Sismos Internacional 2008

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por Luis França 5 Jan 2008 às 14:22.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    A dimensão da tragédia é tão grande que mesmo os cães treinados de todo o mundo seriam muito poucos. Falam de 4 milhões de casas destruídas ou danificadas :(
     
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Milhares de sapos fugiram antes de terremoto na China

    [​IMG]

    Centenas de milhares de sapos fugiram de uma cidade próxima do epicentro do terremoto de segunda-feira no sudoeste da China, alguns dias antes do tremor, informa a imprensa chinesa. A migração anormal dos animais, que de modo repentino invadiram as ruas de Mianyang no fim de semana passado, provocou comentários entusiasmados de blogueiros convencidos de que se tratava de um sinal que anunciava o tremor. Porém, um especialista entrevistado pela agência estatal Xinhua minimizou a hipótese. "Existem muitas razões para explicar uma anomalia em animais e nas águas subterrâneas. Um sismo é uma possibilidade, assim como as mudanças climáticas e as condições atmosféricas", declarou Zhang Guomin, analista do Instituto de Pesquisas Sismológicas.
    Um repórter de um jornal de Mianyang entrevistou no domingo os moradores da cidade sobre o estranho fenômeno. Os mais velhos afirmaram ter interpretado a fuga dos sapos como um sinal de um desastre iminente. Os mais jovens faziam piada da relação e afirmaram que os animais saíram para receber a tocha olímpica.
    O subdiretor do Centro de Redes Sismológicas da China, Zhang Xiaodong, disse que as investigações sobre os terremotos avançarão neste sentido para saber se é possível estabelecer um vínculo entre um fenômeno natural e a iminência de um tremor. Porém, admitiu que "a previsão dos terremotos continua sendo um enigma para o mundo".

    AFP
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    400 barragens chinesas em "situação perigosa" na sequência do sismo

    As condições de segurança das barragens hidroeléctricas são a última dor de cabeça das autoridades chinesas, três dias depois do sismo de magnitude 7.9 na escala de Richter. Pelo menos quatrocentas estruturas afectas a cinco províncias estão em situação considerada perigosa. Juntam-se mais 19 barragens na zona de Chongquing que apresentam sérios problemas de segurança.
    As estradas, que há três dias deixaram de o ser, são outro desepero para as autoridades, que precisam abrir as vias de comunicação para resgatar corpos, eventuais sobreviventes, e enviar ajuda humanitária. É um trabalho moroso, mas o governo garante que não pode ser feito de outra forma.
    O vice-ministro dos Transportes explica que as estradas estão no epicentro do sismo, por isso não pode ser utilizado dinamite. Têm estado a ser utilizadas máquinas para arrastar o entulho a pouco e pouco. São as condições que provocam o atraso e não a falta de pessoas a trabalhar. Os meios de comunicação estatais anunciam a participação de 130 mil soldados e polícias nas operações.
    O último balanço dá conta de 19 mil e quinhentos mortos, as próprias autoridades chinesas acreditam que o número de vítimas mortais possa chegar a 50 mil. Cerca de 30 mil pessoas continuam desaparecidas. Qualquer um destes números pode aumentar à medida que se desenrolam as operações de resgate.

    EuroNews
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,771
    Local:
    Arroja, Odivelas (140m); Várzea da Serra (900m)
    Não sei porquê, mas eu iria estar do lado dos jovens. Perante aquele cenário de sapos, jamais me ocorreria que iria haver um terramoto.
    Se bem que, agora com esta história dos sapos, hoje de manhã ainda vivi um episódio cómico (não com batráquios, mas com felinos).
    Por volta das 10 horas, entrou um gato preto aqui para o prédio que por uns largos minutos subiu e desceu as escadas várias vezes, sempre a miar exaltivamente, como se alguém lhe estivesse a fazer mal. E recusava-se a ir para a rua. (estava doido o animal :hehe:). Ainda pensei: "Querem ver que ele nos está a avisar que vem aí um terramoto". Mas nada disso.
    Passado um bocado, voltou a ficar calmo e saiu sozinho para a rua. :hehe:

    Perante isto, é para mim completamente impossivel ver nos animais comportamentos que me levem a crer que se vai dar um terramoto antes deste se dar. Ou seja, é facil depois do sucedido perceber que os animais nos estavam a avisar de algo, mas antes é completamente impossivel.

    Andei a ler sobre no google sobre earthquakes clouds, mas não cheguei a nenhuma conclusão. Parecem-me todas demasiado comuns, não sei.:hehe:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Política do filho único amplia dor das famílias

    A perda de um filho é sempre uma tragédia irreparável. Mas a dor dos pais que perderam a sua criança no sismo de Sichuan, na China, é amplificada pela controversa política do filho único seguida neste país. As imagens mais trágicas em Sichuan são as escolas reduzidas a ruínas e a angústia dos pais que esperam a retirada das crianças dos escombros, frequentemente sem vida.
    O primeiro-ministro Wen Jiabao, que supervisiona as operações de socorro directamente na zona, não pára de encorajar os socorristas a procurarem primeiro as crianças, dizendo que "um minuto pode significar uma vida salva". As aulas estavam cheias na segunda-feira ao fim da manhã, quando o sismo destruiu em poucos segundos as escolas e encurralou no seu interior milhares de crianças e de professores.
    Em Hanwang, cidade de 70 mil habitantes a 50 quilómetros do epicentro, todos os edifícios até aos arredores ficaram arrasados, entre eles várias escolas. O mais trágico para os socorristas e pais foi ouvir as vozes que se elevavam dos escombros nas primeiras horas a seguir à catástrofe e que se foram calando à medida que o tempo passou.
    "Antes, ainda os ouvi. Se tivesse havido uma intervenção mais cedo, a minha filha ter-se-ia salvado", diz, a tremer de cólera Wen Huayoung, de 39 anos, que espera ainda notícias da filha de 18 anos. Uma amiga reconforta-a e diz-nos porque é ainda mais difícil de aceitar a eventual perda de um filho. "Estamos apenas autorizados a ter um." Esta regra só conhece excepções em algumas zonas rurais e nas famílias das minorias nacionais.
    Os bebés tornaram-se valiosos na China desde que o Governo interditou à maioria da população ter mais de um filho, isto há mais de 30 anos, numa tentativa de controlar o crescimento demográfico do país mais populoso do mundo. Esta opção permitiu reduzir em 400 milhões o número de nascimentos, de acordo com o Governo, mas causou também um desequilíbrio demográfico, com um número reduzido de jovens obrigados a financiar as reformas dos mais velhos.
    Existem hoje 80 milhões de filhos únicos na China. Conhecidos como "pequenos imperadores", têm sob os seus ombros todas as esperanças dos pais e são cobertos de mimos por toda a família.

    Fonte: DN
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Terremoto: número de mortos chega a 70 mil na China
    Publicada em 20/05/2008 às 10h28m
    O Globo Online
    Agências internacionais


    PEQUIM - A China elevou nesta terça-feira para mais de 70 mil o número oficial de mortos e desaparecidos pelo terremoto da semana passada, mas equipes de resgate encontraram um sobrevivente sob os escombros deixados pelo forte tremor de oito dias atrás. Há também 247 mil feridos.

    O alerta de que uma forte réplica de até 7 graus de magnitude na escala Richter poderia sacudir nesta terça-feira a zona devastada pelo terremoto na China gerou pânico nesta manhã entre os sobreviventes da província de Sichuan. O alerta foi emitido pelo Escritório Sesmiológico de Sichuan e ecoado pela agência oficial Xinhua.

    De acordo com o órgão, havia uma "grande possibilidade" de a região já devastada ser atingida por um tremor secundário e pediu que a população tomasse precauções. A região tem sido atingida por centenas de abalos de menor intensidade desde o grande terremoto do dia 12.

    "É de se esperar tremores secundários após um grande terremoto", afirmou Susan Potter, geofísica do U.S. Geological Survey, em Golden, Colorado. "Mas eles se tornam menos freqüentes e menores à medida que o tempo passa", acrescentou.

    Potter disse que o USGS não faz previsões de tremores secundários.

    ( Veja imagens dos escombros por toda parte )

    A imprensa oficial chinesa exibiu imagens de pessoas acampando nas ruas após a emissão do alerta. Segundo a agência oficial de notícias Xinhua, após o anúncio de um possível terremoto, os moradores do distrito de Wenchuan fugiram apavorados de suas casas carregando cobertores, móveis e utensílios. Em Chengdu, a capital provincial, as pessoas decidiram fugir imediatamente em seus carros, o que congestionou as estradas e postos de gasolina da região. Entenda a força dos abalos sísmicos

    "
    Tivemos de responder a centenas de chamadas quando foi anunciada a possibilidade de uma forte réplica
    "
    --------------------------------------------------------------------------------
    Muitos moradores passaram a noite acordados e permaneceram alertas e preparados para fugir das tendas de campanha em que vivem provisoriamente. A mesma reação de pânico diante do anúncio da réplica foi registrada no restante da província de Sichuan, onde aconteceu o epicentro do terremoto, e em Guizhou e Chongqing. Ontem, o governo chinês informou que 250 pessoas envolvidas nos trabalhos de resgate das vítimas e de recuperação da infra-estrutura destruída foram soterradas em novos deslizamentos de terra e desmoronamentos de construções.

    - Tivemos de responder a centenas de chamadas a partir das 22h da noite (de segunda-feira), quando foi anunciada a possibilidade de uma forte réplica - assinalou Chen Benjin, responsável pelo birô sismológico de Guizhou.

    Esta não é a primeira vez que os moradores de Sichuan tem de buscar proteção contra possíveis tremores secundários. Desde a semana passada, a região de Sichuan sofreu mais de 122 novos tremores, sendo que um deles marcou 6,1 graus na escala Richter. ( Veja imagens do caos e da destruição )

    Equipes que atuam na região, há oito dias, conseguiram resgatar com vida um homem que ficou soterrado por quase 179 horas, ou seja, por mais de uma semana. O executivo Ma Yuanjiang, de 31 anos, participava de uma reunião em uma usina de eletricidade em Wenchuan quando o tremor desabou o prédio de dois andares onde ele estava.

    Após uma operação de resgate que durou 30 horas, Ma Yuanjiang foi resgatado com vida. Histórias de resgate de pessoas com vida estão ficando cada vez mais raras à medida em que cresce o número de mortos no terremoto da segunda-feira passada.

    Governo lança selo especial para arrecadar fundos



    O governo chinês lançou um selo especial para arrecadar fundos que serão destinados às vítimas. O selo traz três corações interligados em um fundo vermelho e vale 1,20 yuan (R$ 28), mas está sendo vendido por 2,20 yuan. De acordo com a agência estatal chinesa Xinhua, a partir desta terça-feira 13 milhões de selos estarão a venda até o dia 20 de junho.

    O governo chinês espera arrecadar US$ 4 milhões e toda verba será doada para as vítimas do terremoto. A China diz já ter recebido US$ 1,5 bilhão em doações para os afetados pelo desastre. Até agora, quase 60 organizações de 13 países - EUA, França, Índia e Filipinas, entre eles - ajudam nos esforços de resgate e humanitário. No domingo, dois aviões militares americanos desembarcaram com suprimentos na cidade de Chengdu. Segundo as autoridades, a contribuição para as vítimas do terremoto superou a marca de US$ 860 milhões.

    Esta é a primeira vez desde a Revolução Comunista de 1949 que o governo de Pequim aceita formalmente ajuda internacional.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,137
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Penso que a maior ocorrência de sismos no paralelo 40ºN seja mera coincidência com a localização actual dos limites das placas continentais e outras secundárias. Se houvesse correlação entre a maior ocorrência sísmica e a localização no paralelo 40º então certamente, por simetria, ocorreria de igual forma no paralelo 40ºS, o que não acontece.

    Alterações nas nuvens deve ser mais um falso mito, nem tinha ouvido falar.
    Já alterações no comportamento dos animais, é um facto bastante discutido, muito embora inconclusivo.

    Eu diria que, tendo eles alguns sentidos acrescidos e mais apurados, talvez até porque ao contrário de nós, eles passam mais o tempo a sentir do que a pensar, tornando-os mais sensitivos talvez.
    Eu penso que é possível que sintam algo, agora se o que sentem é suficiente para reagirem com medo ou perturbação, isso já não sei!

    As aves migratórias, alguns insectos, alguns mamíferos e alguns peixes (ex: tubarões detectam campos eléctricos muito fracos) têm decerto a faculdade de orientação, uns de uma forma outros de outra, sentem a orientação do campo magnético terrestre de forma que sabem onde é o norte e o Sul! Também alguns têm a faculdade de se aperceberem da latitude pelo correlacionamento entre a posição relativa do Sol no horizonte e a época do ano em que se encontram. Mostraram-se algumas evidências, ainda há muito pouco tempo, fazendo o seguimento lado a lado com gansos ou patos?!?! na sua rota migratória, sendo que com a instrumentação adequada mostravam-se as linhas de campo magnético terrestre ao longo da viagem, sendo que as aves seguiam paralelas a estas como se auto-estradas se tratassem!!!

    Mas daí a sentirem sismos, não sei.. De sismologia sei que existem as ondas P e as ondas S. Nos sismos mais fortes ocorrem também as ondas R e L.
    As ondas P são as primeiras, mais rápidas (0.3 a 7km/s) enquanto que as ondas S são mais lentas (0.1 a 5km/s).

    Supondo um epicentro a 200km de distância de nós, e admitindo a velocidade máxima de propagação das ondas P e S, diferem 2km/s uma da outra, e por isso o tempo decorrido nessa situação entre uma e outra seria 200km/2km/s resultando 100s de tempo. Será nesses 100s que os animais se perturbam? Ficariam perturbados por sentir a onda P mais fraca e pouco sentida por nós num sismo de fraca amplitude?!

    O meu exercício ao admitir que o meio material para propagação das ondas é o mesmo não é muito correcto para a estimativa das velocidades de uma e da outra, pois numa a propagação é vertical submetendo-se a camadas estratificadas de diferentes materiais, enquanto que a propagação da outra onda não é vertical.

    Acredito que haja toda uma dinâmica de fenómenos a todo o momento e que antecede a ocorrência de um sismo, que ocorre aquando de um certo ponto crítico que é atingido. Devemos pensar que abaixo de nós, habitantes da crosta terrestre (uma casca de ovo flutuante) existem fluxos de magma que contem materiais ferromagnéticos e que dada a proximidade com a crosta relativamente ao núcleo e manto interior, podem ocorrer perturbações no campo magnético por sobreposição e por isso, ocorrem também alterações na condutividade eléctrica do meio. Os fenómenos de que falo são chamados de fenomenos telúricos.

    Ora os animais que citei, podem facilmente sentir estas alterações, perturbando-se ou não! Penso que tem de haver um padrão desajustado para que os animais sintam que algo não está bem! Digo isto porque, fenómenos telúricos, perturbações no campo magnético existem a todo o momento, depende da escala com que o medimos!

    Penso que não seja boa ideia usar o comportamento dos animais na previsão de sismos, uma vez que se estes reagirem a padrões anormais de magnetismo terrestre ou a variações de condutividade eléctrica, isso não significa por si só que se possa antever um sismo, daí o descredito no uso dos animais como aferidor. É que padrões anormais deverão ocorrer um pouco por toda parte, com maior ou menor frequência, mas só uma pequena parte destas anomalias se correlaciona com sismos! Daí a falha destes como aferidor de eventos sísmicos.

    E digo mais, todos nós sentimos não as perturbações em si, mas os seus efeitos! Eu explico: Perto de Castelo Branco existem 2 locais onde ocorrem estes fenómenos, sendo eu próprio testemunha de um deles, é mesmo verdade! :)

    - Serra da Gardunha, entre Alpedrinha e Fundão, a 35-40Km de Castelo Branco
    - Serra de Nisa, entre Nisa e Arneiro, a 40km de Castelo Branco já no Norte Alentejano.

    E foi justamente em Arneiro, que com amigos paramos o carro na estrada, desligamos o motor e destravamos o carro, o que aconteceu foi surpreendente, a pick-up Nissan Navarra começou a acelerar até uns 20km/h desengatada fazendo marcha atrás numa descida de 50m! Não é ilusão! Deitamos água na estrada e esta descia, enquanto a viatura subia literalmente! Nestes 50-100m de estrada o desnível é de uns 4-5m de altura, confirmado por um deles que é topografo!

    Se forem a Arneiro (Nisa) a 40km de Castelo Branco, aproveitem a experiência e almocem umas belas migas de peixe num restaurante reconhecido com prémio gastronómico. A paisagem é muito bela, fazendo-se a descida para o Tejo entre Norte Alentejo e a Beira Baixa. Visitem a sério!


    "Sinais precursores:

    Ocorrência de microssismos;
    Alteração da condutividade eléctrica;
    Flutuações no campo magnético;
    Modificações na densidade das rochas;
    Variação dos níveis da água em poços próximos das falhas;
    Aumento da emissão de rádon;
    Anomalias no comportamento dos animais; "
    [Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sismo]

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ondas_sísmicas
    http://domingos.home.sapo.pt/estruterra_2.html
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Islândia: Cerca de 30 feridos no sismo que fez oscilar edifícios

    O sismo que abalou ontem a Islândia, causou estragos em edifícios na capital e feriu ligeiramente cerca de 30 pessoas, forçando à evacuação de localidades afastadas, revelou a Polícia. Os Serviços geológicos norte-americanos informaram que o sismo de 6.2 de magnitude ocorreu às 15:46 locais (16: 46 em Lisboa) e teve o seu epicentro perto da localidade de Selfoss, 50 quilómetros a Sudeste da capital, Reiquejavique. Há cerca de 30 pessoas com ferimentos ligeiros em consequência do sismo, disse o Departamento de Protecção Civil da Polícia.
    Habitantes na capital sentiram os prédios a oscilar com o sismo e a estrada entre Reiquejavique e Selfoss foi encerrada devido aos danos causados pelo terramoto. Foram sentidas fortes replicas no Sudoeste do país e a polícia deslocou-se até à cidade vizinha de Hveragerdi, 45 quilómetros a Leste de Reiquejavique, avisando os residentes para permanecerem fora de casa.
    Um operador de câmara da AP Television News em Hveragerdi disse que as pessoas começaram a montar tendas no exterior porque não foram autorizadas a voltar para casa. "Foi uma experiência horrível. Tudo o que estava na minha casa está em ruínas", disse Sveinn Ingvason, uma operário da construção civil de 51 anos ao Canal 2 da Islândia
    A Islândia, com uma população de 300 mil pessoas, é geologicamente uma ilha vulcânica instável no Atlântico Norte. O último grande sismo que abalou o país, em Junho de 2000, atingiu os 6.6 de magnitude na escala de Richter. Não se registaram danos pessoais mas destruiu uma dúzia de casas.

    © 2008 LUSA
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. iceworld

    iceworld
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Dez 2007
    Mensagens:
    1,051
    Local:
    coimbra ( 85m )
    Sismo na Grécia

    Sismo de 6,5 na escala de Richter na Grécia
    Dois mortos e 37 feridos



    Duas pessoas morreram e 37 ficaram feridas no sismo, de magnitude 6,5 na escala de Richter, que se sentiu hoje na península grega de Peloponeso, no sul do país, informaram as autoridades gregas.

    http://sic.aeiou.pt/online/noticias/mundo/Sismo+na+Grecia.htm
     
  11. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sismo 6.8 seguido de várias réplicas no Japão

     
  12. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Forte sismo de magnitude 6,3 sentido no Mar Egeu

    Um forte sismo de magnitude 6,3 na escala de Richter foi sentido na manhã de terça-feira ao largo das ilhas do Dodecaneso (Sueste da Grécia), no Mar Egeu, indicou o Instituto de Geodinâmica e Observatório Nacional da Grécia

    O abalo teve o seu epicentro a 445 quilómetros a sueste de Atenas, às 6h26 locais (4h26 de Lisboa).

    Não há indicações de vítimas ou danos.

    Lusa / SOL
     
  13. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Sismo na China de 6.1 graus provoca pelos menos 22 mortos

    Um sismo atingiu hoje a província da China de Sichuan provocando, pelo menos, 22 mortos. O número pode, no entanto, aumentar já que que há vários desaparecidos. Um dos últimos balanços dá ainda conta de 126 feridos.
    Pelo menos mil casas ficaram destruidas por este abalo que segundo o instituto norte-americano de geologia atingiu uma magnitude de 5.7., mas as autoridades chinesas falam em 6.1 na escala de Richter.
    Recorde-se que um violento sismo em Maio deste ano, também na provincia de Sichuan, provocou a morte a cerca de 70 mil pessoas e deixou 10 milhões de desalojados.
    De acordo com as primeiras informações, o epicentro do sismo de hoje localizou-se perto da cidade de Panzhihua, na extremidade sul de Sichuan, perto da província turística de Yunnan. O tremor de terra foi registado às 16.30 horas locais (8.30 horas em Lisboa) a 50 quilómetros a sudoeste da cidade de Panzhihua, numa profundidade de dez quilómetros, segundo os primeiros dados da Rede Nacional de Sismologia da China.

    RTP
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Terramoto de 6,1 graus atinge costa do sul do Irão

    Um terramoto de 6,1 graus na escala de Richter atingiu hoje o litoral do sul do Irão, nas margens do Golfo Pérsico, tendo causado, segundo as primeiras estimativas, um morto e 15 feridos, informou a imprensa iraniana. O epicentro do terremoto, registado às 14:30 locais, situou-se a 57 quilémetros da cidade portuária de Bandar Abbas, onde se encontra uma importante refinaria de petróleo, segundo a agência de notícias iraniana Fars, que cita dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos.
    Um responsável de emergências da província de Hormozgan disse à televisão pública iraniana que, até ao momento, as autoridades registaram um morto e 15 feridos na ilha de Gheshm. O canal acrescentou que houve avultados danos materiais naquela ilha, mas não adiantou mais pormenores.
    Após o terramoto, registaram-se cerca de 10 réplicas naquela província, a mais forte das quais de 4,7 graus. O diretor do centro sismológico do Irão disse na televisão que não existe risco de tsunami.

    Diário Digital
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. rijo

    rijo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Nov 2007
    Mensagens:
    252
    Local:
    Queluz
    Alerta de tsunami na Indonésia e no Japão

    Correio da Manhã
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página