Seguimento Meteorológico Livre - 2020

jamestorm

Cumulonimbus
Registo
12 Jan 2010
Mensagens
2,294
Local
Lisboa e Alenquer
@Scan_Ferr As noites frias têm sido feitas em zonas de grande inversão térmica, como os vales do Norte e Centro.
Aqui para o sul, no mínimo, temos tido temperaturas de 2 ou 3°C, o que é muito mais do que nos anos passados. E devemos salientar que, durante o dia, está "calor". O sol até "queima", às vezes. Este inverno é claramente uma reprodução de 2015/2016, um inverno muito quente.

Sim exacto. este Inverno está a ser excepcionalmente quente...e é normal termos entradas frias e até pelo menos uma vaga de frio durante o Inverno, coisa que até agora não aconteceu e nao se perspectiva que vá acontecer este Janeiro.
 


fcapelas

Cirrus
Registo
24 Out 2012
Mensagens
38
Local
Terrugem Elvas
Aqui tem havido umas noites mais 'fresquistas'. Dias frios, não vi/senti nada. Uma tristeza.
As vagas de frio fazem tanta falta como as ondas de calor...
Quem vive da agricultura sabe bem do q falo, o ano passado era so geada geada e mais geada, as plantas n se desenvolviam as pastagens n cresciam q “inferno” de ano...
 

ClaudiaRM

Furacão
Registo
2 Dez 2009
Mensagens
10,456
Local
Viseu
As vagas de frio fazem tanta falta como as ondas de calor...
Quem vive da agricultura sabe bem do q falo, o ano passado era so geada geada e mais geada, as plantas n se desenvolviam as pastagens n cresciam q “inferno” de ano...

E quem falou em ondas de frio? Haver frio no Inverno agora passou a ser algo estranho?
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,249
Local
Torres Novas(75m)
As vagas de frio fazem tanta falta como as ondas de calor...
Quem vive da agricultura sabe bem do q falo, o ano passado era so geada geada e mais geada, as plantas n se desenvolviam as pastagens n cresciam q “inferno” de ano...

Quem vive da agricultura, sabe que a grande maioria das árvores de fruto, necessitam de muitas horas de frio, para frutificarem nas devidas condições, o que não quer dizer também que seja preciso ter geadas todos os dias.
Também é sabido que as pastagens pouco desenvolvem, com as geadas sucessivas, pois afectam o seu sistema radicular, ainda fraco, e por falar niss, grande parte das pastagens semeadas que vejo por aqui, ao fim de dois meses, ainda nem conseguem cobrir o solo, e desta vez não foi por causa da geada, pois ainda foi praticamente insignificante por aqui.
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Quem vive da agricultura, sabe que a grande maioria das árvores de fruto, necessitam de muitas horas de frio, para frutificarem nas devidas condições, o que não quer dizer também que seja preciso ter geadas todos os dias.
Também é sabido que as pastagens pouco desenvolvem, com as geadas sucessivas, pois afectam o seu sistema radicular, ainda fraco, e por falar niss, grande parte das pastagens semeadas que vejo por aqui, ao fim de dois meses, ainda nem conseguem cobrir o solo, e desta vez não foi por causa da geada, pois ainda foi praticamente insignificante por aqui.
Mas este ano ainda não fez frio. Dias com geada e leve foram 2 ou 3. E por exemplo o ora pro nobis morre todos os anos e rebenta na primavera. Este ano está a crescer e a deitar novos rebentos!
 
  • Gosto
Reactions: "Charneca" Mundial

joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
8,176
Local
Arronches, Portalegre (272m)
Quem vive da agricultura, sabe que a grande maioria das árvores de fruto, necessitam de muitas horas de frio, para frutificarem nas devidas condições, o que não quer dizer também que seja preciso ter geadas todos os dias.
Também é sabido que as pastagens pouco desenvolvem, com as geadas sucessivas, pois afectam o seu sistema radicular, ainda fraco, e por falar niss, grande parte das pastagens semeadas que vejo por aqui, ao fim de dois meses, ainda nem conseguem cobrir o solo, e desta vez não foi por causa da geada, pois ainda foi praticamente insignificante por aqui.
Haja muitas geadas ou não, entre Dezembro e Fevereiro (principalmente) as pastagens pouco se desenvolvem. Pode-se ver nas paisagens das fotos que por vezes publico onde, apesar das chuvas, os campos em alguns locais ainda não estão muito verdejantes. Apenas estão nos terrenos semeados, mas mesmo assim, a erva ainda não tem grande altura.
É importante chover ao longo do todo o inverno para abastecer nascentes, barragens, manter os terrenos regados para as searas não secarem e sofrerem com as geadas... No entanto, por muita chuva que caia, neste período de tempo a erva não cresce com tanta força daí as chuvas de Março e Abril serem muito importantes. Já para abastecer barragens, aquilo que é suposto cair nessa altura, não revela grandes alterações caso não chova de forma significativa nos meses anteriores. Mesmo que o inverno seja seco, se chover bem na primavera, em termos agrícolas a situação não fica tão crítica rapidamente. De referir que em 2017, se não tivesse chovido bastante no inicio de Maio, a coisa teria sido bem mais complicada. Em 2019, foi Abril e pronto, vai-se tendo alguma sorte nesse sentido, pelo menos para aguentar os primeiros meses do verão.
O frio faz falta, mas não de forma extrema. Aliás, se houver uma entrada fria, os primeiros dias resumem-se a vento forte e seco de Leste que só estraga tudo, portanto, já não sei o que é melhor. Meteorologicamente falando, é bom para dar alguma animação, mas de resto...
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,249
Local
Torres Novas(75m)
Haja muitas geadas ou não, entre Dezembro e Fevereiro (principalmente) as pastagens pouco se desenvolvem. Pode-se ver nas paisagens das fotos que por vezes publico onde, apesar das chuvas, os campos em alguns locais ainda não estão muito verdejantes. Apenas estão nos terrenos semeados, mas mesmo assim, a erva ainda não tem grande altura.
É importante chover ao longo do todo o inverno para abastecer nascentes, barragens, manter os terrenos regados para as searas não secarem e sofrerem com as geadas... No entanto, por muita chuva que caia, neste período de tempo a erva não cresce com tanta força daí as chuvas de Março e Abril serem muito importantes. Já para abastecer barragens, aquilo que é suposto cair nessa altura, não revela grandes alterações caso não chova de forma significativa nos meses anteriores. Mesmo que o inverno seja seco, se chover bem na primavera, em termos agrícolas a situação não fica tão crítica rapidamente. Em 2017, se não tivesse chovido bastante no inicio de Maio, a coisa teria sido bem mais complicada.
O frio faz falta, mas não de forma extrema. Aliás, se houver uma entrada fria, os primeiros dias resumem-se a vento forte e seco de Leste que só estraga tudo, portanto, já não sei o que é melhor. Meteorologicamente falando, é bom para dar alguma animação, mas de resto...

É verdade uma entrada de ar frio, nunca nos deixa nada de bom, afecta em muito grande parte das árvores, que até secam ramos, por vezes, tanto o frio, o calor, ou a chuva, tem cá o seu lugar, mas em modo Q.B, ou moderado, mas neste departamento ainda não conseguimos mandar.
Sim as pastagens, acabam depois por dar um "salto", no seu crescimento a partir de Março, que é também quando o solo começa a aquecer mais, neste momento, e que não tem feito quase frio nenhum, mas se pegares num bocado de solo, com as mãos, ao fim de pouco minutos, ficas com as mãos geladas, isto em solos que estão completamente expostos, porque se tiver uma boa cobertura de matéria organica, o caso, já é bem diferente, pode ver o exemplo de uma floresta madura, de um bom carvalhal, com 80, ou 100, que infelizmente se consegue observar menos, ficando depois apenas algum pequeno aglomerado de exemplares.
 

jamestorm

Cumulonimbus
Registo
12 Jan 2010
Mensagens
2,294
Local
Lisboa e Alenquer
Um amigo meu de faculdade vive em Londres já ha 9 anos e diz que não se lembra de um ano tão ameno por lá...o período de natal foi feito quase sem frio, pareciam temperaturas mais de primavera. So para terem a noção da anomalia de frio que há mais a norte.

Quem aqui diz que o frio não faz falta para a produção agrícola, sabe tanto de agricultura como eu sei de Física Nuclear. E mais não me alargo, depois vês o teu pomar este ano e a calibração da tua fruta qual é. :hmm:
 

fcapelas

Cirrus
Registo
24 Out 2012
Mensagens
38
Local
Terrugem Elvas
Um amigo meu de faculdade vive em Londres já ha 9 anos e diz que não se lembra de um ano tão ameno por lá...o período de natal foi feito quase sem frio, pareciam temperaturas mais de primavera. So para terem a noção da anomalia de frio que há mais a norte.

Quem aqui diz que o frio não faz falta para a produção agrícola, sabe tanto de agricultura como eu sei de Física Nuclear. E mais não me alargo, depois vês o teu pomar este ano e a calibração da tua fruta qual é. :hmm:
E por acaso a agricultura é so pomares???
Vives da agricultura?
 

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
4,439
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
Eu há pouco estive a ver o chamado "resumo climatológico" do mês de dezembro. Para um instituto oficial, acho mal que ponham isto:
"Nas regiões do Sul os valores de precipitação foram inferiores ao normal, por exemplo, os 47.9 mm de precipitação ocorridos em Faro correspondem a cerca de 40 % do normal (115.6 mm)." :facepalm:
Faro é a única cidade da região Sul?? Na Serra do Caldeirão, Monchique e Barlavento, o mês foi normal a chuvoso, mas parece que o IPMA apenas considera os valores de Faro como os mais "aceitáveis". :angry:
Devemos também acrescentar o facto de a estação de Monchique não ter registado nada na quinta-feira, dia 19, dia mais chuvoso. Espero que não usem dados errados e que façam uma investigação como a que eu fiz (mas isso, provavelmente, não vai acontecer). :(
 
  • Gosto
Reactions: belem e magnusson73

Ricardo Carvalho

Cumulonimbus
Registo
23 Jul 2015
Mensagens
3,061
Local
Azeitão/Sesimbra
Tendo em conta que nas atuais previsões as frentes chegam cá a muito custo, nem vale a pena esperar por outra coisa senão pelas próximas saídas. Pelo menos todos os modelos mostram algo de diferente a partir da segunda quinzena, mas para já nada de especial. O ECM é o único que mostra algo significativo, mas tudo muito longe e nas saídas anteriores não previa nada para além de restos.

Verdade, não nos resta mesmo outra coisa Jorge, a coisa não está fácil! Esta sinóptica este ano chegou mais tarde, mas chegou, e quando se instala não é fácil desarmar!:unsure: Contudo parece-me que a partir de dia 13/14 deverá aparecer alguma precipitação, agora deixa ver onde , e em que quantidades, seria muito importante Janeiro ainda receber nem que fosse 30 a 40 mm nas zonas mais necessitadas! Eu acredito sempre, até lavar dos cestos é vindima, e sou um otimista por natureza ;)
 
Última edição: