Seguimento Moçambique 2019

Tópico em 'Brasil e outros países de expressão portuguesa' iniciado por Gerofil 18 Mar 2019 às 20:01.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,297
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic e Hawk gostaram disto.
  2. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    5,995
    Local:
    Torres Novas(75m)
    "Segundo o presidente de Moçambique podem ter morrido mais de mil pessoas com a passagem do ciclone Idai, que destruiu quase por completo uma das principais cidades Moçambicanas, Beira"



    [​IMG]

    "Espera-se a continuação de muita chuva e trovoada, com acumulações de chuva localmente superiores a 200\300mm’s ao longo dos próximos dias, e rajadas de vento ainda localmente fortes."
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic e luismeteo3 gostaram disto.
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,388
    Local:
    Ponta Delgada, Açores


     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  4. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,388
    Local:
    Ponta Delgada, Açores






    ---

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  5. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    946
    Local:
    Funchal
    A quantida de água prevista cair na região nos próximos 2 dias ainda é bastante relevante:

    [​IMG]
     
    StormRic gostou disto.
  6. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,297
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Moçambique: decretado o estado de emergência nacional. Provavelmente a pior catástrofe natural alguma vez registada no hemisfério sul; centenas de milhares de pessoas em situação critica por falta de água e alimentos... cortes generalizados das vias rodoviárias.

    A embaixada de Portugal em Maputo está a contactar os portugueses na região afectada pelo ciclone, oferendo disponibilidade para o repatriamento para Maputo ou para Lisboa.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  7. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    É de facto muito impressionante a dimensão das inundações causadas pelas chuvas fortes e persistentes dos últimos dias em Moçambique. Na imagem abaixo captada pela ESA podemos ver, em tons de vermelho, a quantidade de água que está acumulada nos solos da região da Beira.

    Vamos ver se o cenário não piora com a abertura das barragens, como é o caso do açude de Mavuzi, cujas comportas foram recentemente abertas.

    [​IMG]

    Fonte
     
    Ricardo Carvalho gostou disto.
  8. Ricardo Carvalho

    Ricardo Carvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Jul 2015
    Mensagens:
    1,476
    Local:
    Azeitão/Sesimbra
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  9. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima
    Moçambique: “Abertura das comportas vai ser uma catástrofe”

    Especialista avisa que dados oficiais ainda não são fiáveis devido às falhas de comunicação, mas acredita na sobrecarga das barragens. "Muitas pessoas estão em risco”

    Doutorado pela Universidade de Lund, na Suécia, Dinis Juízo é um dos hidrologistas mais respeitados do país. “Na próxima sexta-feira prevê-se uma maré muito alta. Tendo em conta o atual nível das baías dos rios Buzi e Pungue, poderá realmente haver um bloqueio hidráulico que impeça o escoamento das águas para o mar”, adianta. O especialista alerta ainda para o facto de que as descargas podem causar um alargamento da área afetada. “Mas como lhe digo, continuo à espera dos dados mais atuais que os técnicos estão a recolher no terreno”, salienta. De qualquer forma, as chuvas, ainda que em menor intensidade, não deixaram de cair no país o que está a dificultar a diminuição do nível das águas.
    ... http://visao.sapo.pt/actualidade/mu...Abertura-das-comportas-vai-ser-uma-catastrofe
     
  10. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    Está neste momento a sair de Lisboa segundo C130 com equipas de apoio para Moçambique, com escalas em Acra (Gana) e São Tomé e Príncipe.

    O nº de mortos confirmados pelo governo moçambicano parece-me muito por baixo. É impossível o número de vítimas mortais não ser acima de 500, e na minha opinião, serão bem mais que 500. Mas muitas dessas pessoas nunca serão encontradas, tal é a devastação causada pelas chuvas fortes e intensas que se têm abatido naquela região.

    Outra coisa que me chegou, por mais que uma pessoa, é que o governo de Moçambique poderá ter demorado a agir porque a cidade da Beira é constituída maioritariamente por apoiantes da oposição. Isto a ser verdade (obviamente que nunca se vai saber se é verdade ou não) é completamente repugnante e desumano.
     
  11. JPAG

    JPAG
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    14 Fev 2016
    Mensagens:
    78
    Local:
    Vila Viçosa (400 m)
    Face à gravidade da situação também me parece que os números avançados são muito inferiores ao que, infelizmente, são na realidade. Mas percebo que não podem avançar com outros números sem descobrirem os corpos (muitos nem serão descobertos).. Mas as perdas humanas nos 3 países mais afetados serão largos milhares.

    Faz-me também alguma confusão a "não preparação" do país face a um evento que já se previa avassalador. Sei que é um dos países mais pobres do mundo e que não deve ser fácil orientar qualquer medida preventiva.. mas nem que fosse uma retirada de pessoas das zonas que iriam ser mais afetadas.

    E por fim, o que me causa mais confusão, são as ajudas e apoios enviados para Moçambique. Desde já o número de helicópteros que o país recebeu, se não estou em erro, foram cerca de 1 dezena. Sabendo que a principal medida pós tempestade seria retirar as pessoas encurraladas pelas águas não seria melhor colocar 50/60/100/200 helicópteros a trabalhar no terreno de forma a tentar salvar o máximo de pessoas. Existem milhares de helicópteros parados à espera de "serviços"... e barcos e lanchas não seriam uma boa solução no terreno? Ainda não vi pessoas a serem salvos por este tipo de meio...
    Outra notícia que me ficou "entalada" na garganta foi a ajuda da União Europeia... 3,5 milhões de Euros. Este valor em Portugal nem para uma pequena obra pública, como uma pequena escola primária, chega, e envia-se para um dos países mais pobres do mundo a atravessar uma das maiores calamidades ambientais de sempre um valor desses? A União Europeia como uma das maiores organizações mundiais não devia dar o exemplo? Mas alguém me consegue explicar o que é que um país como Moçambique consegue melhorar significativamente com 3,5 milhões de euros? Nem para comprar medicamentos urgentes no país é suficiente, quanto mais para melhorar saneamento e cuidados de saúde...
     
    Pedro gostou disto.
  12. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,337
    Local:
    Viseu
    Nos últimos dias estive bastante em baixo e estive afastada praticamente por completo da informação. Só hoje tive a verdadeira noção desta desgraça. Que coisa horrível. Às vezes parece que a Natureza castiga com especial violência aqueles que já sem desastres naturais têm vidas mais difíceis. Alguém tem alguma sugestão de ajuda útil e séria para um cidadão comum?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem e luismeteo3 gostaram disto.
  13. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    Já vi grupos de escuteiros a organizarem recolhas de bens que serão depois entregues à Cruz Vermelha Portuguesa. A Cruz Vermelha Portuguesa também está a aceitar donativos: Os donativos podem ser efetuados para o IBAN PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4, através do multibanco, entidade 20 999, referência 999 999 999 ou online neste site aqui. Fonte.

    Certo é que muita gente poderá estar reticente em alinhar nestas campanhas depois da barraca que foi o caso dos incêndios de 2017.
     

Partilhar esta Página