tenhamos de voltar à era do Carvão assim que se "esgotem" as principais reservas de petróleo.

Também o valor limite de 350 ppm de CO2 a partir do qual a natureza perde a capacidade de regeneração a favor da acumulação de CO2, não me parece que deva ser aceite assim como que uma constante universal, para sempre. Pelo contrário, talvez as condições iniciais que levaram ao cálculo deste valor já tenham mudado, dado haver menos floresta, os oceanos estarem mais ácidos e talvez com menor capacidade de absorção!
Digo-o isto tudo de forma humilde, pois embora não quero por em causa o trabalho de milhares de cientistas que assim calcularam este valor! Mas parece-me lógico que se calculassem hoje este valor limite, provavelmente seria inferior no momento presente.

Não duvido da capacidade de regeneração do planeta, mas a uma escala de tempo que desconhecemos e que pode colocar em causa o nosso bem estar e das gerações vindouras.