Seguimento América do Norte - 2010

irpsit

Cumulonimbus
Registo
9 Jan 2009
Mensagens
2,322
Local
Inverness, Escocia
Frio brutal igualmente nos EUA. Desde o norte até à Flórida, tudo com temperaturas negativas e alertas de nevões.

Exemplo de hoje: New Orleans, junto ao Golfo do México tem mínima de -3ºC, e prevê-se a continuação de mínimas negativas que nos próximos dias devem chegar aos -7ºC!! Chicago ao final da manhã segue com -12ºC!!

O frio intenso atinge o hemisfério norte por esta altura (China, Europa, EUA) num Inverno que promete ser invulgarmente gelado.

http://www.cnn.com/2010/US/weather/01/04/cold.weather/index.html
 

nimboestrato

Nimbostratus
Registo
8 Jan 2008
Mensagens
1,865
Local
Pedras Rubras-Aeroporto
Frio brutal igualmente nos EUA. Desde o norte até à Flórida, tudo com temperaturas negativas e alertas de nevões.

Exemplo de hoje: New Orleans, junto ao Golfo do México tem mínima de -3ºC, e prevê-se a continuação de mínimas negativas que nos próximos dias devem chegar aos -7ºC!! Chicago ao final da manhã segue com -12ºC!!

O frio intenso atinge o hemisfério norte por esta altura (China, Europa, EUA) num Inverno que promete ser invulgarmente gelado.

Até à Flórida , Houston e New Orleans.
Frio intenso, de rara robustez por estas paragens.
america1.gif
[/URL] [/IMG]
( a linha azul é a dos 0º)

À superfície , com esta intensidade, com esta direcção,
os ventos ajudam a compreender esta invulgaridade.


amrica.gif
[/URL] [/IMG]

De facto, já é quase em todos os cantos do Hemisfério Norte ,que
este Inverno está a ser falado pelas baixas temperaturas...
Veremos no final...Ele ainda está no início...
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Califórnia evacua centenas por alertas fortes tempestades

Centenas de habitantes de áreas arrasadas pelos incêndios do Verão passado receberam ordem de deixar as suas casas no sul da Califórnia, face à previsão de uma poderosa tempestade que ameaça alagar a região e até mesmo causar possíveis aluimentos.

A tempestade, a terceira que atingirá a região desde segunda-feira, pode representar até 255 mm de chuva em algumas zonas montanhosas residenciais desprovidas de vegetação depois dos incêndios florestais do ano passado, o que faz recear deslizamento de terras.

«Estes índices de chuvas podem causar inundações repentinas, com ameaças vitais de desabamento e aluimento de escombros nas áreas incendiadas recentemente», alertou o Serviço Nacional de Meteorologia norte-americana (NWS).

As autoridades emitiram ordens de retirada para 750 casas na área de Los Angeles.

As severas condições climáticas afectaram os voos na região, incluindo dois jactos de passageiros que sofreram o impacto de relâmpagos, mas conseguiram aterrar a salvo no aeroporto de Burbank, subúrbio do norte de Los Angeles.

DD
 

filipept

Cumulus
Registo
11 Out 2006
Mensagens
492
Local
Bico-Amares-Braga
Dr. Jeff Masters' WunderBlog

Strongest winter storm in at least 140 years whallops Southwest U.S

The most powerful low pressure system in 140 years of record keeping swept through the Southwest U.S. yesterday, bringing deadly flooding, tornadoes, hail, hurricane force winds, and blizzard conditions. We expect to get powerful winter storms affecting the Southwest U.S. during strong El Niño events, but yesterday's storm was truly epic in its size and intensity.

...

Para ver aqui a análise: http://www.wunderground.com/blog/JeffMasters/comment.html?entrynum=1418
 

irpsit

Cumulonimbus
Registo
9 Jan 2009
Mensagens
2,322
Local
Inverness, Escocia
O que já é chamado (por Obama) de snowmageddon

Mais de meio metro de neve em muitos locais dos EUA.

Vejam o vídeo com a espantosa acumulação:

Mesmo Nova York e Washington tiveram 25-30cm de acumulação!!

As previsões não são animadoras. No Norte, a neve vai continuar. Mais um nevão a caminho. No Sul, a neve vai chegar até ao Golfo do México, até à linha costeira.
 
Editado por um moderador:

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Nevascas causam transtornos no hemisfério norte

Recorde histórico pode ser estabelecido em Washington e na Filadélfia, duas cidades cobertas de branco

Depois das nevascas históricas do fim de semana – apelidadas de “Snowmageddon” (apocalipse de neve) –, estavam previstas para ontem e hoje na Costa Leste dos Estados Unidos novas tempestades, com a neve atingindo entre 25 e 50 centímetros.

– É bonito de se ver, mas, quando em excesso, atrapalha a vida da gente. No sábado, fiquei meia hora tirando entre 40 e 50 centímetros de neve de cima do meu carro. No outro dia, tirei a neve em volta do carro, para movê-lo do lugar. Perdi umas duas horas – relata o consultor de tecnologia gaúcho Daniel Gralewski, 32 anos, morador de Washington.

A capital americana, aliás, é uma das mais atingidas pelo mau tempo. As repartições do governo federal permaneceram fechadas ontem, assim como escolas de algumas zonas da cidade. Há dois anos nos EUA, Gralewski relata que, neste inverno, já nevou mais do que nos outros dois que passou no país juntos. O gaúcho Paulo Giovanni Azevedo, 46 anos, concorda:

– Houve uma nevasca muito forte em 1996, mas logo depois esquentou bastante, e a neve começou a derreter. Só que estamos passando por um frio intenso, então a neve não derrete e cai mais em cima. E ainda tem todo o mês de fevereiro pela frente.

Se nevar mais 22,5 centímetros entre ontem e hoje, Filadélfia e Washington estabelecerão um recorde – este será o inverno mais nevado desde 1884, quando os dados começaram a ser registrados.

Entrevista: “Está intransitável”
Paulo Giovanni Azevedo, Gaúcho em Washington

Enquanto as nevascas dão dor de cabeça para a maioria dos moradores de Washington, o gaúcho Paulo Giovanni Azevedo (foto ao lado), 46 anos, tem motivos para sorrir. Natural de São Sebastião do Caí e há 15 anos na capital americana, ele é proprietário de uma empresa de jardinagem – que, entre outros serviços, remove a neve da frente de casas, lojas e prédios públicos no inverno. Apesar dos transtornos que o mau tempo provoca, Azevedo confessa: nunca teve tanto serviço. Confira os principais trechos da entrevista:

Zero Hora – Como têm sido os últimos dias na capital?

Paulo Giovanni Azevedo – Está um caos. Nos 15 anos em que moro aqui, nunca aconteceu isso. A cidade não estava preparada. Não tem mais lugar para caminhar. Está intransitável. Pessoas colocam placas na frente de casa pedindo ajuda para tirar a neve e sair com o carro. Em alguns lugares, a neve está quase na minha cintura. E hoje (ontem) vai chegar mais uma tempestade de neve. Não sei o que vai virar isso aqui, todos estão apavorados.

ZH – Qual tem sido a demanda pelos serviços da sua empresa?

Azevedo – A neve é tanta que estamos usando retroescavadeira para abrir as estradas principais, chamadas de rotas de emergência. Trabalhamos sem descanso, dia e noite, revezando os turnos. Sábado passado trabalhei 16 horas sem parar. O telefone não para de tocar, todo mundo querendo remover a neve “para ontem”. Tínhamos nove funcionários, mas precisei contratar mais gente para botar na rua. Eu tenho contratos, mas tem muita gente ligando porque vê a propaganda na caminhonete. O próprio condomínio onde moro pediu que eu limpasse o local para a próxima nevasca, sete escolas me chamaram ontem, mas não tive condições. Pessoas te atacam na rua pedindo para as levarem ao aeroporto. A gente fica de coração partido, mas têm outras pessoas te esperando.

ZH – Então, para os negócios, essas nevascas têm sido muito boas...

Azevedo – Olha, o pessoal está ganhando bastante dinheiro, principalmente quem tem muitas retroescavadeiras pequenas. Em Maryland, os brasileiros que têm companhias de cimento estão com todo o equipamento alugado, ganhando cerca de US$ 2 mil, US$ 3 mil por dia trabalhando para o governo. Os brasileiros estavam passando por uma situação muito difícil no setor de construção. Pelo menos agora eles conseguiram fazer um dinheiro bom. Estão todos contentes. Ruim para uns, bom para outros.

http://zerohora.clicrbs.com.br/zero...f=1&local=1&section=Mundo&newsID=a2805107.xml
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,045
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
EUA: Tornado arrasa casas no Oklahoma

Um forte tornado que foi captado em vídeo por uma equipa de 'caçadores de tempestades' destruiu na segunda-feira cinco casas e um bar no Oklahoma (EUA), mas o fenómeno meteorológico não provocou quaiquer feridos.

Ao longo de 15 minutos, o tornado percorreu 24 quilómetros junto a Elk City, arrancando telhados e árvores e derrubando linhas eléctricas. Apesar disso, passou longe de zonas urbanas, o que limitou a dimensão dos estragos.


Correio da Manhã


 
Editado por um moderador:

Costa

Cumulus
Registo
14 Abr 2007
Mensagens
410
Local
PT
A costa leste dos Estados Unidos parece que já entrou no verão. Nova Iorque atingiu os 32ºC hoje! E ontem Washington chegou aos 34ºC! :hehe:

Desde 4 de Abril foram batidos 1116 recordes de temperatura máxima em cidades Americanas.

acttemp_600x405.jpg


0406_PTRN_JULY.jpg
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Já começou a temporada convectiva nos planaltos americanos. A temporada tem o pico em Maio e Junho.


bymonth.gif




Nos próximos meses vamos acompanhando o storm chasing por lá.



Algumas imagens do passado Domingo


100404rptsgif.png




95871973.jpg

(c) Andrew Pritchard/PrairieStormMedia.Com

85828690.jpg

(c) Andrew Pritchard/PrairieStormMedia.Com


59238781.jpg

(c) Andrew Pritchard/PrairieStormMedia.Com


24531186.jpg

(c) Andrew Pritchard/PrairieStormMedia.Com


10817311.jpg

(c) Jeremy Ludin/Furious Skies




46726126.jpg

(c) Adam Lucio/AeroStorms.com


63582983.jpg

(c) Adam Lucio/AeroStorms.com

88844898.jpg




(c) Adam Lucio/AeroStorms.com




(c) DrylineMedia
 
Editado por um moderador: