Seguimento - Brasil 2014

Tópico em 'Brasil e outros países de expressão portuguesa' iniciado por Felipe Freitas 3 Jan 2014 às 23:18.

  1. Felipe Freitas

    Felipe Freitas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Fev 2012
    Mensagens:
    3,766
    Local:
    Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
    Uma forte tempestade atingiu a cidade de Itaóca (SP) entre domingo (12) e segunda (13), deixando até o momento 10 mortos e um número incerto de desaparecidos.

    A cidade de 3.000 habitantes não possui estação meteorológica, porém na cidade vizinha de Apiaí (SP) choveu 70 mm em 40 minutos.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Imagens: Gilmar dos Santos Araújo, Ivan Edson e De Olho No Tempo Meteorologia
     
    Teles, jonas_87 e Gil_Algarvio gostaram disto.
  2. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Fotógrafo registra momento em que turista é atingida e morta por raio

    A vendedora Rosângela Biavati, 36, abriu os braços para se despedir do mar. A chuva apertara e era momento de retirar os meninos da água para irem embora. Despedia-se, sem saber, da própria vida. Ainda na areia molhada, ela foi atingida por um raio que a matou quase que instantaneamente. Todos os esforços para tentar ressuscitá-la foram inúteis. A cena foi registrada por um fotógrafo que passava ontem na orla da praia da Enseada, em Guarujá (SP). Dandy, como gostava de ser chamada, passava o dia na praia aproveitando a última semana de férias. Como recebia irmãos e sobrinhos em casa, vindos do sul do país, decidiram fazer um “bate-volta” na cidade para matar a saudade do mar.

    Estavam em 12 pessoas. Considerada muito alegre e brincalhona, no caminho da praia ligou para colega de trabalho, Luana Kessy, para brincar com a situação das duas numa segunda-feira. “Estou indo para a praia. Vamos? se quiser eu passo aí para te pegar”, repete a amiga, colega da loja de roupas Insensatez, em Ribeirão Pires (na Grande São Paulo). Mesmo fechada para o comércio, a loja tornou-se ontem um ponto de informações para amigos e clientes. A reportagem presenciou quatro momentos em que clientes e funcionárias se abraçavam chorando ao falar da assunto. “Ela era um anjo. Para mim, foi abduzida”, disse a amiga e cliente Irlanda Alves.

    [​IMG]
    Turista estava de braços abertos caminhando em direção ao mar (Foto: Rogério Soares/Jornal A Tribuna )

    [​IMG]
    Fotógrafo registra descarga elétrica caindo no mar (Foto: Rogério Soares/Jornal A Tribuna)

    http://g1.globo.com/sp/santos-regia...-que-turista-e-atingida-e-morta-por-raio.html
     
  3. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Janeiro 2014 - Médias das Mínimas - 12 dias

    07,4 - Pq do Itatiaia RJ (PWS)
    11,8 - Campos do Jordão SP (Horto Florestal)
    12,2 - Morro da Igreja SC (Aut/Inmet)
    13,5 - Bom Jardim da Serra SC (Ciram)
    13,5 - Campos do Jordão SP (Aut/Inmet)
    13,7 - Monte Verde MG (Aut/Inmet)
    14,0 - Maria da Fé MG (Aut/Inmet)
    14,1 - Pico do Couto RJ (Aut/Inmet)
    14,1 - Urupema SC (Ciram)
    14,2 - São Joaquim SC (Aut/Inmet)
    14,4 - São José dos Ausentes RS (Inmet)
    14,6 - Painel SC (Ciram)
     
  4. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Sem chuvas, nível do Rio Sapucaí está 3,5 metros abaixo do normal


    Nesta época de chuvas de verão, a preocupação com as enchentes é uma constante no Sul de Minas. Um dos locais de risco na região é a Bacia do Rio Sapucaí, próximo a Itajubá (MG), mas neste ano a preocupação é outra. Com pouca chuva, a seca fez o nível do rio baixar de uma forma que preocupa moradores e autoridades. Existe até a possibilidade de faltar água em algumas cidades da região se não chover o esperado para esta época do ano.
    O nível do Rio Sapucaí está 3,5 metros abaixo do normal. De outubro a março deste ano são esperados cerca de 1,5 mil milímetros de chuva, mas até agora choveu apenas 350 milímetros, em média. Segundo a Somar Meteorologia, só neste mês de janeiro choveu cerca de 47 milímetros até esta terça-feira (14), quando o esperado era mais de 230 mm.
    Ao todo, 48 municípios em Minas Gerais e três no Estado de São Paulo são banhados pelo Rio Sapucaí. Segundo o presidente do Comitê da Bacia do Rio Sapucaí, Celem Mouhallem, a falta de água em municípios que dependem dos afluentes do Rio Sapucaí é uma possibilidade. "Em municípios como Itajubá, que são banhados por grandes rios, a possibilidade é pequena, mas nos municípios banhados pelos afluentes e os que fazem captação de água subterrânea, a falta de chuva pode ocasionar algum problema de desabastecimento", afirma.
    Mouhallem disse ainda que a devastação no meio ambiente prejudicam a recarga das nascentes dos rios, o que faz com que a falta de chuvas influencie mais nas bacias hidrográficas. "Quando chove normalmente, a chuva compensa essa degradação. Como agora está chovendo abaixo da média, a gente vê com preocupação essa degradação", completa.
    Segundo Mouhallem, nas três bacias hidrográficas que influenciam na região, a do Rio Sapucaí, Rio Verde e Rio Grande, está chovendo abaixo da média, o que pode afetar também o abastecimento do Lago de Furnas. "O reservatório [de Furnas] já está para o mês de janeiro em torno de 15% abaixo do que deveria estar, então eu vejo como problema essa situação para a futura geração de energia elétrica. Não muito distante dali, o sistema Cantareira, responsável por abastecer São Paulo, está apenas com 26% de capacidade, quando a capacidade normal é de 60%, afirma.
    "Eu estou sentindo que ao longo dos anos a coisa está piorando", afirma Mouhallem sobre a falta de chuvas. "Existem estudos científicos que comprovam que as bacias hidrográficas estão perdendo água, e é uma questão mundial, não somente do Brasil", finaliza o presidente.

    http://m.g1.globo.com/mg/sul-de-min...-sapucai-esta-35-metros-abaixo-do-normal.html
    -------------------------------------------
    Tenho percebido que o clima está meio louco desde o último inverno: depois de toda aquela neve, seguiu-se uma das ondas de calor mais duradouras, recorde de chuva para dezembro no Brasil (Enchente no Espirito Santo), poucos dias depois a atuação anormal da Alta Subtropical que deixou Brasília e grande parte do país com 0 mm na 1º quinzena de janeiro (média de 300 mm), e agora é a seca que preocupa. Sempre há variações, mas não tão extremas e consecutivas.
     
  5. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Chuva de 216,8 mm provoca uma morte e deixa em situação de emergência município de Caçador (SC)


    [​IMG]

    A chuva volumosa dos últimos três dias provocou alagamentos em diversos bairros de Caçador, no meio-oeste de Santa Catarina. Nesta quarta-feira (15), a Defesa Civil confirmou a morte de um homem de 50 anos após ter sido sugado por uma tubulação de águas pluviais. O município decretou situação de emergência em virtude dos danos causados, principalmente em estradas rurais e vicinais, 67 quilômetros ao todo. Ao todo, de acordo com o órgão, mais de mil pessoas foram atingidas pela chuva. Ainda de acordo com a Defesa Civil, em um período de 72 horas de chuva quase ininterruptas foram contabilizados 216,8 mm. A média climatológica esperada para todo o mês de janeiro no município é de aproximadamente 154 milímetros, sendo climatologia do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) (1961-1990).

    http://deolhonotempo.com.br/site/ch...tuacao-de-emergencia-municipio-de-cacador-sc/
     
  6. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Tempestade com ventos de 126,7 km/h provoca destruição em Pérola D’Oeste e Planalto (PR)


    [​IMG]

    Uma forte tempestade atingiu parte dos municípios de Pérola D’Oeste e Planalto, ambos no sudoeste do Paraná, ao final da tarde desta quarta-feira (15).
    De acordo com o Corpo de Bombeiros de Capanema, várias casas foram destelhadas e árvores derrubadas, além de galpões agrícolas na área rural destruídos pela força do vento.
    Devido à queda de árvores, cabos de energia elétrica foram rompidos e boa parte da região ficou sem energia elétrica.
    A estação meteorológica automática operada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Planalto às margens da rodovia estadual PR-281 (Deputado Arnaldo Busato), sentido Realeza, aferiu entre as 18 e 19 horas (Brasília-verão), rajada máxima de vento de 126,7 km/h e precipitação acumulada de 48,4 milímetros.

    http://deolhonotempo.com.br/site/te...ca-destruicao-em-perola-doeste-e-planalto-pr/
     
  7. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Acumulado pluviométrico até 16/01
    [​IMG]
    Anomalia (precipitação)
    [​IMG]
    Anomalia (temp. min)
    [​IMG]
    Anomalia (temp. max)
    [​IMG]
     
    Ziemann gostou disto.
  8. Ziemann

    Ziemann
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jan 2014
    Mensagens:
    111
    Local:
    Rio de Janeiro - Brasil
    Áreas de instabilidade se deslocando sobre o estado de São Paulo.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  9. Ziemann

    Ziemann
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jan 2014
    Mensagens:
    111
    Local:
    Rio de Janeiro - Brasil
    Chuva forte e ventania no Rio – Rajada chega aos 87 km/h

    Depois de vários dias ensolarados e muito quentes, mas sem chuva, os temporais voltaram a ocorrer no Grande Rio no fim da tarde desta quinta-feira. A chuva veio forte e com ventania. O aeroporto Santos Dumont registrou uma rajada de 87 km/h às 18h49 e uma de 55 km/h/h às 18h40. O demais aeroportos do Rio registravam chuva moderada a forte e trovoadas às 19h, mas ventania. A chuva forte prejudicava a visibilidade.

    A animação das imagens de satélite mostra as grandes áreas de nuvens carregadas avançando sobre o centro-sul do Estado do Rio de Janeiro e chegando ao Grande Rio. O sol predominava pouco antes das 13 horas e antes das 18 horas o céu estava completamente nublado. Os pontos vermelhos indicam núcleos com grande potencial para tempestade e ventania.

    [​IMG]


    O radar meteorológico do Sumaré, operado pelo Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro detectava fortes áreas de chuva sobre a cidade pouco antes da 19 horas.

    [​IMG]

    http://www.climatempo.com.br/noticias/201780/chuva-forte-e-ventania-no-rio-rajada-chega-aos-87-kmh/
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. Ziemann

    Ziemann
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jan 2014
    Mensagens:
    111
    Local:
    Rio de Janeiro - Brasil
    Grande área de instabilidade sobre a cidade do Rio de Janeiro.

    [​IMG]


    Imagem do radar do Pico do Couto.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Ziemann

    Ziemann
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jan 2014
    Mensagens:
    111
    Local:
    Rio de Janeiro - Brasil
    Raio atinge casa em São José dos Campos, SP. :shocking:

    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=emk6xES4n-A"]Raio cai em casa em São José dos Campos no Bosque, Zona Sul - YouTube[/ame]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    SpiderVV, Teles, RRC e 3 outras pessoas gostaram disto.
  12. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    Dias quentes e secos para o Rio Grande do Sul

    A noite desta quinta-feira começou com temperaturas elevadas e poucas nuvens sobre o Rio Grande do Sul. Às 20h, a temperatura em Canoas era de 29°C, em Porto Alegre de 28°C e em Uruguaiana, na fronteira com a Argentina e o Uruguai era de 32°C. Bagé, no sul gaúcho, fronteira com o Uruguai, estava com 31°C.

    Uma massa de ar seco e quente já atua sobre o Rio Grande do Sul e vai predominar sobre o Estado por vários dias. Esta massa de ar está sendo sentida também sobre o Uruguai e a Argentina, onde as temperaturas ainda estão muito elevadas e o ar seco. Em Mendoza, a temperatura na tarde desta quinta-feira chegou aos 40°C, com umidade relativa de 12%. Em Ezeiza, na Grande Buenos Aires, fez 35°C.

    Por causa desta massa de ar seco, o Rio Grande do Sul vai passar vários dias com pouca ou nenhuma chuva. A temperatura segue elevada. A chuva deve retornar após o dia 22 com a chegada de uma frente fria.

    [​IMG]
    http://www.climatempo.com.br/noticias/201790/dias-quentes-e-secos-para-o-rio-grande-do-sul/
     
  13. Ziemann

    Ziemann
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jan 2014
    Mensagens:
    111
    Local:
    Rio de Janeiro - Brasil
    O ar mais seco ganha força no Sul do Brasil.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    16,058
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. RRC

    RRC
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Fev 2013
    Mensagens:
    226
    Local:
    Brasil
    OFF: Alguém aqui participa do Skyscrapercity? :cool:
     

Partilhar esta Página