Furacão LORENZO (Atlântico 2019 #AL13)

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,034
Local
Açores
Campo de vento medido pelo satélite GCOM/AMSR2 durante a passagem de Lorenzo pelos Açores. A pequena área escura sobre as ilhas ocidentais corresponde a vento de ao redor de 64 nós.

48833084793_0be7201525_b.jpg

É a concretização do que foi previsto. Áreas distintas com ventos de equivalente intensidade (a tal deformação do campo de ventos).

hwrf_mslp_wind_13L_7.png
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,248
Local
Torres Novas(75m)
Ao ver estas fotos, dos contentores espalhados, em cima dos predras, e bastante danificados, seria que não se poderia ter deslocado o cargueiro para outro porto qualquer que fosse mais seguro, agora não deve ser tarefa fácil retirá-los do local.
E não estou a criticar nada, nem niguém apenas para ver se alguém sabe mais pormenores acerca dos cargueiro.




Esta foto, dá para ficar-mos com uma ideia da força da ondulação, ao conseguir arrastar estes blocos gigantes de betão, que devem de pesar umas dezenas de toneladas, como se fossem uns meros tijolos.

 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,034
Local
Açores
Ia eu escrever que a rajada de 163 qph esteve muito perto de destronar a Tanya...

PRFMInh.png


... mas a página foi mudada (e eu garanto que foi muito recentemente, e é se não foi hoje):

IRq1Kh2.png


---

archives-1989-12-15-12-0.png


Há anos que abordo a Tanya enquanto recordista de vento e o IPMA ativamente omitia o referido registo. À falta de outros termos, é inenarrável a conduta (de alguns elementos) do instituto.

Nem na página dos extremos há o mínimo de esforço para ter informação atualizada. Às vezes só merece desprezo.
 
Última edição:

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
4,221
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
É incrível o que se passou hoje nos Açores. Não pude acompanhar o seguimento do furacão lá muito bem, por razões pessoais, mas esta é a minha opinião.

As Flores provavelmente é a ilha mais afetada. A vaga de tempestade destruiu o Porto das Lajes das Flores, o único porto comercial das Flores. Ou seja, os barcos agora não têm sítio para atracar. A destruição do porto também faz com que dificulte as descargas de comida e a reconstrução da ilha.
Possivelmente, os florentinos terão muitos meses pela frente com falta de recursos, com prejuízos enormes na economia local.

Isto foi com um furacão de categoria 2 fraco e em dissipição, agora imaginem o que aconteceria se os Açores fossem atingidos por um furacão como o que tinha sido inicialmente previsto pelos modelos. :surprise:

Por outro lado, há também a questão do tamanho. Que eu saiba, das Flores ao Pico em linha reta não é lá muito perto... São cerca de 220 km, muito semelhante à distância (em linha reta) entre a minha casa e Aveiro. Ou seja, o furacão tinha um raio de 300 km e um diâmetro de 600 km. Que besta! :shocking:

Se uma coisa deste tamanho atingisse o Continente, nem imagino o que aconteceria... Seria o caos! :eek:
 

Afgdr

Nimbostratus
Registo
28 Set 2011
Mensagens
1,887
Local
Lagoa - São Miguel, Açores
Aqui fica a previsão do estado do tempo na sequência da passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, para mais tarde recordar. Não é todos os dias que temos previsões destas.

Previsão para 4ª feira, 2.outubro.2019

GRUPO OCIDENTAL
Céu muito nublado, com abertas para o fim do dia. Períodos de chuva e aguaceiros FORTES.
Vento sueste TEMPESTUOSO a TEMPORAL (75/100 km/h), temporariamente
TEMPORAL DESFEITO a FURACÃO (100/120 km/h) com rajadas até 190 km/h,
rodando para noroeste e tornando-se moderado a fresco (20/40 km/h).


GRUPO CENTRAL
Períodos de céu muito nublado com abertas, temporariamente encoberto.
Períodos de chuva e aguaceiros especialmente na madrugada e manhã.
Vento sul FORTE a MUITO FORTE (50/75 km/h), temporariamente TEMPESTUOSO (75/85 km/h) com rajadas até 160 km/h, rodando para noroeste e tornando-se bonançoso a moderado (10/30 km/h)
ao fim do dia.

GRUPO ORIENTAL
Períodos de céu muito nublado com abertas. Aguaceiros.
Vento sul fresco a muito fresco (30/50 km/h), temporariamente FORTE (50/65 km/h) com rajadas até 100 km/h, rodando para noroeste e tornando-se bonançoso (10/20 km/h) ao fim do dia.


ESTADO DO MAR

GRUPO OCIDENTAL:
Mar ENCAPELADO a EXCEPCIONAL, tornando-se cavado.
Ondas sudoeste de 10 a 15 metros, passando a noroeste e diminuindo gradualmente para 4 a 5 metros.
Temperatura da água do mar: 23ºC

GRUPO CENTRAL:
Mar ALTEROSO a TEMPESTUOSO, tornando-se de pequena vaga.
Ondas sudoeste de 5 a 6 metros, temporariamente 9 a 12 metros, passando a oeste.
Temperatura da água do mar: 23ºC

GRUPO ORIENTAL:
Mar grosso a ALTEROSO, tornando-se de pequena vaga.
Ondas sudoeste de 3 metros, aumentando para 5 a 6 metros, temporariamente 7 a 9 metros e passando a oeste.
Temperatura da água do mar: 23ºC


TEMPERATURAS MÍNIMAS E MÁXIMAS PREVISTAS:

Santa Cruz das Flores: 18 / 26ºC
Horta: 19 / 26ºC
Angra do Heroísmo: 19 / 26ºC
Ponta Delgada: 21 / 26ºC


Meteorologistas: Medeiros/vieira.
INFORMAÇÃO DO INSTITUTO PORTUGUES DO MAR E DA ATMOSFERA - PORTUGAL

Atualizado a 2 de outubro de 2019 às 1:34 UTC



Off-topic:

Acho interessante que apenas o IPMA dos Açores utiliza a Escala de Beaufort e a Escala de Douglas nas suas previsões, para caracterizar a intensidade do vento e o estado do mar, respetivamente. Nas previsões do Continente e da Madeira, não se vêem as designações utilizadas nas nossas (apenas utiliza fraco, moderado, forte e muito forte). A verdade é que para uma pessoa leiga, que ouça as palavras pela primeira vez, é complicado associar os termos à intensidade do vento/estado do mar, mas o povo açoriano já associa os nomes rapidamente, de tanto ouvi-los na TV aquando da transmissão da previsão meteorológica apresentada diariamente por um meteorologista da Direção Regional dos Açores do IPMA na RTP Açores.
 

Afgdr

Nimbostratus
Registo
28 Set 2011
Mensagens
1,887
Local
Lagoa - São Miguel, Açores
A vaga de tempestade destruiu o Porto das Lajes das Flores, o único porto comercial das Flores. Ou seja, os barcos agora não têm sítio para atracar. A destruição do porto também faz com que dificulte as descargas de comida e a reconstrução da ilha.
Possivelmente, os florentinos terão muitos meses pela frente com falta de recursos, com prejuízos enormes na economia local.

Hoje, já se verificou uma maior afluência da população florentina aos postos de abastecimento de combustível, com receio de ficarem sem combustível por uns tempos devido aos estragos significativos verificados no Porto das Lajes das Flores.


 

lcs

Cirrus
Registo
7 Dez 2016
Mensagens
27
Local
Lajes das Flores
Hoje, já se verificou uma maior afluência da população florentina aos postos de abastecimento de combustível, com receio de ficarem sem combustível por uns tempos devido aos estragos significativos verificados no Porto das Lajes das Flores.

Combustível e gás.
Já há pessoas a comprar gás a meia dúzia de bilhas. Se não houver uma racionalização não vai chegar para todos.



 
  • Gosto
Reactions: Wessel1985