Vêm lá Ondas!

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Com a primeira super-tempestade deste outono-inverno prevista para esta semana no Atlântico Norte a gerar ondulação que poderá chegar cá com período de 20 segundos ou mais e alturas superiores a seis metros, impôe-se uma vista de olhos por alguns locais que em meio totalmente natural podem permitir uma observação do espectáculo. Não recomendo nem pontões nem cais nem praias, esses são os sítios perigosos. Em vez disso, observar do cimo de falésias altas e seguras, nomeadamente em todo o litoral do Parque Natural de Sintra-Cascais.

Pedra de Alvidrar

Não é preciso descer lá abaixo, do cimo da falésia tem-se uma visão de norte a sul, da Ericeira ou mais longe ao Cabo da Roca.

Mas... vamos descer lá abaixo (não recomendo, a não ser que tenham experiência).
A Pedra de Alvidrar é um gigantesca laje plana inclinada a 100% (45º) descendo de 75m de altitude até mergulhar no oceano. O acesso a viaturas é pela estrada da Praia da Adraga, num desvio de terra para a esquerda antes dos parques de estacionamento.

Com bom tempo e mar calmo, 10 de Abril de 2014

A escada (é neste ponto que se deve pensar se queremos mesmo fazer isto)
DRbvMoI.jpg


A corda (não é realmente essencial mas o apoio moral que dá é importante), para os pescadores é uma grande ajuda na sua dura faina:
t9CaBGI.jpg

FJz6TYt.jpg


Lá em baixo, o Arco de Alvidrar:
7l0N1q5.jpg


Um pescador à linha. Lá ao longe a Pedra do Gigante da praia da Ursa, e o Cabo da Roca:
wFjK7x4.jpg


Outro pescador à linha mas no topo da falésia de 80m (junto á "Casa da Bota", como aparece na carta militar). A linha desce mesmo na vertical até à água.
v4x4bDZ.jpg


A cavalo sobre o Arco, ao crepúsculo:
zeDVqOw.jpg


Ao crepúsculo e ao luar, a "Última Pedra":
m7Y7Rdm.jpg



Com tempo menos bom e mar agitado, ondulação 4m, 1 de Fevereiro de 2014

Novamente o momento de ponderação:
0E8Cpsn.jpg


Descendo a corda:
pP0KtZu.jpg


No fim da corda (o resto é sem corda), panorama para norte:
J3LSg3e.jpg


as ondas rebentam na muralha da falésia vertical (mais ou menos 8m de espuma por cada metro de altura da ondulação):
rQiUr5e.jpg


Ao crepúsculo, daqui vê-se bem o Cabo da Roca e a Pedra da Ursa em frente dele, mas a visão é sempre dominada pelo Gigante, perfil bem conhecido para quem está habituado a olhar para sul de qualquer ponto da costa até Peniche.
pPf8mXA.jpg


Poente para norte. A arriba é a da Praia Grande (Calhau do Corvo) que a separa da Praia da Adraga:
5jMzAnJ.jpg



Mar ainda mais agitado, ondulação 5m, talvez 5,5m. 8 de Fevereiro 2014. Ainda não vim aqui com mar mais alto do que isto.
iAbTff6.jpg

b0nsrAe.jpg

AWvyOeE.jpg

lHwGkIu.jpg
 
Última edição:

Aurélio

Cumulonimbus
Registo
23 Nov 2006
Mensagens
4,335
Local
Faro
Apenas umas pequenas correcções ao que dizes .....

1) Se é uma laje inclinada a 100% não se trata de 45º mas sim 90º. Caso seja a 45º então trata-se de uma inclinação a 50%.

2) O fato ou facto, de ser uma rocha sem apoios, obriga forçosamente a que se tenha uma corda de apoio, senão, do chão não passarás ;)

3) Na imagens vê-se os pescadores todos artilhados a subirem pela corda, mostrando claramente não ser uma rocha vertical, mas no máximo inclinada a 45ºC, caso contrário seria impossivel subir quer na forma como sobem, quer muito menos com alguma coisa ás costas; Mas penso que nem 45ºC se calhar deve ser olhando ás imagens desses pescadores !

4) A mim certamente não me apanhavam lá, já trepei por uma arriba acima em Lagos prai uns 5 metros e tive receio pois se o meu pé escorregasse era só uns 30 metros a bater com o rabo;

De qualquer forma excelente reportagem StormRic como sempre aliás ;)
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,167
Local
Oeiras / VN Poiares
Apenas umas pequenas correcções ao que dizes .....

1) Se é uma laje inclinada a 100% não se trata de 45º mas sim 90º. Caso seja a 45º então trata-se de uma inclinação a 50%.

Não, uma inclinação de 100% corresponde a um ângulo de 45º. A inclinação é dada pela tangente do ângulo, igual ao quociente entre o cateto oposto e o adjacente. Em casos de ângulos a 45º os dois catetos são iguais, logo a tangente é 1 (inclinação 100%). Uma parede vertical tem inclinação infinita.

Quanto às fotos,... brutais.
 
Última edição:

Aurélio

Cumulonimbus
Registo
23 Nov 2006
Mensagens
4,335
Local
Faro
Não, uma inclinação de 100% corresponde a um ângulo de 45º. A inclinação é dada pela tangente do ângulo, igual ao quociente entre o cateto oposto e o adjacente. Em casos de ângulos a 45º os dois catetos são iguais, logo a tangente é 1 (inclinação 100%). Uma parede vertical tem inclinação infinita.

Quanto às fotos,... brutais.

Pois eu não estava a pensar em trigonometria, pois pensando em trigonometria efectivamente tem-se um angulo de 45ºC que dá uma tangente de 1, ou seja inclinação de 100%.
Estava pensando no cateto oposto (como a rocha - superficie inclinada) e o mar como cateto adjacente (superficie plana), e no angulo que estes dois formam. Ou seja basicamente é a visão que se tem olhando de baixo para cima ou cima para baixo.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Obrigado!

A subida e descida não é perigosa, a rocha é de confiança (não se desfaz ou esboroa sob os pés, não há solo para se escorregar), duríssima (calcáreo) e cheia de anfractuosidades que praticamente fazem uma escada talhada, em alguns pontos esse talhe nota-se que foi acentuado pela mão humana. E são mesmo 45º (começa um bocadinho mais inclinada que 45º e depois diminui ligeiramente até ao fim, isto é, a laje no seu todo tem uma ligeira concavidade).

A escada dá acesso primeiro a um trilho horizontal que aproveita uma fractura da laje. No início da descida da corda, do lado esquerdo tem-se acesso à Gruta de Alvidrar, complexo de grutas que se situa por baixo da laje e um local bem conhecido de espeleólogos profissionais e amadores. Só visitei a entrada, para o interior é necessário equipamento, formação adequada e uma equipa ou pelo menos um guia com experiência.
 
  • Gosto
Reactions: jonas_87 e CptRena

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,374
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Mais um tópico incrível!!! :shocking:
Continua a deliciar a malta com estes registos espetaculares, parabéns!!

Ps: Não tinha ideia que existiam pescadores a fazer aquele tipo de pesca ao fundo no alto das arribas aqui tão perto, vejo muito disso é na costa vicentina, alguns deles estão quase suspensos por cordas...
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,374
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
E já agora, essa foto do pessoal que apanha percebes responde ao porquê de ser um petisco tão caro.
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Mais um tópico incrível!!! :shocking:
Continua a deliciar a malta com estes registos espetaculares, parabéns!!

Ps: Não tinha ideia que existiam pescadores a fazer aquele tipo de pesca ao fundo no alto das arribas aqui tão perto, vejo muito disso é na costa vicentina, alguns deles estão quase suspensos por cordas...

Obrigado!

É interessante que eu tinha a mesma opinião antes de começar a descobrir esta costa do Cabo da Roca desde há quatro anos (antes só conhecia o Guincho, Abano e as praias de Sintra).
Agora chego à conclusão de que os pescadores destas falésias ainda são mais "loucos" que os da costa vicentina. Eu acho que está-nos no sangue esta atracção aventurosa pelo mar e pelo agreste.
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,015
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
estes sítios dão-me sempre receio da corda estar cheia de sebo ou desfiada/queimada do sol... mesmo sendo calcária, a rocha não ganha limo? e infiltrações da água da chuva?
 
Última edição:

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,015
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
na costa vicentina não gosto de andar a passear no inverno... por causa das infiltrações da água das chuvas.
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,015
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
o problema da pesca nesta zona é que as pedras boas para pescar e onde faz boa água, pois essas pedras não são lá muito acessíveis.
 

Jorge_scp

Nimbostratus
Registo
17 Fev 2009
Mensagens
1,072
Local
Casal do Rato (Odivelas)
Grandes fotos :thumbsup:

Já conhecia a Pedra de Alvidrar de fotos e de ouvir falar. É uma zona muito bonita. Na verdade, a costa de Sintra é para mim, a seguir à Costa Vicentina, aquela que está mais bem preservada e tem uma maior beleza natural. A minha avó tem casa no Rogil (Aljezur) e já lá pesco, apanho perceves e polvos, há uns bons anos (comecei com 10/11 anos, tenho 25 :D). Na Costa Vicentina há muitos pesqueiros onde só loucos metem lá os pés...

Quanto à ondulação de Quinta, com cerca de 5 metros e 20 segundos de período, sem vento... promete um bom espectáculo por toda a Costa Ocidental até Sagres, mas as condições na Nazaré devem estar soberbas!
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Segundo local de observação: Pedra do Cavalo

Toda a gente que foi alguma vez ao Cabo da Roca viu a Pedra do Cavalo, rochedo pontiagudo no prolongamento avermelhado das falésias escarpadas a norte. Esta é a vista mais popular para quem vai ao fim do mundo da Roca. A sequência fantástica de falésias e rochedos com diferentes cores é um cenário de pasmar.

A imagem seguinte é tirada do Cabo no dia 11 de Março de 2012, oceano calmo e azul atlântico:
UdN9uhQ.jpg


O Cavalo é um rochedo avançado ainda ligado à falésia por uma aguçada crista, tudo talhado em granito e sienito, cortado por filões e intrusões. Pode ver-se na base da parede mais lisa um trilho de acesso mais directo, sem ter que descer à Praia da Aroeira, no entanto está em muito mau estado. Todo o local é bem conhecido pelos escaladores de rocha, tem muitas vias, a Pedra do Cavalo ela própria tem uma parede norte vertical muito interessante; o Arco também e a grande parede da Pirâmide da Aroeira também estão já equipadas.
ajwX7bA.jpg


17 de Novembro 2012

Um pequeno núcleo depressionário bastante cavado passa sobre Lisboa de NW para SE, vento forte com rajadas >60Km/h. Deve estar interessante nesta costa, especialmente na Pedra do Cavalo.

As sentinelas da Aroeira, ao descer o trilho, o vento começou a rodar para norte e a intensificar-se à passagem do núcleo:
J6tUnnC.jpg

Kxrf3hI.jpg


A Pirâmide da Aroeira:
Xx2Ulbj.jpg


Face norte da Pedra do Cavalo, o "trilho" percorre parte desta parede na crista em primeiro plano, parece sempre pior do que na realidade é, o local é regularmente usado pelos pescadores. Quando se visita a Praia da Ursa é normal olhar para o Cavalo a sul e vê-los lá.
NDyEm4k.jpg


Aguaceiro ao atravessar a crista:
A89Z0Zb.jpg

O08DMIy.jpg

UwC44Np.jpg

c2apjtm.jpg


Neste ponto o vento canalizado pelas falésias torna a progressão difícil:
sAIcas4.jpg


Vista para o Cabo da Roca:
JzJggEG.jpg


e para baixo, a Sentinela:
s7JiIu6.jpg


quando as ondas rebentam são pulverizadas pelo vento:
R1yY4T5.jpg


vista para as "Gigantes do Ocidente:
NACTnqg.jpg


passando um pouco à frente do Cavalo, a vista da Praia da Ursa e o curioso alinhamento da Marca Branca, da Sentinela e do Cavalo:
qQgHa6V.jpg

9oTeJku.jpg


para sul, o mar de espuma na Aroeira:
AyGgnuo.jpg


mais chuva:
QBO4hfB.jpg


com o sol já baixo:
Pcz2rma.jpg

S8utRwP.jpg


regresso ao poente:
CEDCNIj.jpg

RlidWuH.jpg
 
Última edição: