Licenciatura em Geografia

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
Boas Malta. Tenho umas dúvidas...Se me licenciar em Geografia, o que posso depois fazer no futuro com climatologia ?

Obrigado desde já :thumbsup:

A Geografia é uma área muito importante para a Meteorologia e/ou Climatologia...mas, no meu entendimento, a Física e a Matemática são suportes fundamentais.
 

AndréFrade

Cumulonimbus
Registo
6 Jun 2009
Mensagens
4,623
Local
Lisboa (70m) / Montijo (10m)
A Geografia é uma área muito importante para a Meteorologia e/ou Climatologia...mas, no meu entendimento, a Física e a Matemática são suportes fundamentais.

Mas neste caso na Geografia, tenho a disciplina de Climatologia. E a dúvida é se realmente no futuro posso ter algo relacionado com isso.. :)
 

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
Mas neste caso na Geografia, tenho a disciplina de Climatologia. E a dúvida é se realmente no futuro posso ter algo relacionado com isso.. :)

Penso ter dado a minha opinião...não concebo Meteorologistas ou Climatologistas sem formação em Matemática e Física, desconheço as diciplinas curriculares da actual Licenciatura em Geografia e de que Universidade ou Escola Superior se trata...:)
 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,374
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Mas neste caso na Geografia, tenho a disciplina de Climatologia. E a dúvida é se realmente no futuro posso ter algo relacionado com isso.. :)

Boas, sinceramente a licenciatura em Geografia não dá grandes bases em termos de Climatologia, embora tenhas a cadeira obrigatória de Climatologia e varias opcionais,digo isto por experiência própria, pois neste momento estou a concluir a licenciatura, e lá onde estudo(IGOT) a licenciatura funciona assim.Todavia, o melhor é seguir para um mestrado ou mesmo doutoramento na vertente Geografia Fisica.:thumbsup:
 

AndréFrade

Cumulonimbus
Registo
6 Jun 2009
Mensagens
4,623
Local
Lisboa (70m) / Montijo (10m)
Boas, sinceramente a licenciatura em Geografia não dá grandes bases em termos de Climatologia, embora tenhas a cadeira obrigatória de Climatologia e varias opcionais,digo isto por experiência própria, pois neste momento estou a concluir a licenciatura, e lá onde estudo(IGOT) a licenciatura funciona assim.Todavia, o melhor é seguir para um mestrado ou mesmo doutoramento na vertente Geografia Fisica.:thumbsup:

:thumbsup:

Nesse Instituto, como é em médias para entrar ?
 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,374
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
:thumbsup:

Nesse Instituto, como é em médias para entrar ?

A média é bastante baixa, deve andar na ordem dos 10/11, é uma questão de pesquisares,pois não tenho a certeza. ;)

Penso ter dado a minha opinião...não concebo Meteorologistas ou Climatologistas sem formação em Matemática e Física,
Totalmente de acordo.
 

geoair.pt

Cumulus
Registo
10 Jan 2010
Mensagens
260
Local
Lourinhã
Boas
Tendo sido aluno FLUL do curso de geografia, posso dizer-vos, 'que no meu tempo' fiz cadeiras de geografia física. climatologia geral e climatologia regional.
Não sei se ainda se mantêm os programas das cadeiras, mas há que ter em conta que são/eram cadeiras de um curso de geografia, logo o enfoque principal não será os fundamentos matemáticos (e físicos e químicos) inerentes aos fenómenos meteorológicos, que julgo serem tratados em cursos de meteorologia, mas, principalmente, as distribuições espaciais dos fenómenos e as suas implicações na gestão, ordenamento e planeamento do território.
Cumps

EDIT: aconselho a quem tiver dúvidas neste âmbito, que consulte a página do IGOT e que consulte a informação lá disponível, como por exemplo PROJECTO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E PEDAGÓGICO, os cursos, planos de estudo e conteúdos programáticos das diferentes cadeiras
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Boas, sinceramente a licenciatura em Geografia não dá grandes bases em termos de Climatologia, embora tenhas a cadeira obrigatória de Climatologia e varias opcionais,digo isto por experiência própria, pois neste momento estou a concluir a licenciatura, e lá onde estudo(IGOT) a licenciatura funciona assim.Todavia, o melhor é seguir para um mestrado ou mesmo doutoramento na vertente Geografia Fisica.:thumbsup:

As cadeiras de climatologia, introdução á geografia fisica ou geografia fisica de Portugal são cadeiras muito generalistas que não teem enfoque na intrepetação/compreensão dos fenomenos do ponto de vista matemático ou fisico mas sim de um ponto de vista mais simplista.

Depois no 2º ano já tens disciplinas de detecção remota, hidroclimatologia, geografia fisica do quaternario, que sim, teem boas bases de fisica e algumas bases da quimica muito orientadas aos fenomenos fisico/quimicos que ocorrem na molecula de agua.
Quanto á matematica, há bases boas de estatistica e algumas de algebra e funções lineares.

A Geografia fisica apesar de ser uma area não tanto focalizada nas tarefas de previsão do tempo ou fisica atmosférica, requer conhecimentos de ambos para depois desenvolver a sua tarefa, que basicamente tem a ver com a determinação distribuição espacial dos fenomenos climaticos ou atmosfericos, a sua compreensão/diagnóstico e as suas reprecussões na Antroposfera e nos restantes sistemas globais.
O pessoal de MOG muitas vezes trabalha em conjunto connosco essencialemente na criação de modelação computacional para o estudo ou previsão dos fenómenos.

Eu estudo no IGOT, estou no 2º ano, e é um curso interessante essencialemnte por ser menos monotono do que MOG ( que é demasiado virado para a computação e fisica em vez do trabalho de campo ou pratico).

Estive alias em MOG durante um ano e desisti..

Mas realço que muitos dos conhecimentos adquiridos em MOG servem para geografia fisica, assim como alguns conheçimentos que adquiri no secundario na area de ciencias.
Acho que as pessoas que saem de humanidades para Geografia na maioria veem muito mal preparadas para a vertente fisica...dai eu ser um adepto de que o curso seja separado na vertente fisicae humana desde o inicio.
 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,374
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
As cadeiras de climatologia, introdução á geografia fisica ou geografia fisica de Portugal são cadeiras muito generalistas que não teem enfoque na intrepetação/compreensão dos fenomenos do ponto de vista matemático ou fisico mas sim de um ponto de vista mais simplista.

Depois no 2º ano já tens disciplinas de detecção remota, hidroclimatologia, geografia fisica do quaternario, que sim, teem boas bases de fisica e algumas bases da quimica muito orientadas aos fenomenos fisico/quimicos que ocorrem na molecula de agua.
Quanto á matematica, há bases boas de estatistica e algumas de algebra e funções lineares.

A Geografia fisica apesar de ser uma area não tanto focalizada nas tarefas de previsão do tempo ou fisica atmosférica, requer conhecimentos de ambos para depois desenvolver a sua tarefa, que basicamente tem a ver com a determinação distribuição espacial dos fenomenos climaticos ou atmosfericos, a sua compreensão/diagnóstico e as suas reprecussões na Antroposfera e nos restantes sistemas globais.
O pessoal de MOG muitas vezes trabalha em conjunto connosco essencialemente na criação de modelação computacional para o estudo ou previsão dos fenómenos.

Eu estudo no IGOT, estou no 2º ano, e é um curso interessante essencialemnte por ser menos monotono do que MOG ( que é demasiado virado para a computação e fisica em vez do trabalho de campo ou pratico).

Estive alias em MOG durante um ano e desisti..

Mas realço que muitos dos conhecimentos adquiridos em MOG servem para geografia fisica, assim como alguns conheçimentos que adquiri no secundario na area de ciencias.
Acho que as pessoas que saem de humanidades para Geografia na maioria veem muito mal preparadas para a vertente fisica...dai eu ser um adepto de que o curso seja separado na vertente fisicae humana desde o inicio.

Não fazia a mínima ideia que estudavas lá.Sim,tens razão, de facto no 2ºano já existem cadeiras obrigatórias/opcionais com boas bases de fisica, assim como no 3ºano, como por exemplo duas cadeiras opcionais de seminário na vertente Geografia física, Detecção Remota Aplicada a Climatologia / Riscos e Recursos Climáticos. Concordo contigo, o curso está mal estruturado, também sou da mesma opinião que as áreas da Geografia fisica, humana e SIG(sistemas de informação Geografica) deviam ser separadas logo do inicio, isso seria excelente, mas pronto é o que temos.Em termos de trabalho de campo,até acho que devia haver mais,pois é no terreno que se aprende muito coisa.:thumbsup: