Análise Modelos e Alertas Oficiais - Fevereiro 2010

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por AnDré 1 Fev 2010 às 01:29.

  1. ferreirinha47

    ferreirinha47
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    12 Jan 2009
    Mensagens:
    212
    Local:
    figueiras 179m / Leiria
    Bom dia, uns podem pecar por excesso(Espanha AEMT) outros por defeito (Portugal IM) eu prefiro os que podem pecar por excesso, pode nao acontecer mas se acontecer estamos prevenidos, estranho a protecção civil ainda nao ter dado nenhum alerta oficial.
     
  2. ecobcg

    ecobcg
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Abr 2008
    Mensagens:
    4,710
    Local:
    Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
    Actualização do comunicado do IM:
     
  3. joao paulo

    joao paulo
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    19 Set 2005
    Mensagens:
    70
    Local:
    Vila do Carvalho / Altitude: 762 mts
    Já há alerta da Protecção Civil http://www.prociv.pt/cnos/Documents/Mapa_de_alertas.pdf

    PRECIPITAÇÃO;
    VENTO FORTE;
    AGITAÇÃO MARÍTIMA;

    CHEIAS RÁPIDAS MEIO
    URBANO; CORTES DE
    ESTRADA DEVIDO A
    INUNDAÇÕES; DANOS EM
    ESTRUTURAS; QUEDA DE
    ÁRVORES; DESLIZAMENTOS
    DE TERRAS; DIFICULDADES
    COM EMBARCAÇÕES;
    ACIDENTES DE VIAÇÃO
     
  4. HotSpot

    HotSpot
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Nov 2006
    Mensagens:
    3,613
    Local:
    Moita, Setubal
    Caso para dizer, ALELUIA. Mas porquê tanto tanto :disgust:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. HotSpot

    HotSpot
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Nov 2006
    Mensagens:
    3,613
    Local:
    Moita, Setubal
  6. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Norte e Centro do país em alerta vermelho

     
  7. ACalado

    ACalado
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Fev 2006
    Mensagens:
    2,988
    Local:
    Covilhã 750m
    Tudo muito bem pena que os nossos meios de comunicação ainda não saibam distinguir avisos de alertas... alertas é a ANPC que os dá o IM lança avisos :D Preciosismos a parte

    [​IMG]

    [​IMG]

    O extremo noroeste do nosso pais vai acumular uns bons milímetros de precipitação. A intensidade do vento em toda a zona costeira é significativa.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Sunderlandz

    Sunderlandz
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jul 2009
    Mensagens:
    506
    Local:
    Machico (ilha da Madeira) 35 m
    Madeira em alerta vermelho do vento!

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,005
    Local:
    Funchal
    E é importante que a comunicação social informe os motivos do alerta (o vento) e não apenas dizer que a Madeira está em alerta em vermelho. Receio pelo pânico que se possa gera nesta hora em que muita gente ainda está a sair do trabalho. Ainda por cima os boatos têm sido terríveis.
     
  10. rbsmr

    rbsmr
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    6 Ago 2007
    Mensagens:
    589
    Local:
    Cabeça Gorda, Torres Vedras (140m)
    ESCLARECIMENTO A BOATO
    2010-02-26 (IM)

    Circula na Web informação que atribui à situação meteorológica adversa prevista para a Madeira e Continente neste fim-de-semana a classificação de FURACÃO.

    Tal informação não é correcta, porquanto o fenómeno que está a ser objecto de vigilância por parte do Instituto de Meteorologia trata-se de uma depressão com forte cavamento na sua aproximação ao Continente que provocará ventos de forte intensidade e precipitação.

    Chama-se a atenção para os comunicados e Avisos difundidos e eventualmente a difundir pelo Instituto de Meteorologia e Serviços de Protecção Civil, únicas autoridades com competência para a emissão de Avisos e Alertas no território nacional.

    Particularmente nesta situação meteorológica remetemos para os Comunicados emitidos hoje, em actualização de informação ontem distribuída pelo Instituto de Meteorologia, que se encontra patente na sua Página Web, bem como para os Alertas e Recomendações difundidos pela Protecção Civil.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga


    Adicionalmente esclareço que o vento na escala Saffir–Simpson de Furacões não se mede pelas rajadas, mas pelo vento médio de 1 minuto. E um Furacão de Categoria 1 tem ventos médios de 119 a 153 km/h, mas as rajadas podem ser muito superiores.
     
  12. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Mau Tempo: EDP tem 5000 operacionais alerta
     
  13. NunoBrito

    NunoBrito
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    341
    Local:
    Parede - Cascais
    ALERTA LARANJA

    Situação meteorológica adversa - vento, precipitação e agitação marítima

    De 27Fev às 00h00 até 27Fev às 24h00





    Situação meteorológica adversa - vento, precipitação e agitação marítima



    De acordo com as previsões disponibilizadas e actualizadas pelo Instituto de Meteorologia (IM), tendo em conta a passagem de uma depressão muito cavada, próxima do continente durante o dia de amanhã, Sábado, 27 de Fevereiro, salienta-se:



    · Vento excepcionalmente forte (até 85 km/h), com rajadas da ordem dos 160 km/h, do quadrante sul rodando para oeste no final da tarde, no litoral e terras altas, em especial nas Regiões do Norte e do Centro;



    · Agitação marítima com ondas de sudoeste, podendo ser superiores a 7 metros na Costa Ocidental e superiores a 4 metros na Costa Sul;



    · Períodos de chuva por vezes forte, em especial a Norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, não estando, no entanto, afastada a hipótese de ocorrerem aguaceiros pontualmente fortes a Sul, passando gradualmente a regime de aguaceiros a partir da tarde.



    No dia 28, Domingo, espera-se um desagravamento geral da situação.



    Efeitos expectáveis:

    · Cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;

    · Inundações nas zonas historicamente mais vulneráveis;

    · Possível galgamento das margens em cursos de água;

    · Aumento do número de acidentes de viação, devido à existência de piso escorregadio e eventual formação de lençóis de água ou ao arrastamento de materiais sólidos para a via;

    · Efeitos torrenciais em linhas de água de resposta rápida;

    · Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associada à saturação dos solos;

    · Danos em estruturas montadas ou suspensas e quedas de árvores;

    · Danos nas linhas de comunicações e de energia eléctrica;

    · Possibilidade de sobre-elevação da maré, provocada pela baixa-pressão atmosférica;

    · Possíveis fenómenos de erosão na linha costeira;

    · Eventuais dificuldades com embarcações e possibilidade de acidentes junto à costa devido à agitação marítima.



    Nestes níveis de Alerta, nomeadamente no nível de Alerta Laranja, poderão ocorrer fenómenos que configuram possíveis situações de perigo, com condições para a ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, colocando em causa a sua segurança.



    As pessoas devem manter-se vigilantes e informar-se permanentemente sobre a situação, inteirando-se dos possíveis perigos. Devem adoptar as medidas de prevenção, precaução e auto-protecção indispensáveis e adequar os seus comportamentos de modo a não se colocarem em risco, cumprindo escrupulosamente as indicações das Autoridades.



    A ANPC recomenda à população a tomada das necessárias medidas de precaução e especial atenção:

    Às informações da Meteorologia e às indicações da Protecção Civil transmitidas pelos órgãos de comunicação social;
    À desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes que possam ser arrastados;
    À adequada fixação das estruturas exteriores para evitar que caiam por força do vento;
    À condução de veículos, nomeadamente nas vias propensas à formação de lençóis de água aumentando o perigo de acidentes rodoviários, pelo que se aconselha velocidades baixas – REDUZINDO AS DESLOCAÇÕES AO ESTRITAMENTE INDISPENSÁVEL;
    Às zonas de cheia das bacias dos rios, procurando, nomeadamente, colocar o gado e equipamento agrícola ou outro tipo de equipamentos em zonas seguras;
    NÃO PRATICAR actividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos, passeios à beira-mar e estacionamento de veículos na orla marítima;
    EVITAR estacionar viaturas em zonas onde possam existir estruturas exteriores que possam cair, nomeadamente árvores de grande porte.
    A Autoridade Nacional de Protecção Civil, através do seu Comando Nacional de Operações de Socorro, continuará a acompanhar permanentemente a situação em estreita colaboração com o Instituto de Meteorologia e com o Instituto da Água, difundindo os comunicados que se julguem necessários.

    Fonte: http://www.proteccaocivil.pt
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,336
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Evolução Sinóptica - 27 de Fevereiro de 2010

    [​IMG]
    CopyRight@MetOffice

    PORTUGAL CONTINENTAL: Análise sinóptica e tendência do estado do tempo

    O estado do tempo em Portugal Continental, ao longo do dia de hoje, está condicionado pela passagem de sistemas frontais associados a um centro de baixas pressões localizado a Oeste da Península Ibérica e em progressão para Nordeste.
    Assim, durante a primeira parte do dia, uma superfície frontal quente irá progredindo lentamente de sul para norte, dando origem ao aumento da nebulosidade e ocorrência de precipitação fraca e tendência para um aumento ligeiro da temperatura do ar. O vento, inicialmente fraco, de sul ou sueste, tenderá a aumentar de intensidade e a tornar-se moderado a forte, de sudoeste, com rajadas, em especial no litoral oeste e nas terras altas.
    Para a segunda metade do dia é esperada uma superfície frontal fria, associada ao mesmo centro de baixas pressões, que, sendo mais dinâmica, irá cruzar rapidamente o território de Portugal Continental, de sudoeste/oeste para nordeste/leste, afectando inicialmente as regiões do litoral oeste e, mais tarde, as regiões do interior. Esta superfície frontal fria poderá dar origem a períodos de chuva ou aguaceiros pontualmente fortes e possivelmente acompanhados por trovoadas.
    O facto de as linhas isobáricas se encontrarem muito próximas umas das outras traduz uma grande diferença de pressão atmosférica que, por sua vez, irá ocasionar ventos moderados a fortes, com rajadas.
    É esperada uma diminuição significativa da instabilidade para o final do dia de Sábado, com a diminuição da intensidade do vento.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Zapiao

    Zapiao
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    20 Set 2006
    Mensagens:
    882
    Local:
    Coimbra - 135m alt.
    Pessoal, o q se passou com o meteograma das 6h Coimbra? Ñ sei meter aqui imagens mas peço-vos q corram esse meteograma e vejam q alguns parametros sao estranhos. Algum bug???:huh:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página