Monitorização do Clima de Portugal 2017

Tópico em 'Climatologia' iniciado por Snifa 1 Jan 2017 às 07:49.

  1. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,929
    Local:
    Oeiras / Portel
    Eu acho que faz sentido, quanta maior a duração do evento mais perigoso este se torna. Podemos questionar é se o facto de estarem previstos 5 dias consecutivos com temperaturas que justificam pelo menos aviso amarelo não justificaria um agravamento do mesmo.
    Eu acho que, no que diz respeito ao critério de emissão de avisos de temperatura, o que é discutível é a consideração de apenas o valor extremo de cada dia e nada mais. Para mim é uma situação mais perigosa um dia com máxima de 43ºC e mínima de 30ºC do que uma máxima de 45ºC com mínima de 20ºC. O mesmo se aplica aos avisos para frio, um dia com inversão térmica com -5/15ºC justifica muito menos um aviso do que um dia de chuva com 0/2ºC.
    Mas para o português médio, o aviso essencial passa pela informação da previsão, toda a gente tem noção do que significam 45ºC, não é necessário "pintá-los" com alguma cor. A maior parte do público não tem noção do que significam 50mm em 6 horas, mas tem perfeita noção do que significa a temperatura prevista.
     
  2. Toby

    Toby
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Mar 2011
    Mensagens:
    552
    Local:
    Alcobaca (160 m)
    Bom dia à todos,

    Sou 100% de acordo, esquece-se demasiado frequentemente que o IPMA - MF - IRM etc.… dirige-se primeiro à população sem nenhumas noções técnico de climatologia. As suas preocupações está simplesmente: a praia, a rega, os churrascos…

    PS: Se IPMA-MF-IRM for técnico: METEOPT/INFOCLIMAT/METEOCIEL não existiria ;)
     
    joselamego gostou disto.
  3. joralentejano

    joralentejano
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Set 2015
    Mensagens:
    5,214
    Local:
    Arronches, Portalegre (272m)
    Uns com 44ºC e outros nem aos 19ºC chegam, para mais tarde recordar:
    [​IMG]
    Se o vento estivesse de leste, esta onda de calor seria ainda pior, mesmo nas zonas do interior:
    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #153 joralentejano, 13 Jul 2017 às 16:00
    Última edição: 13 Jul 2017 às 16:05
    jonas e guisilva5000 gostaram disto.
  4. Davidmpb

    Davidmpb
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    7 Jul 2014
    Mensagens:
    3,081
    Local:
    Portalegre( 600m)/ Fundão
    Grande diferença entre o litoral e interior.... interior a " ferver" e o litoral fresco locais com 19ºc e outros com 44ºc, mundos completamente diferentes.
    Já parece por vezes o inverno, o interior a "bater o dente" e no litoral estarem temperaturas amenas.
     
    guisilva5000 gostou disto.
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,572
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Contribuindo para a diversidade de opiniões :D

    O aviso vermelho serve para eventos extremos. Será que é prudente condicionar os avisos relativos a eventos extremos apenas e só tendo em conta a duração do mesmo? E é preciso muito tempo para que alguém morra de hipotermia ou de golpe de calor?

    [​IMG]

    [​IMG]

    Avisos para máximas podem coexistir com avisos para mínimos. A máxima de 43º é menos perigosa porque a mínima é de 20º? Quem está levando com os 43º às 15h dificilmente concordará :D Neste caso acho que o IPMA desconsiderou (também) o vermelho devido à pouca abrangência (teórica) das temperaturas acima dos 43/44º. Ainda assim, acho que os espanhóis foram muito mais realistas e competentes nas suas funções.

    Sou repetitivo. Os avisos atuais estão excessivamente condicionados e alguns mediante critérios um bocado absurdos. Tomemos o exemplo das trovoadas. Quanto avisos laranjas e vermelhos houve para trovoada no continente nos últimos 5 anos? Pessoalmente vejo eventos de trovoada brutais no continente que facilmente seriam aviso laranja (frequentes e concentradas) e nunca vi passar do aviso amarelo (frequentes e dispersas). E quantas vezes nem há aviso de todo para trovoadas?

    E que tal abolir os avisos coloridos para trovoadas mantendo-se apenas a notificação para a sua existência? Até porque nas ilhas raramente há eventos com atividade elétrica significativa. Qual é a diferença entre um aviso laranja e vermelho em termos de trovoada? O que é o 'muito concentrado' e 'muito frequente'?

    Claro que há muitos avisos para fins burocráticos (até parece que algum dia verei um aviso vermelho para temperatura mínima nos Açores :lol:) mas boa parte deles - especialmente os mais utilizados - têm divisões arbitrárias e como consequência tornam-se operacionalmente insignificantes.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #155 Orion, 13 Jul 2017 às 16:50
    Última edição: 13 Jul 2017 às 17:02
    guisilva5000, criz0r e Davidmpb gostaram disto.
  6. criz0r

    criz0r
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Abr 2008
    Mensagens:
    4,237
    Local:
    C.Piedade/Belver/Porto
    @Orion concordo em absoluto contigo nesta matéria.

    Penso que deve haver uma profunda análise, sobre o processo de atribuição dos avisos Meteorológicos.
    Face ao cenário que o próprio IPMA traçou, aquando do incêndio de Pedrógão Grande em que todos temos de nos habituar ás mudanças climáticas na Peninsula Ibérica, cada vez mais este avisos se irão tornam obsoletos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    guisilva5000 gostou disto.
  7. SpiderVV

    SpiderVV
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2010
    Mensagens:
    6,892
    Local:
    Portalegre / Lisboa
    IPMA: http://www.ipma.pt/pt/otempo/comunicados/index.jsp
    Link arquivo para a posteridade: http://archive.is/xSZbL
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    4,490
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    Valor brutal, será o segundo valor mais alto alguma vez registado?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Tiagolco

    Tiagolco
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Jul 2015
    Mensagens:
    5,266
    Local:
    Carnaxide, Oeiras/ Sta Mta de Penaguião, Vila Real
    Estações (IPMA) com temperatura máxima igual ou superior a 43,0ºC, no dia de ontem:

    Estremoz: 43,0ºC
    Mértola, Vale Formoso: 43,3ºC
    Alcoutim, Martim Longo: 43,6ºC
    Évora: 44,1ºC
    Alvalade: 44,5ºC
    Beja: 44,6ºC
    Portel, Oriola: 45,4ºC
    Castro Verde, N. Corvo: 45,6ºC
    Elvas: 45,8ºC
    Reguengos, S. P. do Corval: 45,8ºC
    Amareleja: 46,2ºC
     
    #159 Tiagolco, 14 Jul 2017 às 11:21
    Última edição: 14 Jul 2017 às 11:33
    joselamego, guisilva5000 e Thomar gostaram disto.
  10. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    4,490
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    C. Branco igualou o anterior recorde de máxima absoluta (de 1 de Agosto de 2003) igual a 41,6ºC

    Portalegre: 40,5ºC (Anterior 40,4ºC em Julho)

    Acredito que mais uma meia dúzia de estações deve ter novo recorde.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,836
    Local:
    Porto
    A Andaluzia ontem tambem teve estacoes acima dos 46 graus, alias acredito que alguns locais poderao ter atingido os 47 graus. Surpreendente foi a temperatura em Granada, acima dos 45 graus, tendo em conta a altitude! Como terao estado os termometros nos vales ou no deserto de Almeria?

    Nao tenho formacao cientifica em meteorologia, sou apenas curioso, mas reparei numa coisa nos modelos. Uma massa de ar anormalmente quente ultrapassou a barreira enorme que e a cordilheira do Atlas e estabeleceu-se no Noroeste de Marrocos e no Sul da Peninsula! Normalmente a Noroeste do Atlas as massas de ar sao mais frescas que a que estao para o interior e sul da Cordilheira, ja em pleno deserto. Portanto estaremos perante um fenomemo raro ou uma alteracao climatica que veio para ficar? As medias da nova normal climatologica 1981-2010 no interior de Espanha sao em alguns casos impressionantes, com maximas medias a rondar os 37 graus em Julho e medias anuais acima dos 19 graus!

    A Peninsula, o Magrebe e o Atlantico em frente a estas duas regioes estao mais quentes desde 1980... atencao porque na Grecia e em Italia nao se tem assistido ao mesmo padrao de alteracoes climaticas, portanto ha uma alteracao localizada no padrao climatico no sudoeste europeu e Magrebe, aumento das temperaturas, reducao da precipitacao e longos periodos secos seguidos de chuvas torrencias.
     
    guisilva5000 e Thomar gostaram disto.
  12. J.S.

    J.S.
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Nov 2005
    Mensagens:
    391
    Local:
    Middelburg, Holanda
    47,3 em Montoro, novo record de Espanha!
    46,9 em Cordoba

    Hoje 46,3 em Montoro. Que calor!
     
    belem, guisilva5000 e jonas_87 gostaram disto.
  13. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,572
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Anomalia semanal:

    [​IMG]

    Anomalia mensal:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    algarvio1980 e guisilva5000 gostaram disto.
  14. Davidmpb

    Davidmpb
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    7 Jul 2014
    Mensagens:
    3,081
    Local:
    Portalegre( 600m)/ Fundão
  15. criz0r

    criz0r
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Abr 2008
    Mensagens:
    4,237
    Local:
    C.Piedade/Belver/Porto
    80% do território em Seca severa a extrema.
    E ainda há quem se queixe da morrinha ou do tempo fresco. Enfim.

    Os 71,4% do mês passado em seca moderada, passaram para os 72,3% em seca severa.
    Espero que o Outono chegue na altura certa, porque se for como o ano passado isto não vai ficar nada bom.

    Boletim do mês de Maio:

    http://www.ipma.pt/resources.www/do...FtWLhz/cli_20170501_20170531_pcl_mm_co_pt.pdf
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página