Mulheres têm menor responsabilidade nas alterações climáticas

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Mulheres têm menor responsabilidade nas alterações climáticas
As mulheres são mais afetadas pelas alterações climáticas, para as quais contribuem em menor grau do que os homens, e também têm sobre elas preocupações maiores, conclui um estudo do Instituto Europeu para a Igualdade de Género.

As principais conclusões do estudo - cuja versão final ainda está em elaboração - foram apresentadas a jornalistas de vários Estados-Membros da União Europeia (UE), numa reunião realizada esta semana, em Copenhaga, capital da Dinamarca, país que assegura a presidência da UE e que pediu ao Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE, na sigla em inglês) para estudar a combinação género-ambiente.

"A dimensão de género nas mudanças climáticas tem estado, até agora, relativamente ausente dos debates e iniciativas políticas da União Europeia", reconhece o documento distribuído com as principais conclusões do estudo.

Katja Rosenbohm, diretora de comunicação da Agência Ambiental Europeia (AEE), que, a convite do EIGE, apresentou as principais conclusões do estudo aos jornalistas em Copenhaga, reconheceu que a associação entre mulheres e ambiente "ainda não é um assunto" na UE, "até porque a política ambiental da UE é apresentada como 'gender neutral' (sem género) ", justificou.

Também Ilze Burkevica, do departamento de estatística do EIGE, referiu o caráter "inédito" do estudo, que, entre outras coisas, salienta que mulheres e homens têm vulnerabilidades diferentes face às alterações climáticas, citando como exemplo o maior número de mortes do sexo feminino em situações meteorológicas extremas.

Simultaneamente, dadas as disparidades económicas entre mulheres e homens, elas têm mais dificuldade em aderir a ferramentas mais amigas do ambiente, como sistemas de eficiência energética e energias renováveis.

Outra das conclusões do estudo é que as mulheres contribuem menos para a emissão de gases com efeito de estufa, o que é explicado pelo EIGE com o seu menor poder económico e de consumo, mas também com padrões de comportamento diferentes.

Atualmente, as mulheres utilizam mais os transportes públicos e consomem menos carne, estão mais informadas sobre saúde, aderem mais a ações de defesa do ambiente e estão mais disponíveis para mudar de estilo de vida, fazendo viagens mais ambientalmente sustentáveis ou prescindindo de carro próprio, enumera o EIGE.

Por exemplo, em Portugal, os homens têm quase o triplo de viaturas das mulheres (mais dados em http://www.eige.europa.eu/content/document/gender-equality-and-climate-change-main-findings).

O estudo avalia também o envolvimento ativo das mulheres nos processos de decisão ambiental, mostrando que, nos setores de energia e transportes, responsáveis pela maioria das emissões de gases de estufa no espaço da UE, as mulheres raramente têm cargos de responsabilidade e decisão.

"Estas diferenças de género têm de ser tidas em conta quando se desenvolve políticas, medidas e instrumentos relacionados com as alterações climáticas", sustenta o estudo.

Com Lusa

No comments...
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,167
Local
Oeiras / VN Poiares
Mulheres têm menor responsabilidade nas alterações climáticas


No comments...

Uma das coisas mais estúpidas que li na vida.

E andamos a sustentar estas agências com os nossos impostos?

Partindo do princípio que existem alterações climáticos antropogénicas, o que não é uma certeza, o que interessa se as mulheres comem menos carne, andam mais de transportes públicos e que são mais vulneráveis ao frio?
 

nelson972

Cumulus
Registo
22 Abr 2010
Mensagens
355
Local
Mira de Aire
E andamos a sustentar estas agências com os nossos impostos?

Sim, agências, institutos, etc. que produzem estatísticas ultimamente inúteis.
O pior é que quando pegam em estudos como este para legislar .

os homens têm quase o triplo de viaturas das mulheres

Qualquer dia, hum, estão a taxar os automóveis em 3x se o comprador for homem :D
 

Z13

Cumulonimbus
Registo
20 Set 2006
Mensagens
3,027
Local
Bragança - 690m
U(...) o que interessa se as mulheres comem menos carne, andam mais de transportes públicos e que são mais vulneráveis ao frio?

Estou aqui a vislumbrar mais conclusões... desde a chegada do FMI, os portugueses também comem menos carne, andam mais de transportes públicos e são mais vulneráveis ao frio (menos aquecimento!)... logo, também temos menos contributo para as Alterações Climáticas! :winner:


Também há quem diga que estamos todos a ficar mulheres...:confused:
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,167
Local
Oeiras / VN Poiares
MarioBarros, Davidsf, Nelson972,MSantos, Z13 e Amando96 podem colocar Nivea no cotovelo e massajar que isso passa! :lol:

De facto estou cheio de dores de cotovelo. De um grupo de indivíduos, que está no Parlamento Europeu, pagos por todos nós, cuja incumbência é redigir relatórios destes, sem interesse nenhum, e sem qualquer rigor científico.

Só me espanta que tu, como mulher, não te choques com as baboseiras que estão ali escritas, que poderiam vir da boca de qualquer macho rebarbado, tão cheio de preconceitos estereótipados que está, sendo que muitos deles vêm sido desmentidos pela realidade, onde as mulheres cada vez mais se assumem, felizmente, em total igualdade com os homens, no mundo civilizado. Se ficas feliz porque as mulheres contribuem menos para as alterações climáticos porque comem menos carne (são muito frágeis, só comem coisas leves) ou porque usam mais os transporte públicos (não conduzem), como fez essa tal comissão patética da União Europeia, se calhar era melhor propores que as mulheres voltem à sua condição de fadas do lar, porque em casa não contribuem em quase nada para as alterações climáticas.
 

Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,189
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
gostava de saber onde estão os meus dois carros,

NÃO FUI EU...penso eu de que!:D:rolleyes:


Realmente gostava de saber o que andam estes senhores "estudiosos" a fazer? Tanto estudo e o óbvio é...:facepalm::maluco:
- É natural que sejam os homens os mais poluidores!
Porque normalmente são os homens os detentores das famigeradas vacas que tanto METANO emanam para a atmosfera.
São os homens os detentores dos carros mais elitistas, mais gastadores naturalmente.
São normalmente os homens que aceleram mais os seus carros...
São normalmente os homens que atiram o lixo pelas janelas dos carros...
São normalmente os homens que abatem as árvores...
São normalmente os homens que...enchem o bandulho com a "inestética" carne dos (coitados) animais.
Bolas! São normalmente os homens que...

Mil e uma razões e mais ainda. :calor:

ESTAS "BESTAS" QUE ESTÃO NO PARLAMENTO EUROPEU\INSTITUIÇÕES EUROPEIAS SÃO MESMO BESTAS. ARRE! NÃO HÁ PACHORRA PARA ESTES GAJOS...

Tanto assunto mais importante a debater e saem-se com estas tiradas infelizes.
Não é assim que se resolvem os verdadeiros problemas que nos afligem (homens\mulheres). Que deixem de brincar aos cientistas e investigadores.


Se querem um tema mais certeiro porque não trocar o estudo da combinação
género-ambiente pela alimentação-ambiente? Tipo "Que influência tem o tipo de alimentação na qualidade do ar ambiente?". Sempre poderiam testar os efeitos ambientais da comida típica de cada país. certamente não ganharíamos neste campeonato devido ao nosso feijão, mas seria certamente um bom motivo para participarmos em patuscadas em nome da ciência...:p
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
Mas a culpa da existência do Homem não é a Mulher? :assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio:
 

Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,189
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
Mas a culpa da existência do Homem não é a Mulher? :assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio::assobio:

Ah, isso é a história do ovo e da galinha...ou então como foi Criado Adão e só depois a Eva.:p:D