Instabilidade 3-7 Julho 2016

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
6,030
Local
Loures
Boas noites!

Na terça-feira passada, comentava eu com o @SpiderVV que ontem, se Portugal não ganhasse, pelo menos que tivéssemos trovoada, e felizmente tivemos direito às duas coisas! :D

Vou colocar aqui algumas das fotos que seleccionei entre as mais de 1200 que tirei para tentar que nenhum raio me escapasse, mas ainda assim falhei alguns, inclusivé o melhor deles todos, que mesmo por cima de mim parece ter ficado durante 2 segundos a piscar com uma luz branca bastante intensa, magnificamente lindo.

O magnífico aparato eléctrico que se verificou nos céus a Leste de Lisboa era proveniente de uma célula que se formou a Sul de Setúbal e que se foi deslocando para NNW, aproximando-se assim da AML.


iXpwEZU.jpg


sz9DrCl.jpg


K3vxCCt.jpg


9k2RlNK.jpg


twfObnI.jpg


4sfYBbv.jpg


SB3h6fd.jpg


Daqui a pouco coloco mais 7 :)
 
  • Gosto
Reactions: rafathunderstorm

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,280
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
Chuva e granizo inundam edifícios e afetam vinha


Cerca de uma dezena de lojas, casas e até o edifício da Câmara Municipal e da igreja matriz de Sabrosa ficaram esta quinta-feira inundados depois da chuva intensa, acompanhada de granizo, que começou a cair às 17 horas.

"Nunca vi nada assim. Foi uma hora e meia de chuva e granizo sempre a cair. Não conseguimos fazer nada para evitar as inundações", afirmou Eduardo Matos, proprietário de uma papelaria na rua Direita, onde várias lojas ficaram inundadas.

A área agrícola da zona norte do concelho, constituída sobretudo por vinhas, também ficou afetada, mas ainda não foi feito um balanço dos estragos.

O presidente da Câmara Municipal de Sabrosa, José Marques, afirmou que os serviços municipais e os bombeiros estão no terreno a retirar a água dos edifícios e a proceder à limpeza das ruas.

"Na vila de Sabrosa, houve inundações em vários edifícios, levantamento de pisos, queda de muros e agora ficou um rasto de lama. A área agrícola também foi bastante afetada, sobretudo na zona norte do concelho", acrescentou.

Segundo o autarca, "caiu uma carga de água muito anormal, juntamente com granizo, como não há memória no concelho". Os comerciantes afirmam que ainda é prematuro fazer uma avaliação dos estragos nas lojas que chegaram a ter "cerca de 60 centímetros de água" no seu interior.

Também no concelho vizinho de Alijó, mais propriamente em Cabeda, na freguesia de Vilar de Maçada, as propriedades agrícolas foram "fortemente afetadas". António Júlio Fernandes, da Junta de Freguesia, acredita que "há zonas onde as perdas devem rondar os 100%".

"Uma grande parte das vinhas está destruída. Nunca vi nada assim. Só ficaram os paus", lamentou. Tal como em Sabrosa, a chuva caiu intensamente durante "mais de uma hora", acompanhada de "muito vento e granizo".



ng7252032.jpg


ng7252034.jpg


ng7252036.jpg


ng7252040.jpg


http://www.jn.pt/local/noticias/vil...ificios-e-afeta-vinha-em-sabrosa-5272126.html
 
  • Gosto
Reactions: Mr. Neves

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,280
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
  • Gosto
Reactions: jonas e Mr. Neves

qwerl

Nimbostratus
Registo
6 Abr 2015
Mensagens
892
Local
Canelas(100m)
Previsão do GFS (run das 6h)
12-779SP.GIF


Realidade

por160707190013.jpg


Quer-me parecer que o GFS falhou redondamente neste evento, previu aguaceiros no litoral norte entre terça e quarta e nem um pingo caiu, e hoje este falhanço total outra vez, em contrapartida o ECM esteve mais próximo da realidade, ao prever o término da precipitação por quase todo o país a partir das 20h.

Quanto aos próximos dias, parece que não vamos ter mais atividade convectiva, tempo quente principalmente no interior Centro e Sul, onde as temperaturas poderão ultrapassar os 35º ou mesmo chegar aos 40º em alguns locais, litoral Norte mais fresco com temperaturas a rondar os 20/25º e o litoral Centro e Sul com temperaturas a rondar os 25/30º, com o regresso da nortada aos locais habituais, ou seja, situação típica do nosso verão.
 
  • Gosto
Reactions: Mr. Neves

Davidmpb

Cumulonimbus
Registo
7 Jul 2014
Mensagens
4,383
Local
Portalegre( 600m)/ Fundão
Técnicos avaliam hoje estragos nas vinhas do Douro após chuva e granizo

Lusa08 Jul, 2016, 10:35 | Economia


Os técnicos da Direção Regional de Agricultura do Norte fazem hoje a avaliação dos estragos provocados nas vinhas pela trovoada, com chuva forte e granizo, que afetou na quinta-feira Sabrosa e Alijó, na região do Douro.



Cerca de uma hora de chuva torrencial, acompanhada de granizo, provocou estragos em vinhas inseridas na Região Demarcada do Douro e de produção de vinho do Porto. O mau tempo afetou com mais intensidade algumas aldeias dos concelhos de Sabrosa e de Alijó, no distrito de Vila Real.

Fonte da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN) disse que os técnicos se deslocam esta manhã ao terreno para fazerem para uma avaliação dos estragos e produzirem um relatório que será enviado ao Ministério da Agricultura.

Em Souto Maior, Sabrosa, o viticultor Sérgio Gonçalves encontrou a sua vinha "completamente destruída" ao final da tarde de quinta-feira.

"Tenho meio hectare e este era o primeiro ano de produção que ia entregar na adega e perdeu-se tudo. Estava a trabalhar na barragem do Tua e lá não aconteceu nada disto", afirmou o pequeno produtor à agência Lusa.

Foi quase uma hora de chuva intensa, acompanhada de granizo, que "esfarraparam as folhas das videiras, quebraram as varas e deitaram os cachos das uvas ao chão".

"Agora é tratar as videiras para o ano darem alguma coisa. Cicatrizarem para o próximo ano. Tenho seguro. Mas é chato andarmos a trabalhar para chegarmos e vermos tudo destruído, lamentou.

Mais ao lado, em Cabeda, já no concelho de Alijó, António Júlio Fernandes, elemento da junta de Freguesia de Vilar de Maçada, salientou que o granizo "destruiu 100% de algumas vinhas".

Uma situação que disse ser "muito preocupante" porque a produção de vinho é a principal fonte de rendimento para muitas famílias desta aldeia.

Numa primeira avaliação, António Júlio Fernandes contabilizou cerca de "400 hectares de vinha afetada" nesta zona mas, para além disso, salientou que a chuva intensa afetou ainda caminhos e muros.

A Estação de Avisos do Douro, integrada na DRAPÊ, lançou na quarta-feira uma circular em que, para minimizar os prejuízos provocados pela queda de granizo, aconselha os produtores à "imediata realização de um tratamento anti-míldio e anti-oídio, adicionando à calda um adubo foliar com elevada percentagem de cálcio".

"O tratamento será tanto mais eficaz quanto mais rapidamente for efetuado", refere o aviso.

Ainda no distrito de Vila Real, o granizo afetou castanheiros e hortas (batatas e hortaliças) em Curros e Cabanas, no concelho de Valpaços.

"Foi terrível, só ficaram mesmo os paus dos castanheiros. Afetou tudo em geral. Foi castanheiros, foi hortas, a zona onde caiu a pedra destruiu tudo, cortou tudo", afirmou à Lusa António Costa, presidente da Junta de Carrazedo de Montenegro.

O autarca referiu que o mau tempo "atingiu uma área de cerca de 12 quilómetros" destas aldeias.

"Não sei como as pessoas dali vão sobreviver sem a colheita da castanha. É que estão mesmo dependentes só da castanha", lamentou.

Em Vila Grande, concelho de Boticas, 15 minutos foram suficientes para estragar alguns hectares de fenos já secos.
http://www.rtp.pt/noticias/economia...-vinhas-do-douro-apos-chuva-e-granizo_n932279
 
  • Gosto
Reactions: Mr. Neves

Joaopaulo

Cumulonimbus
Registo
28 Dez 2013
Mensagens
4,541
Local
Rechousa - VNGaia (174m)
Boas,

Manhã fresca , mínima de 15ºC acompanhado de nevoeiro bastante denso. Chegou a acumular 0,3mm . Ao final da manhã o nevoeiro ficou apenas junto da costa, acabando depois por desaparecer.

Neste momento céu limpo, estão 22,1ºC com 64% de HR, vento moderado de NNW.

Foto que tirei ontem para ESE, célula que se desenvolveu na zona de Castro Daire, onde é possível ver um overshooting top :