Erupção do Pico do Fogo, Cabo Verde

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por Profetaa 23 Nov 2014 às 15:13.

  1. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,250
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. vamm

    vamm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Set 2014
    Mensagens:
    1,744
    Local:
    Ourique
    Eu, que sou uma pessoa comum e que pouco ou nada percebe do assunto, não entendo como é que existe tanta gente a viver nestas zonas de risco e não têm planos de fuga, previsões exactas de que a actividade aumentou, disto e daquilo. Não é suposto existir isso?
    É que primeiro foi no Japão, aquele vulcão que do nada entra em erupção e apanha imensa gente desprevenida. E agora este.
     
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,062
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Difícil de responder. Depende de muita coisa. Por exemplo, os japoneses têm uma eficácia inferior a 20%.

    Somos uma espécie que não consegue planear a longo prazo. Como tal, planos de prevenção geralmente não correm muito bem. Se não houver avisos periódicos sérios a população não liga (os exercícios de segurança eventualmente caem em saco roto). Nos Açores também não há planos.

    http://www.acorianooriental.pt/noticias/ver/173070

    http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=42295&op=all

    Mas isso é transversal a muita coisa. O mesmo se sucede com os avisos meteorológicos do IPMA. Cada pessoa dá uma importância diferente.

    Adição: Quanto ao viver em locais de risco... Se fosse por isso países como o Japão seriam escassamente povoados... Têm um pouco de tudo, furacões, sismos, maremotos, vulcões...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #18 Orion, 8 Dez 2014 às 22:10
    Última edição: 8 Dez 2014 às 22:16
    Wessel1985, vamm e StormRic gostaram disto.
  4. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,250
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    Hoje em dia ainda é muito dificil prever se um vulcão vai entrar em erupção, hoje ouvi um responsável da proteção civil de Cabo Verde dizer que mais de 60% dos alertas vermelhos em vulcanismo em nada dão. Cada vulcão tem o seu comportamento, e não há dados suficientes para permitir que aquele comportamento garante uma erupção, pois o espaço temporal em cada erupção geralmente traduz-se em décadas/séculos, instrumentação útil só apenas apareceu nos últimos 30/40 anos e apenas nos últimos 20 anos é que apareceu formas de comunicação úteis para os sismologos/vulcanólogos monitorizarem em tempo real um vulcão.

    Mesmo em vulcões em que há grande monitorização de sismicidade, tiltmeter (falta-me o nome em pt), GPS, análises químicas (fontes hidrotermais, gases, rios, etc), estudos de deformação através de satélite (ex: INSAR) há grande dificuldade em dizer se o vulcão vai entrar em erupção e muitas vezes em vulcões remotos, só se consegue confirmar uma erupção se houver confirmação visual (geralmente por satélite). Depois há vulcões dados a muita sismicidade, como outros que apenas apresentam sismicidade relevante umas horas antes de entrar em erupção.

    Sobre Cabo Verde, não faço a mínima do tipo de monitorização que tenham, mas suponho que tenham notado um aumento de sismicidade, tremor harmónico, mas não sabemos quantas vezes este vulcão teve este comportamento desde 1995 (última erupção). Mas a sorte foi que este vulcão entrou em erupção na base do cone principal..agora se este vulcão tivesse tido uma erupção como por exemplo a do Sinabung deste ano, com fluxos piroclásticos a atingir 5km....

    Um alerta máximo de perigo de erupção vulcânica, pode ter graves consequências para a economia local..pois a partir do momento que lanças esse alerta, crias um perímetro de segurança à volta do vulcão, essa zona torna-se sem vida humana..e imaginando que o vulcão não entra em erupção, mas continua a apresentar sinais durante meses/anos, que decisão vais tomar?

    Há casos em que foi possível prever erupções (Monserrat, Pinatubo, etc) com sucesso, mas tb ocorreu erupções em que não foi possível prever uma erupção atempadamente (do Japão este ano) e outros casos em que em tudo se previa uma erupção, evacuaram, e nada ocorreu.

    @Orion, nós tambem temos vulcões, sismos, tsunamis, e tempestades tropicais/furacões...mas somos umas pequenas ilhas no meio do Atlântico, não temos para onde fugir, se aplicassemos um raio de 10km de zona perigo à volta de cada vulcão nos Açores, ninguem vivia nos Açores. Ao longo da história há dezenas de ilhas que foram evacuadas devido a erupções vulcânicas, esperemos que nunca sejamos um desses casos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Gil_Algarvio

    Gil_Algarvio
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Mar 2009
    Mensagens:
    1,732
    Local:
    Manta Rota - Algarve
    O Prof. José Luís Zêzere (do CEG, IGOT-UL) que esteve em missão no arquipélago de Cabo Verde, acompanhou o desenvolvimento das erupções vulcânicas na Ilha do Fogo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,250
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    Nos últimos 3 dias a erupção cessou, tudo indica que poderá ser o fim da erupção..isto quase 3 meses depois de uma erupção quase contínua com características efusivas e estrombolianas.

    Fotos da cratera que esteve em erupção..
    [​IMG]
    [​IMG]
    Fonte: Observatório Vulcanológico de Cabo Verde (OVCV)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página