Tornado EF5 de Moore, Oklahoma, EUA - 20 Maio 2013

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
As condições ontem nem eram extremas (para os critérios da Tornado Alley em plena época de Tornados). Ocorreram 18 registos de Tornados, o que está longe de ser um daqueles dias extremos de "out-breaks" que por vezes sucedem em que podem ocorrer mais de uma centena de tornados num dia.

Então porque é que se forma uma besta destas ? Provavelmente ninguém sabe.
Esta madrugada o Joe Bastardi comentava esta animação radar:

http://i.minus.com/iluhrlDRbUSAQ.gif (gif pesado, quase 4Mb)

Dizia ele que na animação se vê que a supercélula de Moore "engoliu" o resto de uma supercelula a SW desta e que foi aí que tudo explodiu. Que isto será certamente assunto a ser muito estudado.
 

dahon

Nimbostratus
Registo
1 Mar 2009
Mensagens
1,657
Local
Viseu(530m)
article232800019e745000.jpg

Esta imagem é impressionante. Não só pela exactidão com que descreve a trajectória do tornado mas também pela nítida diferença nos níveis de destruição à mediada que nos afastamos do local de passagem do tornado.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,140
Local
Lisboa
As condições ontem nem eram extremas (para os critérios da Tornado Alley em plena época de Tornados). Ocorreram 18 registos de Tornados, o que está longe de ser um daqueles dias extremos de "out-breaks" que por vezes sucedem em que podem ocorrer mais de uma centena de tornados num dia.

Então porque é que se forma uma besta destas ? Provavelmente ninguém sabe.
Esta madrugada o Joe Bastardi comentava esta animação radar:



Dizia ele que na animação se vê que a supercélula de Moore "engoliu" o resto de uma supercelula a SW desta e que foi aí que tudo explodiu. Que isto será certamente assunto a ser muito estudado.

Não querendo ser presunçoso nem arrogante, não creio nisso...
Uma supercélula quando interage com outra nessa posição, leva em cheio com a outflow boundary do FFD, o que levaria á ingestão de ar frio...não haveria intensificação mas sim enfraquecimento, sendo que depois a outra célula a sul se tornaria a dominante.

Ainda para mais, no radar dá a ideia da supercélula de Moore ser de facto a dominante, podendo ter basicamente chupado a energia á outra a sul sem sequer a deixar organizar-se....a célula a sul morre e ponto final.

O que eu creio ser possível, é que a supercélula de Moore interagiu com a frente fria que estava a NW/W, sendo induzido um processo de intensificação rápida originado pela convergência pré frontal + aumento do shear/vorticidade nos níveis baixos + interacção com o que os americanos chamam o thermal axis, que é uma pluma de ar mais energético que se encontra precisamente junto á convergência pré frontal.

i7mAqfN.png


Posso estar errado, mas para mim esta é a explicação mais plausível de momento...:thumbsup:

Bom...para já...acima de tudo há que lamentar as vitimas mortais..os miúdos é sempre particularmente difícil...e para pessoal que como eu até tem bastantes putos na família, faz alguma impressão :(
 

miguel

Furacão
Registo
4 Fev 2006
Mensagens
13,592
Local
Setúbal
Outra imagem que é impressionante e tocante :(

 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,758
Local
Azambuja / Rio Maior
Imagens impressionantes. :(

Este tornado podia ser igual a tantos outros se não tivesse a infeliz pontaria de atravessar uma área densamente povoada, mesmo num país habituado a estes fenómenos as tragédias continuam a ocorrer.:(
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,249
Local
Caneças (300m) / Várzea da Serra (900m)
Oklahoma, a capital dos tornados

É uma das perguntas frequentes feitas à agência norte-americana para os oceanos e a atmosfera (NOAA, na sigla em inglês): qual é a cidade onde se registaram mais tornados no país? Resposta: Oklahoma City, a mesma que na segunda-feira viveu mais um episódio do género, com dezenas de mortos e um enorme rasto de destruição.

Foi o tornado número 150 naquela área metropolitana, segundo uma lista da NOAA com eventos desde 1893. E é o mais mortífero. Até ao meio da manhã de terça-feira, temia-se que o número de vítimas fatais chegasse a pelo menos 91. Em todos os outros tornados anteriores, somados, morreram no total 153 pessoas.

Oklahoma City detém o recorde do tornado com a maior rajada de vento. Foi em 1999, numa tempestade que ironicamente também varreu a localidade de Moore, a mais afectada nesta segunda-feira. Naquele episódio, os ventos chegaram a 486 quilómetros por hora – “os mais fortes jamais encontrados à superfície da Terra”, segundo uma lista de perguntas frequentes do Centro de Previsão de Tempestades da NOAA.

Oklahoma é um dos estados norte-americanos que fica na chamada “Avenida dos Tornados”, uma vasta área que atravessa o país, bem ao centro, do Texas quase a Dacota do Norte. É aí que ocorrem mais tornados, embora a NOAA alerte que este tipo de fenómeno meteorológico pode acontecer em qualquer ponto do país.

Os Estados Unidos são, de longe, o país com mais tornados registados por ano – 1253 em média, entre 1991 e 2010. Segundo a NOAA, é difícil comparar com outros países, dado que o sistema de monitorização nos EUA está mais desenvolvido e resulta em mais registos. Mas, com os dados existentes, 75% dos tornados no mundo ocorrem nos Estados Unidos.

Em Portugal, há registo de 87 tornados nos últimos 80 anos.

capturarkbr.jpg

Noticia: Público
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,760
Local
Estremoz (401 metros)
Satellite Sees Storm System Generate Powerful Oklahoma Tornado

NASA Goddard

This animation of imagery from NOAA’s GOES-13 satellite shows the movement of storm systems in the south central U.S. on May 19 and 20, 2013. The system generated tornado outbreaks from Oklahoma to Iowa, from the afternoon into the night. This outbreak was the first reported in Iowa since late May 2012. Toward the end of the animation is the system that generated the Moore, Oklahoma, F-4 tornado (winds between 166 and 200 mph) on May 20 around 3 p.m. CDT. Credit: NASA/NOAA GOES Project, Dennis Chesters

https://www.facebook.com/photo.php?v=10151897594380898
 

Felipe Freitas

Cumulonimbus
Registo
11 Fev 2012
Mensagens
3,766
Local
Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
Public Information Statement Issued by NWS Norman
for the Tornado Outbreak of May 20, 2013

PUBLIC INFORMATION STATEMENT
NATIONAL WEATHER SERVICE NORMAN OK
110 PM CDT TUE MAY 21 2013

...NWS DAMAGE SURVEY FOR 5/20/2013 NEWCASTLE/MOORE TORNADO EVENT -
UPDATE 2...

.OVERVIEW...

THE NATIONAL WEATHER SERVICE DISPATCHED FOUR DAMAGE SURVEY TEAMS TO
THE PATH OF THE NEWCASTLE/MOORE OK TORNADO. NEW STATEMENTS WILL BE
ISSUED THROUGHOUT THE DAY AS THESE TEAMS REPORT FINDINGS. THIS
INFORMATION REMAINS PRELIMINARY AND THE INFORMATION HERE COULD
CHANGE.

.NEWCASTLE/MOORE TORNADO

RATING: EF4
ESTIMATED PEAK WIND: 190 MPH
PATH LENGTH /STATUTE/: 17 MILES
PATH WIDTH /MAXIMUM/: N/A
FATALITIES: N/A
INJURIES: N/A

START DATE: MAY 20 2013
START TIME: 2:45 PM CDT
START LOCATION: 4.4 W NEWCASTLE /GRADY COUNTY /OK
START LAT/LON: 35.2580 / -97.6775

END DATE: MAY 20 2013
END TIME: 3:35 PM CDT
END LOCATION: 4.8 E OF MOORE OK /CLEVELAND COUNTY /OK
END LAT/LON: 35.3409 / -97.4007

SURVEY SUMMARY: FOUR SURVEY TEAMS CONTINUE TO SURVEY THIS LONG TRACK
TORNADO. INITIAL DAMAGE WAS FOUND AROUND 4.4 MILES WEST OF NEWCASTLE
...SOUTH OF TECUMSEH ROAD ALSO KNOWN AS NW 16TH STREET AND EAST LAKE
ROAD. THE TORNADO TRACKED NE TO THE INTERSTATE 44 BRIDGE OVER THE
CANADIAN RIVER AND THEN TOOK A MORE EASTWARD TRACK THROUGH MOORE.
TORNADO DAMAGE ABRUPTLY ENDS 0.3 MILES EAST OF AIR DEPOT ROAD AND N
OF SE 134TH ST.

INITIALLY PRODUCING EF0 AND EF1 DAMAGE THE STORM INTENSIFIED VERY
RAPIDLY IN 4 MILES PRODUCING EF4 DAMAGE BEFORE REACHING INTERSTATE
44. ONGOING SURVEYS THROUGH MOORE HAVE ALREADY DOCUMENTED NUMEROUS
INDICATIONS OF EF4 DAMAGE WITH ESTIMATED WIND SPEEDS OF 190 MPH.

ADDITIONAL INFORMATION SUCH AS MAXIMUM PATH WIDTH WILL BE UPDATED
AS THE TEAMS COMPLETE THEIR SURVEYS.