Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Abril 2014

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,278
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
O IPMA para amanhã está bastante optimista, instabilidade "generalizada" segundo a previsão:

Previsão para 4ª feira, 9.abril.2014

INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA

Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste,
tornando-se gradualmente do quadrante sul nas regiões Centro e Sul,
soprando por vezes moderado (20 a 35 km/h) no barlavento algarvio
e nas terras altas.
Pequena subida da temperatura mínima.
Pequena subida da temperatura máxima nas regiões Norte e
Centro e pequena descida na região Sul.

GRANDE LISBOA:
Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste.
Pequena subida da temperatura mínima.

GRANDE PORTO:
Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste.
Pequena subida de temperatura.

ESTADO DO MAR
Costa Ocidental: Ondas de noroeste com 1,5 a 2,5 metros.
Temperatura da água do mar: 14/15ºC
Costa Sul: Ondas de sueste com 1 a 1,5 metros.
Temperatura da água do mar: 15/16ºC

METEOROLOGISTAS: Ângela Lourenço
INFORMAÇÃO DO INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA

Atualizado a 8 de abril de 2014 às 5:53 UTC

http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.descritiva/

Vamos ver o que nos reserva a habitual "lotaria" neste tipo de situações, e como evolui ( ou não) a possível convecção :thumbsup:
 

james

Cumulonimbus
Registo
16 Set 2011
Mensagens
4,541
Local
Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
O IPMA para amanhã está bastante optimista, instabilidade "generalizada" segundo a previsão:

Previsão para 4ª feira, 9.abril.2014

INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA

Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste,
tornando-se gradualmente do quadrante sul nas regiões Centro e Sul,
soprando por vezes moderado (20 a 35 km/h) no barlavento algarvio
e nas terras altas.
Pequena subida da temperatura mínima.
Pequena subida da temperatura máxima nas regiões Norte e
Centro e pequena descida na região Sul.

GRANDE LISBOA:
Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante leste.
Pequena subida da temperatura mínima.

GRANDE PORTO:
Períodos de céu muito nublado.
Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
Vento em geral fraco (inferior a 2

O IPMA , nestas situacoes , costuma ser conservador .

Pensava que eles como de costume fossem para o ' em especial para o interior e zonas montanhosas ' , mas eles continuam a insistir em algo mais generalizado .

Da minha parte espero que eles tenham razao .
 

Lightning

Cumulonimbus
Registo
25 Jul 2008
Mensagens
4,114
Local
Corroios
Lá para a meia-noite, olhando para as imagens de satélite já se deve começar a ter uma ideia do que se poderá realmente passar, se é mais palha do que outra coisa, ou se uma ou outra célula conseguem desenvolver-se nem que seja para fazer meia dúzia de raios, tanto que o GFS nem prevê quase precipitação nenhuma. A que prevê é em quantidades insignificantes e não me importava nada sinceramente de ter umas trovoadas secas... :rolleyes:

A máquina fotográfica já anda a pedi-las há muito. :p
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Boas..

Amanhã há um pouco mais de confiança na ocorrencia de aguaceiros e trovoadas em especial no norte.

Analise/Sinóptica

Em altura uma perturbação/máximo de vorticidade aproxima-se e cruza o NW/Galiza.
Entre este e a dorsal a E, um ramo de fluxo mais intenso estabelece-se entre os 950 e os 300hpa.
Associada á perturbação, um lobo de forçamento dinâmico move-se desde o Litoral SW até ao interior NE durante a tarde e noite para 5a.

Á superfície uma pequena bolsa ciclónica gera-se a oeste, e move-se lentamente para N.
Uma frente quente avança para norte desde o Alentejo até á Galiza, com advecção de humidade nos níveis baixos e médios.

Mais a sul, no Algarve e Alentejo, uma forte dry layer mantem-se nos níveis médios impedindo convecção.

Espera-se assim que á medida que o dia avance haja um gradual arrefecimento dos níveis altos, e aumento do forçamento dinâmico.

A intensificação do fluxo de S nos níveis baixos e médios ( mid/low level jet) deverá arrastar par norte ar quente e húmido, que irá aquecendo e inestabilizando-se durante a tarde, com CAPE que deverá aproximar-se dos 1000-1500J/Kg no 1º Km.
Alem do aquecimento diurno, o transporte de energia para norte, para longe da maior espessura de ar quente nos níveis médios deverá só por si garantir algum CAPE advectivo.

Há no entanto algumas duvidas relativas á real acumulação de energia á superfície devido á presença de nuvens médias/convecção de base alta ( ver a previsão para esta noite).

Ainda assim, parece assegurada uma quantidade decente de energia, e o fluxo de S/SE associado ao low level jet deverá por um lado aumentar a convergência na frente quente, e interagir com o terreno montanhoso sofrendo efeito orográfico.

Portanto alguma convecção deverá ocorrer, em especial a partir da tarde.

Dada a dinamização do fluxo na proximidade da perturbação em altura, algum shear deverá marcar presença ( 10-15m/s de 0-6km shear e uns 20-30kts de DLS).
É possível que o ambiente dinâmico e termodinâmico seja favorável a algumas células localmente mais organizadas, que posteriormente evoluirão em cluster ou até num MCS globular, com risco de granizo severo.

Durante a noite para 5a o arrefecimento nocturno deverá acabar com o CAPE de base á superfície, mas parte da energia acumulada durante o dia deverá migrar em altitude, sendo que também a manutenção de um fluxo de S nos níveis médios deverá igualmente manter um regime de advecção de ar instável algumas centenas de metros acima da superfície.

Assim sendo, e tendo em conta que a sinóptica será favorável á medida que o suporte dinâmico em altura se aproxima, é de esperar que a actividade convectiva se mantenha durante a noite, com células razoavelmente organizadas e de base elevada, capazes de manter um risco marginal de granizo severo.

Portanto coloco um nível amarelo marginal por granizo e em menor grau por possibilidade de incêndios com origem em trovoada seca, para o interior norte.

No resto do território há uma probabilidade baixa de aguaceiros ou trovoada que se poderão originar a partir da inestabilização nos níveis médios do ar Africano...se tal suceder alguma célula de base alta é possível excepto no extremo SE, onde o ar nos níveis médios tem mais influencia saariana e é demasiado seco.


ZHKTC4c.png



Cinzento
- Aguaceiros e possibilidade de trovoada

Amarelo
- Aguaceiros e possibilidade de trovoada
- Granizo/Saraiva
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Fazendo uma leitura pelas cartas meteorológicas disponibilizadas no IPMA, o dia de amanhã apresentar-se-á nublado e com possibilidade de ocorrência de alguma precipitação residual no litoral a sul do Cabo Carvoeiro, na parte da manhã, migrando depois a instabilidade para as regiões do norte e centro, especialmente no interior onde, já mais para o final do dia, haverá maiores probabilidades de instabilidade.

No Centro Meteo está prevista basicamente a mesma situação.