Seguimento Incêndios - 2020

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,699
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Neste momento 15 IF ativos. O vento está já bastante forte e os terrenos ainda estão secos apesar de hoje se perspetivar chuva. Muitos aproveitaram para fazer queimadas e com certeza algumas se descontrolaram.

Típico...

" Parece que vem lá chuva... Ora deixa lá queimar este monte de ramos da poda do pomar... Olha, está a arder o pinhal do vizinho, será que não apaguei aquilo bem?...." :facepalm:
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,699
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Semelhante à situação do dia 15 de Outubro de 2017... Enquanto as multas não sejam a doer, as pessoas não aprendem...

Tal e qual... Mas em Outubro de 2017 as condições eram muito piores... O Ophelia passou muito longe e apenas trouxe consigo ventos fortes e secos de Sul, quando a chuva chegou já tinha ardido mais de 200mil ha em menos de 24h e demais consequências que todos se recordarão... :(
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,205
Local
Torres Novas(75m)
Semelhante à situação do dia 15 de Outubro de 2017... Enquanto as multas não sejam a doer, as pessoas não aprendem...

As queimas de sobrantes, tem de ser autorizadas, pela autoridades competentes, o meu municipio só hoje é que ia dar as respectivas autorizações, mas mesmo assim acho que era de esperar que primeiro chovesse, e que estivesse já a erva verde a despontar.
Até porque nem sei qual é a pressa, nunca entendi ao certo.
 

Dias Miguel

Cumulonimbus
Registo
26 Jan 2015
Mensagens
2,313
Local
Portalegre
As queimas de sobrantes, tem de ser autorizadas, pela autoridades competentes, o meu municipio só hoje é que ia dar as respectivas autorizações, mas mesmo assim acho que era de esperar que primeiro chovesse, e que estivesse já a erva verde a despontar.
Até porque nem sei qual é a pressa, nunca entendi ao certo.

Sei dessa situação e tenho plena consciência que esta situação só ocorre pelo "antigamente fazia-se assim, nós também fazemos". Principalmente os idosos, habituados a cuidar da terra, a seguirem determinados ritmos e rotinas, para além do facto de serem mais propensos a deixarem descontrolar uma queima de sobrantes, são aqueles que prevaricam... Não compreendem que as coisas mudaram rapidamente e, por vezes, fazem ouvidos moucos aos avisos e aos conselhos.
Falo de conhecimento próprio e não fui meigo com um familiar, por causa de uma situação semelhante.