Tempestade EMMA na Europa - Fevereiro 2008

Tópico em 'Europa' iniciado por Redfish 23 Fev 2008 às 16:14.

  1. Redfish

    Redfish
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Jul 2007
    Mensagens:
    489
    Local:
    Salir - Loulé
    Re: Seguimento Europa - 2008

    Boas
    Muitos meios de comunicação classificaram esta tempestade "Emma", como furacão, o que é errado.
    Não conheço e penso que não existem registos de algum furacão que tenham atingido a Europa.
    MAS QUE ESTA FOI UMA GRANDE TEMPESTADE, DISSO NÃO HÁ DUVIDA...:D
     
  2. nimboestrato

    nimboestrato
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Jan 2008
    Mensagens:
    1,865
    Local:
    Pedras Rubras-Aeroporto
    Re: Seguimento Europa - 2008

    A Emma não foi um Furacão.Mas claro que teve algumas características similares,sobretudo no que diz respeito a ventos.E teve uma trajectória algo invulgar afectando vários Países.Os ventos de NW ontem nos Alpes eram tão intensos que o Fohen , na Planura Padana era fortíssimo.As máximas em muitas cidades do Norte de Itália,ontem ultrapassaram os 25,26º .
    Atmosfera em movimento em quase toda a Europa.
    Por cá, de brandos costumes, continuámos com o Anticlone,continuaremos com a atmosfera parada.
     
  3. iceworld

    iceworld
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Dez 2007
    Mensagens:
    1,051
    Local:
    coimbra ( 85m )
  4. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Seguimento Europa - 2008

    Comparando, a intensidade desta tempestade ultrapassou a catg. 1 que classifica os furacões, mas as características de uma depressão cavada como esta, são muito diferentes das de origem tropical que dão origem aos furacões...
    Mas perante a indecisão e imprecisão dos media, mostra de alguma forma a deficiência, a falta de um termo que identifique um temporal desta magnitude.
    Em comparação com as tempestades de origem tropical, que estão bem delimitadas com os termos desde a depressão tropical, tempestade tropical e furacão com as várias categorias, baseados por exmplo na velocidade média dos ventos e na pressão atmosférica.
    Compreendo que à falta de termos, os jornais e televisões utilizassem o que mais se parecia em intensidade com esta tempestade: um furacão.

    Deveria existir na Europa, à imagem dos EUA com o NHC, um centro meteorologico europeu, com poder interventivo de classificar as tempestades e lhes dar um nome, quando a sua intensidade, tanto as com características tropicais no Mediterrâneo, como as depressões que passam pelo continente sem características tropicais.

    Quanto a furacões que atingissem a Europa... quase todos os anos alguns visitam a Europa:D na Região dos Açores, que mais experiências têm tido nestes eventos. Se te referias ao centro da Europa, embora oficialmente não estejam classificados como tal (porque dados oficiais de furacões no Atlântico e mares a ele ligados, só com o NHC), no Mar Mediterrâneo já ocorreram alguns com todas as características de um furacão.

    Mas a Europa alia-se um pouco destas questões meteorologicas, nem o modelo europeu ECM são capazes de o disponibilizar gratuitamente numa Europa que se quer acessível a todos (bem que apregoam bem alto, pela igualdade de oportunidades..etc.. com grandes guerras económicas como as de falta de concorrência, e aqui falta "alguém" que multe a Europa por dificultar o acesso a dados que deveriam estar ao serviço de todos), como tal nos socorremos dos modelos norte-americanos GFS, porque a Europa igualitária assim não o permite, apenas para as elites que pagam.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Seguimento Europa - 2008

    As condições estariam no limite, mas parece-me que o piloto fez toda a manobra inicial de forma impecável, nomeadamente a abordagem aos ventos cruzados, etc, e foi apenas surpreendido no final com uma rajada poderosa e imprevisível, que depois conseguiu resolver de forma notável, quanto a mim, heróica mesmo, pois a forma como conseguiu corrigir a situação numa altura critica em que os motores debitam pouca potência e chegando mesmo a bater com a asa no chão e destruindo o winglet, consegue mesmo assim efectuar o go-around (borrego).

    Presumo que o incidente já esteja a ser objecto de inquérito e que a questão fundamental seja a de saber se havia ou não condições para aterrar. A METAR julgo que indiciava dados no limite ou quase, mas é preciso não esquecer que neste tipo de tempestades que afectam multiplos aeroportos e países às vezes um piloto tem que lidar com vários dilemas, como o combustível que tem disponível, com as condições dos aeroportos mais próximos, etc,etc.

    Fez agora um ano e um mês que outra tempestade idêntica lançou o caos nos aeroportos na Europa e as histórias de aviões que andavam em desespero a tentar aterrar de aeroporto em aeroporto, de país em país, foram imensas. Lembro-me de ler relatos impressionantes de aviões sem combustivel a tentar aterrar e não os deixarem, tendo que pedir desesperados para o fazerem não importando o risco ou tendo que regressar à base de origem se tivessem combustível e onde acabavam por aterrar.

    Os pormenores importantes de haver ou não condições ficam para o inquérito da investigação do incidente, mas olhando para o video, aquele piloto teve mãozinhas ou "Kit de unhas" como se costuma dizer, excepcionais quanto a mim.

    Já agora, um dos videos até aqui mais visionados do mundo deste género é um video do Rui Santos dum A320 da TAP na Portela. Obviamente que a "popularidade" deste tipo de situação foi agora brutalmente ultrapassada, pois este Lufthansa esteve a mesmo a curta distância de uma tragédia, ao contrário deste video "famoso" dum A320 da TAP onde o susto deve ter sido enorme mas a situação estava mais bem controlada.




    Não é nacionalismo saloio, mas é opinião corrente mesmo nos meios aeronáuticos internacionais que cá em Portugal na TAP temos também grandes pilotos e que a "escola" deles tem sido a de um aeroporto dificil como é (ou foi) o do Funchal e também as Lajes onde as aterragens com ventos cruzados são as delícias dos spotters de aviões. Aqui há uns anos também houve um TAP A310 que teve um encontro imediato destes com uma brutal rajada de vento em Newark, também tocou com asa no chão e ia a bordo o Mota Amaral e mais outros 200 passageiros que sairam todos ilesos.

    Julgo que temos 2 observadores meteorológicos com responsabilidades em aeroportos (Franciso Sá Carneiro/OPO e Ponta Delgada/PDL) no Forum, o Nimboestrato e o Rossby, talvez eles queiram falar um pouco destas situações e até que ponto vai a responsabilidade e limite deles nas METAR's, etc, ou do próprio aeroporto. Eu sei que a decisão final cabe sempre ao piloto, ele é que é sempre o único responsável na decisão de aterrar ou não em condições difíceis.



    Outras aterragens com Crosswinds (ventos cruzados):

    Horta:




    Testes de crosswinds da Boeing




    Diversos

    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=-XWkSnJwZIQ"]YouTube - CrossWinds[/ame]
     
    #20 Vince, 3 Mar 2008 às 23:31
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  6. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,575
    Local:
    Sto. Estêvão (Benavente) Monte da Barca (Coruche)
    Re: Seguimento Europa - 2008

    Viagei pouco de avião até hoje. Mas lembro-me de uma aterragem, na ilha de São Miguel, em que devido aos fortes ventos, o avião oscilou violentamente durante a aproximação e pareceu-me que entrou na pista ligeiramente desviado desta, a impresão que me deu foi que a asa do lado onde eu estava não tocou na pista por pouco:shocking:, apanhei cá um susto... Foi a primeira vez que tive medo num avião
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Fernando

    Fernando
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    13 Fev 2007
    Mensagens:
    175
    Local:
    Bragança / Lisboa
    Mau tempo na alemanha

    A mais recente tempestade no centro da Europa deixou as suas marcas. Provavelmente muitos de vocês já viram, mas mesmo assim, gostaria de partilhar o vídeo impressionante de uma aterragem falhada de um avião da lufthansa devido ao vento fortíssimo que se fazia sentir em Hamburgo no dia 1 de Março.



    Simplesmente, :surprise::surprise::surprise::surprise:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #22 Fernando, 4 Mar 2008 às 21:21
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  8. Senador

    Senador
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    13 Fev 2006
    Mensagens:
    478
    Local:
    Braga
    #23 Senador, 4 Mar 2008 às 21:30
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:11

Partilhar esta Página