Tornado na China_2007_07_04

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
Pequim, 4 jul (EFE).- Sete pessoas morreram e 93 ficaram feridas, metade delas em estado grave, após a passagem de um tornado com ventos de mais de 100 km/h pela cidade chinesa de Tianchang, informou hoje a agência estatal "Xinhua".

O tornado destruiu 100 casas e exigiu a retirada de cerca de 200 pessoas em três povoados do município, na província de Anhui, no leste do país.

Os sete corpos foram achados sob os escombros dos edifícios caídos, segundo o escritório de atendimento a desastres. Todos os feridos estão hospitalizados.

Boa parte do território chinês está sofrendo desastres naturais nas últimas semanas. A grave seca no norte já afeta mais de 7 milhões de pessoas. As inundações no centro e sul deixaram mais de 200 mortos. EFE cg mf
Fonte: © Último Segundo
 

mocha

Nimbostratus
Registo
5 Dez 2006
Mensagens
1,596
Local
Barreiro
Tornado deixa 14 mortos e 146 feridos no leste da China

Pelo menos 14 pessoas morreram e 146 ficaram feridas após a passagem de um tornado com ventos de mais de 100 quilómetros/hora no leste da China, noticiou hoje a agência estatal Xinhua.
Em 11 aldeias do município de Gaoyou, na província de Jiangsu, sete pessoas morreram, 53 ficaram feridas e 715 casas sofreram danos após a passagem do pior tornado dos últimos 50 anos, confirmaram hoje as autoridades locais.

Entre os feridos, 12 encontram-se em estado grave. Os prejuízos são estimados em 7,2 milhões de dólares.

«O tornado arrasou a região durante uma hora. Os fortes ventos e intensas chuvas cortaram a electricidade e as telecomunicações, destruíram os telhados e arrancaram milhares de árvores», explicaram.

Antes, a tempestade havia deixado sete mortos e 93 feridos, metade dos quais em estado grave, no município de Tianchang, na província de Anhui. O mau tempo destruiu 100 casas e obrigou à retirada de cerca de 200 pessoas de três povoações.

Os sete corpos foram encontrados sob os escombros dos edifícios derrubados.

Os serviços meteorológicos alertaram para possíveis inundações no rio Huaihe, que atravessa a região e que já atingiu «um nível crítico».

Grande parte do território chinês tem registado nas últimas semanas desastres naturais. A grave seca no norte já afecta mais de 7 milhões de pessoas, enquanto as inundações no centro e sul deixaram mais de 200 mortos.

in Diário Digital