Seguimento - Incêndios 2013

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,526
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Tópico de seguimento de incêndios em Portugal durante o ano de 2013



Link's úteis


Instituto do Mar e da Atmosfera - Índice Risco de Incêndio
http://www.ipma.pt/pt/ambiente/risco.incendio/

Protecção Civil - Incêndios
http://www.prociv.pt/cnos/Pages/HistoricodeOcorrencias.aspx
http://www.prociv.pt/Publico/fogoslist2007.asp

MODIS Rapid Response
http://rapidfire.sci.gsfc.nasa.gov/realtime/
http://rapidfire.sci.gsfc.nasa.gov/subsets

FIRMS Web Fire Mapper
http://firms.modaps.eosdis.nasa.gov/firemap/

European Forest Fire Information System (EFFIS)
http://forest.jrc.ec.europa.eu/effis/


FIRE GLOBE: The Global Fire Monitoring Center (GFMC)
http://www.fire.uni-freiburg.de/
 


CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,526
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Começa o calor e como de costume vem logo atrás as chamas nas matas e florestas. Não digo que sejam todos, mas grande parte dos fumadores não tem respeito pela natureza e atiram as beatas para o meio da estrada ou para onde lhes der mais jeito, porque o cinzeiro do carro é para manter limpo :angry:

Primeiro incêndio de 2013 em Arouca leva cem hectares de floresta

Um fogo de grandes proporções mobilizou mais de uma centena de bombeiros para o lugar da Portela, na freguesia de Moldes

«Temi que ardesse todo o monte da Senhora da Mó», exclamou o comandante dos Bombeiros de Arouca, Floriano Amaral, numa primeira reacção ao incêndio florestal que ao início da tarde deflagrou no lugar da Portela, freguesia de Moldes.
Com cerca de 120 homens no terreno, apoiados por 31 veículos e um meio aéreo (um helicóptero bombardeiro pesado que fazia reabastecimentos no tanque junto à capela da santa), só perto das 19h00 o incêndio foi dominado, depois de ter chegado a lavrar em três frentes.
Para o combate ao fogo, a corporação de Arouca contou com a ajuda de equipas de todo o distrito de Aveiro, chamadas ao local após uma primeira abordagem de ataque que se revelou insuficiente face à força das chamas: «as condições atmosféricas estavam adequadas à propagação, pois a humidade era baixa, temperatura já elevada e vento com alguma intensidade, mas mesmo assim, num primeiro momento, não nos convencemos que se atingisse tais proporções», reconheceu ainda o mais graduado dos BVA.
Numa primeira estimativa, terão ardido cerca de 100 hectares de floresta, maioritariamente eucaliptal. «O pinhal da Senhora da Mó ainda conseguimos salvar quase intacto». As causas da ignição são ainda desconhecidas, apenas há uma pista relacionada com equipamento de corte de madeira que estava a ser usado nas imediações do local inicial, que pode ter despoletado alguma faísca incendiária num momento de descanso dos operários. MDS 2013-04-24

Fonte:http://www.rodaviva.pt/?action=noticias&id=1936&seccaoid=1
 

NunoC

Cirrus
Registo
6 Dez 2012
Mensagens
42
Local
Porto
Este é um dos maiores perigos associados do bom tempo e do calor, que se apróxima!! Li o artigo, muito bom divulgar, para que se tenha uma maior consciência dos cuidados que se devem adoptar.

Como se costuma dizer é melhor prevenir que remediar!
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,271
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Este ano a época de incêndios está definida para o periodo 01 junho a 30 setembro.

Fartei-me de fazer queimadas, enquanto pude! Pois não basta cortar o mato, é preciso removê-lo ou amontoá-lo onde possa ser queimado. Há que assegurar um perímetro de segurança em torno das casas e das hortas/quintas rodeadas de floresta.

A prevenção é fundamental!

Publicam-se muitos artigos nos jornais, enfim, sempre que há incendios, mas nunca se fala ao pormenor, infelizmente..

Vou fazer uma série de perguntas-respostas "FAQ", que podem esclarecer quem se julgue já bastante entendido! Coisas que aprendi há pouco tempo.. :D


1) Se eu atear o fogo numa porção da minha floresta, estou a fazer uma queimada?

R: Não, se o fizer está apenas a provocar um incendio florestal! Uma queimada é quando incendiamos um um amontoado de detritos (mato, ramos,..).


2) Posso fazer queimadas em qualquer altura do ano, desde que fora da época de incendios definida para o ano corrente?

R: Não, caso o faça poderá incorrer em crime. Uma queimada pode ser efetuada nas seguintes condições:
a) Fora da época de incendios, caso o risco de incendio seja inferior a "elevado"
b) Fora da época de incendios, com risco de incendio "elevado" ou "extremo", desde que tenha registado um pedido no departamento florestal da sua camara municipal, devendo no ato da queimada aguardar pela presença do responsável e dos bombeiros.
c) Na época de incendios, mesmo que o risco seja superior ou igual a "elevado", desde que se trate de uma das situações autorizadas para o efeito (ex: razões fitosanitarias).

3) Posso fumar na floresta?
R: Não, nunca!



Conclusão: isto de fazer queimadas é prevenção e é bastante trabalhoso, mas cuidado que também representa riscos e pode até ser crime para quem não conheça as leis! Estas leis, que por exemplo obrigam quem pretenda fazer queimadas a registar o pedido, não sei bem se são levadas a sério.. Imaginem que milhares de proprietários, com 1 dezena de terras pequenas cada um, vai à camara registar o pedido.. Enfim, não haveria bombeiros nem tecnicos nem orçamento possíveis!

São leis feitas, para coimar o pessoal, claro está, pois se todos cumprissem e limpassem as matas (tarefa impossível), os propositos da lei nunca seriam cumpridos! É a vida..
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,032
Local
Terra
Monchique - Fogo em eucaliptos

Um foco de incêndio deflagrou, pelas 18h00 de ontem, numa zona de eucaliptos na Perna Seca, no extremo noroeste do concelho de Monchique. As chamas, de origem desconhecida, foram combatidas pelos Bombeiros Voluntários de Monchique e de Aljezur, com o apoio da GNR.
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
12,454
Local
Olhão (24 m)
Monchique - Fogo em eucaliptos

Um foco de incêndio deflagrou, pelas 18h00 de ontem, numa zona de eucaliptos na Perna Seca, no extremo noroeste do concelho de Monchique. As chamas, de origem desconhecida, foram combatidas pelos Bombeiros Voluntários de Monchique e de Aljezur, com o apoio da GNR.

Parece-me que este ano, vai ser Monchique a arder, passaram 10 anos que ardeu e deve estar um autêntico barril de pólvora, prestes a explodir. :unsure:
 

AJB

Nimbostratus
Registo
5 Mar 2009
Mensagens
1,182
Local
Baião
Este ano a época de incêndios está definida para o periodo 01 junho a 30 setembro.

Fartei-me de fazer queimadas, enquanto pude! Pois não basta cortar o mato, é preciso removê-lo ou amontoá-lo onde possa ser queimado. Há que assegurar um perímetro de segurança em torno das casas e das hortas/quintas rodeadas de floresta.

A prevenção é fundamental!

Publicam-se muitos artigos nos jornais, enfim, sempre que há incendios, mas nunca se fala ao pormenor, infelizmente..

Vou fazer uma série de perguntas-respostas "FAQ", que podem esclarecer quem se julgue já bastante entendido! Coisas que aprendi há pouco tempo.. :D


1) Se eu atear o fogo numa porção da minha floresta, estou a fazer uma queimada?

R: Não, se o fizer está apenas a provocar um incendio florestal! Uma queimada é quando incendiamos um um amontoado de detritos (mato, ramos,..).


2) Posso fazer queimadas em qualquer altura do ano, desde que fora da época de incendios definida para o ano corrente?

R: Não, caso o faça poderá incorrer em crime. Uma queimada pode ser efetuada nas seguintes condições:
a) Fora da época de incendios, caso o risco de incendio seja inferior a "elevado"
b) Fora da época de incendios, com risco de incendio "elevado" ou "extremo", desde que tenha registado um pedido no departamento florestal da sua camara municipal, devendo no ato da queimada aguardar pela presença do responsável e dos bombeiros.
c) Na época de incendios, mesmo que o risco seja superior ou igual a "elevado", desde que se trate de uma das situações autorizadas para o efeito (ex: razões fitosanitarias).

3) Posso fumar na floresta?
R: Não, nunca!



Conclusão: isto de fazer queimadas é prevenção e é bastante trabalhoso, mas cuidado que também representa riscos e pode até ser crime para quem não conheça as leis! Estas leis, que por exemplo obrigam quem pretenda fazer queimadas a registar o pedido, não sei bem se são levadas a sério.. Imaginem que milhares de proprietários, com 1 dezena de terras pequenas cada um, vai à camara registar o pedido.. Enfim, não haveria bombeiros nem tecnicos nem orçamento possíveis!

São leis feitas, para coimar o pessoal, claro está, pois se todos cumprissem e limpassem as matas (tarefa impossível), os propositos da lei nunca seriam cumpridos! É a vida..

Boa tarde,
Ha aqui alguma confusão de conceitos e pressupostos julgo eu. Não podemos definir, em primeiro lugar, uma época de incêndios em climas mediterranicos e temperados maritimos...lembram se de Novembro de 2007? E de Março de 2009 e 2012? Portanto dizer que a época de incendios vai de xxx a yyy é errado...o que poderemos antever é sim que o Período Critico sera definido entre 1 de Julho e 30 de setembro e mesmo esse, pessoalmente, sou contra pois os incêndios florestais não se guiam por portarias ou decretos.
Em segundo lugar ha que fazer uma leitura atenta do decreto-Lei nº124/2006, posteriormente republicado pelo decreto-Lei nº 17/2009...aí veremos que ha uma GRANDE diferença entre queimas e queimadas. se as primeiras podem ser feitas por qualquer pessoa (desde que fora do período critico e desde que o risco de incendio não seja igual ou superior a elevado), ja as segundas tem que preferencialmente ter um técnico credenciado em fogo controlado.
A grande diferença entre queimas e queimadas (grosso modo) é que as queimas ha o corte e o amontoamento do material a queimar. Ja as queimadas implicam que o fogo percorra uma determinada área queimando os combustiveis estando eles cortados ou não.
Quanto a fumar...pode-se fumar num espaço florestal, claro que sim, desde que fora do período critico. No entanto não é aconselhavel fora deste se o risco de incendio for igual ou superior a muito elevado...no entanto neste ultimo caso é apenas um conselho...não uma lei...
por fim...para fazer uma queimada é necessario uma autorização da camara local, e bem, mas para uma queima não é obrigatório or lei...
julgo ques estas questões são importantes e devem ficam bem esclarecidas...
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,271
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Boa tarde,
Ha aqui alguma confusão de conceitos e pressupostos julgo eu. Não podemos definir, em primeiro lugar, uma época de incêndios em climas mediterranicos e temperados maritimos...lembram se de Novembro de 2007? E de Março de 2009 e 2012? Portanto dizer que a época de incendios vai de xxx a yyy é errado...o que poderemos antever é sim que o Período Critico sera definido entre 1 de Julho e 30 de setembro e mesmo esse, pessoalmente, sou contra pois os incêndios florestais não se guiam por portarias ou decretos.
Em segundo lugar ha que fazer uma leitura atenta do decreto-Lei nº124/2006, posteriormente republicado pelo decreto-Lei nº 17/2009...aí veremos que ha uma GRANDE diferença entre queimas e queimadas. se as primeiras podem ser feitas por qualquer pessoa (desde que fora do período critico e desde que o risco de incendio não seja igual ou superior a elevado), ja as segundas tem que preferencialmente ter um técnico credenciado em fogo controlado.
A grande diferença entre queimas e queimadas (grosso modo) é que as queimas ha o corte e o amontoamento do material a queimar. Ja as queimadas implicam que o fogo percorra uma determinada área queimando os combustiveis estando eles cortados ou não.
Quanto a fumar...pode-se fumar num espaço florestal, claro que sim, desde que fora do período critico. No entanto não é aconselhavel fora deste se o risco de incendio for igual ou superior a muito elevado...no entanto neste ultimo caso é apenas um conselho...não uma lei...
por fim...para fazer uma queimada é necessario uma autorização da camara local, e bem, mas para uma queima não é obrigatório or lei...
julgo ques estas questões são importantes e devem ficam bem esclarecidas...

Para além desses decretos, existe uma portaria muito mais recente:

Portaria n.º 196/2012 de 22 de junho

Esta portaria vem definir o chamado periodo crítico dos incendios! Quando referi "época dos incendios", referia-me a este periodo crítico.

"Artigo único
Período crítico
O período crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta
Contra Incêndios, no ano de 2012, vigora de 1 de julho
a 30 de setembro, devendo ser asseguradas medidas especiais
de prevenção contra incêndios florestais neste período.
O Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento
Rural, José Daniel Rosas Campelo da Rocha, em 19 de
junho de 2012."

http://dre.pt/pdf1sdip/2012/06/12000/0313903139.pdf
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Eu estoirei-me a limpar umas matas minhas no dia 25, 26 e 27 de Abril, e como acontece todos os anos desde há muito, não sei bem o que andei a fazer, pois basta olhar para o o terreno vizinho e perceber que qualquer esforço que se faça será inglório no dia em que as chamas chegam ali.

Há muito que me dá a sensação que a única solução para isto seria mesmo umas queimadas enormes no Inverno, mesmo que com percas significativas. Mas claro, 99% das pessoas nunca vão entender isso.
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,271
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Eu estoirei-me a limpar umas matas minhas no dia 25, 26 e 27 de Abril, e como acontece todos os anos desde há muito, não sei bem o que andei a fazer, pois basta olhar para o o terreno vizinho e perceber que qualquer esforço que se faça será inglório no dia em que as chamas chegam ali.

Há muito que me dá a sensação que a única solução para isto seria mesmo umas queimadas enormes no Inverno, mesmo que com percas significativas. Mas claro, 99% das pessoas nunca vão entender isso.

Eu andei na mesma vida.. Digamos que investi em cerejeiras e castanheiros. Desde novembro até agora, aproveito 1 dia no fim-de-semana para limpar silvas e mato com 2 e 3m de altura, nas terras onde investi! Sei que o investimento me está a sair muito caro, mas é daquelas coisas que só se fazem de coração. Só assim se justifica o esforço, dinheiro e tempo dispendidos! E até saúde..

Quanto aos vizinhos, já que não cumprem fiz eu o trabalho em desmatar completamente 5m para dentro e para fora das minhas terras, resultando numa faixa de 10m completamente limpa sem árvores, mato, nada!

Bem sei que mesmo com uma faixa de 10m, sem nada, pode vir um incêndio e dpx o vento faz o resto, mas pronto, desta vez tentei! Com 10m de faixa limpa, o calor gerado pelo fogo, pelos meus cálculos não passará de 100C de temperatura.. Estou de consciência tranquila, o esforço foi brutal mesmo! Em vez de ginásio, meti-me nestes trabalhos.. Mesmo que o esforço venha a ser inglorio.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Bem sei que mesmo com uma faixa de 10m, sem nada, pode vir um incêndio e dpx o vento faz o resto, mas pronto, desta vez tentei! Com 10m de faixa limpa, o calor gerado pelo fogo, pelos meus cálculos não passará de 100C de temperatura.. Estou de consciência tranquila, o esforço foi brutal mesmo! Em vez de ginásio, meti-me nestes trabalhos.. Mesmo que o esforço venha a ser inglorio.

Hehe, é engraçado falares no ginásio pois eu também encaro a coisa da mesma forma :D Já que é trabalho para aquecer, levo na desportiva, penso para mim que há malta que paga para transpirar no ginásio, e ali sempre vou fazendo algo de mais útil.

Mas olha que que isso de limpar no terreno do vizinho já me deu alguns dissabores, um gajo limpa o mato ao lado e volta e meia aparece alguém a acusar-nos de estarmos a querer roubar o terreno :D
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,032
Local
Terra
Parece-me que este ano, vai ser Monchique a arder, passaram 10 anos que ardeu e deve estar um autêntico barril de pólvora, prestes a explodir. :unsure:

Em conversa com alguns madeireiros também se fala nisso.

Há trabalho de prevenção feito... vamos esperar que o tempo seja favorável sem vagas de calor muito prolongadas.
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,271
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Hehe, é engraçado falares no ginásio pois eu também encaro a coisa da mesma forma :D Já que é trabalho para aquecer, levo na desportiva, penso para mim que há malta que paga para transpirar no ginásio, e ali sempre vou fazendo algo de mais útil.

Mas olha que que isso de limpar no terreno do vizinho já me deu alguns dissabores, um gajo limpa o mato ao lado e volta e meia aparece alguém a acusar-nos de estarmos a querer roubar o terreno :D

Podes crer, poupo no ginásio ou no café e ainda emagreci 6kg. Ganhei também bastantes arranhões, apesar de usar luvas de pele com manga! :)

Os vizinhos são familiares afastados, falei com eles e bem agradeceram de cortar mato. Os marcos das extremas estão lá, ninguém os tira, e quando precisarem de mato podem tirar-me se quiserem de outros sítios afastados do pomar! Dpx é preciso também estratégia, eu deixo o pomar limpinho de mato e ervas, mas lá para fim de outubro volto a coloca-lo nas árvores para apodrecer durante o inverno/primavera (fertilizar). Dpx retiro de novo e queimo por completo e as cinzas servem de corretivo para as terras.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Os vizinhos são familiares afastados, falei com eles e bem agradeceram de cortar mato. Os marcos das extremas estão lá, ninguém os tira, e quando precisarem de mato podem tirar-me se quiserem de outros sítios afastados do pomar! Dpx é preciso também estratégia, eu deixo o pomar limpinho de mato e ervas, mas lá para fim de outubro volto a coloca-lo nas árvores para apodrecer durante o inverno/primavera (fertilizar). Dpx retiro de novo e queimo por completo e as cinzas servem de corretivo para as terras.

Sim, mas olha que já testemunhei coisas tramadas até entre famílias, familiares que se chateiam durante anos só por causa de alguém que se enganou nuns centímetros duma extrema dum terreno que não vale nada.

Mas regressando ao tema, isto é mesmo muito complicado. Antigamente todos os matos eram roçados porque serviam para colocar no curral para cama dos animais, material que por sua vez servia depois no início da Primavera de fertilizante para a agricultura.

Hoje em dia nas aldeias mesmo que se quisesse contratar alguém e pagar bem pago, não há sequer pessoas. Quando no Verão depois deflagram os incêndios, toda a gente vem falar de limpeza de matas num discurso um bocado retórico. Mas como é que se limpam ? É um trabalhão monumental extremamente duro, e mesmo que alguns por altruísmo se dêem ao trabalho, ao lado os outros não o fazem. E na maioria dos casos não o fazem por más razões. Simplesmente não o podem fazer.
 

AJB

Nimbostratus
Registo
5 Mar 2009
Mensagens
1,182
Local
Baião
O chamado Período Critico é definido anualmente por uma portaria do governo...provavelmente este ano será entre 1 de Julho e 30 de Setembro, podendo depois ser prolongada até 15 de Outubro...mas é como refiro no post anterior, pessoalmente sou contra!
No entanto acho que ainda não temos um país suficientemente alerta e com civismo para que tal aconteça...talvez na próxima década quem sabe...
quanto ha questão dos incêndios florestais VS fogo florestal VS redução da carga combustivel (matos)...por muitas voltas que se dê, a questão vai dar sempre ao mesmo...é utópico pensarmos em "limpar" grande quantidade...voÇês que conhecem tão bem o nosso clima (refiro me em particular ao centro e centro norte), sabem que temos crescimentos da vegetação brutais, impressionantes mesmo...portanto a questão passa por colocarmos uma questão: o que é que Portugal considera admissivel (números) arder anualmente? essa resposta está no Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios...100000 ha/ano. Acham muito? Não achem, pois só no incendio de Tavira em 2012 foram quase 30000ha, em Viseu quase 5000ha, Ourem 7000 ha...e estes GRANDES incêndios tem cada vez mais uma recorrência mais curta...solução? Especializar pessoas e coloca las a trabalhar todo o ano na floresta...
Esquecer a opinião publica e os bla blas do costume da liga dos bombeiros a dizer que querem mais helicopteros, aviões e autotanques e canalizar esses MILHÕES para a especialização de pessoas que trabalhem tanto na prevenção como no combate!
Claro que não acredito que nenhum governo o faça...deixo uma pergunta para refletirem...
imaginem o que é que seria se anunciassem amanha que este ano haveria menos 5 meios aéreos e menos verbas para a reparação de veículos?
um segundo 25 de Abril????
:thumbsup: