Corredor das tempestades em Portugal

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Miguel96 6 Out 2014 às 18:48.

  1. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    Pode ser um bocadinho antítese mas a ideia está lá.
    As zonas laranja e amarela de facto ocorreram tornados mas as zonas mais favoráveis para essa ocorrência, são da zona laranja. Eu digo a zona laranja porquê? Porque é uma grande zona de planície onde se formam muitas tempestades em determinada época do ano.
    E também quando existe aqueles eventos severos no Alentejo, se estivesse lá alguém a apreciá-los( porque existem zonas em que não há membros registados no fórum), talvez poderia se ter observado um tornado.
    Por vezes nem todos os tornados são relatados na televisão e muitas vezes não provocam estragos em habitações.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,555
    Local:
    Eborae
    Exactamente, então e se eles ocorrerem nas tuas zonas verdes?

    Não percebo porque continuas a insistir nesta ideia, já vários membros te mostraram relatos de tornados em que zonas que tu achas que não são favoráveis à sua ocorrência.
     
    Duarte Sousa e Miguel96 gostaram disto.
  3. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    Os tornados podem ocorrer na zona verde mas só em zonas de vale, no topo das montanhas não ocorrem tornados, só funnel clouds.
    Mas mesmo assim a zona verde é a zona em que ocorreu o menor número de tornados.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    Alterei a legenda da cor verde

    Cor verde - Raro risco de haver fenómenos severos como tornados
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Aristocrata

    Aristocrata
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    28 Dez 2008
    Mensagens:
    5,765
    Local:
    Paços de Ferreira, 292 mts
    Boa noite.

    No dia 4 de janeiro de 2014 tivemos um tornado aqui perto, no concelho de Paredes, portanto dentro da zona verde do mapa.
    Miguel96, dou-te os parabéns por iniciares este tópico.:palmas:

    De facto há que melhorar o mapa e para isso estamos cá todos para nos complementar-mos.
    Normalmente as zonas litorais são mais sujeitas a este tipo de fenómeno e pelo mapa que o jonas_87 colocou haverá zonas menos propensas ao fenómeno, como o caso de Trás-Os_Montes. Mas de facto o risco existe, o nº de ocorrências é que aparentemente é menor, pelo menos nos registos\relatos o que não quer dizer que não ocorram - trata-se de zonas remotas, mais ou menos acidentadas e de baixa densidade populacional.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Mr. Neves, jonas_87 e Miguel96 gostaram disto.
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Tornados como sabemos já se formaram em muitas zonas do país, não dando para concluir grande coisa.
    Agora, corredor propriamente dito, acredito num já falado muitas vezes aqui, zona Oeste -> Ribatejo -> Alto-Alentejo/Beira Baixa.
    Mas provavelmente será abusivo falar em corredor, se calhar estatisticamente insignificante para se falar mesmo duma Tornado Alley.
    Mas acho que essa zona/corredor é das poucas aonde uma supercélula com movimento NE se pode manter muitas dezenas de quilómetros, ou mesmo centenas ao contrário do que acontece noutras zonas.
    Por exemplo Tornados no Algarve com movimento clássico para NE dificilmente depois sobrevivem às serras.
    No Alentejo também penso que pode haver um problema de falta de registos, de ocorrerem mais tornados do que pensamos, mas que não são registados. Pessoalmente acho que poderá haver um "corredor" idêntico mais a sul. Entre aspas, pois como referi, se calhar é precipitado falarmos de corredores.

    [​IMG]
     
  7. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,905
    Local:
    Foros Charneca (Benavente) / Mte. Barca (Coruche)
    Desculpa estar em insistir mas em que te baseias para dizer isso? Estás a reduzir a questão dos tornados a um único factor, as "zonas montanhosas", o que dá origem a uma falácia tremenda.

    Miguel, a tua ideia era boa mas não sei se existem dados científicos ou eventos meteorologicos que sejam estatisticamente representativos para fazer um mapa como o que tu fizeste com um mínimo de credibilidade.

    É bom tópico de discussão e de aprendizagem. ;)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #22 MSantos, 6 Out 2014 às 20:19
    Última edição: 6 Out 2014 às 20:25
    trepkos gostou disto.
  8. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    Estou a pesquisar no google sobre tornados nas montanhas e encontrei este site: http://www.ustornadoes.com/2013/03/...n-in-mountains-or-do-they-debunking-the-myth/

    Tentativa de tradução através do Google Chrome

    Então, por que são tornados menos comum em altitudes mais elevadas? A resposta básica é simples: elevações mais altas normalmente têm ar mais frio, mais estável.

    Um ambiente tornado maduro apresenta quente e úmido do ar "instável" para fornecer energia para as tempestades explosivos capazes de produzir tempestades. A regra de ouro quando se fala em altitudes mais elevadas é, "quanto mais alto você for, mais frio fica." Isto é verdade, simplesmente devido às taxas de lapso ambientais, ou a mudança de temperatura com a altura.

    Todas as coisas são iguais, por cada mil pés adquirida em elevação, há cerca de um F queda de 3 ° na temperatura. Ar mais frio na superfície é inerentemente mais estável e, portanto, mais frios paisagens de altitude elevada são mais estáveis.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,555
    Local:
    Eborae
    Também está escrito isto no final do artigo que te desmente categoricamente quando dizes que não há tornados em ambientes montanhosos.

     
    SpiderVV e Duarte Sousa gostaram disto.
  10. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    Bem...primeiro há que esclarecer se estamos a falar de tornados mesociclonicos ou não-mesociclonicos.

    As condições para a formação de tornados mesociclonicos, associados a supercelulas, são muito mais especificas do quepara a genese dos tornados não mesociclonicos/trombas.

    Para haver supercélulas tornadicas, alem da dinamica atmosferica ter de ser especifica, a topografia não pode ser irregular..topografias irregulares destroem a circulação das células.
    Isto não significa que não possam ocorrer supercelulas em areas elevadas, elas ocorrem mas em areas planalticas, ou seja, em que apesar da altitude a topografia é pouco rugosa e portanto não se torna tão impeditiva á organização da circulação de mesoescala associada á Sc.

    Quanto ás vulgares trombas, essas são muito menos dependentes, a sua origem prende-se essencialmente com a ocorrencia de fortes correntes ascendentes que ganham rotação por mecanismos de shear horizontal ( convergencia de fluxo na base do updraft)...sem necessidade de ter supercelulas para as originar, são fenomenos que ocorrem em qualquer tipo de terreno até porque a sua escala é muito inferior á escala da topografia ( ao contrario das situações supercelulares).

    Partilho da ideia do Vince, a região do Vale do Tejo parece favoravel...dois motivos parecem-me preponderantes:

    - É o unico local do pais que em situações tipicas de fluxo de W/SW nos niveis médios, apresenta topografia favoravel á ocorrencia de lee troughs (http://en.wikipedia.org/wiki/Trough_(meteorology)#Lee_trough), embora a uma escala muito pequena, associadas á orientação do sistema montanhoso Sintra-Montejunto-Estrela.

    - É uma região que na ocorrencia de fluxo do quadrante sul á superficie, sai favorecida com o aquecimento dessas massas de ar á medida que progridem pelas planicies a sul.

    Quando estes dois factores se conjugam, as chances de ocorrencia de tornados será aumentada.

    No entanto, no litoral Norte, vales do Mondego.. em situações de fluxo de SE, a presença das serras costeiras tambem favorece a genese das lee troughs, e as convergencias da brisa maritima podem contribuir para um comportamento da atmosfera favoravel á ocorrencia de supercelulas tornadicas.

    Tambem no Sotavento Algarvio, em situações de fluxo de norte nos niveis médios, a serra Algarvia pode contribuir para a formação de lee troughs, mas são sempre necessarios fluxos de sul á superficie para alimentar a conveção com ar humido...tal muitas vezes não acontece porque quando se establece circulação de norte ela é muitas vezes forte demais para permitir que haja circulações de brisa significativas do quadrante sul.

    Portanto, o vale do Tejo parece ser assim a olho uma região beneficiada dado que as sua morfologia de terreno se adequa bem ao padrão atmosferico tipico que leva á tornadogenese em PT continental.


    Já agora, vale a pena consultar alguma bibliografia..
    http://ephyslab.uvigo.es/publica/do...ng_Atmospheric_Research_101_(2011)_84–101.pdf
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #25 stormy, 6 Out 2014 às 21:03
    Última edição: 6 Out 2014 às 21:16
    CptRena e Miguel96 gostaram disto.
  11. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    E o que tens a dizer da região do Alentejo @stormy ?
    Podem ocorrer muitos tornados que não são relatados na televisão devido ao facto de não provocarem estragos nas habitações e de ocorrerem em áreas isoladas e por isso esse mapa que o Vince traçou poderá não estar correto e o corredor das tempestades ser a região do Vale do Tejo juntamente com o Alentejo.
    Não nos podemos só basear no nº de tornados que ocorrem, mas sim se existe maior probabilidade de surgirem tornados no Alentejo ou não.
    No Alentejo não existem muitos observadores meteorológicos como se pode ver aqui no fórum, mas se o nº de observadores meteorológicos fosse maior o nº de tornados podia ser mais significativo que a região do vale do Tejo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #26 Miguel96, 6 Out 2014 às 21:41
    Última edição: 6 Out 2014 às 21:48
  12. Prof BioGeo

    Prof BioGeo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Dez 2006
    Mensagens:
    634
    Local:
    Moura, Alentejo
    Parece-me que se está a tentar colar a topografia do Alentejo (classicamente uma peneplanície) às extensas planícies do centro dos EUA, onde ocorrem mais tornados do que em qualquer outro ponto do Planeta. Concordo que as áreas montanhosas possam destruir a circulação das Sc, daí afirmar-se que terreno pouco acidentado favorece a propagação dessas Sc. Mas também sabemos que nem todas as Sc produzem tornados. E há que perceber que nas Grandes Planícies dos EUA há o encontro de massas de ar muito diferentes, que percorreram extensas áreas continentais: ar frio vindo de norte (região dos Grandes Lagos e mais acima) "choca" com ar tropical vindo do Golfo do México (estas massa, ainda por cima, não têm grandes barreiras montanhosas no seu percurso). O resultado é o que todos conhecemos. Em Pt continental não temos nada disso. A massa continental não é comparável e temos depois a influência marítima. São fatores que não podem ser desprezados: não é só por haver planícies (em rigor, peneplanícies) que há mais hipóteses de haver tornados.
    E quanto ao facto de haver poucos observadores no Alentejo: Há naturalmente menos do que em outras regiões do país, mas isso explica-se com a estatística populacional. Faço observações no Alentejo (Margem esquerda do Guadiana) há cerca de 8 anos. Já ví fantásticas tempestades, com convecção severa, granizo, supercélulas (é sempre um pouco difícil ter a certeza de que estamos perante uma Sc sem o auxílio de um radar, a menos que exibam uma imponente Shelf Cloud ou a rotação seja bem percetível e mesmo assim...). Já vi isso tudo (Shelf clouds e Wall clouds foram até bastante assíduas no passado mês de Setembro) mas nunca vi nenhum tornado, nem sequer uma funnel cloud. E estou bem atento a esses fenómenos, pelo que julgo poder afirmar que não me escapariam... Claro que posso ter estado sempre no sítio onde nada se passou, mas acredito mesmo é que é a lei das probabilidades a funcionar. São fenómenos que podem ocorrer em qualquer local mas com baixa probabilidade... e o Alentejo não me parece, de todo, um local em que a probabilidade de ocorrência seja sensivelmente superior à de outras zonas. É a minha opinião! De qualquer forma, é um tópico bastante interessante e que está a gerar uma boa discussão!
     
    CptRena, AnDré e MSantos gostaram disto.
  13. Miguel96

    Miguel96
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Fev 2011
    Mensagens:
    2,872
    Local:
    Cidade de Espinho (alt:450mts)
    Mas no Alentejo não há a junção de três massas de ar diferentes?
    A massa de ar quente e seco que vem do Deserto do Sara , a massa de ar quente e húmido que vem de Espanha(ar mediterrânico) e a massa de ar marítimo e húmido que vem do oceano.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Prof BioGeo

    Prof BioGeo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Dez 2006
    Mensagens:
    634
    Local:
    Moura, Alentejo
    A ser assim, a massa Saariana "mata" a convecção (é necessário haver humidade para haver convecção); De Espanha vem ar Quente e Seco (não húmido). O único que favorece a convecção é o ar marítimo tropical (entradas de SW). E é necessário haver frio em altitude (para que o ar mais quente em baixo comece a subir, condense, e forme Cb).
     
  15. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,555
    Local:
    Eborae
    Eu também moro no Alentejo e ainda não vi nenhum tornado, vi uma funnel no início de setembro.

    Isto não é nenhuma zona de tornados como dizes e acredita que não há assim tão pouca gente como pensas.

    Acho que andas a confundir as coisas.
     
    SpiderVV e Prof BioGeo gostaram disto.

Partilhar esta Página