Maior eficiência energética

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,171
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Olá a todos!

Cá vai a minha visão, um pouco exagerada, para podermos descontrair um pouco! :)

Energia solar: Acho bem, eficiência baixa mas energia limpa, esquecendo o CO2 gasto na produção desta tecnologia. Para que a energia solar tivesse algum peso no consumo energético total, o que deveria ser feito era o seguinte:
O estado criava um fundo para apoiar uma empresa a concurso, esta gerava muito emprego, produzia painéis solares a grande escala, reduzindo-se por isso o custo unitário dos painéis solares, e vendia-se muita energia! Agora vem o exagero: a minha idéia era não digo substituir os telhados, mas com que o espaço do telhado fosse destinado a explorar energia. Funcionavamos como uma rede, colheriamos beneficios economicos e ambientais, seriamos peritos também na produção/montagem de paineis solares, bom emprego e exportações, e por fim os impostos baixavam. É só eficiência!!! :)

Energia eólica: Boa eficiência, mas não acho muito estético.. Castelo Branco tem dezenas e dezenas de geradores eólicos nas montanhas à volta.

Energia das marés e das ondas: Porque não se investe mais? Temos tanta costa.. É pena que seja um investimento submerso em água, que não se vê, senão os governos apoiavam muito mais.

Energia nuclear: Elevada eficiência, mas raramente se contabilizam os custos em termos de CO2 na sua construção e no seu desmantelamento. E depois há a questão dos resíduos, que servem para vender ajundando os países ditos de 3º mundo.

Energia proveniente de combustíveis fósseis: Carvão, há quem diga que é daquelas em que o investimento inicial em CO2 é o menor.

Abraço
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,293
Local
Caneças (300m) / Várzea da Serra (900m)
Energia das marés e das ondas: Porque não se investe mais? Temos tanta costa.. É pena que seja um investimento submerso em água, que não se vê, senão os governos apoiavam muito mais.

Hey Paulo!:)

A energia das marés e das ondas é algo que ainda está muito no inicio e ainda tem muitos custos. Daí o investimento ainda ser reduzido. Neste tipo de energia tens os equipamentos off-shore, que se tornam caros porque se têm de construir tubos submarinos capazes de trazer a energia produzida para terra; e os on-shore que apesar de serem mais baratos que os primeiros, estão mais expostos à erosão, tornam-se um impacto visual e um alvo de contestação por parte dos pescadores que não os veem com bons olhos.

Portanto, e para evitar esses conflitos, há que escolher locais que:
- Não tenham actividade pescatória elevada;
- Não se localizem em parques naturais ou zonas protegidas;
- Nem em praias com grande afluência balnear;
- Nem em zonas muito escarposas e em forte erosão.

Pronto, já estás a ver a dificuldade que é instalar este tipo de equipamentos.:disgust:
De qualquer maneira, têm-se também feito bons progressos nesta área, até porque este tipo de equipamentos são de pequenas dimensões, causando assim impactos ambientais reduzidos.:thumbsup:

PS: Em relação aos paineis solares, já li algures que se todos os telhados das nossas casas fossem cobertos por paineis solares, teriamos energia electrica para dar e para vender :hehe:
Isto porque em dias de sol a energia produzida seria tanta que teriamos de exporta-la em grande escala, que depois a importariamos em dias de céu encoberto, ou nos dias pequenos de inverno. Há noite teriamos sempre a eólica e a hidrica a fazer o seu trabalho!:hehe:
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Das ondas uma das tecnologias em que se deposita mais confiança é no sistema escocês Pelamis, cuja primeira instalação a sério sem ser protótipo está precisamente a ser feita em Portugal, o parque de ondas da Aguçadoura na Póvoa de Varzim

pelamisfx3.gif



http://en.wikipedia.org/wiki/Pelamis_wave_energy_converter
https://www.furnacecompare.com/energy-efficiency/pelamis.html
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
A maior eficiecia energética passa por todos nós, e no ESTADO ao construir os novos edificios. Isto é em critica da famosa sede da caixa geral de depósitos, que é uma aberração relativa ao consumo energético:disgust:.
Há que mudar as mentalidades, e mais informação (divulgação em orgãos de informação de como poupar energia)!
 

Loraz

Cirrus
Registo
2 Set 2012
Mensagens
2
Local
Tuscany
Wrong!
Cada vez mais recorrerás à energia eléctrica, no entanto, cada vez mais há a tendência a fazeres a mesma coisa por menos energia! Por exemplo, é verdade que a taxa de frigorificos aumenta com o aumentar do numero de casas, (à parte, sabiam que Portugal é o país da Europa com mais casas por habitante? temos quase tantas casas como habitantes). No entanto, também é verdade que o seu consumo de energia é menor, ou seja a sua eficiência enegética é melhor. Parte tudo do senso de cada um! Não é de estranhar que sejam os casais mais novos com maior preocupação na utilização eficiente da energia. É que mesmo aqueles que não se preocupam com o ambiente, dão muito valor ao seu bolso, a verdade é que se nota ao final do mês uns euritos a mais que ao final do ano dão para mais umas regalias no verão.

Experimenta isto:
http://www.servicos.edp.pt/download/flash/Simulador.html#home

Podes fazer a simulação de electrodomésticos em tua casa! Está brutal!
Vais ver que se puseres a máquina de lavar roupa\loiça a trabalhar à noite gastas 7 vezes menos que se trabalhar durante o dia. Verás o quanto ganhas por usar lampadas económicas (aqui no quarto substitui as antigas 2 lampadas de 25W por 2lampadas de 7W. Ou seja, passei de 50W para 14W). E não precisei deixar de respitar para que o meu simples viver evite lançar CO2 desnecessariamente.:thumbsup:

São coisas simples, que só dão a ganhar:)

E quanto à energia solar, como a estudo, tenho a obrigação de dizer que parques pannelli solari como o da Amareleja são hoje um autêntico disparate. Basta compararem o investimento nele feito com a potência a partir dele gerado!
Energia solar sim, mas para consumos domésticos, não para ser incrementado à rede de distribuição nacional. Não hoje. Daqui a uns 10 anos, quanto conseguirmos ampliar a sua potência, aí direi sim a centrais fotovoltaicas. Por agora concordo com os paneis solares em casas individuais.


PS: Estamos neste momento a consumir em Portugal 6250MW de energia electrica. Este numero poderia estar a baixo dos 6000MW se todas as lampadas fossem económicas. E abaixo dos 4500MW se os electrodomésticos fossem todos de categoria A+. E claro, e a juntar a isto tudo, se fossem desligadas as televisões que estão a falar para as paredes, assim como tudo o que está ligado sem ser preciso, quase gastariamos metade do que realmente estamos a consumir.
Ou seja, a produzir metade do CO2 que estamos agora a produzir.
E a isso sim, chama-se eficiencia energética!:thumbsup:

Vou tentar usar fotovoltaico e esperança poderia obter resultados corretos